Menu

28.5.16

Lançamento: O Herdeiro Encantador - Herdeiro #4








Temos o grande lançamento do quarto livro da série Herdeiro, de Cinda Chima Williams: O Herdeiro Encantador, pela Farol Literário!

A Série Herdeiro é uma fantasia Young Adult e foi publicada inicialmente nos EUA pela Disney Hyperion, sendo que lá o primeiro livro, O Herdeiro Guerreiro, foi lançado em 2006.


A série relata a história de um adolescente chamado Jack, que cresceu em Ohio. A vida segue comum até o dia em que ele decide não tomar sua medicação diária e descobre que houveram diversos benefícios em não tê-lo feito, como por exemplo superforça e confiança. Ele decide tomar vantagem desse fato e se canditata ao time de futebol da escola, mas quase matou um de seus colegas no processo. É aqui que ele descobre que faz parte de uma sociedade mágica secreta e que ele faz parte da raça de Weirlinds, o clá guerreiro do mundo mágico.


Então ele é sugado para uma intrincada e complexa sociedade comandada por duas casas, a Casa da Rosa Vermelha e a Casa da Rosa Branca, que estão sempre se estranhando. Por causa de seus status de guerreiro, Jack é desejado por ambas as casas e encontra todo tipo de problema, sendo capturado pela Rosa Vermelha para entrar no jogo, uma competição onde dois guerreiros representam cada casa, lutando até a morte. O assistente de Jack, Leander Hastings (que é um mago) o treina e quer que ele entre em outro grupo do qual ele faz parte. A tia de Jack, Linda (uma encantadora), não quer que ele participe dos Jogos e tenta protegê-lo.

E Jack, enquanto tudo isso acontece, está distraído por Ellen, uma garota pela qual ele se atrai.


Esse é o contexto de todo o primeiro livro e como a história começa!!!

A ordem de leitura é:




- O Herdeiro Guerreiro: Jack tinha 16 anos e, a não ser pela cicatriz no peito e o remédio que tomava todos os dias, era um garoto normal. Até que se esquece de tomar o remédio e logo descobre a verdade: Jack é um dos últimos guerreiros Weirlind, uma sociedade secreta que está em guerra pelo poder, e terá de lutar para se defender de seu destino.







- O Herdeiro Mago: Segundo volume da trilogia de Cinda Williams, O Herdeiro Mago acontece num internato, onde Seph espera se iniciar na ordem secreta dos magos. Seph McCauley, de 16 anos, passou os últimos três anos sendo expulso de escolas. O problema não é a atitude dele, mas o rastro de desastres mágicos. Seph é um mago, órfão e não treinado, e seus poderes estão crescendo e fugindo de seu controle. Quando ele acha que finalmente será treinado em magia e iniciado na ordem secreta dos magos, descobre que o treinamento tem um alto preço... Será que Seph terá forças para sobreviver a uma guerra de feiticeiros?





- O Herdeiro Dragão: O pacto assinado em Second Sister foi roubado. D’Orsay, Hasting e as Rosas o querem. Quem o levar para a Ravina do Corvo e consagrá-lo terá o domínio sobre todas as classes. Todos se preparam para a guerra que está por vir. Trinity foi transformada em um santuário, onde Seth monitora constantemente a barreira que protege a cidade. Jack e Ellen treinam seu exercito de fantasmas. Neste momento de guerra, a lealdade dos envolvidos se abalam. Maddie e Jason querem a mesma coisa, mas até que ponto eles estão dispostos a ir por isso?





- O Herdeiro Encantador: Embora Jonah tenha sobrevivido ao Massacre do Monte dos Espinheiros, um ataque brutal ocorrido em uma próspera comunidade Weir no Brasil, não saiu ileso: como os outros sobreviventes, ele possui dons mágicos especiais que o diferem dos membros das ordens convencionais. Aos dezessete anos, tornou-se o assassino mais mortífero da Dulcamara, uma rede de caça a mortos-vivos. Emma Greenwood cresceu a quilômetros dessa realidade. Criada pelo avô, que lhe ensinou mais sobre música do que sobre magia, teve sua vida transformada na noite em que o viu morrer. Ele deixou um bilhete alertando que ela poderia correr perigo, com algumas pistas que a levaram a Jonah – e a um legado cheio de segredos e muitas perguntas. Juntos, Jonah e Emma irão em busca da verdade sobre o Monte dos Espinheiros e sobre quem planejou o grande massacre. Enquanto isso, terão que correr contra o tempo, pois crescem a preocupação e o medo de que o inimigo ataque novamente. No quarto e último livro da saga Herdeiro, todas os mistérios serão desvendados.

E há um quinto livro, ainda não lançado no Brasil:


- O Herdeiro Feiticeiro: The delicate peace between Wizards and the underguilds (Warriors, Seers, Enchanters, and Sorcerers) still holds by the thinnest of threads, but powerful forces inside and outside the guilds threaten to sever it completely.Emma and Jonah are at the center of it all. Brought together by their shared history, mutual attraction, and a belief in the magic of music, they now stand to be torn apart by new wounds and old betrayals. As they struggle to rebuild their trust in each other, Emma and Jonah must also find a way to clear their names as the prime suspects in a series of vicious murders. It seems more and more likely that the answers they need lie buried in the tragedies of the past. The question is whether they can survive long enough to unearth them. Old friends and foes return as new threats arise in this stunning and revelatory conclusion to the beloved and bestselling Heir Chronicles series.



Vou começar a ler a série já já!!! As edições brasileiras estão muito lindas, palmas para a Farol Literário!!!






27.5.16

Lançamento DarkSide Books: Os Condenados




Hoje vi uma notícia que me deixou com os pêlos em pé!!!


A editora amor Darkside está lançando um segundo livro de Andrew Pyper: Os Condenados.

Eu li O Demonologista e adorei (quem quiser ler a resenha dele, basta clicar aqui), fora que o livro tem o Selo Darklove de qualidade, né?



"Nesse romance a vida após a morte é algo muito real"

Danny Orchard conseguiu enganar a morte e ganhou uma segunda chance para viver.
Só que ele não voltou do inferno sozinho. Em Os Condenados, Andrew Pyper, autor do fenômeno O Demonologista, explora as conexões de amor e ódio entre irmãos gêmeos, numa história sobrenatural digna de pesadelos.



Danny passou por uma experiência de quase-morte em um incêndio há mais de vinte anos. Sua irmã gêmea, Ashleigh, não teve a mesma sorte. Danny conseguiu transformar sua tragédia pessoal em um livro que se tornaria um grande best-seller. Ainda que isso não signifique que ele tenha conseguido superar a morte da irmã. Claro, ela nunca mais o deixaria em paz.




Mesmo depois de morta, Ash continua sendo uma garota vingativa e egoísta, como sempre. Mas agora que seu irmão finalmente tenta levar uma vida normal, ela se torna cada vez mais possessiva. Danny parece condenado à solidão. Qualquer chance de felicidade é destruída pelo fantasma de seu passado, e se aproximar de outras pessoas significa colocá-las em risco.


Os Condenados é o segundo lançamento de Andrew Pyper pela DarkSide® Books. O autor, presente em diversas listas de mais vendidos em todo o mundo, foi consagrado por uma nova geração de leitores brasileiros, que fizeram O Demonologista ser uma das melhores surpresas em 2015. E agora Pyper promete incendiar novamente o mercado com este asfixiante thriller psicológico. Os direitos para o cinema de Os Condenados foram adquiridos pela Legendary Pictures, responsável por 300, pela Trilogia do Batman de Christopher Nolan e pelos projetos mais recente de Guilhermo Del Toro. Respire fundo.

Em 2016, estamos todos condenados ao melhor do terror e da fantasia.

Gente, me diz se essa edição não é maravilhosa? Me apaixonei pelo O Demonologista por causa da capa, esse não fica para trás! A DarkSide sabe como cativar os leitores, pelamordocartãodecrédito!

Os Condenados será lançado em 30 de junho de 2016!

Enquanto isso, fica aqui o Booktrailer pra vocês:


"Tudo precisa de um ponto final.
Mesmo o inferno que mora dentro de nós."





25.5.16

Dois Anos, Oito Meses e 28 Dias - Salman Rushdie





Edição: 1
Autor: Salman Rushide
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2016
Páginas: 336
Sinopse: Depois de uma tempestade em Nova York, fatos estranhos começam a ocorrer. Um jardineiro percebe que seus pés não tocam mais o chão. Um quadrinista acorda ao lado de um personagem que parece um de seus desenhos. Ambos são descendentes dos jinn, figuras mágicas que vivem num mundo apartado do nosso por um véu. Séculos atrás, Bunia, princesa dos jinn, apaixonou-se por um filósofo. Juntos, tiveram filhos que se espalharam pelo mundo humano. Quando o véu é rompido, tem início uma guerra que se estende por mil e uma noites — ou dois anos, oito meses e vinte e oito noites. Mais uma vez, Salman Rushdie cria uma obra-prima sobre os conflitos ancestrais que permanecem no mundo contemporâneo.




***
Em Dois Anos, Oito Meses e 28 Dias, temos uma história que segue vários momentos. Escrito em terceira pessoa, temos uma visão ampla dos acontecimentos em várias partes do mundo. O livro nos apresenta vários personagens e as situações esquisitas, conhecidas como estranhezas, que acontecem com eles.

Raphael Hieronymus Manezes nasceu em Bombaim, na Índia. Era filho ilegítimo do padre Jeremias D’Niza. Raphael foi mandado pelo pai para Nova York logo depois da morte de sua mãe, onde trabalhou com o tio Charles no seu escritório de arquitetura. Acabou ficando conhecido como Geronimo. Depois anos, ganhou o escritório do tio e o transformou em um estúdio de paisagismo e passou a ser chamado como Mr. Geronimo. Anos se passaram, e depois três dias e três noites, Mr. Geronimo percebe que não consegue colocar os pés no chão. Está flutuando de forma misteriosa.

“E foi ali que Mr. Geronimo notou que seus pés apresentava um problema novo e sério. Ao pisar na lama, suas botas não chapinhavam nem se prendiam. Deu dois ou três passos desorientado pelo negrume, olhou para trás e viu que não tinha deixado pegadas.” Página 35

Além dessa peculiaridade de Mr. Geronimo, outros também apresenta algumas estranhezas. Um bebê enrolado em uma bandeira da Índia é deixado misteriosamente no gabinete da prefeitura. A prefeita Rosa Fast logo percebe que a criança tem um dom. De alguma maneira a criança consegue expor a corrupção nas pessoas apenas com sua presença, deixando marcas de ulceração em suas peles.

Esses e muitos outros casos vieram a acontecer. Um tomento se assola sobre a terra, várias estranhezas acontecem com as pessoas durante Dois Anos, Oito Meses e 28 Dias.

O que está acontecendo? Mas o que realmente essas pessoas tem? O que o mundo não sabe é que eles são descendentes de djins, seres mágicos. Eles habitam um mundo aparte do nosso, onde apenas uma camada invisível separa os dois mundos. Esse mundo se chama Peristão ou Mundo Encantado. Teve uma época que os djins passavam para o nosso mundo e podia tomar nossa forma, mas o portal foi fechado. E agora muitos anos depois, o portal foi aberto novamente e nada de bom pode vir disso.



Salman Rushdie é indo-britânico. Ele é um autor bastante peculiar. Seu estilo de escrita mescla mito e fantasia com a vida real. Ele utiliza muito de religião em seus livros, em um deles o autor despertou a ira de aiatolá Ruhollah Khomein, líder religioso do Irã. Esse exigiu a morte do autor por blasfemar contra o profeta Maomé.

Seu tipo de escrita não me agradou. Não sei se pode ter sido a tradução ou a maneira como o próprio autor aborda os assuntos tratados no livro e sua maneira de estruturar seu texto. Os parágrafos são extremamente longos e em algumas ocasiões as falas ou pensamentos são atropelados e ficam misturados junto com a narração. Senti-me confusa muitas.

Se o livro tivesse sido escrito de uma maneira diferente, talvez eu tivesse apreciado a leitura. Uma pena, pois a história tem uma premissa bastante interessante, porém o livro se tornou para mim redundante e tedioso.




23.5.16

Caminho das Sombras - Brent Weeks



Caminho das Sombras
Anjos da Noite – Livro 1
O assassino perfeito não tem vínculos, apenas vítimas

Autor: Brent Weeks
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Sinopse: Para Durzo Blint, matar é uma arte... e ele é o artista mais talentoso da cidade. Temido por muitos, Durzo é uma lenda viva com as mãos manchadas de sangue e nenhuma culpa pelas vítimas que deixa pelo caminho.
Esse mundo sombrio também não é novidade para o jovem Azoth. Sobrevivendo entre becos sujos, ele aprendeu que a esperança é uma piada. Pelas regras das guildas, crianças são agredidas e surradas todos os dias.
Tentar contestar essa realidade seria um risco alto demais. Mas quando a morte se torna questão de tempo para ele e seus amigos, Azoth se vê forçado a vencer o medo e agarrar a chance de virar um derramador, um assassino. Ele precisa se tornar discípulo de Durzo Blint.
Para ser aceito, o garoto abandona sua antiga vida e abraça uma nova identidade. Ao se tornar Kylar Stern, ele aprenderá a transitar no mundo dos nobres, sobreviver às magias de seus inimigos e cultivar uma amizade muito especial, a da escuridão.

Resenha:
Primeiro livro da trilogia Anjo da Noite, que teve mais de 3 milhões de exemplares vendidos. Confesso que no começo do livro, me deu um pouco de preguiça, e não entendi o porquê de tanto sucesso. “É só mais uma daquelas histórias de reis, rainhas, castelos, magos e assassinos...”, pensei. Mas o livro é realmente muito legal, e conforme fui lendo, passei a me divertir e me intrigar mais com a história, a cada capítulo.

Durzo Blint é um derramador (assassino) que não aceitava aprendizes, até conhecer Azoth, um menino de 11 anos sem perspectiva nenhuma em sua vida. Ele e seus companheiros de guilda eram violentados das mais terríveis formas todos os dias, principalmente por Rato, 16 anos, gordo, do tamanho de homem feito e cobrador das taxas das guildas.

Azoth teve que provar ao derramador que merecia ser seu discípulo, matando Rato, porém, na primeira chance que teve, Azoth vacilou, e isso custou o rosto deformado de Menina-Boneca, a criança a quem Azoth mais tentava proteger. Após essa agressão, Menina-Boneca quase não resistiu, mas Azoth implorou a Durzo Blint que a salvasse e que o deixasse cumprir seu teste, já que o prazo ainda não havia terminado.

Ainda assim, Durzo tentou fazer Azoth desistir da ideia de se tornar um assassino, de ser seu aprendiz. Ofereceu a ele dinheiro e tentou convencê-lo a se tornar um aprendiz de um fabricante de flechas ou herbalista.

“Se vier comigo, terá que abrir mão de todo o resto. Quando começar a fazer o que faço, nunca mais será o mesmo. Vai ficar só. Vai ser diferente. Sempre. E isso não é o pior. Não quero amedronta-lo. Bem, talvez queira. Mas não estou exagerando nem mentindo para você. O pior, garoto, é o seguinte: os relacionamentos são uma corda. O amor é uma forca. Se você vier comigo, terá que desistir do amor.”

Acho que naquele momento, Azoth não compreendia muito bem o que tudo isso significaria em sua vida. Mesmo porque só tinha 11 anos e tudo o que sabia é que não queria mais sentir medo e queria ser capaz de proteger seus amigos. Por isso, aceitou se afastar de todos eles, incluindo Menina-Boneca, que foi acolhida por uma família que a criou como filha, com a ajuda do dinheiro que Azoth mandava sempre que recebia.

E então Azoth passou a ser treinado por Durzo Blint, aprendendo a lutar e a lidar com os mais diferentes tipos de armas e venenos (especialidade do mestre). Além disso, também começou a aprender sobre o Talento, que após desenvolvido, permitiria que ele utilizasse magia. Para Blint, não havia derramadores sem Talento.

Em determinado ponto do livro, Kylar Stern (nova identidade de Azoth) se incomoda por não conseguir acessar seu Talento, e nem seu mestre compreendia o porquê da demora. Para poder participar de um torneio, Kylar precisou ser avaliado por uma maga, que o explicou que ele tinha uma falha. Kylar tinha um grande poder de absorver magia, pelos olhos ou pela pele, além de uma ótima glore vyrden (magia de vida), porém não tinha um canal condutor, essencial para o uso de toda a magia que ele tinha à sua disposição.

Frustrado, Kylar demora a descobrir que existe sim uma solução. Ele aprende que é um ka’karifeiro, ou seja, nasceu com um buraco em seu Talento que só um ka’kari pode preencher. Seis ka’kari haviam sido fabricados para os seis campeões de Jorsin Alkestes, que não eram magos, mas os objetos lhes conferiam poderes como os dos magos de sete séculos atrás, bem mais fortes que os atuais. Quando um homem se conecta a um ka’kari, somente sua morte pode o desconectar para passar seu poder a outra pessoa.

Elene, a menina-boneca, sempre fez parte de seus sonhos, de sua vida, mesmo à distância. No final do livro, eles recebem uma missão, de criarem juntos uma criança cuja vida haviam salvado (não dá pra dizer mais do que isso sem dar spoilers), e assim ficamos imaginando o que vem pela frente no segundo livro.



A história vai acompanhando o crescimento de Azoth, que agora se chamava Kylar Stern, e todo o seu treinamento para se tornar um derramador. Conforme vai crescendo, Kylar aprende, em meio às mortes, o real significado de amor, amizade e traição. Eu gosto muito de livros em que o personagem principal está sempre evoluindo. Começa ali do zero, sem perspectivas, mas no final já se tornou algo muito melhor do que esperava, sem nunca perder sua essência ou mudar sua personalidade.


A cada capítulo, muita muita muuuuuuita coisa acontece, a ponto de nos fazer pensar que estamos até meio perdidos na história. Além disso, o uso de muitos termos desconhecidos (ka’kari sendo apenas um dos exemplos), nomes de povos, de lugares, de líderes, em alguns momentos torna a história confusa. Mas com o tempo vamos compreendendo... Até chegar nos últimos capítulos onde acontecem reviravoltas de dar taquicardia... E aí sim consigo dizer que realmente gostei da história e quero muito ler os outros volumes da trilogia, continuando a saga do Anjo da Noite. ;)