Menu

1.7.17

{Resenha} Confissões de uma Adolescente Grávida - Graciela Paciência

Oie amores. Tudo bom?
A pessoa está de cama com a marvada da Chikungunya, sem animo pra nada, daí a nossa parceira Graciela Paciência me manda esse livro que me deixou D-E-V-A-S-T-A-D-A!


Já sei que vou ficar com uma puta ressaca literária, porque a pessoa não consegue parar de chorar e lembrar das cenas do livro. Misericórdia!


Apesar da choradeira é uma estória que ensina muito. Só lendo pra saber. Sou muito sensível pra essas coisas.
Confere aí a resenha!


Confissões de uma Adolescente Grávida - Graciela Paciência

Sinopse:

“É janeiro de 2011 e Mirella, de 16 anos, descobre que está grávida de 4 semanas de seu namorado, Fabrício, que também é jovem e nunca esteve tão apaixonado por Mirella. O namoro vai muito bem, obrigado, mas nem por isso a gravidez será uma fase fácil para eles. Mirella precisa lidar com o julgamento das pessoas ao seu redor e com a sua própria insegurança, já que Fabrício acaba de começar a faculdade e conhece pessoas novas, incluindo uma garota super bonita com quem se identifica mais do que com sua namorada. Enquanto passa por desafios diários, Mirella se pergunta como vai lidar com tudo isso.”

Resenha

Venho trazer essa resenha, mas sem conseguir para de chorar.
Confissões de uma Adolescente Grávida não é apenas um livro que relata a gravidez de Mirella aos dezesseis anos, mas o que uma mulher seja de qualquer idade sofre, o preconceito, julgamento, olhares de pena e condenação, tudo isso é relatado nos comentários de Mirella sobre sua atual condição.
Ela precisa enfrentar os conflitos do ensino médio, do namoro com Fabrício, das pessoas novas que vão conhecer e que podem mudar o rumo de tudo.
Eu realmente estou completamente atordoada com esse livro, porque pra mim eu odiei e amei ao mesmo tempo. Odiei pelo fato da autora fazer um final desses, que em minha opinião é absolutamente desnecessário e amei porque Mirella é encantadora, e luta bravamente para criar o bebê ao lado do namorado sem depender de ninguém.

Mirella é uma garota de muita sorte, pois tem o apoio de seus pais, amigas, Fabrício e de seus pais.
Nada vai ser como havia planejado com o namorado, ele vai pra faculdade enquanto ela vai ficar em casa terminando o ensino médio e ter se programar até a dada do parto.


Mirella gosta de cinema e se diverte vendo filmes e lendo livros durante a gravidez, faz trufas para ganhar uma graninha e nada na vida é sempre um mar de rosas certo?
Agatha aparece como amiga de faculdade de Fabrício e deixa o relacionamento dos dois abalados. Ela se sente insegura, ciumenta e mesmo seu namorado compreensivo afirmando que nada é o que ela imagina, o rumo que esse convívio dos dois não resulta em nada bom.

Apesar de seus problemas, suas amigas Jéssica e Samantha também passam por perrengues que não tem muito que ela possa fazer. Somente ser uma boa amiga e desejar que tudo corra bem.


Se sentindo sozinha e com todo o peso da gravidez nas costas, Paulo (irmão de Agatha) começa a ronda-la, se tornando um amigo que a diverte e vira companhia para sessões de cinema. Ou ele pretende algo a mais com Mirella?

O tempo vai passando, o bebê crescendo, ela tenta não se sentir envergonhada por estar grávida. Ir à escola, ao shopping, sair com a barriga protuberante deveria ser motivo de orgulho, mas com os olhares reprovadores direcionados a ela, fica bastante complicado.
Muitos contratempos, tempo perdido com besteira que muitas vezes pode ser irreversível, faz com que Mirella veja o mundo de outra forma.


Um livro que aborde um tema como esse, que ainda é visto como tabu (mesmo nos dias de hoje) acaba gerando muito assunto. Porque muita das vezes a gravidez na adolescência associam a pais sem informação para passar adiante, uma família que não fala sobre o assunto, consequência de estupro e por aí vai.
Graciela relata que mesmo Mirella e Fabrício serem criados em famílias que lhe dão todo suporte, educação, ainda assim aconteceu uma gravidez.

Mirella nos relata todos os momentos de sua gravidez, desde o primeiro ultrassom, da conversa séria com os pais, suas tristezas, alegrias, incertezas e inseguranças que toda adolescente tem, ainda mais estando grávida.

Fabrício me conquistou desse o começo, pois não foi um canalha que cai fora quando uma bomba cai sobre sua cabeça, mas foi homem o suficiente em assumir e amar Mirella e o bebê como deve ser.


 É uma estória que te faz pensar sobre o assunto. A autora aborda vários temas que são mencionados hoje em dia como: homossexualidade, racismo, o preconceito com adolescentes gravidas solteiras ou não, a pressão da família para ser feito o que eles determinam, sem se importar se o outro vai sofrer ou não.
Só o que me deixou decepcionada foi o final como já havia dito no começo da resenha.
O livro tinha tudo pra ser perfeito, mas infelizmente não foi. Sei que a vida não é um mar de rosas, mas a vida já é tão difícil... na ficção eu sempre espero um final que me deixe feliz e não um que me deixe arrasada por dias.
Não é uma leitura ruim, longe disso! Adorei a escrita da autora, a forma direta como ela relata os assuntos e conflitos, mas pra mim o final destruiu tudo o que havia me agradado na leitura. Parabéns a autora apesar de tudo.


Amei a diagramação desse livro. A capa é um charme e as letras são do tamanho perfeito para ler em qualquer lugar.


Estou de cama, só tenho pra passar o tempo uma leitura, porque não consigo ficar sentada muito tempo, chocolate pra alegrar o coração e água pra hidratar. 
Por hoje é só amores. Se cuidem! Beijos.


Título: Confissões de uma Adolescente Grávida
Autor (a): Graciela Paciência
Número de Páginas: 118

1 comentários:

  1. a temática e o livro em si parece ser bem interessante, eu leria com certeza
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.