Menu

7.1.17

{Resenha} As Cores da Vida



Título: As Cores da Vida
Autora: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Sinopse: Uma arrebatadora história sobre irmãs, rivalidade, perdão e, em última análise, o que significa ser uma família.
As irmãs Winona, Aurora e Vivi Ann perderam a mãe cedo e foram criadas por um pai frio e distante. Por isso, o amor que elas conhecem vem do laço que criaram entre si. Embora tenham personalidades bastante diferentes, na verdade são inseparáveis.
Winona, a mais velha e porto seguro das irmãs, nunca se sentiu em casa no rancho da família e sabe que não tem as qualidades que o pai valoriza.
Mas, sendo a melhor advogada da cidade, ela está determinada a lhe provar seu valor.
Aurora, a irmã do meio, é a pacificadora. Ela acalma as tensões familiares e se desdobra pela felicidade de todos – ainda que esconda os próprios problemas.
E Vivi Ann é a estrela entre as três. Linda e sonhadora, tem o coração grande e indomável e é adorada por todos. Parece que em sua vida tudo dá certo. Até que um forasteiro chega à cidade...
Então tudo muda. De uma hora para a outra, a lealdade que as irmãs sempre deram por certa é posta à prova. E quando segredos dolorosos são revelados e um crime abala a cidade, elas se veem em lados opostos da mesma verdade.

Os livros da Arqueiro sempre me surpreendem, a cada um que recebo e abro suas páginas, imediatamente sou cativada. Acabei de finalizar mais um e ainda não sei bem o que comentar sobre o mesmo.

As Cores da Vida é uma narrativa emocionante em terceira pessoa, repleta de detalhes que diversas vezes me faziam sentir estar assistindo a história a minha frente, como um filme.

Ambientado no ano de  1992, finalizando em 2008, vemos a história de três irmãs, acompanhando-as desde sua infância até a vida adulta. Temos Winona, a irmã mais velha e mais focada dentre as três, apelidada por sua mãe como “Ervilha”. Aurora, a irmã do meio, é a apaziguadora, sempre dando o melhor para reconciliações quando havia brigas, apelidada por sua mãe de “broto”. A irmã mais nova, Vivi Ann, a mais pura pérola, apelidada por sua mãe de “feijãozinho”. Com o falecimento de sua mãe, as irmãs, ainda jovens, veem em como única forma de amor o laço que criaram entre si.

A família é orgulhosa e mantem o nome do criador da cidade em questão, os Greys. Seu rancho é um dos mais importantes e Vivi Ann, uma famosa Amazona imbatível na prova de tempo, montada em Clem, a antiga égua de sua mãe.

O passar dos anos na história põe em prova tudo que é dito sobre as irmãs acima, principalmente focando em Vivi Ann, que se mostra não ser como todos imaginam que ela seja, pura e obediente. Os laços entre as irmãs se torna frágil quando um misterioso homem surge na cidade, o mesmo é contratado pela irmã mais velha, para que ajude no rancho da família.

O livro tem diversos “time-leaps” onde anos se passam rapidamente, sendo alguns ganhando mais focos e acontecimentos do que outros. Apesar de longo, não é cansativo, prende a atenção, impossibilitando de se ler poucos capítulos por dia. Diversas vezes esperei que o livro acabasse, que a vida criada para as irmãs encontrasse logo o rumo, mas a cada página virada, o livro dá o aviso de que a vida não é simples, coisas ruins acontecem o tempo todo, mas nunca se deve perder a esperança, mesmo que seja doído mantê-la.

Kristin Hannah narra a história maravilhosamente, sem deixa-la pesada, é sempre uma escrita fluida e cheia de surpresas. Impossível deixar de pensar nos acontecimentos contados até que seja lido o final.

17 comentários:

  1. Kristin mais uma vez me tocou com sua história triste e profunda sobre as relações familiares, como sempre suas tramas me despertaram emoções de um extremo ao outro, de forma muito condizente ela escreveu uma ficção com muitos "ques" de realidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiee, então eu sempre os vejo os livros da autora mas nunca realmente dei uma chance apesar de ter um neste momento na minha estante hahah, porém vejo que você gostou bastante e fiquei curiosa para conhecer a escrita da autora!

    Bjs Jani

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Nick! Tudo bom?
    EU FIQUEI EXTREMAMENTE APAIXONADO POR ESSA CAPA, muito linda mesmo e ah, eu tenho muita curiosidade para conhecer os livros dessa autora, muita gente comenta a respeito e eu fico aqui morrendo de curiosidade, a sua resenha me cativou bastante e me deixou ainda mais curioso do que estava para conhecer a escrita dela! Ah, sem deixar de falar que adorei demais o blog de vocês :)

    Beijos,
    Lu | justificou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu já li muitas resenhas sobre essa autora e suas obras e em sua maioria são recheado de elogios e o quanto a sua escrita é boa. Fico feliz que ela tenha sido fluida com você também. Sobre esse enredo, eu achei bem interessante e o mesmo esta entre meus desejados desde que foi lançado aqui kkk. Amo essa capa. Enfim, espero poder comprar em breve. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Oie amore,
    Curti o título do livro já, mais a capa não me instigou muito não.
    O legal é o fato de estar como se estivesse assistindo uma história a olho nu. De fato uma leitura fluida dá até uma animada.
    Dica anotada!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Não conhecia a autora ainda, de qualquer forma achei boa a forma com a qual a leitura fluiu para vc, ultimamente não tenho tido essa sorte. Essa questão de anos que se passam rapidamente é algo que me incomoda um pouco.
    Fiquei interessada na obra e anotei a dica.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Nicoli, tudo bem?

    Eu já vi inúmeras resenhas dos livros da Kristin Hannah, mas infelizmente não tive a oportunidade de ler nenhum de seus livros. Acho que dentre todos que vi, este é o que mais me chama a atenção justamente pelo fato de os personagens terem de enfrentar as adversidades que a vida impõe.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Kristin é uma das minhas autoras favoritas. Ela sabe como envolver o leitor sem entediá-lo Sempre choro em seus livros. Uma pena que este eu aina não li, mas está em minha lista de compras.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Acredita que ainda não li nada da autora? Morro de curiosidade de ler, pois todos falam dessa leveza que ela escreve.
    Gostei de conhecer suas impressões e fiquei curiosa para saber como ela faz o tempo passar rápido.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Só conhecia esse livro pela capa, e não sabia nada sobre ele, nem a sinopse eu tinha lido. Fiquei bem interessada e com muita vontade de ler. Concordo com você, os livros da Arqueiro sempre surpreendem.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. OOI!
    Nunca li nada da autora, mas desde a primeira resenha que li do livro tenho muita vontade de lê-lo.
    Parece ser um livro muito profundo e a escrita deve ser mesmo muito boa.
    Realmente, a Arqueiro sempre surpreende. Não é a toa que é uma das minhas editoras referidas! <3
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  12. Eu ainda não tive oportunidade de ler nada dessa autora, mas tenho lido resenhas maravilhosas de suas obras, e pelo jeito é bem do estilo que eu gosto. Preciso udar isso logo. As tramas dela parecem ser muito emocionantes, e esse livro não é diferente, fiquei encantada com o enredo e quero muito conferir.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Olaaa
    eu tenho o livro aqui e quero muito ler algo da autora por ver muitos elogios sobre a narrativa e histórias dela, espero poder ler esse em breve, tem um belo enredo, muito legal sua resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, Nicoli.
    Eu gosto de livros em terceira pessoa e que nos faz acompanhar a história como se estivéssemos assistindo a um filme, ainda mais pela escrita fluída da autora.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Sabe achei bem interessante como o enredo se desenrola e como cada ano que se passa, algo muda. Gostei de como os personagens amadurecem na trama e como o enredo acaba por ficar bom de acompanhar apesar de ter muitas páginas.

    ResponderExcluir
  16. Ja li umas mil resenhas desse livro assim que ele lançou e as opniões sobre ele sempre foram bem dividas, ou amavam ou odiavam
    Mas a historia pra mim não parece me trazer muita coisa, as historias da kristin não me chamam muita atenção

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu morro de vontade de ler esse livro, fico feliz em ver que você gostou da obra e recomenda, ainda mais que se trata de uma história sensível e gostosa de ler. Muito bom também que ele traz mensagens bonitas e se trata de família. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.