Menu

17.12.16

{O menino que vê filmes} Reine Sobre Mim



Direção e Roteiro: Mike Binder, 2007.
Elenco: Adam Sandler, Don Cheadle, Mike Binder, Liv Tyler, Jada Pinkett Smith, Saffron Burrows, Donald Sutherland, Melinda Dillion, Robert KleinSinopse: Uma tragédia familiar marca para sempre a vida de Charlie Fineman (Adam Sandler), um homem devastado pela perda de toda a sua família durante os conhecidos atentados de 11 de setembro de 2001, nos EUA. Porém, quis o destino que ele reencontrasse por acaso um antigo colega de faculdade, Alan Johnson (Don Cheadle), um dentista de Nova York que enfrenta problemas em sua carreira. Esse encontro mudará a vida de ambos.

ATENÇÃO: Contém spoilers (revelações sobre o enredo) referentes ao filme em questão. Se você ainda não assistiu, prossiga por sua conta e risco.

Resenha

Oi gente! Hoje escolhi trazer pra vocês um pouco sobre um dos meus filmes favoritos, Reine Sobre Mim, um drama já antigo, lá de 2007, com os sensacionais Adam Sandler e Don Cheadle.

O filme trata de temas comuns à maioria das pessoas, tais como a morte, a perda, tragédias, traumas e recomeços. Porém, Reine Sobre Mim retrata também, de uma forma simples e realista, a capacidade humana de ajudar aos seus semelhantes sem necessariamente esperar uma contrapartida.

Quem na vida já achou que não fosse sobreviver a uma grande perda, uma dor profunda? Quem nunca estendeu a mão para ajudar um amigo? E quem nunca precisou de uma força pra continuar?

O fato é que, quando menos se espera, a vida proporciona encontros capazes de abalar as estruturas das vidas dos envolvidos para mostrar que enquanto há vida, há esperança.

Ambientação: As cicatrizes deixadas na cidade de NY

Eu havia acabado de registrar meu ponto no Hospital Escola, meu local de trabalho nos idos de 2001. Manhã ensolarada, 11 de setembro. No caminho da entrada até a minha sala fui notando algo estranho: os corredores estavam vazios. Nada normal, para o horário. Quase chegando no meu setor, descobri onde todos estavam: na sala da administração. Era o único local do bloco administrativo que tinha um televisor. Todos estavam lá, em silêncio, olhando pra TV. Obviamente eu também queria saber o que estava acontecendo. “Bom dia!” eu disse, mas recebi de volta um sonoro “shhhhhhh!”. Um avião havia batido contra uma das torres do World Trade Center, que agora estava em chamas. Enquanto eu pensava o que poderia ter sido (um acidente, provavelmente), outro avião chocou-se contra a segunda torre. Fiquei atônito. Era um ataque terrorista.

Contei essa pequena história para ilustrar o quanto foi traumático para o mundo todo do que aconteceu nos EUA naquela manhã de 2001. Incontáveis vidas se perderam naquele dia. A história oficial (sei que há outras teorias) dá conta de que terroristas suicidas tomaram o controle de aviões comerciais e, ato contínuo, jogaram propositadamente as aeronaves contra as torres gêmeas, que representavam um dos maiores centros de comércio mundial e eram um símbolo americano.


Como toda tragédia dessa magnitude, além das vítimas, os que ficam se vem na obrigação de continuar com a vida, tendo que lidar com a perda traumática de seus entes queridos. Mas nem todos conseguem sozinhos, e na cidade de Nova York há um homem, entre tantos, que vaga por aí precisando de ajuda, mesmo sem saber. É nesse cenário que conheceremos Charlie Fineman.

Uma antiga amizade

Quem o vê circulando pelas ruas de Nova York, pilotando seu patinete motorizado, pode confundi-lo com um adolescente. Mas trata-se de Charlie Fineman, um homem de meia idade marcado por uma tragédia, e cuja rotina resume-se a idas a bares, terapeutas, discos de vinil e vídeo game.


De outro lado está Alan Johnson, um dentista um tanto quanto acomodado com sua posição, embora não esconda sua frustração profissional, uma vez que seus sócios no consultório não o tratam com igualdade. Alan acha que isso acontece pelo fato dele ser negro. Alan não tem muitos amigos, motivo pelo qual se lembra com nostalgia de seus tempos de faculdade.


Numa manhã qualquer, no trânsito abarrotado de NY, Alan reconhece Charlie, seu antigo colega de classe na faculdade de odontologia, e não consegue esconder a emoção daquele encontro. Charlie representava para Alan uma conexão com um passado do qual ele sentia muita falta. Porém, Charlie mal o reconhece, se afastando. Alan Percebe que há algo de errado com seu antigo amigo, popondo-se a ajudá-lo de alguma forma.

O que era apenas uma tentativa de ajudar um velho amigo torna-se uma obcessão para Alan, que aos poucos vai descobrindo, no convívio com seu atormentado amigo, que ele próprio também está em busca de ajuda.


Conforme vai descortinando a história de Charlie, Alan percebe que o mesmo precisa, mais do que atenção, de ajuda psiquiátrica que o ajude a superar seu trauma. É quando entra em cena a belíssima Dra. Angela Oakhurst (Liv Tyler), que possui um consultório médico no mesmo prédio de Alan, e que se dispõe a ajudá-lo em sua empreitada.

Trilha Sonora

A trilha sonora é uma parte importantíssima do longa. O próprio título do filme faz alusão à canção Love, Reign Over Me, da banda britânica The Who?, que no final do filme é interpretada de maneira espetacular pelo Pearl Jam, num cover gravado exclusivamente para o filme.


O filme conta também com outros clássicos como Out In The Street e Drive All Night de Bruce Springsteen, Simple Man de Graham Nash.

Conclusão

Conforme disse no começo, este filme está entre os meus preferidos de todos os tempos. Porém, eu não poderia deixar de fazer um comentário: Este pra mim é o ÚNICO filme em que Adam Sandler “atuou” de verdade. Como comediante eu sempre o achei muito sem graça e muito pouco versátil, já que seus personagens nos filmes de comédia são todos iguais (na minha opinião, obviamente). Reine Sobre Mim o fez revelar um talento para o drama que realmente me surpreendeu! Assim, recomendo esse filme a todos vocês que gostam de uma estória bonita, mas não muito melosa e, claro, regada a muito Rock n’ Roll!

Até a próxima, gente! E um FELIZ NATAL a todos!

16.12.16

{Lançamento} Sob o olhar grego


Hoje é Lançamento com Dica de Leitura!
Bella Crestan está lançando seu primeiro livro!



Obra narra a história de Be, que após anos sofrendo abusos psicológicos, devido à sua aparência, resolve embarcar em uma viagem para ilha de Creta na tentativa de mudar sua vida

Be é uma garota insegura que sonha ser escritora. Ela viaja à Grécia em busca de inspiração para seu livro e lá conhece Ed, um músico famoso que se torna um bom amigo e a faz enxergar o mundo com outros olhos. Quando finalmente se sente uma mulher mais confiante e decidida, algo inesperado acontece para confundir sua cabeça e trazer à tona sentimentos e frustrações que estavam escondidos em sua mente. Em meio a um conflito interno, Be vê no caos a chance de viver um grande amor.

Sobre a autora:

Bella Crestan é uma típica paulista, nascida em São Caetano do Sul. Formada em Administração em Comércio Exterior com MBA em Sustentabilidade e Gestão Ambiental, trabalha no departamento financeiro de uma editora. Mas quis o destino que aos 25 anos sua paixão pela literatura falasse mais alto que os números, então dedicou-se a escrever contos e narrativas do cotidiano em um blog e investiu parte do seu tempo em aulas de escrita criativa.

Sob o olhar grego é seu romance de estreia, e de cara já envolve os leitores ao misturar uma história de amizade e amor numa ilha paradisíaca com o drama do assédio psicológico. Uma leitura fácil que diverte e faz refletir.


Alternativa Books é um selo editorial que apoia o mercado independente e neste ano vem auxiliando novos escritores a publicarem suas obras.

15.12.16

{Lançamentos} Dezembro: Editora Arwen


Dezembro chegou, natal tá batendo na porta...

Presentes precisam ser dados e sabemos que livro é sempre o melhor presente!

Se forem fresquinhos então, nem se fala! Vamos aproveitar os lançamentos de dezembro da Editora Arwen e escolher o presente daquela pessoa? Tem muita coisa interessante, de ficção à romance, dando uma passadinha no steampunk!

Confira!

André Souto

Gênero: Romance / Ficção
Ano: 2016
Idioma: Português
Páginas: 387
ISBN: 978-85-68255-78-0
Acabamento: Brochura
O misterioso desaparecimento de um renomado cientista, um incêndio criminoso, um roubo que deu errado e as mortes inexplicáveis de diferentes pesquisadores ao redor do mundo.
Aparentemente nenhum desses fatos está relacionado, mas com o desenrolar da história fica evidente cada pequena conexão. Algumas nem tão pequenas assim.
Entre inúmeras perguntas sem respostas e enigmas que parecem insolúveis acontece, em Brasília, a Cúpula Mundial do Clima, pano de fundo para tramas políticas que podem mexer com algumas das mais íntimas certezas dos protagonistas da trama, assassinatos e uma caçada pelas pessoas que podem mudar a nova ordem mundial.
Junte-se a Alice Gianne e Amilton Vidal para tentar desvendar esse mistério e entender quais são os Ossos do Clima.

Engrenagens #1
Nana Lees

Gênero: Steampunk
Ano: 2016
Idioma: Português
Páginas: 408
ISBN: 978-85-68255-72-8
Acabamento: Brochura
O que você faria se acordasse em um trem em movimento, completamente sem memória e sem documentos?
Esse é o dilema vivido pela personagem principal de Nostalgia. “Seguindo suas pernas”, acaba conhecendo Frank, um rapaz que tentará protegê-la a todo custo das terríveis verdades da vida que ela aparentemente é incapaz de compreender. Com ele, a garota descobre o mundo em suas alegrias e tristezas, mas sua teimosia infantil pode causar mais problemas para eles do que poderiam imaginar.
Por meio desta história, a autora mostra, através de metáforas, o que a falta de alicerce na infância pode fazer. Venha se aventurar no primeiro livro desta série de ficção voltada para o clockpunk.

Gabriel Ellan

Gênero: Romance
Ano: 2016
Idioma: Português
Páginas: 274
ISBN: 978-85-68255-78-8
Acabamento: Brochura
Sinopse: Depois de muito lutar, Jacob Williams deixou para trás seu passado marcado pela dor. A música teve uma grande influência para que seguisse em frente, mas para continuar se dedicando à sua paixão, ele vai para Citadel e ingressa no curso de música da renomada Salford.
Nessa nova etapa de sua vida, Jacob conhece Magie Donovan, uma garota de mechas vermelhas e um passado tão triste quanto o dele, mas que ainda não o superou. Comovido com a dor de Magie, o garoto decide ajudá-la e com a aproximação, nasce mais do que uma amizade, mas uma revelação pode mudar todo o percurso do que era para ser uma simples história de amor.

14.12.16

{Resenha} Cat - Meu amigo psicopata



Autor: Malu Ghiraldeli
Editora: Arwen
Ano: 2016
Sinopse: Um estudante de psicologia, um estudante de medicina, uma garota albina, e um psicopata. Ou talvez uma gangue deles. Logan Davis sabia que aquilo não ia dar certo, sempre soube, mas como ele mesmo diz: a carne é fraca. Então quando o jovem estudante de medicina William Miller pede sua ajuda para um projeto no mínimo impossível, ele acaba aceitando, e ambos agora são responsáveis pelo psicopata mais perigoso da cidade. O propósito? Fazê-lo se apaixonar, valendo o diploma do jovem médico e uma vaga preciosa em um famoso hospital. Uma experiência que vai acabar trazendo de volta velhos inimigos, criando novos deles, derramando um pouquinho de sangue e virando suas vidas de cabeça para baixo.


Resenha:

Já comecei meu interesse por esse livro na descrição da autora, por ela mesma. Malu se descreve como “uma psicóloga que não sabe direito de que lado da mesa está - se como paciente ou terapeuta, mas que se satisfaz estando em cima dela - e uma escritora procrastinadora. Tem uma estranha fixação por psicopatas, serial killers, análise do comportamento, seres encantados, livros e cavalos. Não nessa ordem. Mora no interior de São Paulo mas acha que nasceu em Avalon.”

Me identifiquei com Malu na profissão e na estranha fixação que temos em comum (a parte dos psicopatas e serial killers). Dessa forma, eu escolhi esse livro esperando compartilhar das ideias e interesses em comum com a autora, além de me divertir com o enredo nada comum que ela escolheu.

Logan Davis era estudante de psicologia, o melhor do curso. William Miller estudava psiquiatria na mesma universidade, também o destaque em sua área. Mas a rivalidade entre os dois cursos não permitiam que os dois tivessem muito contato, até que Will apresenta seu projeto de conclusão de curso e tem a brilhante ideia de pedir a ajuda do melhor aluno da psicologia.

Will sonhava com uma vaga no melhor hospital de psiquiatria da região, e por isso precisaria de um super projeto para conseguir se inserir junto aos seus melhores professores. Para isso, Will escolheu fazer um psicopata se apaixonar e amar de verdade. Aqui você já sente o tom de comédia do livro, pois algo desse tipo só poderia dar em confusão, certo? Afinal, “psicopatas são perversos, malignos, e psicopatas não amam”.

Bom, nessa hora comecei a perceber que a visão de psicopatas que a autora quis mostrar é aquela do cinema, serial killers cruéis que parecem ser a verdadeira personificação da maldade. Ok. Continuemos.

Megan Lapusi, psicóloga e agora estudante de psiquiatria, foi a cobaia escolhida por Will para conquistar o coração do tal psicopata. Mas ele precisou oferecer uma vaga no hospital e mais 50 mil “reais” para convencer Logan a participar do projeto. (A história parecia se passar em algum lugar dos EUA, apesar de não ser especificado, mas pelos nomes e tal, imaginei isso. E a moeda utilizada nesse momento específico foi o Real. Enfim...)

E agora vamos apresentar Elijah Carter, que ganhou o apelido de Gato para não chamar a atenção, visto que era um dos psicopatas mais famosos do país. Elijah também era estudante de psiquiatria, extremamente inteligente, mas foi preso por ter matado três pessoas a sangue frio. Massss Will, que era de família muito rica, tinha suas maneiras de livrar o psicopata da prisão, sem levantar suspeitas, tudo pelo bem do seu projeto.

“Elijah era alto, tinha cabelos negros, cavanhaque, olhos azuis. E tinha cara de psicopata. Eu sei que parece clichê, sei que muitos psicólogos insistem em dizer que a maioria dos psicopatas tem uma cara normal, uma pessoa comum, mas sinto muito. Elijah te ameaçava só ao te olhar com seus olhos frios.”

Dessa forma, foi montada uma nova república, em uma das casas da família de Will, e o grupo passou a morar junto: Will, Logan, Megan e Elijah. Porém, Elijah não pareceu ter se interessado muito por Megan, mesmo com todas as suas investidas e tentativas de conquistá-lo. Até que um dia Logan recebe a visita de Amy, uma de suas pacientes, uma menina jovem, mas incrivelmente superprotegida pelos pais pelo simples fato que nasceu albina. Amy chega à república de madrugada, após ter fugido de casa, e Logan não tem outra escolha senão acolhê-la.

Na manhã seguinte, todos os jornais noticiam uma onda de assassinatos na cidade. Mas Elijah estava preso na casa. Ou não?

Elijah então acaba se envolvendo com Amy, que não tinha nada a ver com o experimento, e ela se apaixona perdidamente por ele, após ter pedido que ele lhe desse seu primeiro beijo. Mas quais seriam as reais intenções de Elijah com Amy? Será que ele também estaria se apaixonando, mesmo com todos os livros de psiquiatria e psicologia irem contra a ideia de um psicopata ter a capacidade de amar?

“Eu não sei o que é o amor. Conheço-o só de nome, é só como uma lenda para mim. Conheço-o teoricamente, passei perto dele algumas vezes, mas não consigo compreender.”

Além disso, Elijah nos apresenta ao 7-100, os sete sem rosto, seu grupinho de amigos, todos psicopatas, que tinham um plano de conquistar a cidade. (Hein?) Elijah foi atrás de outros psicopatas na intenção de ensiná-los a serem como ele, um psicopata perfeito, que se mistura entre as pessoas “normais” sem chamar a atenção para sua condição. Seth, Adam, Caleb, Mason, Julian e Alexis. Os seis escolhidos por Elijah para seus planos. Com o tempo, se tornaram imbatíveis, levavam uma vida normal em público, cometiam assassinatos e eram pagos por isso, até que Elijah foi preso e Seth internado naquele mesmo hospital psiquiátrico em que Will queria trabalhar um dia.

Com o tempo, conhecemos as reais motivações do projeto de Will, o porquê ele precisava saber se psicopatas poderiam amar. Além do próprio Will também se apaixonar, e junto ao seu novo amor, viver novas experiências e sensações.

Durante a leitura do livro, achei os personagens extremamente caricatos, muito exagerados, muitas vezes até achando que alguns não seriam psicopatas, mas sim portadores de algum outro transtorno. Porém, no final, a própria autora coloca algumas explicações em relação a tudo o que eu estava pensando ao terminar a história.


Ela justifica que fez pesquisas de cunho científico, mas que o livro é uma obra de ficção, e por isso utilizou estereótipos e cometeu alguns exageros na criação de seus personagens e até mesmo da própria história. Isso explicou muita coisa para mim, que conheço um pouquinho desses estudos sobre psicopatas, e vi em Cat apenas um livro de comédia, com alguns elementos de um terrorzinho exagerado. Vale pela diversão!! 

13.12.16

{Resenha} Ninguém vira adulto de verdade





Título Original: Adulthood is a Myth
Autora: Sarah Andersen
Editora: Seguinte
Sinopse: "As tirinhas certeiras de Sarah Andersen, que já contam com mais de 1 milhão de fãs no Facebook, registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos a fim (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa.Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos."



Já conhecia as tirinhas da Sarah Andersen no Facebook, mas a compilação existente no livro me foi grande parte inédita, uma vez que não seguia a página. Então faça como eu e já clique em seguir porque vale muito a pena ter esse pequeno divertimento em seu dia a dia. Obviamente, as tirinhas originais estão em inglês.

São quadrinhos que tratam do nosso dia a dia (especialmente no mundo feminino). Confusões mentais, a famigerada TPM e crises existenciais que surgem nos momentos em que precisamos decidir entre lavar roupas ou continuar jogando.

A primeira tirinha já é um bom retrato de identificação que me aconteceu (acredito que com alguns de vocês também): a falta de vontade de sair da cama pela manhã, já pensando no monte de coisas que precisa fazer durante o dia, as pessoas que precisará encontrar... Quem nunca sentiu vontade de ficar o dia todo na cama – ou fazendo só as partes divertidas (ler, jogar, comer e afins) – preguiçando, com medo de encarar o dia e tudo o mais que vem com ele?

Cada tirinha ocupa uma página do livro (que são de folhas meio grossinhas, material muito bom). Cada uma, um acontecimento diferente que nos identificamos facilmente. Como o número que você veste magicamente mudou de um vestido para o outro.

As ilustrações abrangem todos (ou quase todos) aspectos da vida adulta – da nossa recém entrada nela, mas você ainda não sabe o que fazer com isso e está tudo bem! Afinal, às vezes você não quer conselhos, só quer que alguém ouça suas reclamações da vida. Quer ser você mesma, sem precisar se vestir com roupas caras da moda, só sentir-se confortável em sua própria pele. 

Acredito que a sociedade de hoje exige tanto de nós, jovens adultos, que ficamos meio perdidos, vagando entre um trabalho e outro, uma casa e outra, entre um círculo e outro de pessoas, que na maior parte das vezes acabamos nos esquecendo de nossa essência: que ainda somos pessoas buscando um caminho e tentando viver enquanto isso. A exigência para cima de nós é tão grande que, se você fica sem depilar a perna e sai de saia, todo mundo repara e te chama de desleixada! Ou se você gasta seu tempo livro jogando algum game que você gosta, vem aquela coisa na sua cabeça: “eu devia estar fazendo algo mais importante pra minha vida” e então nunca nos sentimos felizes.

Sarah lida com isso de maneira divertida, nos mostrando que estar perdido e ansioso é comum, você não está sozinho. 


Leitura leve e rápida, extremamente recomendada!

Nota no Skoob: 5 estrelas

12.12.16

{Resenha} Desejo Proibido






Sinopse: Primeiro livro de uma trilogia, Desejo Proibido é uma história de amor e redenção, de universos distantes que se aproximam e se fundem numa paixão avassaladora. Seu amor é proibido, mas não pode ser ignorado. Katherine Lane nasceu em berço de ouro. Filha e neta de senadores, a bela ruiva de olhos verdes e curvas perfeitas se formou em Literatura e surpreendeu a todos ao decidir dar aulas em uma penitenciária. Mas quando Carter, um detento inteligente e perigosamente sexy, desperta ao mesmo tempo a raiva e o desejo de Kat, ela é forçada a admitir para si mesma que a decisão de lhe dar aulas particulares pode ter sido motivada não pela generosidade, mas sim, pela crescente atração entre os dois. Embora a família e os amigos de Kat temam que a paixão destrua sua carreira e sua vida, tudo o que ela quer é ficar com esse homem que a faz sentir-se completa. Porém, Carter guarda um segredo que tanto pode unir seus destinos para sempre quanto afastá-los de uma vez por todas.




Romance proibido! Quem curte ler uma história de amor que tem tudo para não acontecer, mas o destino insiste em reunir as duas partes? Eu!

Com apenas 9 anos, Katherine Lane viu o pai ser atacado e morto por cinco homens. Aquela noite ficou gravada para sempre na mente de Kat, mas durante os dezesseis anos seguintes ela lutou constantemente para seguir em frente.

Mesmo tendo nascida em uma família rica, Kat se importa mais em fazer a diferença na vida de alguém do que pensar em dinheiro. Para ela, vale mais retribuir a vida que leva fazendo algo de bom para os outros, pois foi isso que seu pai lhe ensinou antes de ser assassinado brutalmente. Kat começa sua retribuição às pessoas quando decide dar aulas de literatura na prisão Arthur Kill para os presidiários.


“Uma promessa que tinha estado lá desde que seu pai morrera. Estava lá no dia em que ela terminou o ensono médio e no dia da formatura da faculdade de Literatura Inglesa. [...]
– Nós temos que retribuir, Katherine. – dissera seu pai na noite em que morreu.”  Página 16

Isso acaba gerando um conflito entre ela e mãe. Desde a morte do pai, há dezesseis anos, Kat é constantemente assediada pela proteção excessiva da mãe e ela ter decidido dar aulas para detentos causou ainda mais desentendimento entre as duas. Em Arthur Kill, Kat conhece os detentos e pode ver que nem todos são como sua mãe acredita: monstros prontos para machucar qualquer um. Às vezes o que precisam é de uma segunda chance, uma oportunidade. Então Kat conhece Wesley Carter, um detento que parece não se importar com ninguém e nem consigo mesmo, mas ao colocar os olhos nele, Kat sente uma imensa conexão.

Wesley Carter tem um histórico criminal imenso. Desde muito novo ele se mete em confusão e já foi preso várias vezes. Pelo temperamento forte e se metendo em confusão na prisão, ele provavelmente não conseguirá a liberdade condicional, porém Kat está disposta a lhe dar aulas particulares e assim ajudá-lo a conseguir a condicional. Pois assim como Kat, Carter sentiu a mesma conexão que ela.

“Ele pegou um biscoito, abriu-o e lambeu o recheio. Fascinada, Kat ficou observando a língua dele lamber para cima, para baixo em volta. Como é que comer um biscoito podia ser tão sensual, meu Deus?” Página 118


Pouco a pouco Kat e Carter se conhecem melhor e a forte atração entre eles cresce durante as aulas, mas alguns segredos do passado podem acabar atrapalhando, além da proibição de confraternização entre professor e aluno.

Sobre o livro, a capa é aveludada e nem preciso dizer que me dava agonia de pegar. Rsrs... A edição está caprichada e bem elaborada. A ilustração da capa representa muito bem a intensidade da relação entre Kat e Carter. Olhar para ela me faz sentir a explosão de amor entre os dois. A narração é feita em terceira pessoa com o foco em Kat e Carter.

Se você procura um romance quente, esse é uma boa pedida. Se você procura um romance proibido esse livro também é uma boa pedida. Desejo Proibido é um livro cheio de romance e com bastante drama. Muito drama tanto do passado de Carter, quanto do passado de Kat. Os dois tem uma bagagem enorme para carregar, mas juntos fazem as dificuldades no caminho se tornarem pó.

Com muita sensualidade e encanto, a autora cria uma atmosfera cheia tanto de desejo como de autoconhecimento. Carter sempre andou tão perdido na vida, que encontrar Kat lhe deu um rumo, a direção correta a seguir e com isso, finalmente conhecer o seu verdadeiro eu.

Apesar da leitura ter sido arrebatadora, existem certos aspectos que não foram bem abordados ou foram deixados de lado. Acreditei que o fato dos dois estarem se encontrando às escondidas seria um dos fatores que dariam um clímax à história, porém isso não aconteceu. A parte proibida ficou mais por conta dos conflitos familiares. Ainda temos o sumiço de um personagem que foi de certa forma, um elo para o romance de Kat e Carter. E a resolução final entre Carter e outro personagem também não foi satisfatória para mim.


Apesar disso, esses fatores não estragam de maneira nenhuma o envolvimento do leitor com o romance de Kat e Carter, mas para um livro de 400 páginas, a autora poderia ter desenvolvido mais as partes citadas acima. Ia esquecendo. O próximo livro da série é com outro casal. Max é um personagem que precisa de muito cuidado e carinho. Louca para ler a história dele!

11.12.16

{Utilidade} Inscrições de Parcerias com Editoras 2017 [Atualizado 26/05/2017]




Quem tem blog literário já está acostumada a finalizar o ano com ansiedade!

Será que as parcerias continuam? Será que conseguirei novas?

Pelo menos eu - e tenho certeza que para a Amanda também - sinto o coração acelerado a cada resultado que sai, fico empolgada com cada nova inscrição que fazemos para tentar uma nova parceria. Se não passamos, ficamos imaginando a razão, no que pode fazer para melhorar daqui para a frente... Tentando adivinhar o que se passa na cabeça dos avaliadores para conseguir fazer melhor no próximo ano e estar prontinha para a aprovação!

Mas se passamos... É a mais pura alegria! E não é apenas pelos livros, é um reconhecimento do seu trabalho, de seu esforço e dedicação. É saber que o que você faz tem qualidade para aquela editora, que vale apostar no que lhe foi apresentado.

Então, para facilitar o acesso as inscrições de parceria com editoras em 2017, decidi criar este post para ajudar a todos!


Conforme forem se encerrando, outras tendo início, vou atualizando este post, então fiquem atentos a ele sempre, ok? Caso eu o atualize, também irei repostá-lo em nossa página no Facebook! Se não a segue ainda, clica ali do lado > ou aqui.

Inscrições Abertas:

Andross Editora
Inscrição: http://www.andross.com.br/parceria_blogueiros.php
Finaliza em: Sem data limite

AVEC Editora
Inscrição: http://aveceditora.com.br/parceria-20172018/
Finaliza em: 2 de Junho de 2017
Resultado em: 2 de Junho de 2017

Editora Autografia
Inscrição: Envie um e-mail com o link de suas redes sociais para: publique@autografia.com.br
Para saber mais: http://blog.autografia.com.br/conheca-os-blogs-parceiros-da-autografia/
Finaliza em: Sem data prevista
Resultado: Sem data prevista

Contexto
Inscrição: http://editoracontexto.com.br/parceiro
Finaliza em: Sem data limite

Editora Draco
Inscrição: Link
Finaliza em: 31 de Março de 2017
Resultado em: Leia aqui as regras da inscrição e entenda!

Faro Editoral
Inscrição: Link
Finaliza em: 31 de Maio de 2017
Resultado em: 5 de Junho de 2017

Editora Valentina
Inscrição: Link
Finaliza em: 31 de Maio de 2017
Resultado em: - em busca da data -

Editora Vermelho Marinho
Inscrição: Link - Apenas para vloggers
Finaliza em: sem data definida
Resultado em: sem data definida

Editora Wish
Inscrição: Link
Finaliza em: - sem data definida -
Resultado em: - sem data definida -

Inscrições Encerradas:


Editora FundamentoResultado

Editora Rádio Londres: Resultado

Selo Galera Record: Resultado

Global Editora: Resultado

Editora Independente: Resultado

Editora Lendari: Resultado

Ler Editorial: Resultado

Editora Louisiana: Resultado

Editora Martin ClaretResultado

Editora Morro BrancoResultado

Editora Mundo Uno: Resultado

Editora Novo ConceitoResultado

Novo Século Editora: Resultado

Editora OlimpoResultado

Editora Pandorga: Resultado

Editora PL: Resultado

Paulinas Editora: Resultado

Editora Pendragon: Resultado

Pedrazul EditoraResultado

Grupo Editorial Pensamento: Resultado

Planeta de Livros Brasil: Resultado enviado via e-mail aos selecionados!

Grupo Editorial Record: Resultado

Editora Selo Jovem: Resultado

Editora Sinna: Resultado

Editora Universo dos Livros: Resultado ao vivo na página da editora

Editora UpBook: Resultado

Editora WishResultado

Editora Xeque-Mate: Resultado

Decidi colocar as encerradas também para as pessoas não ficarem esperando a parceria abrir ano que vem, como eu fiquei esse ano com algumas sem saber que já haviam se encerrado!

Se souberem de mais alguma que não está na lista, por favor nos avise nos comentários, no facebook, via e-mail, etc. etc. etc.!

Vamos torcer todos juntos!