Menu

18.10.17

{Resenha} Inferno no Colégio Interno - Desventuras em Série - Livro Quinto



Autor: Lemony Snicket
Editora: Seguinte
Ano: 2016
Sinopse: Caro leitor,
Se você está em busca de uma história sobre jovens animados que se divertem a valer num internato, bateu na porta errada. Violet, Klaus e Sunny Baudelaire são inteligentes e engenhosos, e você talvez imagine que eles se sairiam muito bem no colégio. Mas não foi o caso. Para os Baudelaire, o colégio veio a ser mais um desastroso episódio em suas vidas infelizes. Para dizer a verdade, nos capítulos que constituem esta história pavorosa, eles enfrentam caranguejos que mordem, exames hiper-rigorosos, castigos duríssimos, fungos gotejantes, recitais de violinos, exercícios de D.O.R. e o sistema métrico.É minha solene obrigação passar a noite inteira pesquisando e escrevendo a história dessas três crianças desgraçadas. Quanto a você, entretanto, nada impede que se entregue a uma bela noite de sono tranquilo. Para conseguir isso, eu sugeriria: escolha um outro livro.Respeitosamente,Lemony Snicket.

Resenha:

Continuamos acompanhando a triste história dos irmãos Baudelaire e neste quinto volume eles vão parar em um Colégio Interno, mais uma vez passando por todos os tipo de problemas e confusões imagináveis (ou talvez não tão imagináveis assim).

O Colégio Prep Prufrock prometia uma ótima educação, ótimas acomodações e ainda por cima um moderno sistema de segurança computadorizado que impediria o Conde Olaf de se aproximar dos nossos queridos órfãos. O que poderia dar errado?

O vice-diretor Nero explicou aos irmãos como seriam suas vidas no Colégio Interno. Sunny deveria ser sua nova secretária, já que ele explicou ao Sr. Poe que não teria um Jardim de Infância. Se eles se atrasassem para as aulas ou para o trabalho (no caso de Sunny) seriam punidos com mãos amarradas nas costas durante as refeições. Caso se atrasassem para as refeições, ficariam sem xícaras e copos, tendo que beber os líquidos despejados em uma poça na mesa. Eles seriam obrigados a assistir ao recital de violino de Nero todas as noites (um verdadeiro sacrifício para todos os alunos, visto que o vice-diretor era péssimo violinista), e se não comparecessem, teriam que comprar um grande saco de balas e ficar olhando ele comer tudo sozinho.

Os irmãos Baudelaire não teriam o direito de morar na ala residencial, pois necessitavam da assinatura de pai, mãe ou responsável, e segundo Nero, o Sr. Poe não era tutor das crianças, mas apenas um executivo do banco responsável pela herança. Dessa forma, eles foram morar em um pequeno barraco de zinco (conhecido como Barraco dos Órfãos), lotado de caranguejos, dormindo em montes de feno.

Apesar de todas as condições desanimadoras, finalmente os órfãos encontraram amigos nesse colégio. E apesar de também acabarem sofrendo nas mãos de Conde Olaf, os irmãos Quagmire se mostraram amigos leais e foram de grande ajuda durante toda a estadia nesse colégio.

Duncan e Isadora Quagmire eram trigêmeos, mas perderam os pais e o irmão em um incêndio, da mesma forma que os Baudelaire perderam seus pais. Isadora gostava de escrever poesias e Duncan sonhava em ser repórter, levando seu caderno de anotações aonde quer que fosse.

“À medida que Duncan e Isadora explicavam em voz baixa a Violet, Klaus e Sunny como estava organizada a biblioteca, os jovens Baudelaire foram se sentindo cada vez menos desgostosos com as novas circunstâncias. E, quando Duncan e Isadora recomendaram seus livros preferidos, os três irmãos acharam que talvez seus problemas estivessem finalmente por terminar. Era um engano, claro, mas naquele momento isso não tinha a menor importância. Os órfãos Baudelaire haviam encontrado amigos, e, enquanto estavam na biblioteca com os trigêmeos Quagmire, o mundo pareceu-lhes mais familiar e mais seguro, sensação que não experimentavam fazia muito, muito tempo.”

Mais uma vez, o Conde Olaf aparece disfarçado e consegue enganar até o sistema super moderno de segurança do colégio, se passando pelo novo professor de ginástica, instrutor Genghis. Mas é claro que os Baudelaire o reconheceram desde o princípio, mas as únicas pessoas que acreditaram neles foram seus novos amigos, que passaram a ajudá-los pensando em um plano para desmascará-lo.


Como sempre, Conde Olaf fez as crianças passarem por maus bocados e novamente conseguiu escapar, dessa vez levando os irmãos Quagmire como reféns, o que nos deixa ainda mais ansiosos para saber o que vai acontecer na continuação dessa história.

Adorei a inclusão desses novos personagens, que demonstraram ser realmente amigos dos irmãos Baudelaire, e nos ajudam a acreditarmos em um final feliz para essas crianças.


Mesmo com o desfecho desse volume, acredito que as duas famílias ainda irão se reencontrar e viver novas aventuras, podendo desenvolver uma amizade duradoura que servirá de suporte na vida dessas cinco crianças que perderam os pais tão cedo.

6 comentários:

  1. Os irmãos Baudelaire eles vivem em muitas aventuras nesse colégio interno, não queria está na pele dos irmãos Baudelaire. Torço também para que os personagens tenham um final feliz nessa história, abraços.

    ResponderExcluir
  2. Meus filhos são apaixonados pela serie produzida pela Netflix do irmãos Baudelaire, minha prixima aquisição para eles será esta coleção. Adorei sua resenha dá ate vontade de ler os livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. eu fico na sofrência por esses meninos, coitados sofrem demasiadamente!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gente, não queria estar no lugar dessas crianças, como sofrem, mas espero que no final tudo se resolva. Essa série é realmente fantástica, anda não li os livros, mas pelas resenhas já imagino! Abraços

    ResponderExcluir
  5. Sou um grande fã de Desventuras em Série, são livros muito autênticos, não vejo a hora de ver esse livro adaptado na série da Netflix.

    ResponderExcluir
  6. Eu sou louca pra ler esses livros, desde a época do filme. E estou numa ansiedade pela BF pra tentar comprar o box. E na expectativa da nova temporada da série.
    Adorei a resenha e morri de pena desses irmãos tão desafortunados hahaha
    Beijos

    https://almde50tons.wordpress.com

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.