Menu

2.6.17

{Dica de Jogos} Danganronpa Trigger Happy Havoc




Título: Danganronpa Trigger Happy Havoc
Data de lançamento: 18 / Fev / 2016 (Steam)
Gênero: Anime, aventura, mistério, romance visual, detetive.
Desenvolvedor: Spike Chunsoft Co., Ltd., Abstraction Games.
Distribuidor: Spike Chunsoft Co., Ltd.
Sinopse:  Um grupo de 15 estudantes colegiais de elite são reunidos em um colégio muito especial. Se graduar neste colégio significa que você essencialmente terá sucesso na vida, mas se graduar é muito difícil. O colégio é dirigido por um urso chamado Monokuma, e ele explica que se graduar gira em torno de cometer um assassinato. O único jeito de se graduar é matando um de seus colegas de classe e se safar. Se outra pessoa descobrir a identidade do assassino, o assassino será executado. No entanto, se falharem em pegar o assassino, apenas o assassino se graduará e os outros são punidos. Qual dos 15 sobreviverá ao banho de sangue que está por vir?

 Nunca sei como realmente começar uma resenha (risos). Bom, Danganronpa é um jogo um pouquinho complicado, você precisa prestar atenção em todos os detalhes que o jogo te dá, porque serão cobrados mais tarde. 

 O jogo começa meio parado, cheio de diálogos, nos mostra o personagem principal, Naegi Makoto, ilustrando como a escola funciona, somente o melhor dos melhores em alguma coisa podem entrar e se graduar já com o melhor futuro garantido.

 Mas assim que Naegi pisa na escola, ele desmaia. Algum tempo depois ele acorda em uma das salas de aula, com as janelas todas lacradas, câmeras de segurança por todos os lados e um bilhete, que o manda ir para o ginásio. 

 Seguindo as instruções do bilhete, ele segue para o ginásio, onde encontra 14 outros estudantes o encarando, e um ursinho branco e preto, Monokuma aparece, dizendo ser o diretor da Kibougamine Kaguen ( o nome da escola, em português seria algo como "Escola da Esperança" ), e para se formarem e saírem da escola onde estão todos presos, precisam matar uns aos outros. Quando um assassinato acontecer, iram passar por um "Class Trial", onde iram debater a forma que a vítima morreu para encontrar quem foi o assassino. Se o palpite do assassino estiver correto, todos os outros sobrevivem e o assassino é executado, agora, se o palpite for errado e não descobrirem o verdadeiro assassino, todos são executados e o assassino se forma e pode sair da escola. É complicado entender, não? Mas é isso que deixa o jogo legal.

 A jogabilidade é em primeira pessoa, você pode andar pelos corredores explorando a escola, desde que obedeça as regras impostas. No decorrer do jogo, acontece alguns "Free Time", onde te dá a liberdade de sair explorando (se sair explorando, vá na "Store", lá tem uma maquina onde em troca de moedas, ganha presentes para dar aos personagens, mas para isso precisa encontrar moedas escondidas na escola ), conversar com os outros personagens para os conhecer melhor ou pular isso e dormir. Eu recomendo conversar com os personagens e logo, antes que algum morra, o que acontece bem rápido (risos).

 Nosso personagem principal, desde o inicio é contra o jogo, é do tipo "mas é claro que ninguém faria isso". Até que começa realmente. Se não acontece nenhum assassinato, o diretor fica entediado e dá motivo à eles. Dinheiro, segredos, amizade, etc, usa tudo que pode para fazê-los se matar.

 Explicando um pouco mais sobre a jogabilidade, temos os Class Trial. Quando alguém morre, e duas ou mais pessoas descobrem o corpo, um tempo é dado para você investigar tudo, juntando pistas para mais tarde usá-las no debate. Findado esse tempo, todos seguem para um elevador em direção a uma sala, onde, em circulo, tentam descobrir o que aconteceu.

 De dão várias opções de "Truth Bullets", que são as pistas que você descobriu, e então, os personagens começam a falar, a intenção é você descobrir qual frase está errada e rebater com o que realmente aconteceu.

Geralmente, as frases que precisam de atenção estão destacadas em amarelo (como na imagem ali do lado <--- ), se descobrir quem e qual frase dita contradiz os acontecimentos, você atira uma Truth Bullet e o personagem da sua opinião e todos vêem que o lado dele está certo e partem para outras evidências. 

Isso não é só o que acontece nesse "tribunal", tem outras formas, todas acontecem dependendo do caso apresentado, por exemplo, em um, te dão uma frase incompleta, e você precisa saber qual é a frase ou palavra e atirar nas letras que vão aparecendo para completar a frase ou palavra. Em outro, precisa rebater um personagem, que não concorda com seu testemunho, e o meu favorito é no final, quando todos sabem o que aconteceu mas precisam juntar tudo, escolhendo as imagens certas para formar a história completa do caso. Como na imagem abaixo:

 Nossa mas é muito complicado! É, realmente, mas o jogo é muito bom, compensa, e no decorrer, o próprio jogo ensina como jogar e o que tem que fazer. 
  Acima de todos os assassinatos, tem mais mistérios cercando esses alunos, por que ninguém de fora foi salvar eles? Por que estão presos? Joguem para descobrir :3

Vou apresentar os personagens para vocês:


Da esquerda para a direita: Hagakure Yasuhiro: "Ultimate Clairvoyant";
                                           Aoi Asahina: " Ultimate Swimmer" ;
                                           Owada Mondo: "Ultimate Biker Gang Leader";
                                           Byakuya Togami: "Ultimate Aflluent Progeny";
                                           Kyoko Kirigiri: Não se sabe qual é seu "ultimate", é falado no final só, não                                                                       vou falar spoiler (risos);
                                           Ishimaru Kyotaka: "Ultimate Moral Compass";
                                           Leon Kwata; "Ultimate Baseball Star";
                                           Makoto Naegi: "Ultimate Lucky Student";
                                           Maizono Sayaka; "Ultimate Idol";
                                           Chihiro Fujisaki: "Ultimate Programmer";
                                           Celestia Ludenberg: "Ultimate Gambler";
                                           Toko Fukawa: "Ultimate Novelist";
                                           Yamada Hifumi: "Ultimate Fanfic Creator";
                                           Sakura Ogami: "Ultimate Martial Artist";
                                           Junko Enoshima: "Ultimate Fashonista".

E não posso esquecer do Monokuma, o suposto diretor:


Tem muitos personagens, eu mesma demorei para aprender quem é quem, as vezes nem dá tempo, mas ainda tem uns que conseguem conquistar quem joga. Minha personagem favorita é a Sakura Ogami, seguida pela Toko Fukawa, cada uma tem personalidades bem diferentes, mas ambas me conquistaram (risos).
 Danganronpa tem várias outras franquias, algumas interligadas como o 1 e o 2, e outras que não tanta ligação mas tem a mesma base, como o Despair Girls, que ainda vai sair na Steam e o V3.

 Vou deixar a opening do jogo aqui embaixo:

                                       
Ainda não joguei o dois, mas já estou com ele no computador, só preciso criar coragem para jogar logo (risos). Ah sim! Quem está com preguiça de jogar, tem os animes baseados nos jogos, todos são bons resumos de cada jogo.

 Danganronpa Trigger Happy Havoc está disponível na Steam, não tendo com legendas em português, apenas em inglês. Recomendo a quem for jogar, que escolha o áudio em japonês, as legendas virão em inglês normalmente. Somente o áudio que virá com a dublagem original dos personagens.





1 comentários:

  1. uma proposta interessante para quem curte, o que não é o meu caso
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.