Menu

5.4.17

{Resenha} Cheese In the Trap



A resenha que trago dessa vez é de um Drama coreano Cheese in the Trap, baseado em um webtoon com mesmo nome, serializado pelo Naver de 2010 à 2016. Como o Webtoon ainda continua sendo lançado, a série traz um final original.

Bom, primeiramente devo avisar que o nome “Drama” tem um motivo bem óbvio, então não espere que as coisas simplesmente fluam de forma linda e maravilhosa logo no começo ou que continue assim sempre ou até mesmo que acabe assim. (Não... sério, nem sempre termina do jeito que você espera, mas essa é a parte “legal” de tudo.)

A história segue a estudante universitária Hong Seol (pronunciado Sora), que não é excepcionalmente uma das mais brilhantes da faculdade ou a mais privilegiada na vida, mas que com certeza é muito esforçada. Já Yoo Jeong(Jung) é um jovem boa pinta, inteligente, além de ser super carismático e muito atraente. “Praticamente perfeito” como disse Bo Ra, amiga de Seol. 

Mas a realidade não é bem essa e Seol acaba descobrindo a verdadeira face do tão aclamado “Príncipe”. O maior problema nisso tudo é que o rapaz tem conhecimento disso e passa a “perseguir” a moça, mudando de aulas para as que ela freqüenta, ajudando com a bolsa de estudos dela e... Sempre a chamando para almoçar. Afinal, o que será que ele estaria planejando fazendo tudo isso? Só de pensar nisso a deixa muito confusa, além de ter que lidar com todos os outros problemas cotidianos de uma estudante universitária que tenta se sustentar sozinha.

Confesso que olhando o enredo assim por cima parece algo clichê, que já vi em outros lugares: a mocinha desastrada, mas determinada acaba atraindo a atenção do príncipe encantado fazendo com que as demais “fãs” morram de inveja, ou coisa parecida. Porém o que me cativou na série foram os personagens, a profundidade deles. A complexidade, o “realismo”.


Me identifiquei muito com a personagem principal, pois ela é do tipo que se esforça demais, mas nem sempre isso resulta em sucesso. Ela não é tão boa em se comunicar e expressar seus pensamentos e vontades; quer sempre fazer as coisas por conta própria e de alguma forma as coisas parecem sempre estar contra ela, além disso, ela tende a se prender a alguma conclusão se ela já decidiu que está certa, o que acaba fazendo com que ela arranje intrigas ou acabe falando o que não deve até para aqueles mais próximos a ela. E também posso dizer por certas coisas que vivenciei no colegial que consigo entender o estresse que ela passa como universitária em relação aos colegas e à vivência social como um todo.

Mas tenho que dizer que o ponto principal para meu interesse foi mesmo Yoo Jeong. Ele era como um enigma, eu me sentia como a Seol tentando entender ele conforme a história seguia e acho que isso foi o mais envolvente. Confesso que no começo eu não sabia ao certo se confiava nele ou não, porque apesar dos atos “gentis” que ele tinha durante essa “perseguição” com a moça, demonstrando ao menos um pouco de interesse, fosse por um motivo romântico ou diversão, outras vezes, momentos depois ele tratava ela de uma forma meio desprezível. 

Apesar do jeito educado que ele tem com as pessoas ao seu redor, o jeito de bom rapaz, simpático, ele é calculista e frio. Ele consegue fazer os outros jogarem o jogo dele, com as regras dele. E eu simplesmente decidi não confiar nele em nenhum segundo, embora me lembre perfeitamente que até depois de ter terminado a série, ele ainda me intrigava de um jeito e eu percebi que não tinha como odiá-lo.

Conforme a relação dele com Seol começa a mudar, também é possível ver outros lados dele, que devo dizer que são até adoráveis. De certa forma o relacionamento deles começa de forma bem “parada” e não parece haver muita química, o que geralmente me deixa desanimada numa série/livro para continuar, mas acho que nesse caso apenas seguiu-se a essência de cada personagem. Nenhum dos dois estava habituado a qualquer coisa que estivessem tentando um com o outro. Seol ainda tinha a confusão e as dúvidas sobre aquele rapaz.
“O que é isso? É um absurdo. Isso é inacreditável. Ele não pode estar realmente gostando de mim.”
Já Jeong nunca se interessou por ninguém desse jeito antes e digo, provavelmente nem de forma não-romântica. A começar pelo fato de que os dois são completamente opostos em gostos e pensamentos, por conta disso é uma constante aprendizagem entre os dois sobre diversas coisas e há um grande crescimento de ambos durante a série, inclusive no final isso fica bem claro em relação à ele. 

Fora o casal principal há também a presença de outros personagens marcantes para história como os irmãos Baek In Ho e Baek In Ha, amigos de infância e criados juntos com Jeong. Ambos possuem personalidades completamente diferentes e sentimentos conflitantes em relação ao rapaz. Em especial Baek In Ho, que guarda ressentimentos devido à circunstâncias passadas, mas quando ele conhece Seol e acaba entrando de vez na vida dos dois, as coisas passam a não sair bem como Jeong pretendia.

A série tem momentos engraçados e acredito que o mais cativante na história toda seria a dualidade dos personagens em meio à determinadas situações. 

Sei que nem todos vão gostar do final, mas devo dizer que eu particularmente gostei. Essa série entrou de vez pra minha lista de favoritos, embora não seja exatamente o tipo de enredo que eu costumo "favoritar", ainda mais como acabou, mas por alguma razão não pude parar de assistir e com certeza foi diferente de todos os Dramas que já vi até agora.

11 comentários:

  1. como não vejo muitas dicas nesse segmento agradeço e fiquei curiosa
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Normalmente eu já sofro muito para conseguir acompanhar os seriados nacionais, imagina os americanos, imagine então um coreano. Nada contra porque, como você mesma falou, é sim um bom seriado. Eu é que estou sem tempo de assistir. Ainda assim, valeu a dica! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ola
    Parece ser bem interessante, apesar de nunca ter assistido nada nesse estilo coreano, apesar de ter vontade e de ja ter lido algumas indicações bem positivas. Parece uma trama legal e eu gostaria de poder conferir sim, obrigada pela indicação!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  4. OI Bianca, conheço muito pouco da produção cultural asiática e adorei ler esta resenha pois nunca tinha ouvido falar. Quero me inteirar mais de coisas assim e adorei est enredo.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia, mas gostei de ler a opinião... :) Que bom que favoritaste, mesmo não sendo o teu tipo normal de enredo para tal.

    Contudo, não irei assistir, porque não faz o meu género, mas acho bom que tenha também momentos engraçados! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Nunca vi séries do tipo, mas fiquei intrigada.
    Parabéns pela resenha, gostei bastante.
    http://oxenteleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Séries desse tipo têm conquistado muitos fãs por aqui né? Não sei como as emissores de tv ainda não se aproveitaram disso haha.
    Confesso que a história não chamou muito a minha atenção, realmente soou um pouco clichê. Posso assistir um episódio algum dia para ver como é, mas devo admitir que não me vejo tão animada assim :/

    ResponderExcluir
  8. Oi Bianca.
    Eu gosto de dramas e acho que também me identificaria com a personagem principal pelo fato dela ser universitária.
    Fiquei curiosa para saber o que ela descobre sobre o Yoo Jeong e o que ele quer se aproximando dela.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Olha, essa coisa de perseguidor me remete a algo meio "Christian Grey feelings", e eu confesso que tenho horror disso, ainda mais quando romantizam esse tipo de comportamento... hahahah Mas eu gostei do fato de ser coreano, gosto quando uma história muda os ares mais comuns!

    Bjs

    Pipoca com Café

    ResponderExcluir
  10. Cada vez mais me encanto com estes dramas coreanos, eles continuam sendo muito bem produzidos. E a carga de drama que este seriado traz é bastante grande, com este cara obcecado pela protagonista. Já anotei aqui a dica, e assim que tiver um pequeno espáço vou conferir.

    ResponderExcluir
  11. Esse drama assisti sem esperar nada, e se tornou um dos meus favoritos. Fiquei o drama inteiro na dúvida se o Jung era do bem ou do mal e acabei viciada! Mas o mais interessante é que você se identifica com várias situações que acontecem na vida real, nessa série percebi que faculdade é igual no mundo inteiro, sempre tem as mesmas pessoas.

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.