Menu

23.11.17

{Resenha} Carmin - Catarina Muniz


Autora: Catarina Muniz
Editora: Ler Editorial
Sinopse: UM ROMANCE PROIBIDO, REPLETO DE SEDUÇÃO E EROTISMO
Louis, um publicitário ítalo-americano na faixa dos 30, não tem do que reclamar: é bem sucedido, viajado, extremamente belo e sedutor. Porém, o falecimento repentino de seu avô o faz descobrir uma carta amarelada e amassada, e com ela, a espanhola Carmen.
Seu único objetivo era proteger a herança da família, dona de uma rede de confeitarias italianas espalhadas pelos EUA, mas ele acabará preso em teias encaracoladas cor de carmim.




Com a morte de seu avô, Louis acaba descobrindo uma carta no paletó dele. A carta é de uma mulher chamada Guadalupe. Na carta, ela se despede dele, afirmando que está cansada de promessas e que não irá mais espera-lo. Que a filha Carmen de três anos também sente muito a falta dele. Como a carta foi escrita em 1982, a filha deles já teria mais de 30 anos.

Como o avô sempre tão correto fez algo assim? Louis está com tanta raiva do avô que decide procurar a tia perdida para ter certeza que ela não venha a importunar a vida de sua avó, que já está tão frágil, e não vir a querer a herança da família. Mas o que ele não esperava era encontrar uma mulher independente e dona de si mesma.

Carmen está sozinha no mundo, sua mãe morreu e ela decide recomeçar a vida nos EUA. E quem sabe vir a conhecer o pai que nunca conheceu de verdade? Porém, alguns percalços no caminho a fazem desistir dessa procura e decide assim se restabelecer no país e recomeçar a vida. No entanto, parece que alguns fantasmas do passado não querem ser deixados para trás.


A edição está bem bonita. Gostei da capa e da diagramação. Os capítulos se iniciam com detalhes e ficou bem bacana. A narrativa está em primeira pessoa narrado por Louis e Carmen. Me pareceu ter sido escrito em forma de diário, como se eles estivem nos contando os acontecimentos do passado.

Logo de cara a autora narra boa parte da história da família de Louis. Calma! Queria saber da história, mas não era necessário ter dito tanto em tão pouco tempo de livro. Essa pressa me incomodou. Na verdade, muitas coisas nesse livro me incomodaram bastante. O romance foi um tanto relâmpago e sem sentido. Os dois mal se conheciam e já estavam enlouquecidos um pelo outro. A história vai passando e ficando redundante, até acontecer uma descoberta nas páginas finais que é quando a história dá uma acelerada.

Nenhum personagem me cativou. O avô de Louis acaba de morrer e ele nem parece sensibilizado. Achei ele bem frio nesse momento, não só ele, mas também seu primo Derek. Já Carmen é uma moça bastante determinada e me senti um pouco compadecida com a história dela, mas nada que me fizesse gostar dela de verdade. Carmin é um livro bem clichê, mas até os clichês podem nos encantar. Esse infelizmente não me encantou.


8 comentários:

  1. Que pena ter uma experiência de leitura ruim. A princípio achei que o livro seria bom. Gostei muito da capa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. a capa é linda, que pena que não agradou tanto :/
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ah, que pena que você teve uma experiência ruim ao ler esse livro. Eu me encantei pela capa, achei linda, fui achando que o livro seria maravilhoso... Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Que pena que o livro tenha te decepcionado, eu tenho bastante problemas com os romances por achar que tudo acontece muito rápido.

    ResponderExcluir
  5. Não sou um grande fã de histórias de amor arrebatadoras de uma forma geral. Já sei que esse, em especial, é um que eu tenho que passar longe.

    Obrigado por me poupar dessa leitura.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei da sua resenha, mas a narrativa eu já não gostei tanto assim. Fiquei com a impressão de ser um cenário que não há inovação, e que é difícil nos cativar durante a leitura.

    ResponderExcluir
  7. Um pena quando a gente se decepciona com um livro. Mas quem sabe a autora ainda pega o jeito. Muitos autores buscam tanta inspiração no que ja leram que não deixam sua identidade no que escrevem. Gostei da resenha porque você foi honesta.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Tudo bom?
    Já vi esse livro em outro blog, e desde então estou louca para ler, acho a capa simplesmente linda e intrigante, adorei a resenha.
    beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.