Menu

16.1.17

{Resenha} Filho das Sombras - Sevenwaters #2


Título Original: Son of the Shadows
Autora: Juliet Marillier
Editora: Butterfly
Sinopse: Filho das Sombras narra a história da jovem Liadan, que, tal como a sua mãe, Sorcha, herdou a habilidade de falar com os espíritos da floresta, os quais lhe segredam que ela deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quiser que as ilhas Sagradas sejam retomadas dos bretões.
A Irlanda está numa avassaladora guerra, onde um misterioso homem é temido e reconhecido
como um mercenário feroz. E, assim como sua mãe no passado, ela acaba por ser capturada e sente-se cada vez mais atraída pelo ser das sombras, apesar de saber da maldição da profecia que Seres da Floresta lhe preveniram...

“É preciso ter muita força para sobreviver aos jogos dos Seres da Floresta.”
Filho das Sombras, segundo livro da trilogia Sevenwaters, se passa alguns anos depois de Filha da Floresta que já foi resenhado aqui. Vi que algumas pessoas dizem que não é sequencial... Mas acredito que é sim. Então, se você pretende seguir essa trilogia, já aviso que a resenha pode ter spoilers do primeiro livro (e talvez um pouquinho do segundo), ok?

Sorcha e Iubdan – Hugh de Harrowfield - estão casados há muitos anos. Vivem em Sevenwaters junto de Liam, um dos irmãos mais velhos de Sorcha que lidera o exército e o castelo. O casal tem três filhos: um casal de gêmeos, Liadan e Sean, e Niahm, uma linda e mimada jovem. A vida foi boa com eles, embora a guerra pelas ilhas ainda não tenha cessado. Dois irmãos de Sorcha e Liam foram perdidos para ela...

Connor é um druida da floresta e traz alguns de seus companheiros para a comemoração de Imbolc. Entre eles, o jovem Ciarán, que causa um rebuliço danado com sua presença entre as jovens do castelo. Muitos amigos da família estão presentes, entre eles Eamonn e Aisling, amigos de infância das crianças. Eamon, porém, já o líder de seu clã.

Liadan é a cara de sua mãe e também possui seus dons de cura e consegue fazer contato com os seres da floresta. É uma menina simples, que se contenta em ficar no jardins ou correr pela floresta de Sevenwaters... Não tem desejos de se casar com um homem poderoso ou ser dona de seu próprio castelo. Contenta-se em ajudar as pessoas, tal como a mãe o faz. 
“Aprendi a crer que os seres da floresta guiam nossos passos. Que é através de nós que eles concretizam seus grandes planos. Mas você não faz parte desse esquema. Talvez você seja especial.”
Mais uma vez, a roda gira. Os Seres da Floresta sempre tramam com as vidas humanas, e Liadan conhece uma profecia: a profecia de que um filho de duas raças irá reconquistar as Ilhas Sagradas e ela logo aprende que não há como esquivar-se de seu destino.

Durante uma viagem, Liadan é sequestrada por ser uma excelente curandeira. Mal sabia ela que, ao cuidar do enfermo, sua vida estaria mudada para sempre. Está presa entre mercenários, que não possuem espaço para mulheres. Sabem como o mundo medieval nos tratava: somos inúteis, feiticeiras que tiram os homens de seus destinos e é assim que ela é tratada pelo líder do bando.



Bando este que ela sabe que tem prejudicado o reino de Eamonn, aquele o qual sua família possui aliança. E alianças em tempos de guerra, são a potência de um reino.

Embora preocupada com os seus, em especial com sua mãe, ela faz o trabalho para o qual foi sequestrada. E, nesse meio tempo, descobre que os mercenários podem ser pessoas também. Exceto pelo Chefe que, desde o primeiro instante, não ocultava o fato de que o destino da moça era incerto. 
“Pois você deveria se preocupar – eu disse, agora com a voz mais calma. – Morrer sem conhecer a si mesmo é a pior coisa que pode acontecer.”
Esse livro é sobre como deixamos nosso orgulho nos vendar os olhos, como nossos julgamentos podem atrapalhar as relações que estabelecemos. 

Eu gostei de como os personagens secundários foram explorados, especialmente os mercenários. Sério, cada um deles possuía características únicas ligadas a seus comportamentos e habilidades – e geralmente nomes de animais, como Dog, por exemplo. Leal, extremamente leal. Pessoas de diferentes nacionalidades se uniram a esse bando e são os melhores no que fazem.

E é isso que leva Sean a pensar em contratá-los, pois precisam das Ilhas... ou Sevenwaters perecerá. Há um grande mal e ele está muito perto, na face de alguém já conhecido no primeiro livro.

Há grandes revelações e tramas que são ligadas ao livro anterior. É um livro extremamente emocional, uma vez que tudo é narrado pela perspectiva de Liadan... E ela sente e vê muito. Alianças inesperadas são formadas e alianças que, uma vez firmes, foram facilmente desfeitas por conta do ego masculino. Mas é como dizem... Geralmente nos tornamos semelhantes a nossos pais.
“É cruel uma mulher ter que enganar para se proteger. Muitas fazem isso para tornar sua existência um pouco mais tolerável.”
É terrível a forma como a violência doméstica é retratada... E como isso pode fazer uma mulher se sentir. Foi agoniante assistir a personagem (deixo claro aqui que não vou dar nomes!) definhar, desaparecer e achar que ainda era culpa sua.

Liadan é forte. E é isso que encanta os seus amigos e que os fazem protege-la. É forte e não hesita em ajuda-los, independente do que todos ao seu redor pensem. É corajosa, sincera e sabe o que quer, embora sofra muitas vezes, pois sabe que o que deseja pode não ser aquilo que terá. Nunca se sabe o que os Seres da Floresta estão tramando. E ela luta, luta contra tudo e todos que se colocam em seu caminho, entre os anseios de seu coração.

Apesar de ter enrolado um pouco para terminar a leitura, eu gostei bastante. Mais ainda do que do primeiro livro. Lhe pega de surpresa várias vezes, então você também acaba se sentindo pego nas manobras dos Antigos. 

A capa metálica em azul é maravilhosa, com um corvo na cama em meio as sombras de uma floresta. A diagramação é linda, segue os traços celtas que eu tanto gosto. Há penas de corvo desenhadas a cada início de capítulo e os erros de digitação são bem poucos. 

Gostei muito da história e achei uma continuação digna da história de Sorcha e os irmãos cisnes.


“Mas acho que o mundo é simples, em sua essência. Vida, morte. Amor, ódio. Desejo, realização. Magia. Talvez só esta última seja complicada.”
Nota no Skoob: 4 estrelas.

29 comentários:

  1. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro, ainda mais por ter curiosidade sobre o estilo da narrativa, especialmente. É uma série que já esta na minha lista de desejados, e depois porque só leio bons comentários em todos os comentários que leio sobre, assim como na sua resenha, que me deixou ainda mais motivada e instigada para conhecer essa trama, que parece ser bem envolvente, heim?! Acho que irei adorar e não vejo a hora de ter meus títulos da série em mãos! Essa capa está linda demais ♥
    Boas leituras :)
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Que bacana a sua resenha. Eu acho esses livros bem bacanas e tenho grande vontade de ler essa série. Meu amigo já leu e amou de mais. A capa desses livros são muito linda amo aquela texturinha que elas têm, se falar em suas artes que são um show. Enfim, espero poder ler em breve o livro e me apaixonar. Até mais ver

    ResponderExcluir
  3. apesar dos elogios a trilogia, não é um enredo que eu goste, por isso não me animo em ler
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Priscila, realmente, as capas desta série são lindas, mas desanimo muito com tantos volumes. Uma coisa que me chamou a atenção na sua resenha foi o fato dos personagens secundários ganharem espaço. Eu sempre valorizo muito isso.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Priscila, tudo bem ?
    Preciso ser sincera e dizer que não li a resenha, pois pretendo ler essa trilogia este ano e como você falou que poderá conter spoilers (obrigada por isso), eu decidi não ler.
    Espero que entenda.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie! Eu cheguei a começar a leitura do primeiro livro da trilogia, mas simplesmente empaquei e quase não sai do lugar, mas não nego que são livros fantásticos fico feliz que você tenha curtido a leitura!
    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Não conhecia o livro e apesar de parecer uma história bem envolvente, não gosto tanto do gênero. Adorei saber a temática do livro e realmente as vezes deixamos o orgulho nos cegar. Interessante os personagens terem características únicas e isso deve deixar a história ainda mais interessante.

    Beijos!

    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Priscila!

    Tudo bem? Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mas parece ser uma obra interessante por se tratar de uma ficção que é praticamente inexplorada, acho que esses dons de se comunicar com espíritos da florestas quando tem fadas ou trolls, mas a abordagem de Filho das Sombras parece ser muito interessante principalmente por sua originalidade, o que desanima é você dizer que a autora enrola um pouco, não tenho um pingo de paciência pra isso...

    Beijinhos,
    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Pri!
    Toda vez que vejo um livro de fantasia, vou com um pé atrás. Não são muitos que me agradam.
    Maus tratos contra a mulher? Ia me dar vontade de entrar nesse livro e bater nesse outro personagem. :P
    Beijão!

    ResponderExcluir
  10. Esse tipo de livro não me convence. Apesar de ter achado bem interessante a resenha e seus apontamentos, no fim eles sempre ficam no final da fila. Gosto é gosto, né?!
    Bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oiiiii,

    Eu já tinha visto estes livros e achado a capa deles lindinha de mais, mas nunca procurei ler sobre. Adorei sua resenha e fiquei um pouco curiosa a respeito da história e de como a sequencia irá concluir tudo dando um fechamento legal que não perca tudo o que foi de admirar no primeiro e no segundo livro.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, já faz algum tempo que eu li esse livro e confesso que também gostei mais do que o primeiro, apesar de o primeiro ter me marcado e conquistado bem mais. Achei legal a trama que ela retrata e toda a tristeza e história que eles carregam, por isso torna tudo tão melhor... Realmente a capa é linda, e é impossível não ser pego pelos Seres da Floresta e o que eles tramam. Não li o terceiro e espero que seja tão bom quanto e que você possa gostar!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  13. Já ouvi bons elogios a respeito da obra, mas depois de um tempo acabei perdendo um pouco o interesse. Achei interessante trazer a violência doméstica como tema, pois é difícil vermos livros abordarem esses temas.
    Não é uma série que eu queira ler, mas vou guardar a dica para um futuro distante.

    ResponderExcluir
  14. Oi. Eu tenho o primeiro livro dessa trilogia. Mas inda não consegui ler. Estou com ele desde o ano passado, mas até hoje, não sei porque, não consegui começar a leitura. Sempre que pego ele na estante e folheio, penso em separar e começar a ler naquela semana ou no mês seguinte, mas sempre desisto e coloco de volta no lugar. Vou separa mais uma vez e tentar ler em fevereiro.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Priscila!
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre essa trilogia, ele parece ser uma leitura bem reflexiva, e também gosto quando os autores dão mais atenção aos personagens secundários, não gostei do fato de ter violência doméstica, deve ter sido horrível ler essas partes.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oiii!!!
    Não conhecia essa trilogia ainda. Só pelo fato desse segundo livro abordar a violência doméstica e mostrar o quanto nós mulheres tínhamos que ser submissas aos homens, já chamou a minha atenção. Por mais que se trate de uma fantasia, percebo que ao ler esse livro, vamos tirar uma boa lição dele. Personagens secundários bem explorados, eu acho essencial em qualquer história. Ás vezes você acaba gostando mais de um secundário do que do principal, então por que não falar deles.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Já tinha ouvido falar dessa série, então acabei comprando o primeiro livro mas ainda não tive tempo de ler. Gostei muito da sua resenha, pois deu um vislumbre enorme da atmosfera da história e fiquei intrigada com a situação pela qual as mulheres passavam, a fantasia que envolve o livro também é digna de nota. Tenho certeza que vou apreciar muito, ambas as histórias.


    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  18. Olá esse livro, pelas fotos dá para ver que tem uma diagramação muito linda, mas ele não me interessou como um todo devido ao enredo e ao tema em questão. Não sei se leria agora, mas quem sabe um dia? Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Tenho muita vontade de conferir essa série, sempre achei a temática muito interessante, agora ainda mais por causa que você falou da maneira que a violência doméstica é retratada, acredito que seja de extrema importância falarmos um pouco mais sobre isso.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Eu não conhecia está trilogia ainda, mas simplesmente me apaixonei por está diagramação, muito linda. Gostei como este segundo livro aprofunda ainda mais os temas tratados. Gostei também de a Violência Doméstica ser tratada da forma mais dura e realista que é, tenho visto isso tão romanceado que precisamos de livros que deem esse choque de realidade no leitor. anotei sua dica.

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Eu sou louca para ler essa série ainda mais por conta dá mitologia nórdica que eu sou fascinada. Achei interessante você dizer que o livro deve ser lido em sequência sim pois eu achava que não precisava seguir uma ordem.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oii, tudo bom? Que bom que gostou tanto do livro! Eu li e também adorei. A história da Sorcha foi muito triste mas terminou de uma história tão linda... e a Liadan não fica muito atrás no quesito força. Adoro as duas! Estou mega empolgada para conferir o terceiro da serie. Sua resenha ficou ótima!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá, Priscila! Bom, eu nunca tinha lido alguma resenha a respeito dessa trilogia, na verdade, da autora em si - às vezes acho que vivo no mundo da Lua, rs. Apesar de não ser muito minha praia adorei a sua resenha e a mesma me deu uma pontada de vontade de começar ler ela. Gostei muito da capa, não conheço o designer das outras, mas sem dúvidas, visualmente falando essa me conquistou. Adorei ler suas impressões a respeito do livro.

    Beijos,
    Blog Anne & Cia.

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Tenho muita vontade de ler essa série, eu tenho uma amiga que passou uma época falando dela o tempo todo hahahah adorei saber que os personagens secundários foram bem explorados, amo isso num livro. Ah e também acho essas capas metalizadas maravilhosas!
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  25. Olá Priscila,
    Já li esse livro há um tempo e ele entrou para o hall de favoritos, acho que o principal motivo foi a força da Liadan e a forma mágica como a Juliet conduziu a estória.
    Adorei ler suas impressões e fiquei com uma baita vontade de reler essa série.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  26. Olá
    eu não tenho vontade de ler a série mas parece ser boa para amantes do gênero, confesso que acho as capas bem pouco atraentes mas é cada elogio que vejo sobre os livros que quase me fazem querer ler. Sua resenha está ótima, parabéns

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Sempre vejo resenhas dessa trilogia, ótimos comentários, mas ainda não arrisquei a me aventurar neste enredo.
    O que mais gostei na sua resenha sobre o livro, foi que os personagens secundários ganham seu espaço. Muito legal isso.

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem?

    Esta é a primeira resenha que vejo a respeito de Sevenwaters. Suas impressões sobre Filho das Sombras estão incríveis, porém não é o tipo de história que me adapto com facilidade e quando me arrisco nestes enredos a leitura é arrastada, então prefiro me contentar com a crítica dos leitores que gostam.

    Hoje deixo a dica passar! Parabéns pela resenha (:

    ResponderExcluir
  29. Olá,
    Já faz um bom tempo que quero ler essa série, pois além de tratar sobre uma mitologia que muito me agrada ainda nos faz refletir sobre alguns pontos, como nesse volume onde temos a violência doméstica.
    A premissa é bem interessante e fico feliz em saber que gostou mais desse volume do que o anterior, sinal que a escrita assim como a trama apresentam um crescimento.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.