Menu

19.12.16

{Resenha} Lágrimas de Outono



 Autora: Amanda Bonatti
Editora: Arwen - Selo Regeneração
Sinopse: Isabel vivia uma infância feliz e cercada de carinho da família. Muito apegada à sua mãe Elisa, que a ensinou a amar as flores e a cultivar o mesmo apreço que tinha
pelo jardim da casa onde ambas nasceram.
A menina cresceu apaixonada pelas flores, árvores e o encanto presente naquele lugar, que era a representação do amor que uniam mãe e filha.
No entanto Bel precisou aprender a lidar com perdas desde muito nova, vivendo momentos difíceis para uma criança. Depois de perder a mãe e também alguns anos da infância a menininha cresce e torna-se uma jovem insegura e temerosa em ter mais perdas e sofrimento em sua vida.
Ela conhece Joaquim e juntos traçam uma história de amor e superação, com mais algumas perdas, dificuldades, lições e recomeços.
Isabel precisará passar por um caminho de provações que a levará a aprender a confiar nos planos de Deus, trilhando um caminho de aprendizado, compreendendo as etapas da vida, para assim, entender que os laços de amor são muito fortes e nos acompanham eternamente.

Com certeza considerarei “Lágrimas de Outono” meu livro favorito da Editora Arwen, de todos que li até agora, foi o que mais me impressionou.

A narrativa é calma, bela e coerente com a história o tempo todo. Incrível como passa todos os sentimentos a quem ler.
“Quando o outono se aproximava, eu sentia que era chegada a hora de me deixar cair, assim como as folhas e flores do quintal. Para elas tudo parece ser calmo. Um dia simplesmente caem, numa dança girante pelo ar e deitam-se na grama, repousando, sem dor.”
Acompanhamos a pequena Isabel e suas aventuras. Morando em uma grande casa em Santa Catarina, com seus pais e irmãos, dois mais velhos, sendo que um morava na capital, outro um pouco mais velho que ela mesma, José e sua irmã mais velha Carol. Especialmente apegada a sua mãe, Isabel e Elisa, sua mãe, passavam suas horas no grande jardim da casa, brincavam entre árvores e flores.
Apelidada de “Jardineira” pois nunca abandonava o jardim, Bel vivia tempos felizes cuidando das flores, em especial uma grande Cameleira branca que era sua favorita.
“ – Bel, a flor de camélia representa a alma que sempre irradia beleza. A camélia quando cai, cai a flor inteira de uma vez. – Ela falou e vendo que eu não compreendia, continuou. – Simboliza uma vida com alma perfeita, significa viver feliz até o último momento e partir sem sofrimento. – Mamãe disse recolhendo a flor.”

Como a constante mudança das estações, a vida de Bel seguiu em mudança. O falecimento de sua mãe foi o marco das mudanças em sua vida. Após essa grande perda é que somos afetados pelos sentimentos de Bel. Com apenas 8 anos a vontade de viver e continuar se foi com sua amada mãe, em sua rotina nada mais tinha graça. O pior para a menina, era ver que todos na casa além dela, estavam superando a morte repentina, sorrindo e continuando, e ela continuava a sofrer.

Apenas com 6 meses da morte de sua mãe, o pai de Isabel resolveu se casar novamente, pois pensava que as crianças estavam solitárias demais sem uma presença materna. A nova madrasta não era o que o pai de Bel fantasiava. Longe da presença paternal, a mulher era cruel, batendo nas crianças e as deixando passar fome, mas contar não funcionou, então, Bel e seu irmão apenas tentavam passar os dias.


Novamente uma grande mudança acontece e foi a vez do pai da menina partir. Com a morte do chefe da família, foi preciso decidir o que fazer. Os irmãos que viviam na capital, foram para a casa para uma reunião onde decidiriam o futuro da casa e das crianças.
A chegada de um de seus irmãos em particular, Beto, ao qual Isabel se apegou, mudou os rumos da vida da menina. A madrasta cruel foi expulsa da casa, José decidiu morar com Tia Rosa, Isabel decidiu ir para Capital com seu irmão Beto.

Após isso, temos um salto no tempo e 10 anos se passam. Isabel já moça vive com  Beto e sua esposa Maria. Com o dinheiro que guardava da herança dos pais, abriu uma floricultura, a “Casa das Flores”, com a ajuda de sua querida amiga Laura, o negócio se tornou um sucesso.
“O bom da vida é que sempre podemos contar com as boas surpresas que surgem  no meio do caminho.”
Joaquim, um misterioso garoto português surge na vida de Isabel, e ambos apaixonam-se, mas nunca sem obstáculos para enfrentar.

Ver e sentir a mudança de Isabel de acordo com tudo que supera é interessante de se ler, nos prende atiçando a curiosidade a cada página que passa.

Com diversas mensagens de Chico Xavier, o livro contém leves toques da religião Espirita, mas não algo em demasia. É uma história para se ler com calma, acompanhando tudo que acontece.

2 comentários:

  1. uma trama bem emotiva, claro que ja me conquistou
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Estou MUITO feliz em ler sua resenha e UAU, mais ainda em saber que ele se tornou seu livro favorito entre todos os que já leu da Editora Arwen.
    Adorei os trechos que escolheu para destacar na resenha. Parabéns também pelo blog, muito belo!
    beijos beijos
    Amanda Bonatti

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.