Menu

21.9.17

{Resenha} As Cores do Amor - Camila Moreira


Oie amores. C-H-E-G-U-E-I!


Hoje trago pra vocês mais um romance arrebatador de uma das minhas autoras brasileiras preferidas: Camila Moreira.
Obrigada Editora Paralela pelo presente, e a Camila Moreira pela leitura maravilhosa.
Acompanho e tenho todos os livros publicados e ebook da autora, pois a forma que ela escreve é incrível. #SouFã
Bom, vamos deixar de falação e conferir a resenha? Bora lá!



Sinopse:

“O que define uma pessoa? O dinheiro? O sobrenome? A cor da pele? Filho único de um barão da soja, Henrique Montolvani foi criado para assumir o lugar do pai e se tornar um dos homens mais poderosos da região. No entanto, o jovem se tornou um cafajeste aos olhos das mulheres, um cara egocêntrico segundo os amigos e um projeto que deu errado na concepção do pai. Quando o destino coloca Sílvia em seu caminho, uma jovem decidida e cheia de personalidade, Henrique reavaliará todas as suas escolhas. O amor que ele sente por Sílvia o fará enfrentar o pai e transformará sua vida de uma maneira que ele nunca pensou que fosse possível. Um sentimento capaz de provar que nada pode definir uma pessoa, a não ser o que ela traz no coração."

Resenha

Quando fiquei sabendo do spin off do livro 8 Segundos, fiquei eufórica porque foi uma leitura gostosa e fiquei querendo mais. Esse livro fala sobre Pietra e Lucas que são coadjuvantes em As Cores do Amor que conta a estória de Sílvia e Henrique.


Camila Moreira não perde a sutileza e leveza em suas obras, o que a diferencia de muitos autores. Além de ir a fundo em um assunto e sabe do que tá falando, como foi o caso da discriminação racial que aborda a estória do casal.
Apesar dos personagens do livro anterior aparecer, a estória é independente.

Sílvia sabe na própria “pele”, o que é conviver com uma coloração diferente da cor considerada a “certa” pela sociedade e o preconceito que tem que aturar.
Essa estória fala do racismo desenfreado, que não se diverte como Deus, fazendo-nos brancos, pretos, pardos e amarelos. Seria maravilhoso, se Deus na sua infinita sabedoria, transformasse todos os racistas em daltônicos.


Sílvia sabe que o preconceito deixa marcas difíceis de apagar. Já sofreu demais, mas reage à altura e diz que já não lhe afeta, mas é só defesa.
Ela tem bons amigos, sobressai no trabalho e faculdade pela sua inteligência, é linda, esperta e desinibida.
E no casamento de sua melhor amiga Pietra, Sílvia revoluciona o “mundo” masculino e desestabiliza o lado feminino.
Henrique, um dos garanhões do pedaço, fica sem chão quando põe os olhos na morena de corpo voluptoso.
Ele não tem preconceito de nenhuma espécie, ao contrário do pai (Enzo), o Rei da Soja do lugar, que gostaria de exterminar a cor negra do mundo.

E agora? A atração entre os dois é recíproca. Como Henrique que já não tem uma boa convivência com seu pai, vai dizer que está namorando uma negra?
Ele não tem coragem de expor Sílvia e nem de se impor ao pai.
E como vai ser com todos morando na mesma cidade? A situação só tende a se agravar.

Enzo Montolvani, pai de Henrique é um monstro racista impiedoso. Depois de uma briga entre Henrique e Sílvia, os namorados ficam estremecidos e Enzo aproveitando bate em sua porta, Sílvia fica paralisada com suas palavras e ele lhe deixa duas opções de como prosseguir dali por diante. Henrique não sabe de nada e Sílvia foge com medo. Como ele ficará sem a sua morena?
É um livro forte nos argumentos e conteúdos, mostrando o racismo na sua forma mais bruta. Mostra também a impotência de quem é negra e pobre, contra alguém rico e poderoso e (coitado) acredita ser Deus.


Muitos falam: "Ah! Mas é só mais um clichê, a mesma coisa que tem em todo romance por aí"


Bom, você fala isso porque ainda não leu nenhum livro da autora ou a sua ideia de clichê é bem diferente da minha, principalmente nesse livro. A forma que Camila retrata o racismo nesse livro, a força que une os dois, os problemas que enfrentam deixa a estória muito mais cativante, real (se você escuta as histórias do mundo), sem contar que o livro é de um humanismo, porque depois que a Sílvia sofre todo tipo de abuso por parte do futuro sogro, ela ainda o perdoa, por Henrique.
Camila vai muito além do clichê que se lê por aí. A estória é fabulosa, nunca li algo tão bom já fazia muito tempo.

Esse livro está dentre os meus favoritos e tenho plena certeza de que irei rele-lo outras vezes.
Camila Moreira nos trouxe mais um romance marcante com personagens suspirantes.
Termino essa resenha com uma frase do livro, que merecia está em negrito: “Ninguém nasce racista, o preconceito é ensinado”.
Parabéns Camila!
Livro maravilhooooooooso!
Merece com louvor o selo. 💗


Por hoje é só amores. Até a próxima. Beijos.


Título: As Cores do Amor
Autor (a): Camila Moreira
Editora: Paralela
Número de Páginas: 320

24 comentários:

  1. Minha nossa senhora! Que tiro de resenha é esse? ❤❤❤❤ Apaixonada. Muito obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila. <3
      Eu que agradeço (como sua fã) por você ter presenteado seus leitores com o romance lindo e turbulento de Henrique e Sílvia.
      Já estou na espera de outro lançamento seu. <3

      Excluir
  2. adoro spin off, você sempre elogia tanto os livros da Camila que estou cada vez mais curiosa
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila. :)
      Fique curiosa mesmo, pq os romances da Camila são apaixonantes.
      Você vai gostar. :)

      Excluir
  3. Oie, tudo bem?
    Eu adorei a temática, porém não consigo ler e-books :( Não flui, não consigo, infelizmente. Mas caso ele seja publicado em versão física, com certeza irei conferir! Parabéns pela resenha e meus parabéns a autora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo sim. :)
      O livro não é e-book flor. Ele é versão física.
      Obrigada e fico feliz que tenha curtido a resenha. :)

      Excluir
  4. Oi Flor
    Apesar de não ter lido 8 segundos, já conheço a escrita de Camila Moreira.
    Gostei muito da sua resenha e por mais que não conheça o livro, entendi perfeitamente. Bom quando os spin-offs são assim né? Realmente concordo que Camila deva ter tratado o racismo de forma única.
    Adorei ler suas impressões e espero ler em breve!
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nada desta autora, mas só vejo elogios quanto a escrita dela.
    Pra mim é algo novo um romance com esse tabu que é o racismo, com certeza é uma leitura enriquecedora, mas um motivo para eu desejar ler algo da autora.


    Beijos Lauri.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi,

    Não li 8 segundos, mas não tenho interesse em ler. Apesar de achar interessante toda a questão racial, não é um livro que eu leria agora. Mas a proposta é muito bacana, gostei de conhecer. Anotei a dica para um futuro.


    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi!

    Nunca li nada dessa autora, mas todos que leram os livros dela gostam bastante e falam super bem das histórias criadas por ela, espero em algum momento ler algo dela, e tirando essas capas que são divinas né?

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Oi Lauri, estou muito empolgada para ler este livro em função do tema abordado que vamos combinar, é pouco inserido na literatura. Acho que será uma leitura bem interessante, principalmente porque sua resenha foi tão elogiosa que conseguiu aumentar ainda mais minha expectativa.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Eu ainda não conhecia esse livro, mas já havia me deparado com o anterior. Eu sou uma grande fã de romances, então já leria esse livro só por isso. A sorte é que a sua resenha foi adorável e me deixou muito curiosa a respeito desse casal. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  10. Oi, Lauri!
    Ai, a Camila sabe mesmo como escrever uma história com conteúdo né? Acho muito legal (e construtivo) a abordagem de temas tão importantes socialmente quanto o racismo e de forma tão sensivel e enriquecedora como a Camila faz. Ela é certamente uma das autoras nacionais mais incríveis de se acompanhar :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi Lauri,
    Confesso que não tenho vontade de ler os livros dessa autora, pois acho que ela caminha por caminhos que não me agradam muito, sabe? Fiquei contente por o clichê não ter te incomodado. Também achei legal o que você disse sobre o clichê também.
    E confesso que até fiquei curiosa para ler esse livro e ver o que vou achar.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi! Não conhecia a autora, mas já tinha visto a capa de 8 Segundos pelas redes sociais. E apesar ser apenas um spin off me interessei mais por ele, justamente pelo tema que aborda. Não me incomodo também com clichês, e a forma como ela tratará o desenrolar da história me pareceu instigante. A frase que tu destacou no final da resenha me fez pensar, que mesmo com o preconceito do pai ele não tinha racismo. Ou seja, isso quer dizer que o "não preconceito" também pode ser ensinado :)
    Beijos! Adorei a resenha! Dica anotada :*

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Ainda não li nenhum livro da autora, mas já vi muitos comentários positivos sobre ela.
    Acho lindo quando um autor consegue tratar de um tema sério e ainda assim transmitir leveza no enredo. É como eu digo: "não é porque é uma lição que precisa ser um constante tapa na cara", apesar de as vezes precisarmos disso.
    Gostei do fato de ela ter acabado perdoando o sogro pelo bem do relacionamento. É uma coisa difícil de se fazer, mas viver com brigas entre a família é a pior coisa.
    Pretendo conhecer as obras da autora.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Que incrível!!!!
    Eu ando procurando mais autores nacionais pra ler, mas sempre acho que as ideias giram em torno das mesmas coisas. Mas esse livro realmente me surpreendeu! Eu adoro ler livros sobre racismo, acho um tópico importantíssimo de ser debatido!! E ainda mais em um livro nacional, coisa que eu acho super rara de encontrar!
    Com certeza o livro está anotado, foi uma ótima dica!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá, Lauri

    Eu queria ler esse livro, mas não li 8 Segundos ainda. Acho muito importante a abordagem do racismo, esse é um assunto que nunca pode deixar de ser discutido.
    Sendo clichê ou não (e realmente isso varia de pessoapra pessoa) esse é um livro que eu quero conferir, mas vai demorar um pouquinho.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?

    Adoro a escrita da Camila Moreira. Já li uns dois livros dela e espero ler este também. Ainda não sabia muito sobre este livro. Tinha lido mesmo só a sinopse, e esta é a primeira resenha que leio dele. Adorei poder conferir suas impressões sobre a obra, e estou bem ansiosa para ter o meu.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Oi. Bacana ver sua empolgação diant dessa obra. Gosto de enredos que abordam o preconceito, e mesmo se mostrando ser um clichê, isso acontece o tempo todo. Fiquei curiosa quanto a parte hot do livro, se ela é muito forte.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Olha, confesso que achei bem clichê mesmo, mas adorei você nos dizer que a escrita da autora é diferente e ela retrata o racismo de uma maneira original. Não sei se leria no momento, por se tratar de um spin-off, mas com certeza vou deixar a dica anotada para futuramente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oiee Lauri ^^
    Eu ainda não li "8 segundos", mas quando vi a sinopse de "As cores do amor", fiquei muito curiosa para ler, mesmo que eu sempre tente fugir dos clichês...haha'
    Realmente, a premissa é bem clichê, né? Mas a maneira como a autora aborda o racismo, como constrói os personagens e os acontecimentos é simplesmente incrível! Gostei muito do livro.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    Tenho um sério problema com os livros da Camila, eu adoro a escrita dela e como constrói a história, no entanto a demasia em cenas de sexo me incomodam bastante. Enfim, eu gostei da premissa desse livro, ainda não li o livro que deu origem a esse, mas, acredito que eu poderia conhecer essa história. Além disso, a temática desse livro rende um bom debate sobre o assunto e fiquei curiosa para saber como a Camila desenvolveu isso.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. OI!
    Adoro os livros da Camila, ela consegue transformar histórias 'simples' em encantadoras e que nos fazem refletir muito.
    Achei incrível ela abordar o racismo com tanta verdade, é triste porém é algo para chocar o leitor e mostrar a ele que aquilo existe.
    Espero ler em breve

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.