Menu

9.11.16

{Resenha} O Problema dos Três Corpos - Cixin Liu

Edição: 1
Editora: Suma de Letras
Autor: Cixin Liu
Ano: 2016
Páginas: 320
Sinopse: China, final dos anos 1960. Enquanto o país inteiro está sendo devastado pela violência da Revolução Cultural, um pequeno grupo de astrofísicos, militares e engenheiros começa um projeto ultrassecreto envolvendo ondas sonoras e seres extraterrestres. Uma decisão tomada por um desses cientistas mudará para sempre o destino da humanidade e, cinquenta anos depois, uma civilização alienígena a beira do colapso planeja uma invasão. O problema dos três corpos é uma crônica da marcha humana em direção aos confins do universo. Uma clássica história de ficção científica, no melhor estilo de Arthur C. Clarke. Um jogo envolvente em que a humanidade tem tudo a perder.

Sou muito fã de ficção-científica. Então quando vi a capa de O Problema dos Três Corpos não tinha como confundir o livro com outro gênero. Vamos ver o que achei dessa leitura?

O Problema dos Três Corpos acompanha a trajetória de dois personagens centrais: Ye Wenjie e Wang Miao, intercalando entre o passado e o presente. Ye Wenjie vê toda a sua família ser despedaça pela Revolução Cultural e com isso acaba desacreditando na humanidade. Ela acredita que a humanidade deva ser reformulada, mas sozinha não irá conseguir. Depois de passar anos por várias situações desagradáveis, sua descrença apenas aumenta. Até que ela é convidada a trabalhar na Costa Vermelha, mesmo sabendo que nunca mais poderá sair de lá, por conta de seu passado, Ye vê a chance de ajudar a humanidade a crescer de modo positivo.


Décadas depois, os atos de Ye Wenjie tem impacto no futuro de Wang Miao, um físico e pesquisador de nanomateriais. Wang se vê envolvido com as Forças Armadas para a resolução de um problema e logo depois se vê inserido em um jogo nada convencional conhecido como Três Corpos. O jogo não é nada do que se espera dos jogos de vídeo game e por esse motivo atrai o público de matemáticos e físicos, todos em busca da resolução do problema dos três corpos no jogo. Mas o que esse jogo tem relação com o antigo trabalho de Ye na Costa Vermelha? A revelação deixa Wang e companhia bastante perturbados, e agora o futuro da humanidade depende deles.

Cixin Liu embasa o livro em fatos históricos verdadeiros e importantes de seu país. Essa ponta de realismo deixa o livro mais interessante e nos dá uma visão da cultura chinesa. O início de toda a trama começa com a Revolução Cultural na China, em 1967, onde os guardas-vermelhos eram a milícia e atacavam todos aqueles que eram contra o governo de Mao Tsé-tung.

Um fato que me chamou atenção foi que o tradutor tenta nos familiarizar com termos e fatos históricos ao longo da narrativa por meio das notas de rodapé. Esse cuidado do Selo Suma de Letras fez toda a diferença na leitura para mim.O autor nos conta os fatos e a parte da história de Ye de forma direta, mas peca por ter muitas partes técnicas. O Problema dos Três Corpos não é um livro de leitura fácil e rápida. Para aqueles que se aventurarem no universo desse livro já deixo o aviso, existem muitos termos técnicos que deixam a leitura bem densa e difícil de interpretar. Quem é da área de ciências, vai conseguir aproveitar bem mais a leitura. Não posso deixar de citar que o livro ganhou o Prêmio Hugo de Melhor Romance em 2015, o prêmio mais importante desse gênero de literatura.


O Problema dos Três Corpos é apenas o primeiro livro da trilogia homônima. Ainda sem previsão de lançamento aqui no Brasil do segundo livro, The Dark Forest, mas espero que seja para logo. ;D

1 comentários:

  1. eu gostei da trama pelo jogo de segredos, da possibilidade de investigar, de ir compreendo conforme as páginas mudam
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.