Menu

4.7.17

{Resenha} A Filha do Sangue - Trilogia das Joias Negras - Livro Um


Autor: Anne Bishop
Editora: Saída de Emergência
Ano: 2014
Sinopse: O Reino Distorcido se prepara para o cumprimento de uma antiga profecia: a chegada de uma nova Rainha, a Feiticeira que tem mais poder que o próprio Senhor do Inferno. Mas ela ainda é jovem, e por isso pode ser influenciada e corrompida. Quem a controlar terá domínio sobre o mundo.
Três homens poderosos – inimigos viscerais – sabem disso. Saetan, Lucivar e Daemon logo percebem o poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente. Assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, no qual as armas são o ódio e o amor. E cujo preço pode ser terrível e inimaginável.

Resenha:

Olá pessoal!! Em primeiro lugar, gostaria de pedir desculpas pelo sumiço... Já faz um tempinho que não aparece nenhuma resenha minha aqui e confesso estar bastante atrasada nas minhas leituras (nesse momento a Pri já deve estar pensando na melhor maneira de me matar sem ser presa) hahahaha. O motivo é que estou tentando conciliar trabalho, blog e estudos, e estava em processo de estudo para duas provas de concurso... Que por sinal não consegui me dedicar 100% por sempre ficar preocupada com o que estava devendo pro blog, e tudo virou uma bola de neve.

Enfim, voltei! E voltei trazendo a resenha de um livro sensacional que eu estava louca para ler. Acho as capas dos livros dessa trilogia muito bonitas, e a edição está um capricho!! Apesar disso, encontrei muitos errinhos pequenos de digitação que me incomodaram um pouco pela quantidade. Uma letrinha a mais aqui, uma a menos ali, letrinhas trocadas mais adiante, e fiquei um pouco decepcionada com o trabalho de revisão do texto. Mas em compensação, a história...

Já no princípio do livro, há uma carta do editor, um prefácio da autora e um resumo dos personagens, das joias e da hierarquia dos Sangue conforme suas castas, tudo para tentar explicar um pouquinho deste mundo fantástico criado por Anne Bishop. Confesso que me senti bastante perdida no início da história, mas logo passamos a compreender, e essas primeiras páginas ajudam muito.

No enredo de A Filha do Sangue, conhecemos um mundo de magia atrelada a joias, sejam essas adquiridas por direito de progenitura ou por cerimônias de Oferenda às Trevas, em que a pessoa pode descer até três categorias, passando a ter uma joia bem mais poderosa. São treze cores, da branca à negra, sendo a negra a mais poderosa e rara de todas.

Os Sangue, como são chamados esses personagens, são divididos em castas, em que a mais poderosa de todas é a Rainha, o ponto central da sociedade, a feiticeira que rege todos os Sangue. Entre os machos, a casta mais poderosa é a dos Príncipes dos Senhores da Guerra, que ficam ligeiramente abaixo da Rainha.

A história gira em torno de Jaenelle Angelline, uma menina de 12 anos, também conhecida como “Feiticeira”. Jaenelle é a personificação de uma antiga profecia sobre uma poderosa feiticeira que se tornaria a Rainha das Trevas. É uma personagem cativante, misturando a inocência e ingenuidade da infância com poderes incalculáveis. Um pouco rebelde e irresponsável, enche de preocupação todos que sentem uma ligação especial com ela, mas ninguém consegue ficar bravo por muito tempo.
“Ele não a tocou. Não confiava em si mesmo o suficiente para controlar o ciúme e o despeito que o queimavam enquanto olhava para ela. Preferia ficar com a família e ser tratada daquele jeito a ficar com ele, que a amava com todo o seu ser, mas a quem não era confiada a sua proteção pois era um Guardião, era o Senhor Supremo do Inferno.”

Entre seus protetores e aliados, que juram servi-la quando Jaenelle se tornar Rainha, estão os homens mais poderosos que se poderia imaginar. Saetan é o Senhor Supremo do Inferno. Com uma apresentação dessas, imaginamos que ninguém poderia ser mais forte que ele, porém, nosso diabão fica em segundo lugar entre os machos. Daemon é o macho mais forte na história dos Sangue. Filho de Saetan e Tersa, é um escravo sexual nas cortes de Dorothea e quaisquer outras rainhas que ela deseje que ele sirva. Lucivar, o terceiro macho mais forte, filho de Saetan e Luthvian, também foi escravizado para servir às cortes de Dorothea, porém, seu temperamento faz com que seja preso em um reino distante.

“Lucivar era eyrieno. Jamais sobreviveria nas ilhas de sal de Pruul. Naqueles túneis, com o sal e o calor, sem espaço para abrir as asas, sem ar para secar o suor. Havia uma dezena de fungos que poderiam infectar a pele membranosa e corroê-la. E sem asas... Um guerreiro eyrieno não era nada sem as suas asas.”

Com essas nomenclaturas e descrições, eu imaginava que iria odiar esses três personagens, como se eles fossem totalmente do mal, os grandes vilões da história. Porém, não foi isso o que senti.

Me apeguei bastante a Saetan, que passa aquela imagem de paizão, cuidando com zelo de Jaenelle e treinando a menina na arte da magia.

Quanto a Daemon, é aquela figura masculina apaixonante. Espera pela mulher dos seus sonhos, e se assusta ao encontrá-la em uma criança. Mas ele está disposto a esperá-la, ensiná-la e servi-la quando chegar a hora. Ainda assim, pode ser agressivo e extremamente violento com quem atrapalha seus planos.

“Sim, era lindo. Seu rosto era uma dádiva da sua misteriosa herança, aristocrático e moldado de forma tão harmoniosa que não poderia ser simplesmente caracterizado como belo.Ele era alto e tinha ombros largos. Mantinha o corpo tonificado e musculoso o suficiente para agradar. Sua voz era profunda e culta, com uma ponta sedutora de rouquidão que enevoava a visão das mulheres. Os olhos dourados e os densos cabelos negros eram típicos das três raças de longevidade prolongada de Terreille, embora sua pele castanho-dourada, de tons quentes, fosse mais clara do que a dos aristocratas hayllianos – mais parecida à da raça Dhemlan.Seu corpo era uma arma e ele mantinha suas armas bem afiadas.”

Lucivar não me chamou muito a atenção por enquanto, mas creio que terá uma maior participação nos próximos volumes.

Definitivamente não é um livro fácil de se ler e de se compreender. Além da questão de ser uma história realmente complexa, com tantas informações às quais devemos ficar atentos desde o início, a autora também pode incomodar um bocado ao abordar questões como prostituição, incesto, estupro de crianças, castração (chamada aqui de raspagem), além de descrever cenas um tanto quanto sensuais ou eróticas. Particularmente, não me incomodou a ponto de abandonar a leitura. Claro que algumas vezes nos revoltamos contra alguns personagens, mas nunca contra a autora, que conseguiu abordar os temas e construir seus personagens com personalidades únicas e distintas, deixando a critério do leitor amá-los ou odiá-los.

Não vejo a hora de ler o segundo volume, já que no final do livro, temos uma provinha do que está por vir... Recomendo a leitura!

“Corpos em carne e osso e sangue. Teias que delimitavam as fronteiras internas. Cálices de cristal que continham as mentes. Joias para poder. As imagens rodopiavam e se alternavam várias vezes. Quando, por fim, formaram o triângulo de quatro lados dos Sangue. Três lados – corpo, cálice e Joias – encerravam o quarto lado, o Eu, o espírito que une os outros três.”

20 comentários:

  1. eu tenho certas reservas com o enredo criado pela autora, por não ser muito meu estilo não creio que leria por agora

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, mas a trama em si não me chamou atenção, até porque não tô na vibe de ler livros do gênero ultimamente, e ainda mais depois que você disse que é uma leitura difícil de fazer, tanto por ter muita informação e assuntos difíceis, creio que vou passar sua dica dessa vez. Os detalhes que você citou não devem atrapalhar, como não te atrapalhou a ponto de abandonar, mas pelo menos no momento creio que não será uma boa leitura pra mim.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda,
    eu li esse livro assim que foi lançado e não consegui me conectar e muito menos apreciar a história acabei não lendo os outros volumes principalmente pelas questões citadas por você no último parágrafo, me senti incomodada e por não ter gostado de fato da história ou dos personagens não vi razão alguma para continuar lendo, que bom que com você funcionou diferente.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Ola
    Confesso que nunca me interessei por esse livro e pela série no geral, não sei porque especificamente, já que já li ótimos comentários a respeito e eu gosto desse gênero trabalhado. Quem sabe mais na frente eu venha a conferir a história. Gostei muito de ler suas considerações e compreendo bem que a trama parece ser mais complexa sim.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde!
    A premissa do livro realmente me chamou atenção. Gostei de saber que os personagens são apegáveis, mas fico com um pé atrás por conta da complexidade da história e das cenas mais pesadas que você citou. Ainda assim, quero ler a série.
    Abraços.

    Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tudo bem?

    Já li esse livro e amei demais a história criada pela autora, mas tive uma certa dificuldade de seguir com a leitura até o final por causa da divisão dos capítulos, aquilo sim me incomodou um monte e acabou que por causa disso não li os outros volumes, mas espero que goste da leitura deles também!

    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Em primeiro lugar preciso dizer que me identifico com você em relação aos concursos. Estou prestando há 3 anos e estou de saco cheio, para falar a verdade. Agora o cansaço está começando a cobrar seu preço e nem escrever como antes estou conseguindo. E só estou lendo livros bem levinhos e despretensiosos, porque meu humilde cérebro não está suportando reflexões profundas.
    Agora quanto ao livro: esse livro chama a minha atenção faz tempo, mas sempre acabo adiando a leitura. Não sei se leria no momento por conta desses temas mais pesados que você ressoltou, mas, quando estou no meu juízo normal, esse é o tipo de leitura que gosto.
    Anotei a dica e pretendo ler assim que puder.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu já vi várias resenhas desse livro, mas nunca me interessei, porque não sou fã de livros de fantasia e ao ver algo que você mencionou sobre trevas... desisto logo. Mas a quem goste sim! Então boa dica para os amantes da fantasia!

    Abraços
    Dicas Literárias

    ResponderExcluir
  9. Oi Amanda,
    Esse é o primeiro volume da série? Sempre vi essa capa e achei muito bonita, sabia que tratava-se de uma série, mas não esperava tanto assim dela, sabe? Sua resenha está incrível e, mesmo não sendo um livro fácil de ser compreendido, é uma leitura que tenho vontade de fazer, pois sinto que vai me agradar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Eu queria ler esse livro unicamente pela capa já que nunca procurei maiores informações sobre ele, mas depois da sua resenha percebi que fiz um grande negocio em adiar a leitura, por alguns motivos que você citou não acho que me agradaria, fico feliz que aos trancos a história tenha lhe agadado, mas por hora vou passar esse para o final da lista e me permitir focar em livros que realmente me empolguem.

    Beijos e Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda...
    Minha nossa, menina deixa eu te falar que eu to louca para ler essa trilogia. Como você mesma disse essa capa é fantastica e quem gosta de histórias que envolvem a magia como eu, ela atrai como imã
    Sua resenha é a primeira que eu leio do livro e eu gostei bastante apesar das suas ressalvas. Não imaginava que o livro tratava de temas tão pesados como os que citou, mas acredito que não será problema para mim tbm.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  12. Oiii,

    Eu sou louca para ler este livro a anos, mas nunca tenho tempo ou dinheiro pra poder adquirir a trilogia rs. Mas preciso admitir que sua resenha me deixou um pouquinho com o pé atrás por conta dos erros de digitação que o livro contem, porque isso é algo que me incomoda muito, principalmente se a leitura for complexa. Vou deixar de lado mais um tempinho, mas espero um dia ler ainda rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bem? Sempre tive curiosidade com essa série, mas nunca dei uma chance real a leitura. Eu adorei conferir sua resenha e ver que gostou. Parece mesmo uma história bem complexa e cheia de informação, mas ainda assim envolvente e com elementos super bacanas. Não quero começar séries novas, mas essa é uma que com certeza mudaria isso, caso eu tenha a oportunidade de ler hahaha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá, Amanda

    Achei o nome de todo mundo bem estranho, o da protagonista, então, é quase um trava-língua! Ahhahah
    Essa é a primeira resenha que leio desse livro e realmente achei uma trama um pouco complexa. Não sei se leria porque fantasia já não é um gênero que curto muito, então a história tem que chamar muito minha atenção pra eu ter interesse, e isso não aconteceu. Mas achei banana a abordagem desses temas mais polêmicos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    A capa desse livro é LINDA! Porém fiquei com um pé atrás pelos errinhos na digitação, eu não sei porque, mas não consigo ler livros assim, fico bem agoniada com isso. Adoro livros complexos, mas realmente espero não demorar tanto pra compreendê-lo. Eu não me incomodo pelos pontos abordados que ela cita na história como as cenas de erotismo etc, enfim. Adorei a sua resenha e acho que vou dar uma chance para essa obra. Obrigada pela dica ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Não conhecia os livros e nem a autora.
    Mas confesso que não senti atração pela leitura desse, mas foi pelo fato de parecer que é "só mais uma estória" do gênero.
    Fico irritada com erros de digitação e com a falta de atenção da revisão, mas pelo que pude perceber, você relevou bastante, porque só falou bem dessa estória.
    Não estou com muita cabeça para ler livros complexos porque já estou tendo que estudar por fora... então imagina o nó que não dá...
    Mas enfim, fiquei curiosa para conhecer o Daemon, mas por enquanto deixarei a leitura mais para o futuro...

    ResponderExcluir
  17. Olá, Amanda! Tudo bem?

    Eu já li inúmeras resenhas sobre essa série e sobre o livro Filha do Sangue, confesso que fico curioso e intrigado pelos livros, tenho vontade de ler os livros da Anne Bishop. O que me incomoda é ter relação de incesto, isso é foda. Gostei da sua resenha, ficou bem clara. Dica super anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Hey!
    É a segunda vez que ouço da obra e da série e, mais uma vez, não me atrai pela mesma. Não sou adepta a certas características que a autora coloca no livro, acredito que seja por isso a minha aversão. Vou passar a dica desta vez.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá então eu também andei atrasada, conciliar trabalho e estudos com o blog com certeza não é fácil, me identifiquei com você nisso rs. Mas falando sobre a sua resenha eu adorei achei que você descreveu bem a história e sua experiência com ela, só não gostei mesmo do conteúdo, não é um tema que atraia muito, é meio sombrio demais sei lá, mas já li livros parecidos que acabaram me surpreendendo, então é bem provável que eu dê uma chance para sua indicação. Parabéns pela resenha! beijos.

    https://fonte-da-leitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Adorei a sua resenha, bem detalhada. apesar disso, não consegui me sentir interessada pela obra, creio que não seria uma boa leitura para mim. De qualquer forma, foi bom conhecer um pouco sobre a obra, pois sempre precisamos dar uma sugestão a alguém, ou até mesmo comprar um presente. Eu conheço muitas pessoas que curtem esse gênero de livros, então a dica foi super útil.

    Tatiana

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.