Menu

1.1.17

{Resenha} Caçando Carneiros



Título: Caçando Carneiros
Autor: Haruki Murakami
Editora: Alfaguara
Sinopse: O protagonista do livro é um personagem, do qual não sabemos o nome, que leva uma vida tranquila trabalhando numa agência de publicidade, convivendo com a ex-mulher e alguns amigos — todos muito comuns, ou assim parece. Mas tudo muda depois que ele recebe uma carta misteriosa e conhece pessoas inesperadas: uma modelo de orelhas sedutoras, um grupo político de direita com um chefe enigmático e, por incrível que pareça, um homem-carneiro.
Lançado em uma busca fantástica, ele terá que atravessar o Japão para encontrar o único carneiro que pode trazer novamente algum sentido ao seu cotidiano. Nessa jornada, nosso narrador se verá no lugar de um excêntrico detetive que, ao mesmo tempo em que esclarece pistas, descobre um pouco mais sobre si mesmo.
Murakami é um autor que sabe contar histórias extraordinárias como ninguém. Ao mesclar situações banais a fatos inexplicáveis, ele faz com que o leitor mergulhe em seu universo e se deixe levar por suas narrativas oníricas.
#
Já disse uma vez e repetirei: Murakami é um gênio. Seus livros sempre serão especiais para mim. A cada um que pego para ler, me sinto mais e mais envolvida por sua história.

“Caçando Carneiros” é meio difícil de explicar ou resumir, pois perderá o sentido que já não tem, realmente. Somente após a leitura e associar uma coisa, consegui entender o sentido da capa desse livro.

“- Ele não tem nome.
- Como assim? De que jeito o chamam, nesse caso?
- Não o chamo, simplesmente – respondi – Ele apenas existe”.

O pequeno trecho acima relata um pedaço da discussão sobre um gatinho. Mas podemos tomar de exemplo para o livro todo, pois os personagens não tem nome, apenas existem.

A personagem principal que acompanhamos, é um homem que esta prestes a sair da casa dos 20 anos, recém divorciado, e namora uma mulher de três funções: prostituta, revisora e modelo de orelhas. Suas orelhas são mágicas e por isso, quando não trabalha, as mantém escondidas.

“Arrepanhou os cabelos com as mãos e os levou para trás, torceu-os agilmente e os prendeu com a presilha. [...] Sua beleza era quase irreal.
“ – Você é extraordinária – Eu disse com dificuldade de recuperar o fôlego.
“- Sei disso – replicou – Está é minha aparência quando libero as orelhas.”

Então, sobre o que fala o livro? É uma aventura que mescla drama e banalidade. O personagem tem sua monótona rotina tirada de si quando, ao usar a imagem de uma montanha com carneiros na revista que editou, foi procurado por um “homem misterioso”. Após uma conversa sobre carneiros e um em especial, o personagem recebe a missão de encontrar esse carneiro especial, mas tem apenas um mês para realização dessa tarefa, vencido esse mês, não sabe o que acontecerá se ele não ver esse carneiro.


Com a ajuda da “moça das orelhas”, sai à procura do carneiro, ponderando se precisa ou não, realmente, atender ao pedido do misterioso homem, pois não possui nada que considere importante para perder.

“ Sabe o que? Que não tenho quase nada a perder. Já estou separado da minha mulher e, quanto ao meu trabalho, decidi abandoná-lo a partir de hoje. O apartamento é alugado, os móveis são todos baratos. Minhas posses se resumem a dois milhões de ienes num banco, um carro meio usado e um gato velho. [...] Não tenho fama, nem posição social, tampouco sex appeal. Não tenho talento, nem juventude. Vivo dizendo bobagens das quais me arrependo mais tarde. Fazendo uso de suas próprias palavras, sou medíocre. Que tenho eu a perder, diga-me? “

E apesar de tudo, seguindo a vontade e curiosidade de descobrir sobre um carneiro que pode nem existir, de tão extraordinária que é sua história, ele parte. Com o passar das páginas, mais e mais envolvente e curioso esse livro se torna. Surge a urgência de saber o que tudo significa.

Murakami tem o dom de levantar diversas questões e ainda sim deixar a história sutil. Além das músicas que são presentes em todos seus  livros, o autor coloca selecionadas trilhas de jazz que, quando ouvidas juntamente com a leitura, dão vida a coisa toda.

É um livro impressionante e apesar de ser descrito como “banal” o tempo inteiro, vale a pena passar os olhos por essa banalidade.

“Estarei para sempre percebendo as coisas tarde demais”

17 comentários:

  1. a trama parece super diferenciada e com uma proposta única, mas não sei se leria por agora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Livros que envolve música para o leitor ouvir, torna a experiência um pouco mais gostosa. Fiquei bem curioso para saber sobre o porque dele ter que ir atrás desse carneiro, e também o que tem de mágica nas orelhas da sua parceria. O livro me deixou bem curioso para saber o desfecho, que estou quase pedindo por spoiler rs
    Trouxa do Livro

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, e nunca li nenhum livros do estilo, mas confesso que ele não despertou a minha curiosidade. Fico feliz que tenha gostado e que goste muito do autor, mas acho que pra mim é uma leitura que não funcionaria.

    ResponderExcluir
  4. Amo livros com trilha sonora e achei a premissa bem interessante. Os quotes que você compartilhou também me deu muita vontade de conhecer o livro todo.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá ♥
    Não conhecia o livro, mas confesso que se fosse só pela capa não compraria, pois sou a louca das capas. A premissa é até interessante, mas não foi algo que me enchei os olhos. Então deixo a dica passar. parabéns pela sua resenha, adorei os quotes ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Não conhecia o livro ainda e admito que nem a fama do autor mas achei muito interessante essa ideia de personagens que apenas existem e não possuem nome. Toda a sua descrição da trama me deixou muito intrigada e cheia de curiosidade de saber mais e entender essa trama peculiar.

    ResponderExcluir
  7. Olá, que livro diferente é esse? kkkk. Nunca tinha ouvido falar dele nem do autor, mas achei bem peculiar essa ideia toda deles não terem nomes, fiquei curiosa para desvendar o livro, mas acho que vou deixar passar por enquanto porque já estou atoladas de leituras para esse mês, mas quem sabe um dia? Os quotes são bem legais. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Que livro... diferente.
    Gostei de conhecer suas impressões, mas não achei legal a questão de a obra ser tratada como banal, quando não parece ser assim.
    Entretanto, tenho que confessar que é curioso imaginar como acontece essa forma de desvendar o livro.
    Vou anotar a dica, mas não será uma leitura imediata.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Sinceramente o livro não me cativou nem um pouco, nem na sinopse, nem com sua resenha (que ficou ótima mesmo assim), estou em um momento de leituras mais "fáceis" mesmo.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que nunca li nada desse autor, mas já li bons comentários sobre ele e tenho curiosidade em ler algo para entender melhor. Esse livro tem uma premissa curiosa e meio estranha, mas eu gostei kkkkk Enfim, parece ser uma boa leitura, por isso vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  11. Oieee
    Tudo bom?
    Achei essa história meia estranha, confusa na verdade, isso só lendo sua resenha e confesso que fiquei bem desmotivada a ler esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá. Eu sinceramente acredito que esse livro é sensível e sutil, mas para mim é muito subjetivo demais para mim. Confuso até. Carneiros que talvez não existam e etc é demais pra minha cabecinha. Beijos

    ResponderExcluir
  13. Esse dom do escritor de fazer o leitor, imaginar várias coisas da história é incrível. Apesar do enredo meio que juvenil, fiquei super curioso pela história e por esse carneiro tão requisitado. A delicadeza e sensibilidade é outro ponto que me faria ler o livro.

    ResponderExcluir
  14. Olá =) Ainda não li nenhum livro de Haruki Murakami, mas que bom que você sempre sente envolvida pelas histórias dele. "... perderá o sentido que já não tem..." já confundiu tudo. Haha' Realmente a capa não revela a história. Pela resenha parece uma história bem fora do comum, interessante e fácil de se perde na história. Ótima resenha! Anotei a dica. Beijos'

    ResponderExcluir
  15. Oie
    nunca li nada do autor mas sempre ouço falar, é um daqueles que pretendo ler mais para frente, belo post e belos comentários

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Nicoli, tudo bem?
    Realmente o livro de início, parece sem sentido, mas com o fim tudo deve ficar tudo certo, haha.
    Esse livro me lembrou um pouco a Zon - Rei do Nada, procure-o, talvez lhe agrade.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    A história é bem confusa e fiquei curiosa para saber se o carneiro existe ou não. É também quem será a moça da orelhas.
    Adorei a sua resenha e anotei a sua dica.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.