Menu

30.5.17

{Resenha} O Filho da Natureza


Autor: Isis L. M. J.
Editora: Arwen
Ano: 2016
Sinopse: Em um passado não muito distante, a natureza decidiu varrer a humanidade da face da terra e assim deu-se início a um período de horror e devastação. Porém, uma pequena parcela da população sobreviveu, mostrando que não iriam desistir tão fácil.
Adaptando-se ao ambiente que se tornou radioativo, os humanos lutam pela sua sobrevivência, rendendo-se a um governo opressor que se formou a fim de restaurar a ordem, mas será que em meio ao caos é possível se ter ordem?Um grupo “rebelde” acredita que não e eles são conhecidos como Os Filhos da Natureza. Sam, um garoto aparentemente normal, que vivia na Aldeia apenas como mais um trabalhador humilde a lutar pela sua sobrevivência, descobre coisas inacreditáveis ao receber uma missão de seu pai. Tais coisas podem mudar o futuro de toda a Nova Era. Será que ele vai conseguir dominar aquilo que está dentro de si? Será que Sam é um verdadeiro Filho da Natureza?Aventure-se por estas páginas e descubra junto com Sam que, para superar desafios, é preciso lutar e ser persistente.


Resenha:

Antes de começar essa resenha, quero apresentar a autora, Isis L. M. J., para que vocês guardem esse nome, pois tenho certeza que ainda ouviremos falar muito dela.

Conhecida também como Isis Luiza, mora na cidade de São José do Rio Preto – SP, onde nasceu dia 21 de fevereiro. É formada em Produção de Moda mas escolheu os livros ao invés das roupas. Apesar de quase nunca sair de casa, ela já viajou o mundo em leitura. Quando não está especulando sobre universos paralelos de super-heróis, está assistindo filmes de dinossauros.
Isis me pareceu uma autora muito jovem, mas com uma mente e criatividade incríveis! Como fã de distopias, no estilo Divergente, não pude deixar de comparar as histórias no início do livro. Mas após alguns capítulos compreendi que o que Isis criou é muito diferente, um mundo totalmente novo, um conceito e uma ideia totalmente novos, e eu amei!

O Filho da Natureza é o primeiro livro de uma trilogia que tem início com um mundo pós-apocalíptico onde muitas pessoas são afetadas pelo forte grau de radiação. Encontrei um pequeno errinho nesse início, já que a data no prólogo é 15 de outubro de 2114 e no primeiro capítulo, que deveria ser 50 anos depois, a data está 29 de abril de 2050. Mas nada que afete a compreensão da história.

Nesse caso, o que ocorreu foi uma série de desastres naturais durante um dia, que ficou conhecido como Devastação. Poucas cidades sobreviveram, entre elas, Suvers, que recebeu esse nome devido à palavra Survivor, que significa sobrevivente. Os poucos sobreviventes se dividiram em grupos, onde os governantes e os mais ricos ficaram com os poucos prédios altos existentes na cidade, os comerciantes com as casas ao redor dos prédios, e mais separados ficaram os sobreviventes mais pobres, que viviam em um conjunto de casas bem simples e próximas da floresta, local que ficou conhecido como Aldeia.

Sam Shaw é um jovem de aproximadamente 19 anos que vivia na Aldeia, onde as pessoas sentiam-se protegidas das “Coisas”, e de todos os outros perigos conhecidos e desconhecidos da floresta. Porém, Sam vivia quebrando as regras, pois tinha uma certa obsessão por liberdade, e vivia entrando sozinho na floresta, onde tinha o sonho de morar um dia.

“”Coisas” era como nos referíamos às pessoas que foram deformadas pela radiação. Eles eram expulsos da Aldeia por se tornarem um tanto agressivos, então viviam escondidos na floresta e normalmente só saíam após o pôr do sol. Havia boatos de que eles se tornaram canibais, mas ninguém ficava fora de casa depois do anoitecer para descobrir”.

Porém, a radiação não afeta negativamente a todas as pessoas, pois algumas já nasceram imunes a ela, outras se acostumaram com sua existência, outras sofrem deformações mais leves, mas também existem aqueles que não sobrevivem.

Após o desaparecimento de seu pai, Sam e sua mãe partem em busca do acampamento dos Filhos da Natureza, um grupo de confiança de seu pai. Eles eram considerados rebeldes pelos líderes, porém Sam ainda não compreendia bem o porquê. No caminho, sua mãe é assassinada, e Sam também é baleado, várias vezes, mas não morre. Ou morre, apenas temporariamente.

Quando acorda, ele dá de cara com uma garota, que explica que provavelmente ele seria um mutante, seres que também foram criados pela radiação. Animais mutantes podem ter uma pata a mais ou dentes no lugar dos olhos, mas em humanos, essa mutação criou super-habilidades. E parecia que Sam tinha a habilidade de se curar. Já a habilidade de Cat era um tipo de teletransporte, que ela chamava de “puff”.

Sammy e Cat vão juntos para o acampamento e se tornam grandes amigos, ou talvez um pouco mais do que isso.

“Cat é importante agora e a ideia de perdê-la me afeta mais do que deveria. Sua mão ainda está em meu rosto, nos seus olhos encontro um brilho diferente que nunca vi antes nos olhos de ninguém e nossos lábios estão a centímetros de distância. Eu me aproximo mais, consigo sentir o calor de seu hálito. Deus, eu não sei o que estou fazendo!”

Os mutantes eram classificados por Gerações. Quando um mutante nasce de pais normais, sua habilidade demora mais a aparecer, já na fase adulta, ou talvez nem apareça. Esses são mutantes G1. Quando um G1 tem um filho com outro mutante, essa criança já desenvolve sua habilidade na infância, aprendendo a controlá-la após um tempo de treino. Esses mutantes são conhecidos como G2, os mais comuns. Quando dois G2 tem um filho, a criança já nasce com sua habilidade desenvolvida e tem mais controle sobre ela, o que possibilita a ter uma habilidade mais abrangente, utilizando-a não só em si mesmo, mas também em outras pessoas. Alguns também nascem com duas habilidades, porém apenas uma se desenvolve corretamente. Esses são os G3, uma geração um pouco mais rara. Quanto aos G4, ninguém sabe como nascem, provavelmente de uma união entre dois G3, porém não se sabe da existência de nenhum. Os G4, em teoria, podem desenvolver várias habilidades e exercer controle sobre todas elas, podendo ser um risco para a sociedade, caso o governo conseguisse um G4 como aliado.

No acampamento dos Filhos da Natureza, Sammy descobre vários segredos de seu passado, de sua família, e até mesmo do governo, que vão se revelando aos poucos, enquanto ele se envolve cada vez mais com Cat, única pessoa em quem ele tem certeza que pode confiar.

“Afasto-me apenas o suficiente para olhar em seus olhos. O fogo que me atrai a ela é mais do que intenso, é como se fôssemos feitos um para o outro, como se algum tipo de imã me puxasse para ela. Eu vejo isso nos seus olhos e em seu sorriso.”

Quais segredos o governo esconde da população? E quais segredos os Filhos da Natureza escondem do resto do acampamento?

Isis criou um enredo maravilhoso e personagens que nos prendem e nos cativam, tornando quase impossível largarmos o livro até que terminemos. A história é narrada em primeira pessoa, por Sam, relatando como se sente a cada situação. Os personagens são muito bem construídos e podemos ver a evolução e amadurecimento de cada um deles em cada capítulo.


Eu realmente amei a escrita da autora!! Não deixa nada a desejar comparada a qualquer um desses autores internacionais que tanto valorizamos. Estou completamente apaixonada por essa história e muito curiosa e ansiosa pela continuação. Além disso, a capa está maravilhosa, e a Arwen como sempre deu show na edição!



15 comentários:

  1. uma autora pertinho da minha cidade, OHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
    apesar de não me identificar muito com o estilo da trama desejo sucesso a autora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Nossa que premissa instigante,eu realmente fiquei bem curiosa e gostaria de conferir. Legal saber um pouco sobre a autora também, mesmo porque eu não a conhecia. Fiquei me questionando quanto ao desenvolvimento do enredo e com certeza gostaria de ler também. Ótima indicação!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bom?
    Me chamou bastante atenção, tanto a capa quanto a narrativa!
    E o fato da autora ser nacional, me fez amar mais ainda! Espero poder conferir em breve a obra <3

    ResponderExcluir
  4. Olá! Bom que a autora criou um enrendo maravilho com personagens cativante e que nos envolve. Personagens bem construído e que amadurece durante a história faz toda diferença. Que bom que você amou! Adoro livro nesse estilo. Você além de me apresentar me deixou curiosa! Beijos'

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu ainda não conhecia essa história, mas achei incrível. Uma pena essa confusão com as datas, deveriam ter ficado atentos isso, mas ainda bem que não atrapalhou a compreensão. Eu amo distopia, essa história parece ser uma distopia, misturado com fantasia, achei realmente muito interessante e leria com muito prazer. Fiquei muito curiosa com esses mutantes também, parece ser muito legal! Dica anotada!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  6. Oi, Amanda!
    Eita, que premissa interessante! Confesso que tive que ser a parte que você explicou os Gs umas duas vezes para não me confundir, mas fora isso, a narrativa, pelo o que você falou na resenha, parece ser bem feitinha. Acho muito legal conseguir ver o desenvolvimento dos personagens de um capítulo para o outro! ~vou anotar a dica!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oiiii,

    Eu nunca tinha lido nada sobre a autora ou sobre a obra, masssss MEU DEUS DO CÉU que enredo incrível, eu to apaixonada, já quero muito ler, achei bem interessante essa temática de mutantes que se rebelam contra o governo e tal, mas fiquei interessada principalmente pra poder entender quem o Sam é e o que ele pode fazer contra o governo ou os filhos da natureza. Já super anotei a dica aqui. E aaaa que capa linda *_*

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu ainda não tinha ouvido falar da autora e nem da obra, mas fiquei super interessada pelo livro porque a trama parece ser muito bem construída, principalmente essa mitologia das gerações. Adorei poder conferir a sua resenha e vou deixar essa dica anotada aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Meu Deeeus, eu quero esse livro! Sou apaixonada por distopias e mais ainda quando ela tem traços de fantasia. Esse negócio de mutantes e futuro pós-apocalíptico me chamou muito a atenção e fiquei louca de ansiedade para conhecer o universo criado pela autora. Fiquei curiosa para conhecer os tais segredos que todos nesse livro parecem esconder e também para descobrir se aparecerá algum G4 ao longo da série. Ameeei. ♥

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Voce conseguiu me deixar bem curiosa para ler esse livro.
    Adoro distopias e esse parece ser diferente dos que eu ja li.
    Adorei o fato de o personagem principal ser um garoto.
    Primeira vez que vejo uma resenha desse livro, e, pela sua resenha, acho que a obra e a autora serão cada vez mais conhecidas e comentadas.
    Fiquei curiosa e pretendo ler o livro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Que bom que a história da autora não deixa nada a desejar. Eu já tive oportunidade de ler outras resenhas desse livro e a maioria delas apontava muitas ressalvas.
    O enredo é de fato interessante, mas o gênero já não me agrada muito, e com o tanto de ressalva me desanimou legal.
    Mas fico feliz.ppr você ter aproveitado a leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie! Tudo bem?

    Fiquei meio em duvida se realizo ou não a leitura desse livro, pela sinopse e capa eu passava logo a dica, mas depois da sua resenha e apontando mutantes pensei em dar uma chance, mas ainda não me decidi completamente, irei procurar mais sobre a obra para ver qual decisão tomo!

    BJss

    ResponderExcluir
  13. Achei a premissa do livro bem original e a capa está muito caprichada e já quero ler o mais rápido possível.
    Dica mais que anotada
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oii Amanda, tudo bem?? Adorei conhecer a autora e saber mais sobre esse livro aqui! Já vi algumas pessoas falando bem dele na blogosfera, e agora minha curiosidade só cresceu. Gosto de cenários pós-apocalípticos, então acho que irei curtir bastante! Fora que a trama parece ser bem envolvente e repleta de mistério. Dica anotada <3
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  15. Fico muito feliz quando vejo autores jovens se destacando, sobretudo se for nacional. O livro não faz o meu gênero, mas parece ser uma obra de qualidade, excelente pedida para quem curte. Adorei saber que não perde em nada para outros autores, estrangeiros. Vou indicar a obra para as pessoas que conheço que apreciam o gênero. Ótima resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.