Menu

21.12.16

{Resenha} Repeteco



Autor: Bryan Lee O'Malley
Editora: Quadrinhos na Cia.
Sinopse:"A vida de Katie vai muito bem. Ela é uma chef talentosa, dona de um restaurante de sucesso e com grandes planos para a vida. De repente, em um único dia ela perde uma grande chance de negócios, sua paquera com um jovem chef azeda, sua melhor garçonete se machuca e um ex-namorado charmoso aparece para complicar ainda mais a situação. Quando tudo parece perdido e Katie já não enxerga mais uma solução, uma misteriosa garota aparece no meio da noite com a receita perfeita para uma segunda chance. E assim, Katie ganha um repeteco na vida e precisará lidar com as consequências de suas melhores intenções."

Aviso importante: temos alguns Easter Eggs no fim da resenha, tá? Isso beira um spoiler então pule as imagens finais se não quiser ver cenas forte!

Alguns anos atrás, Katie, uma jovem de 29 anos decidida e abusada, abriu o restaurante Repeteco com alguns amigos e, àquela época, essa era sua maior felicidade. Porém, com o passar do tempo, os amigos seguiam outros rumos e  corriam atrás de novas ambições, restando apenas Katie no Repeteco - um lugar que já não era mais o símbolo do que ela almejava para si. Descontente com sua situação no restaurante, a jovem decide arrumar um novo sócio e abrir seu próprio negócio em Lucknow, n'um prédio abandonado (mas com muito potencial, tá?) do outro lado do rio. 


As obras no Lucknow demoram mais que o previsto e Katie fica cada dia mais ansiosa com sua posição no Repeteco. Nossa protagonista já havia treinado um chef substituto mas todos ainda a tratavam como a responsável pelo local - uma massagem pro ego, claro; por outro lado, ela não aguentava mais aquele lugar, aquela cozinha escura que, afinal, já nem era mais sua, ela queria algo pra chamar de seu! Economizando cada centavo para inaugurar logo seu restaurante, ela seguia morando no quartinho em cima do Repeteco; e foi lá onde o cerne da história começou.

No meio da noite, Katie acorda e se depara com uma estranha garota em cima de sua cômoda. Sem entender se aquilo era sonho ou realidade, Katie assiste atônita a garota deixar um embrulho em uma das gavetas, falar algumas palavras - até então sem nexo - e desaparecer sem deixar vestígios. 

No dia seguinte, tudo seguia na mesmice de sempre: Katie rondando no Repeteco - também conhecido como seu purgatório -, dando pitaco aqui e ali, agarrando o novo chef para evitar pensar na relação conturbada com Max, seu ex, e levando bronca do dono do restaurante por ainda não ter ido embora. Mas, então, tudo começa a dar errado. Por um descuido, Hazel, a garota estranha que trabalha como garçonete no Repeteco acaba queimando-se com óleo quente - um descuido que, no fim das contas, foi culpa de Katie. Lá no salão, Max, o amor incompreendido de nossa protagonista, aparece para mexer com seu coraçãozinho e complicar seu dia. Enquanto isso, as obras no Luckdown iam por água abaixo. Era demais pra Katie aguentar.

Nossa mocinha de meia idade vai deitar angustiada com tantos problemas em um dia só. Tantos pequenos erros que podiam ser evitados facilmente... Pensando numa maneira de contorná-los, Katie lembra-se da noite estranha com a menina mais estranha ainda. Vasculha, então, a pequena cômoda procurando pelo pequeno embrulho que a garota deixou; no fundo da gaveta, então, ela encontrou uma caixinha misteriosa.

Sem entender muito bem o que estava acontecendo, cansada pelo estresse do dia mas com aquela esperança do "vai que cola", Katie segue as instruções e, no dia seguinte, percebe que tudo havia mudado. Mas... tudo havia mudado ou ela tinha sonhado? Sua memória estava inútil? O que diaxos esse cogumelo alucinógeno fez com sua mente? Quem era aquela garota misteriosa? Quantas dúvidas! A trama se desenvolve em torno de Katie, sua caixinha intrigante e a garota misteriosa que apresentou  essa oportunidade de tentar de novo a Katie.

Corrigindo erro atrás de erro, nossa chef acaba se enrolando bastante e vale a pena descobrir como ela se vira tentando resolver os problemas secundários a sua correção de problemas - estranho, né? haha. Em suma, a história tenta demonstrar de maneira divertida a máxima de que "aconteceu a única coisa que podia ter acontecido", uma das 4 leis espirituais chinesas/indianas/nãolembro que eu li em algum lugar e não esqueci até hoje (só não lembro de quem é). 

A diagramação do livro está divina! Lembro que li Scott Pilgrim há uns, sei lá, mil anos e era tudo em preto e branco, bem chatinho. Em Repeteco, Bryan Lee parece ter percebido o erro de anos atrás e corrigiu com maestria. A diagramação ajudou a tornar a leitura leve, divertida e rápida, muito rápida. Lembro que cheguei da aula às 18h, vi que o livro havia chegado dos Correios e abri só por curiosidade (pra sentir o cheirinho de livro novo, pra ver as figuras, haha). Bem, a curiosidade foi tanta que às 20h eu já tinha terminado o livro sem nem perceber.


(nhonhonho a Hazel - de rosa - e a Katie são muito fofas!)

Katie é uma personagem decidida, palpável e com problemas reais; cada personagem segue a mesma premissa e tem uma personalidade marcante e bem delineada - exceto Max, que até agora eu não entendo bem quem é, o que faz e de onde veio. Aliás, Max foi o calcanhar de Aquiles desse livro; o romance entre os dois foi forçado e superficial (também conhecido como meia-boca), a ponto de ser impossível torcer pelo final feliz desse casal. A trama deles foi atropelada por mil outros eventos mais importantes e focar na união deles no desfecho do enredo, ao meu ver, foi um erro (e dos grandes). Por que não focar na amizade de Hazel e Katie? Ou na realização profissional da nossa chef? Um romance era mesmo necessário, de verdade?

Para finalizar com chave de ouro, Bryan Lee espalhou alguns Easter Eggs pelo livro! Só achei dois, haha, mas fuçando por aí na internet já vi que tem muuuito mais. 

1 comentários:

  1. eu gostei da ideia de ler um livro em quadrinhos com essa premissa, curti
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.