Menu

27.5.17

{O menino que vê filmes} Ex-Machina



Direção: Alex Garland
Elenco: Domhnall Gleeson, Oscar Isaac, Alicia Vikander, Sonoya Mizuno
Sinopse: Caleb é um jovem programador que, por meio de um concurso, ganha a oportunidade de passar uma semana na longínqua residência de seu empregador, o recluso bilionário Nathan. Porém, chegando ao local, Caleb descobre que foi escolhido na verdade para testar uma avançada Inteligência artificial desenvolvida por Nathan.

AVISO: ALERTA DE SPOILER! Se você ainda não assistiu ao filme em questão, prossiga por sua conta e risco!

Oi gente! A resenha de hoje é para você que gosta de uma boa dose de ficção científica. Mas espere, não "aquele" tipo de ficção recheada de tiros de canhões de laser e espaçonaves, mas de uma abordagem muito mais plausível e assustadoramente próxima da nossa realidade

EX MACHINA traz até o espectador uma experiência bastante imersiva no universo da chamada IA - Inteligência Artificial - tema este que, apesar de já ter sido abordado em tantos outros longas de sucesso como Matrix, IA e Eu, Robô, aparece aqui mostrado de forma mais científica e menos mirabolante.


Aquém de toda a polêmica que cerca o tema (há quem acredite que a humanidade encontrará seu fim pelas mãos da inteligência artificial), EX MACHINA aborda o tema de forma romanceada e tenta responder ao seguinte questionamento: Até que ponto um computador é ou virá a ser capaz de imitar a mente e o comportamento humano?

Porém não se assuste, o filme não é exclusivamente técnico. Há uma boa dose de drama e suspense no ar, sobretudo à partir do momento em que entra em cena nossa protagonista: uma bela e delicada ginóide que atende pelo nome de AVA.


O criador de AVA é o recluso bilionário Nathan, um jovem empresário que fez fortuna com uma fictícia ferramenta de busca, o Blue Book.

No outro extremo da trama, há o frágil programador, Caleb, que é escolhido para aplicar em AVA o Teste de Turing, um teste que consiste na verificação da capacidade de uma máquina imitar o comportamento humano. Quem se lembra desse nome? Isso mesmo! O criador desse teste, Alan Turing, foi interpretado nas telonas recentemente por Benedict Cumberbatch, no filme O Jogo da Imitação (2014).

Prontos para conhecer AVA?

AMBIENTAÇÃO

O filme todo se passa na residência-laboratório de Nathan que, embora não tenha a localização exata citada no filme, aparenta ser algum lugar no leste da Europa, entre montanhas, cachoeiras e densos bosques.

O acesso ao local só é possível - convenientemente - por meio de um helicóptero, o que dá à trama um constante ar de tensão. Ora, nada mais assustador do que estar em um lugar de onde não se pode fugir a pé, já que o local está a milhares de quilômetros da civilização.

NATHAN

Nathan é, de certa forma, o "vilão" da trama. Beberrão e inconstante, ele é o típico bilionário que escolheu a reclusão por, de certa forma, não tolerar muito a proximidade com o resto da humanidade.


Por outro lado, por trás de seu comportamento bizarro e incoerente, esconde-se a genial mente criadora da inteligência artificial conhecida como AVA.

CALEB

Talentoso programador, o jovem Caleb é funcionário da Blue Book, empresa de Nathan, tendo sido escolhido em um suposto sorteio para passar uma semana na casa de seu empregador. Como contrapartida, Caleb deve testar AVA através do teste de Turing (ou jogo da imitação).


Porém, o que seria apenas um teste com finalidades científicas acaba por transformar completamente a vida de Caleb.

FINALMENTE, AVA

Perspicaz e cativante, AVA é uma ginóide (um andróide com caractérísticas femininas) dotada de muito do que compõe a mente humana,

Em outras palavras, AVA parece ser capaz não só capaz de raciocinar como um humano, mas também de sentir, flertar, seduzir e aprender como um humano.


AVA, interpretada pela bela Alicia Vikander, tem o corpo e as feições de uma bela jovem com aproximadamente 18 anos, o que de pronto faz com que Caleb sinta-se atraído por ela.

Com o tempo, AVA começa a demonstrar afeição por Caleb, o que leva o jovem a questionar-se sobre a capacidade da ginóide de simular sentimentos como o amor ou, por outro lado, o fingimento.

CONCLUSÃO

A assustadora temática explorada em EX MACHINA leva-nos a refletir acerca das benesses e dos perigos da exploração da tecnoligia que envolve a Inteligência Artificial.

Conforme citado em determinado momento do filme, replicar a inteligência humana faz cientistas de sucesso; Replicar um dos mistérios da mente - a consciência - fará dos humanos deuses...

Até a próxima gente!

1 comentários:

  1. não sou muito chegada em enredos de ficção cientifica e geralmente não assisto esse tipo de filme
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.