Menu

13.8.16

{Filmes} Precisamos falar sobre Kevin





Direção: Lynne Ramsay.
Elenco: Tilda Swinton, Ezra Miller, John C. Reilly, Ashley Gerasimovich, Jasper Newell, Rock Duer

ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS! Se você ainda não assistiu ao filme, prossiga por sua conta e risco.
Sinopse

Eva é uma mulher com sérios problemas de ansiedade e dificuldade de relacionamento, problemas estes que são um reflexo de seu passado sombrio e violento, fruto de um mal que originou-se no seio de sua própria família, ou pior, em seu próprio ventre. Um mal chamado Kevin.

Resenha

Oi gente! A maldade humana já foi retratada na ficção de várias formas. O longa de hoje nos leva a alguns questionamentos: Qual seria a origem da crueldade de um ser humano? O meio em que se desenvolve? Sua criação? Problemas mentais?

Porém, o mais perturbador sobre Precisamos Falar Sobre o Kevin é: E se a maldade do indivíduo simplesmente não tiver uma causa ou origem aparentes? Existe a possibilidade de que alguém simplesmente nasça impregnado pela maldade?

Este filme, baseado no livro homônimo de Lionel Shriver, não trata de um problema social, ou sócio parental. Ao contrário, levanta um questionamento, a meu ver, de cunho cármico, espiritualista: O que leva uma pessoa, criada com amor e cercada com um padrão de vida deveras confortável, a tornar-se um psicopata frio e a cometer atrocidades inimagináveis contra os da sua própria espécie?

Bom, talvez devêssemos perguntar ao Kevin...

NARRATIVA

A narrativa em Precisamos Falar Sobre o Kevin desdobra-se de maneira não linear, recorrendo o tempo todo a saltos temporais.

Como exemplo disso, tem-se a cena inicial, onde Eva Katchadourian (Tilda Swanton) sai para trabalhar e descobre a fachada de sua residência e seu carro pintados de vermelho, fato que só será explicado posteriormente no decorrer da trama.



Eva

Eva Katchadourian é uma profissional bem sucedida, independente e satisfeita com seu status de cidadã do mundo.

Nada fica muito claro no filme (não sei se no livro a dinâmica é a mesma, ainda não tive a oportunidade de ler), mas fica subentendido que, em determinado ponto de sua vida, Eva conhece Franklin (John C. Reilly), por quem se apaixona, e com quem se casa posteriormente. Tal decisão leva Eva a ter de abandonar boa parte do que havia conquistado até então para tornar-se não mais que uma dona de casa, o que viria a trazer-lhe extrema frustração no futuro, principalmente após a maternidade.

Seus problemas, que começam durante a complicada e dolorosa gestação do primeiro filho do casal, perduram após o nascimento do bebê: O pequeno Kevin. Ao que parece, o menino tem algum distúrbio que não o deixa dormir, fazendo com que ele chore incessantemente, para o desespero de Eva. Numa das muitas cenas perturbadoras do longa, Eva passeia na rua com Kevin berrando no carrinho. Seu emocional está em frangalhos dado o esgotamento físico e mental acarretado pelo choro constante do bebê. Ao passar por uma obra, Eva para por alguns instantes e fecha os olhos com uma expressão de prazer no rosto, aparentemente deliciando-se (pasmem) com o som de uma britadeira.



Fica evidente durante o filme que Eva tenta o tempo todo lidar com a culpa pelo sentimento de ódio que ela nutre pelo menino. É como se ela vivesse num eterno estado de depressão pós parto. E sua angústia aumenta ainda mais a medida em que Kevin vai crescendo e, aparentemente, percebendo os sentimentos de sua mãe.

Essa é a Eva antes e logo após o nascimento de Kevin. No fim da estória, a personagem transforma-se num ser perturbado pelas angústias e pelo horror que a maternidade lhe trouxe. A aparência frágil e a ênfase descompensada dada pela atriz Tilda Swanton à Eva proporcionam um ar ainda mais deplorável ao desenrolar da vida da protagonista. Eva agora é patologicamente ansiosa, agorafóbica e antissocial. Sua vida parece ter terminado há muito tempo e, por alguma razão desconhecida, ela continua viva. Destino?



Franklin

Amoroso e dedicado, enquanto a esposa fica responsável pela criação do pequeno Kevin, Franklin mostra-se como um pai pouco presente na vida da família. Conforme já disse anteriormente, não fica exatamente claro, mas tudo leva a crer que as ausências de Franklin se dão por motivos profissionais.



Quando Franklin está em casa, porém, é um pai apaixonado, tanto pela esposa quanto pelo pequeno Kevin, com quem desenvolveria uma relação (totalmente unilateral, como fica claro no desfecho da estória) de carinho e companheirismo.



O amor de Franklin pelo filho é tamanho que o mesmo se mostra, de certo modo, desinteressado diante das preocupações da esposa com relação ao garoto, que parece detestá-la.

“É só uma criança, Eva... Crianças são assim mesmo...”

Celia

Se Kevin já era uma criança com sérios problemas comportamentais, tudo se agrava com a chegada de Celia (Ashley Garasimovich), sua irmã caçula.



Celia é uma menina doce e delicada, totalmente apaixonada por seu irmão maior, amor esse que é também unilateral, a exemplo do que acontece com Eva e Franklin. Kevin parece fisicamente incapaz de amar qualquer coisa.



Inúmeras são as vezes em que Kevin tenta ferir, envenenar e até matar a própria irmã, fazendo-o de modo que a garotinha não perceba que está sofrendo algum mal, mas encare tudo como brincadeira. Sim, meus caros. Kevin é de longe o personagem mais cruel, dissimulado e frio de que vocês terão notícia em muito tempo. Psicopatia não é uma expressão exagerada para ele.


Pra terminar, Kevin

Kevin transforma a vida de sua mãe numa amostra grátis do inferno desde sua vida intrauterina.

Após o nascimento (e após o episódio do berreiro 24 horas, sobre o qual já comentamos), Kevin parece ter algum bloqueio de fala. Diversas vezes vemos sua mãe, com todo carinho do mundo, insistindo para o menino tentar verbalizar uma palavrinha sequer, obtendo de volta nada mais que o olhar fulminante do garotinho (que já mete medo em marmanjo desde pequeno).



No próximo estágio de sua infância, o ódio inato de Kevin pela própria mãe só aumentou. O garoto, ao que parece, tem dificuldades em usar o vaso sanitário, razão pela qual usa fraldas até a pré-adolescência. Porém, em dados momentos, parece ficar claro que ele faz suas necessidades na fralda apenas pelo prazer de humilhar sua mãe obrigando-a a trocá-lo, já que ele percebeu o nojo que ela sente pela tarefa. Há um momento em que Kevin, imediatamente após ter a fralda trocada, defeca novamente, sorrindo e debochando da mãe. Eva, num acesso de raiva, empurra o garoto quebrando-lhe o braço. Kevin não tem reação alguma, a não ser encarar profundamente a mãe como se tivesse conseguido provar seu ponto: Você me odeia. Mais tarde, já na idade adulta, Kevin relembraria o episódio como “a coisa mais sincera que minha mãe já fez na vida”.



E assim Kevin cresce, constantemente a testar os sentimentos da mãe com relação a ele, bem como suas reações diante das atrocidades, pequenas e grandes, que ele pratica todo dia, como, por exemplo, permitir que a mãe entre no quarto e dê de cara com o rapaz se masturbando, em pé, no meio do quarto.



Por ocasião de seu aniversário de 16 anos, seu pai lhe presenteia com um conjunto de arco e flecha. E por mais problemático que Kevin pudesse ser, ninguém poderia prever o horror que viria a seguir.



CONCLUSÃO

Eu não recomendo Precisamos Falar Sobre o Kevin para ser assistido como mero entretenimento, já que, do meu ponto de vista, é um filme inclassificável. Por outro lado, é um filme recomendadíssimo para profissionais das áreas de educação, psicologia, medicina psiquiátrica e etc. Além do mais, por mais que você “não acredite nessas coisas”, esse filme acaba te obrigando a olhar o problema do ponto de vista espiritual. Em outras palavras, existe mesmo carma? Temos, conforme acreditam os espíritas, “débitos” para com outros semelhantes trazidos de outras existências? São perguntas que eu deixo pra vocês responderem...

Até a próxima, gente!









12.8.16

O Herdeiro Dragão - As Crônicas do Herdeiro #3


Título Original: The Dragon Heir
Autora: Cinda Williams Chima
Editora: Farol Literário
Ano: 2010
Sinopse: O pacto assinado em Second Sister foi roubado. D’Orsay, Hasting e as Rosas o querem. Quem o levar para a Ravina do Corvo e consagrá-lo terá o domínio sobre todas as classes. Todos se preparam para a guerra que está por vir. Trinity foi transformada em um santuário, onde Seth monitora constantemente a barreira que protege a cidade. Jack e Ellen treinam seu exercito de fantasmas. Neste momento de guerra, a lealdade dos envolvidos se abalam. Maddie e Jason querem a mesma coisa, mas até que ponto eles estão dispostos a ir por isso?


{Contém Spoilers dos 2 livros anteriores!!!}


“Enterrarei a pedra do Coração de Dragão na montanha com todas as proteções que posso fornecer, na esperança de que o acaso a coloque sob a posse de alguém com o coração e o desejo de libertar todo o seu poder. Essa pessoa obterá o controle sobre os dons ofertados. Essa pessoa reinará mais uma vez sobre as ordens. Ou as destruirá, como merecem.”

Terceiro e melhor livro das Crônicas do Herdeiro até agora, na minha opinião.

Cinda traz a finalização de um ciclo neste livro, com a participação de todos os personagens apresentados no Herdeiro Guerreiro e no Herdeiro Mago. A história se encaixa perfeitamente, prendendo o leitor, que torce para que seus personagens amados não morram!

No segundo livro, conhecemos a Madison Moss, uma jovem artista que trabalha numa pensão que possui a capacidade de extrair a magia dos magos. Uma habilidade extremamente rara que é mais uma “lenda” nas histórias dos magos. E, por causa disso, ela tem uma participação extremamente importante no final do segundo livro que a coloca no mapa dos magos.

No primeiro livro, temos Trinity como uma cidade Santuário, onde não se pode fazer nenhum feitiço de ataque, onde os Weirs Anamagos (os que não são magos) podem se refugiar e viver tranquilamente. 

No segundo, os magos tentam acabar com o Santuário através da confecção de um novo Pacto, anulando aquele que os fantasmas guerreiros construíram. Seph, Madison e Jason resgatam aqueles que D’Orsay e Leicester planejaram matar e ali os magos veem que a lenda sobre os extratores não é tão lenda, afinal. 

E vocês não sabem como é bom falar abertamente sobre os dois livros anteriores, ufa!!!

Contextualização feita, vamos ao terceiro livro (the besto f the besties!). 



“Não se meta com os dotados, Madison. Não se meta com magia. Isso só trouxe problemas para nossa família. Jure que não vai se envolver com eles.”

O livro não possui um personagem em particular como protagonista. Todos estão nele.

Jason está inquieto, buscando coisas para fazer. Quer de todo modo acabar com D’Orsay... E, por essa razão, vai até a Ravina do Corvo. As coisas não saem como ele esperava e acaba encontrando algo melhor e descobrindo informações importantíssima sobre os Weirs. 

Seph é encarregado de cuidar da segurança de Trinity, uma vez que muitos magos tem procurado asilo. É uma carga pesada para um jovem, mas seus poderes estão muito além de muitos magos experientes. 

Madison, após os acontecimentos em Second Sister está diferente, mas distante de todos. Claro que ninguém a recrimina, pois é só uma anaweir que vivenciou mais do que a imaginação poderia aguentar. E, por um problema familiar – e também para ficar longe de tudo aquilo – ela retorna para a casa de sua mãe, o que causa suspeita nos magos mais velhos, que acreditam que essas não são as únicas razões para o afastamento da jovem.

Estranhamente, ela sente uma certa... Aproximação com uma das coisas encontradas na Ravina do Corvo. E mesmo distante, ela não consegue parar de pensar naquilo.

Em sua cidade natal, ela não possui muitos amigos. E há a família rica interessada em comprar as terras de sua avó e que estão dispostas a fazer qualquer coisa para tê-las. Não entra muito em contato com seus amigos, pois teme que peçam que ela volte ou que ela não consiga resistir se eles pedirem, especialmente Seph.

As coisas em Trinity só se complicam e temos a presença de Alicia Middleton. Jack e os outros sabem que algo está para acontecer e se preparam para uma guerra iminente. 

Um novo vilão surge e coloca em risco Madison e sua família e para que possa salvá-los, ela retorna a Trinity e lá temos uma grande revelação. 

Eu gostei muito deste livro, porque mostra como a união faz a força, pune a quem é devido e dá meio que um fechamento já para a história, resolvendo muitas situações. Há grandes perdas, mas que você vê que não foram em vão, tudo tem um propósito. 

Mais um ponto positivo para as Crônicas do Herdeiro e que venha o próximo!



11.8.16

Novidade - As Ilhas do Norte: a criação do Novo Mundo



Olá pessoal... Tudo bem com vocês??Estou passando por aqui hoje para trazer uma super novidade do mundo literário e apresentar a vocês a mais nova parceira do blog, a autora Renata M. Moutinho.



Renata M. Moutinho foi uma criança agitada, hiperativa, e tornou-se uma adulta inquieta e inquisitiva, propensa a devaneios — alguns dos quais se concretizam, vez ou outra, em páginas de ficção.
Em seu romance de estreia, apresenta os fundamentos de um universo mágico que, peculiaridades à parte, baseia-se fortemente nas observações da autora a respeito das relações humanas e do mundo em que vivemos.
Tradutora, revisora e entusiasta da psicologia, é atualmente servidora pública e estudante de marketing, vivendo no Rio de Janeiro em companhia de uma gata linda e temperamental.



Sinopse:
"A magia existe, e cabe à natureza determinar quem é apto a utilizá-la."

Robin é, provavelmente, a única caçadora de recompensas do continente, uma terra onde os antigos costumes predominam e as mulheres têm pouca vez. Além disso, a jovem esconde um segredo: viajando de ducado em ducado na busca por tesouros, ela utiliza-se da magia para recuperá-los — algo estritamente proibido por Harald de Negrarrocha, o imperador continental.
Quando é declarada a guerra contra as Ilhas do Norte — os únicos territórios da Wyrd onde a magia é praticada livremente —, Robin deve adiantar-se ao Exército Continental e alcançá-las o quanto antes... Mesmo que, para isso, necessite contar com o auxílio de um capitão renegado tão temido pela população do continente quanto as próprias ilhas.
Acompanhe Robin em sua jornada e revele — ao lado de inusitados companheiros como príncipes eremitas e seres da floresta com poderes telepáticos — as verdadeiras intenções do imperador ao deflagrar a Guerra do Arquipélago. Desvende os mistérios das Ilhas do Norte e descubra em si mesmo o poder de transformar a realidade!



Saiba mais: 
Nas últimas décadas, o conhecimento mágico esteve restrito às Academias de Magia, onde somente os descendentes de linhagem nobre tiveram a oportunidade de desenvolvê-lo. Esta é a Wyrd: o universo habitado por Robin, uma caçadora de recompensas que, nascida em berço de ouro, abandona o conforto da corte e os ensinamentos da academia para desbravar o continente por sua própria conta e risco.
Avessa a regras e questionadora das autoridades, Robin depara com o primeiro de muitos dilemas quando o Império Continental declara guerra às Ilhas do Norte — em teoria, terras caóticas onde o uso desenfreado da magia provoca situações perigosas. Ela deve então escolher entre abster-se (e, assim, jamais desvendar os segredos das Ilhas) ou, na companhia de um temido marinheiro renegado, aventurar-se mar afora antes que a Guerra do Arquipélago transforme toda a região em ruínas.

Que mistérios a aguardam por aqueles lados? E o que há por trás do súbito interesse do imperador em combater as Ilhas?
Quanto mais Robin descobre a respeito das Ilhas do Norte, mais desconfia das intenções do imperador...


Olha que livro lindo gente!!! *.* A capa, a edição (que ficou por conta da Editora Oikos), e a sinopse nos fazem ficar super ansiosas para receber em mãos essa lindeza para resenharmos!! Além da própria autora que é linda e simpática, né? :)
Logo teremos a resenha aqui no blog, e quem quiser conhecer melhor a história ou adquirir o livro, confira a página dele no Facebook aqui.
Obrigada, Renata, pela parceria e pela confiança de nos apresentar seu trabalho!! =)



10.8.16

Amor Além da Vida - Richard Matheson






Edição: 1
Editora: Butterfly
Autor: Richard Matheson
Ano: 2008
Páginas: 288
Sinopse: Se você amou o filme, vai adorar o livro! Este é o best-seller que deu origem ao sucesso que emocionou milhões de pessoas no mundo inteiro! Chris é casado com Annie: formam um casal apaixonado. A felicidade dos dois se desvanece quando Chris sofre um acidente fatal. No Além, Chris é amparado e empenha-se em ajudar seu grande amor. Annie, em desespero, pretende dar fim à própria vida... Conheça a história completa de Annie e Chris e viva emoções ainda mais intensas! Descubra, entre dois mundos, a incrível força do amor para a qual não existem barreiras. 


Quando sua alma gêmea vai embora, como seu coração se sente? E quando ela não está mais nesse mundo, como você reagirá?

Chris Nielsen tinha uma vida perfeita, uma família unida e feliz, até tudo mudar com um trágico acidente. Ele se envolve em um trágico acidente quando voltava do cinema e seu carro é acertado em cheio por vários veículos. Ele vaga entre a consciência e a inconsciência, sem saber que seu espírito já não pertence mais ao seu corpo. Chris tenta se convencer que está em algum tipo de sonho fora do corpo e que é efeito da anestesia da operação. Ele não quer aceitar que deixou sua família, sua adorada Ann para trás, porém se não o fizer vai apenas causar mais dor a todos. Ele deve seguir em frente, deixar o mundo dos vivos e partir para o além, para o paraíso, para a Terra do Verão.


Em sua adaptação a sua nova vida, Chris pode contar com a ajuda de Albert, o homem que um dia foi seu primo na terra. Na Terra do Verão não existe laço consanguíneo, apenas os laços emocionais que você queira manter com alguém é o que importam. Albert e outros vão lhe ensinando como tudo funciona e que sua adorada Ann um dia irá se juntar a ele.

Apesar de se esforçar bastante para seguir sua nova vida, Chris não consegue esquecer Ann. Ele começa a ter sonhos estranhos com ela, mas sem saber o que significam, até que uma nova tragédia acontece: Ann cometeu suicídio. Os suicidas não tem lugar na Terra do Verão, eles ficam em seu próprio inferno particular, sofrendo até que chegue a data de sua morte oficial.

Chris sabe que deve fazer alguma coisa, que deve tentar tirar Ann desse inferno e fazê-la entender que existe sim vida após a morte e que eles podem se unir novamente. No entanto, essa busca não será fácil. Embora Chris tenha que passar por lugares nada agradáveis para encontrá-la sem ter a certeza que ela verá uma luz em seu inferno particular, seu amor é forte demais para não tentar encontrá-la.


O livro retrata bem a busca de um homem por sua alma gêmea. O autor escreve o livro com uma leveza e sensibilidade que chega a emocionar. O amor é o centro dessa história. <3 Fiquei de coração partido por Chris. Por vezes queria poder dar consolo a ele, e também a Ann.

Algo bastante interessante é o modo como o autor resolveu nos apresentar a história. O livro nada mais é que um livro escrito pelo próprio Chris para seu irmão Roberto Neilsen recebido das mãos de uma médium contando o que aconteceu depois de sua morte.

Durante a leitura, você vê uma longa explicação de como tudo funciona no outro plano. O autor fez um estudo bastante aprofundado sobre o assunto de vida após a morte e ainda nos concede no fim do livro uma bibliografia contendo bastantes referências de seus estudos para o livro.

  • Sobre o filme:

Já posso dizer que livro e filme têm algumas divergências. O filme foca bem mais no romance do que nas explicações de como tudo funciona, além do núcleo familiar ser diferente. O filme tem um colorido a mais que no livro é inexistente. Destaque para o intérprete de Chris. O falecido ator Robin Williams (snif) faz uma ótima interpretação com aquele toque de humor que só ele tinha.





O livro deixa balanceado o funcionamento do além e da busca de Chris por Ann. Apesar das diferenças, posso dizer que sou apaixonada pelo filme assim como pude me apaixonar também pelo livro. Recomendo que leiam e assistam ao filme. :D

9.8.16

{Lançamentos} Agosto na Editora Sextante


A sessão de lançamentos continua!!!
A Editora Sextante este mês vem com vários livros de autoajuda e pensamentos e alguns lançamentos infantis. Salsichas Galáticas #1 vem com capa nova!


A HISTÓRIA SECRETA DA CRIATIVIDADE

Título Original: How to fly a horse
Lançamento: 09/08
Preço: R$ 39,90
Negócios • 288 págs.
ISBN e EAN: 978-85-431-0396-9
16 x 23 cm • 8.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 24,99
eISBN: 978-85-431-0397-6

“Cada capítulo deste livro conta a história verdadeira de uma pessoa criativa; cada história vem de um lugar, um tempo e um campo de criação diferente e enfatiza uma ideia importante sobre a criatividade.
Vistas em conjunto, essas histórias revelam um padrão de como os seres humanos fazem coisas novas – um padrão que é ao mesmo tempo encorajador e desafiador.
A parte encorajadora é que todo mundo pode criar. A parte desafiadora é que não existe momento de criação mágico. Os criadores passam quase todo o tempo perseverando, apesar da dúvida, do fracasso, do ridículo e da rejeição, até conseguirem realizar algo novo e útil.
Não existem truques, atalhos ou esquemas para ficar criativo rapidamente.
O processo é comum, ainda que o resultado não seja. Criar não é magia; é trabalho.” – Kevin Ashton

LIDERAR COM O CORAÇÃO
Mike Krzyzewski com Jamie K. Spatola

Título Original: Beyond basketball
Lançamento: 02/08
Preço: R$ 29,90
Negócios • 144 págs.
ISBN e EAN: 978-85-431-0392-1
14 x 21 cm • 8.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 19,99
eISBN: 978-85-431-0393-8

Trabalho... Coragem... Motivação... Família... Confiança... Talento… Conheça as palavras-chave do Coach K.
Um dos mais respeitados treinadores da atualidade, Mike Krzyzewski foi bicampeão com a seleção olímpica de basquete dos Estados Unidos e há mais de 30 anos comanda a equipe da Universidade Duke, a mais vitoriosa do basquete universitário americano nas últimas décadas e um verdadeiro caso de sucesso.
Considerado um importante formador de atletas e homens de bem, o lendário Coach K é capaz de extrair o melhor de cada indivíduo em prol do grupo e de conduzir à vitória, temporada após temporada, equipes jovens e em constante mudança.

SELVA MÁGICA

Título Original: Magic Jungle
Lançamento: 09/08
Preço: R$ 29,90
Artes • 88 págs.
ISBN e EAN: 978-85-431-0382-2
25 x 25 cm • 20.000 exemplares

Prepare-se para se aventurar em uma incrível expedição pela exuberante selva mágica.
Percorra a trilha deixada pelos delicados traços de Johanna Basford e desvende a fauna e a flora de um universo inexplorado que está esperando por você para ganhar vida. Encontre rãs exóticas, beija-flores graciosos, tigres selvagens e macacos brincalhões.
Deixe a imaginação correr solta pelas copas frondosas das árvores e descubra um mundo deslumbrante repleto de flores extraordinárias e plantas tropicais.

SALSICHAS GALÁCTICAS 1
UMA AVENTURA ESPACIAL

Título Original: Galatic Hot Dogs 1
Lançamento: 09/08
Preço: R$ 39,90
Infantojuvenil • 304 págs.
ISBN e EAN: 978-85-431-0415-7
14 x 21 cm • 9.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 24,99
eISBN: 978-85-431-0267-2

CONHEÇA COSMO, CAPITÃO DA NAVE SALSICHA NÉON – A MELHOR CARROCINHA DE CACHORRO-QUENTE DA GALÁXIA.
Com seu melhor amigo, Herman, Cosmo passa seus dias cruzando o universo, preparando Mega Cachorros-Quentes e lutando contra todo tipo de inimigos espaciais malucos.
Depois que a Princesa Dalila sequestra a si mesma e entra escondida na nave deles,
Cosmo e sua tripulação vão ter que se defender dos foguetes da Esquadra Real.
Os três corajosos aventureiros farão de tudo para proteger a galáxia do Mal Supremo – e ainda vender uns cachorros-quentes pelo caminho.

SALSICHAS GALÁCTICAS 2
A SALSICHA CONTRA-ATACA

Título Original: Gallatic Hot Dogs #2: The wiener strikes back
Lançamento: 09/08
Preço: R$ 39,90
Infantojuvenil • 288 págs.
ISBN e EAN: 978-85-431-0366-2
14 x 21 cm • 8.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 24,99
eISBN: 978-85-431-0367-9

COSMO, O GAROTO TERRÁQUEO, E SEUS COMPANHEIROS DE AVENTURAS ESPACIAIS – HERMAN E A PRINCESA DALILA – ESTÃO DE VOLTA, DESTA VEZ ENFRENTANDO NOVOS DESAFIOS PARA SALVAR A GALÁXIA.
A Princesa Dalila não vê a hora de ir ao Parque Cósmico de Diversões do Crostini, um circo espacial esquisito e cheio de monstros que viaja pelo universo.
Depois que Cosmo chama a atenção do mestre de cerimônias, ele é contratado e vira uma das atrações do espetáculo — como domador de monstros! E as Salsichas Galácticas passam a ser o cachorro-quente oficial de todas as paradas da turnê.
Mas em pouco tempo Cosmo e seus amigos percebem que estão correndo sério perigo – e não estamos falando dos monstros terríveis que eles precisam enfrentar no ringue!
Será que vão conseguir salvar a própria pele e ainda vender suas salsichas?

PLATÃO PARA SONHADORES

Título Original: Platón para Soñadores
Lançamento: 09/08
Preço: R$ 29,90
Autoajuda • 176 págs.
ISBN e EAN: 978-85-431-0394-5
14 x 21 cm • 12.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 19,99
eISBN: 978-85-431-0395-2

O mais clássico dos filósofos, Platão, exerce grande influência sobre nossa forma de pensar. Não é de admirar que, quando se fala sobre a história do pensamento e da filosofia, muitas vezes é dito que “Platão já disse tudo”, porque através dos diálogos que chegaram até nós, o pensador explorou cada canto da alma humana e os problemas que enfrentamos, que são essencialmente os mesmos até hoje.
Em Platão para sonhadores, seu mais novo livro, Allan Percy, fornece soluções para a vida diária, com o objetivo de ajudar a superar as dificuldades e retomar o controle de nossas vidas.
Através de 82 lições, a sabedoria prática de Platão nos ensina a tornar nossos sonhos realidade.

PRATICANDO O PODER DO AGORA

Título Original: Practicing the power of now - essencial teachings, meditations and exercises from the power of now
Lançamento: 16/08
Preço: R$ 24,90
Espiritualidade • 144 págs.
ISBN e EAN: 978-85-431-0402-7
14 x 21 cm • 8.000 exemplares

Praticando o Poder do Agora é um manual que ensina a “viver o momento presente”, princípio básico que Eckhart Tolle apresenta em O Poder do Agora, um dos maiores fenômenos da literatura espiritual da atualidade.
Este livro é uma excelente introdução aos ensinamentos do autor, reunindo trechos cuidadosamente selecionados de O Poder do Agora. Ao mesmo tempo, é um guia essencial para quem já conhece sua filosofia porque traz técnicas, exercícios e meditações para alcançar a felicidade, a paz interior e a iluminação.
Tolle conduz os leitores a uma nova maneira de se pensar (ou melhor, de não pensar), eliminando a espera, o medo e a preocupação com o passado e o futuro.
Se você nunca está satisfeito com a sua vida do jeito que ela é, comece a ler este livro agora. E veja o que acontece.



8.8.16

O Mensageiro - Lois Lowry




"Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes. Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem. Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais. Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem."


O Mensageiro, último volume da trilogia O Doador de Memórias, é um livro leve e de simples leitura mas nem por isso deixa de ser um livro consciente, fazendo críticas político-socais de maneira sutil e metafórica - assim como fizeram seus antecessores na série. Com uma narração em terceira pessoa, muitas passagens reflexivas e descrições minuciosas, os fatos fluem suavemente e é fácil perder-se nesse mundo de fantasia.

No primeiro livro, O Doador de Memórias, a autora nos apresenta um universo onde uma pequena comunidade é controlada maquiavelicamente sob o pretexto de que o poder de escolha somente pode levar ao caos. Em A Escolhida, segundo volume da série, temos uma segunda comunidade, com novas personagens, novos modos de controle, novas ambições. Ambos os livros foram leituras maravilhosas mas.. sem conexão alguma, infelizmente. Iniciei a leitura de O Mensageiro imaginando que o padrão fosse ser seguido e que me depararia com uma terceira comunidade; qual não foi minha surpresa quando percebi que (óh, céus!) os universos dos livros anteriores finalmente iriam se encontrar!  

A trama central desenvolve-se basicamente na Vila, um local onde pessoas que sofreram em suas comunidades natais finalmente encontram apoio e sossego. A história dessas pessoas sempre é de muita angústia e miséria até que elas decidem enfrentar os mistérios da Floresta - a única maneira de chegar até a Vila - e torcer para que encontrem a paz da qual, até aquele momento, só tinham ouvido falar. A comunicação entre a Vila e as comunidades é escassa: a Floresta isola o pequeno vilarejo e andar por ela é uma missão que poucos podem realizar. Um desses poucos, quiçá o único, que consegue viajar livremente pela Floresta sem ser atacado por ela é Matty, apresentado aos leitores no livro anterior. 

Matty divide uma casa na Vila com Vidente, um cego que tem o dom de uma visão especial. Tudo caminha em paz na comunidade: os refugiados das comunidades chegam e recebem maravilhosas boas-vindas, as colheitas são igualmente divididas, cada um tem um papel importante dentro da comunidade e o desempenha com muito afinco. Entretanto, a chegada de um estranho comerciante ao vilarejo mexe com a estrutura dessa pequena sociedade. A realização de Feiras de Negócios, tradição dos aldeões e motivo de festa para todos, tornaram-se palco para as ofertas do incomum e sombrio negociador. Aos poucos, aqueles que faziam trocas com o tal mercante sutilmente foram perdendo suas melhores e mais marcantes características.

Os moradores da Vila, antes altruístas e solícitos, sempre dispostos a ajudar o próximo, agora tinham olhos e tempo apenas para si mesmos. O egoísmo cego nascido naquela estranha Feira de Negócios tem seu ápice quando o vilarejo decide fechar suas fronteiras e negar refúgio para aqueles que viam na Vila uma esperança final; tudo isso sob o pretexto de que havia poucos mantimentos e os aldeões deveriam pensar em si mesmos, não preocupando-se com a necessidade alheia. 

Sem entender o porquê de tamanha desventura, Vidente pede a Matty que viaje pela Floresta até a comunidade onde vive sua filha, Kira, e a traga para o vilarejo antes que os portões sejam selados. Contudo, Matty, pela primeira vez, é repelido pela Floresta. Antes um ambiente de paz e serenidade, agora a Floresta era sombria e cheia de armadilhas, como se também estivesse sofrendo da mesma mazela que o vilarejo. Nessa jornada, Matty tem de descobrir seus segredos e o da Floresta se quiser sobreviver.

Embora seja o terceiro livro da série, é possível, tranquilamente, entender (e amar) a história sem ter lido os volumes anteriores - embora talvez alguns detalhes não sejam tão empolgantes como foram pra mim. Diferente dos volumes anteriores, O Mensageiro não tem como foco a crítica social, mas sim um sentimento de reflexão sobre o caráter humano e sua capacidade de influenciar o meio e as pessoas à sua volta, usando, para isso, passagens contemplativas e reflexivas.

Li (devorei) o livro em um dia, quase não saio da cama agarrada a ele (e se saísse, geralmente o levava comigo também, haha); é impossível controlar a curiosidade de saber o que espera na página seguinte. Cada personagem tem uma história de sofrimento e de superação, é muito fácil apegar-se a eles, sofrer com eles, torcer por eles. A empatia nesse livro é um sentimento constante, isso eu garanto. 

O final é inesperado e tocante, impossível não se emocionar; o que mais me marcou foi a curiosidade inquietante de saber o que houve depois - sentimento raro para mim ao final de uma leitura. Foi como se faltasse algo após aquele desfecho, algo explicando melhor (por quê?! como?!)... Mas talvez eu só não queria aceitar o final de uma história tão bela, não é?  Aceitando ou não, o fato é que O Mensageiro me encantou, e muito. Foi o livro mais suave da trilogia e o que mais me cativou; e se você tiver um pouquinho de sorte, talvez ele cative você assim também. 

ISBN: 978-85-8041-568-1
Páginas: 160
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Edição: 1