Menu

26.7.17

{Resenha} O Mistério dos Cavalos Alados


Título Original: The secret horses of Briar Hill
Autora: Megan Sheperd
Editora: Plataforma 21
Sinopse: Nosso mundo tem cores. Você só precisa saber onde procurar.
Existem cavalos alados nos espelhos do Hospital Briar Hill – esses espelhos refletem os elegantes quartos que já pertenceram a uma princesa, mas que agora são o lar de crianças doentes. Somente Emmaline pode enxergá-los. Este é o seu segredo.
Certa manhã, a menina escala o muro dos jardins abandonados do hospital e descobre algo incrível: um cavalo branco com a asa quebrada que deixou o mundo dos espelhos e invadiu a realidade.
Esse cavalo branco – uma égua chamada Lume de Luar – está se escondendo de uma força sombria e sinistra: o Corcel Negro. Para Emmaline mantê-lo longe de sua nova amiga, ela precisa rodear Lume de Luar com tesouros de tons brilhantes. Mas como a menina encontrará cor em um mundo tão cinzento?
Ambientado durante a Segunda Guerra Mundial, O mistério dos cavalos alados traz uma prosa que se aproxima do lirismo e, assim como O jardim secreto e A princesinha, já pode ser considerado um clássico. Um livro que será amado por muitas gerações.
“Deixe a menina em paz, Bill. As pessoas caladas são misteriosas. Águas paradas são profundas.”
Esse livro me ganhou, inicialmente, pela capa. Silhueta de um cavalo em tons de azul-noite com a silhueta da menina e de um cavalo alado. Quando o pessoal da editora o apresentou para mim, é claro que eu precisava lê-lo.

Como Emmaline, uma menininha de pouca idade, eu também amo cavalos. Quando era criança, em visita as “roças” de meus tios, eu sempre pedia para me deixarem andar nos cavalos. Não precisava nem selá-los, para mim bastava sentir o pelo e me segurar neles enquanto corríamos pelos campos. Naqueles segundos, eu realmente sentia que poderíamos voar juntos em direção às nuvens no azul do céu.

Claro, Emmaline vive em um mundo sem cores. É inverno e está tudo cinza, tudo branco e pálido. Assim como todas as crianças do hospital Briar Hill, cuidado pelas freiras e mantido pela princesa, antiga dona do castelo. Emmaline foi uma das últimas a chegar e encontrou em Anna uma amiga e confidente, uma das meninas que está há mais tempo no hospital e raramente pode deixar o quarto. Ela sabe sobre o segredo de Emmaline e acredita na menina, embora não possa ver os cavalos alados. 

Vivemos em Briar Hill poucos dias com as crianças. Talvez algumas semanas. Vemos sua rotina de acordar todas juntas, suas desavenças. Os bullies que não acreditam em Emmaline e fazem pouco dela e seus cavalos alados. Mas eles estão lá, mesmo que por breves segundos nos reflexos dos espelhos e coisas mais brilhantes, fuçando no nosso mundo com seus focinhos gigantes, roçando nas peles dos habitantes daquele lugar sem serem notados. Até que o Corcel Negro surge.

Ele se faz ouvir, tendo atravessado para o mundo em que vivemos atrás de uma égua alada: Lume de Luar, Emmalline descobre, em um bilhete deixado por alguém que se intitula como Príncipe dos Cavalos e que dá a ela a missão de proteger aquele animal fantástico com algo que fere a visão do Corcel Negro: cores.


Mas onde, em um mundo onde a vida é tão rara, ela irá encontrar tamanha preciosidade?

Vamos juntos com a menina em sua missão, buscando com ela as cores naquele mundo tão sem vida, onde a espera por ela é torturante. Também somos levados ao passado de Emmaline, uma criança tão delicada e amável, determinada e sonhadora...

É uma leitura leve, se você apenas o analisar em sua superfície... Mas se parar para pensar tudo o que aquelas crianças representam, verá que a autora colocou vários pontos de reflexões. Guerra, consequências, as lutas que cada um de nós travamos em nossos íntimos. 

É um livro doce, narrado por Emmaline do começo ao fim. As páginas são amareladas e a diagramação é bem simples. Assim como a leitura. As palavras da autora no final da obra são muito importantes de serem lidas, também. 

Não há um final específico... Aqui cabe a cada um imaginar o que gostariam que tivesse acontecido.

Recomendo para aqueles que querem algo leve para ler, uma pequena distração em meio a tantas dores.

16 comentários:

  1. Olá
    Sou apaixonada por essa capa e gostei da leitura, apesar de que esperava algo diferente no começo. Mas não há dúvidas de que é mesmo um livro muito doce e bem leve sim, apesar de ter algo a se refletir. A imaginação conta bastante nessas páginas..
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Socorro, que capa perfeita é maravilhosa é essa!!!! Adorei a resenha e a premissa do livro. Algo que aparentemente parece ser infantil, mas com um tom mais adulto. E ainda dá pra refletir sobre a guerra que existe dentro de cada um de nós. Adorei isso.

    ResponderExcluir
  3. Que capa mais caprichada!!! Não conhecia o livro e fiquei um pouco encantada com a premissa e acho que será uma leitura muito gostosa.
    Valeu pela dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?

    Sou apaixonada por esse exemplar, amei sua resenha e espero em breve ler ele! Essas histórias mágicas são muito amorzinhos e vou ler muito em breve! Mesmo com essa questão de não ter um final em especifico (E eu odeio isso), vou ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá tudo bem?

    Amo demais a capa dessa obra e lendo a sua resenha noto que com certeza eu amarei a leitura dessa história quando a fizer, estou precisando de algo leve para esses dias! Dica mais que anotada moça!

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Oi Pri,
    Ao ler sua resenha fiquei com a impressão que muitos não devem ter lido de verdade esse livro nem analisado ele, pois a maioria disse que o livro é extremamente leve. Fiquei contente por Corcel Negro se fazer ouvir, achei que isso era essencial nesse momento.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem Pri?

    Gostei da sua resenha, ficou clara e objetiva. Gostei de um ponto levantado por você, o fato de ser uma leitura leve, isso é bom, pois O Mistério dos Cavalos Alados pode ser lido em momentos de ressaca literária. Adorei essa capa, ficou super bonita. Dica anotada!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Hm, gostei da dica! Gosto de livros leves para curar ressaca literária. E esse por ter cavalos no enredo me entusiasmou bastante. Vou anotar o nome dele aqui para não esquecer, pra poder procurar ele depois. Bexitus, Tay!

    ResponderExcluir
  9. Ahhh também ameeei a capa desse livro!!
    E o enredo também me pareceu doce, leve, sensível ao extremo...
    Como não gostar de um livro cujo tema principal envolve crianças e cavalos alados??
    Quero muito ler!
    Um beijoo!!

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Que livro fofo.
    Amo animais, e tudo que fala sobre como um animal mudou a vida de uma pessoa me atrai. Mas não pode haver chance de o animal sofrer. Por isso gostei da premissa desse livro, parece ser uma premissa leve. E adoro livros que nos fazem refletir, sem ser um constante tapa na cara.
    Com certeza é uma leitra que eu gostaria de fazer.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Priscila,
    antes de tudo que capa linda. Quanto a história achei a premissa comovente e adoraria poder lê-lo algum dia. Nunca li "A princesinha" ou "Jardim secreto" mas assisti a suas adaptações e sou completamente apaixonada por suas tramas e tendo estas obras como referência tenho certeza que amarei conferir esta história também. Obrigada pela dica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi Priscila! Tudo bem?
    Já tinha lido uma resenha desse livro e confesso que fiquei bem interessada. Cavalos alados vivendo em um mundo paralelo que só pode ser visto por espelhos e por uma única pessoa? Premissa que gostei mesmo de ver. Além dessa capa lindona feito diamante que com certeza me faria comprar.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    O livro também me ganhou pela capa. Me atraiu logo de cara <3 a premissa do livro é interessante, bem diferente do que estou acostumada a ler. Acho que pegarei a sua dica de ler como uma pequena distração. Enfim, amei a sua resenha e a dica ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  14. Oi, Pri

    Eu acho essa capa magnífica! E a história em si é bem criativa e me passa uma boa sensação, sabe? Não sei bem como explicar, só me parece um livro acalentador. Eu só acho a trama muito juvenil e isso poderia fazer com que eu não aproveitasse a leitura...

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá Priscila,

    Essa capa é maravilhosa, simples e bonita, mas nunca havia lido a sinopse dele. Dica está anotada sobre um livro leve, deve ser ideal para sair de uma ressaca não é? Eu amo livros com animais, amo unicórnios então cavalos alados com certeza vão conquistar meu coração. Dica anotada.

    Beijos e obrigada pela resenha
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. OI!
    Eu estou louca por esse livro desde seu lançamento, mas infelizmente ainda não achei uma promoção boa pra compra-lo rsrsrs
    Pela sua resenha deu pra perceber que é o tipo de livro que me encanta, que ao mesmo tempo que tem uma reflexão sobre temas fortes é encantador, leve e cheio de mágica.
    Espero ter a oportunidade de ler um dia

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.