Menu

5.6.17

{Resenha} Inversos (Série Clichê - #02) - Carol Dias


Oieeee amorecos! 💗
Chegueeeeeei!


Apesar de ainda está dodói, chego animada trazendo mais uma resenha do livro da Carol Dias. Mais uma leitura maravilhosa.
Confere aí!


Inversos - Série Clichê - #02 - Carol Dias

Sinopse:

“Como assistente pessoal de Carter Manning, Bruna sabia exatamente o que esperar do cantor: música, mulheres e um pouco de (muita) arrogância. Seria preciso uma interferência do universo para que ele se mostrasse alguém decente. E não é que o universo resolveu agir?! As pequenas, Sam e Soph, serão a prova final de Carter, para mostrar que mesmo o cara mais idiota, possui algo além de uma camada de egocentrismo.”

Resenha

Bruna é uma brasileira assistente pessoal do músico Carter Manning. Ela faz um verdadeiro malabarismo para conciliar todas as suas “funções” acumuladas.
Sim. Estamos falando do Sr. Babaca Manning que aparece no livro Clichê.
Carter é aquele bonitão sarado, com excelente conta bancária e que é pegador convicto.

Antes ele era o CEO da gravadora da família, mas resolveu investir na sua carreira.
É um cara badalado, com uma banda que faz sucesso.
Bruna acha que é imune a ele, mas ela sabe que não, depois de uma certa noite.

Carter sabe do valor de Bruna, não só por ela lidar muito bem com as “suas” mulheres e ajeita todos os galhos. Tem com ela um “tratamento” diferenciado que os deixa bem íntimos... até que um dia aparece na porta dele gêmeas com um bilhete responsabilizando Carter de ser o pai e assinado, mas para ele era como se Alice (a mãe) não existisse, pois não lembrava de nada.

Carter olhou para as crianças e se viu pequeno nelas, fez o teste de DNA, mas nunca abriu.
Bruna além de todas as tarefas atribuídas a ela como assistente pessoal, ainda virou babá.
Parece que a paternidade forçadamente adquirida pelo músico não o deixou responsável, ao contrário! Continuou irresponsável, mulherengo, apesar de “pai”. Só ele e o seu prazer importava no mundo.


Com a chegada das gêmeas o trabalho de Bruna duplicou, ela acabou se afeiçoando demais a Sam e Soph e o pai continuou a mesma vidinha de “solteiro” de antes.
Até que numa noite em que Bruna estava sozinha com elas, Sam adoeceu e ela não sabia como tratar e nem podia ir ao hospital por conta dos paparazzi.
Onde estava Carter? O que fazer se ninguém responder ao celular?
Será que Bruna vai esquecer o perigo de expor as meninas nos tabloides e ir ao hospital? Só lendo pra saber.


Amei Inversos tanto quanto Clichê. Adorei o choque de realidade que as gêmeas deram na vida do gostosão. Todo homem precisa ter uma Bruna na vida.
Sabe aquele personagem que te marca em alguma estória? Falo de Kiro Manning da Série Rosemary Beach da Abby Glines. Carter me lembrou muito o Kiro por conta do sobrenome, mas também pela forma como um choque de realidade pode mudar uma pessoa. Nesse caso o Kiro se destruía aos poucos, mas amava demais a filha Harlow e a esposa Emily, o que não o deixava esmorecer. Já Carter teve uma mudança drástica, o que o fez repensar seriamente.
Adoro a forma de escrever da Carol, como detalha coisas simples, que deixam a leitura ainda mais gostosa. Outra leitura maravilhosa!
Só recomendo essa série que se inicia e que vem surpreendendo. Parabéns!


Essa é a Série Clichê, super recomendo a leitura pra quem curte um romance clichê, mas super bem escrito e que te faz adorar cada página.
Bom amores, vou indo.
Até a próxima. Tchau!


Título: Inversos (Série Clichê - #02)
Autor (a): Carol Dias
Editora: Ler Editorial

Número de Páginas: 214

3 comentários:

  1. o livro parece ter aquele clichê que me atrai, então com certeza eu leria
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. ADOREI os quotes e gifs. Obrigada pela resenha! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol. <3
      Uma estória dessas merecia sim os gifs e os melhores quotes.
      Apaixonei no Carter, não poso negar rs.
      Amei a estória, e estou ansiosa pelos próximos. Bjs.

      Excluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.