Menu

16.11.17

{Resenha} Deuses Renascidos - Os Arquivos Têmis #2

Título Original: Waking Gods
Série: Os Arquivos Têmis
Autor: Sylvain Neuvel
Editora: Suma de Letras
Sinopse: Ainda criança, Rose fez uma descoberta inacreditável: uma gigantesca mão de metal, escondida nas profundezas da Terra. Já adulta, ela dedicou sua brilhante carreira científica a resolver os mistérios que envolviam o artefato. Por que um robô gigante de origem desconhecida estava enterrado em pedaços ao redor do mundo? Anos de investigação renderam respostas intrigantes e perguntas ainda mais complexas. Mas a verdade está mais perto do que nunca, agora que um segundo robô, mais titânico que o primeiro, se materializou na Terra. E, quando outras máquinas colossais pousam no planeta, a humanidade vive seu pior pesadelo. Rose e seu time do Corpo de Defesa da Terra tentam impedir a invasão. É possível virar o jogo, se conseguirem desvendar os últimos segredos de uma avançada tecnologia alienígena. A arma mais poderosa da humanidade é seu conhecimento — e esta é uma batalha de vida ou morte pelo controle da Terra... e talvez até das estrelas.

Os Arquivos Têmis 1: Gigantes Adormecidos

Olha... Eu fiquei sem palavras. Sério.

Um novo robô surgiu no meio de um parque londrino. Maior que Têmis e de aspecto masculino, não representa nenhuma ameaça aparente. Está apenas parado... O CDT – Corpo de Defesa da Terra – ainda não se pronunciou, mas as pessoas não estão preocupadas: cresceram com imagens da Têmis, estampadas em camisetas, quadros... As crianças tem brinquedos da robô alienígena. Por que pensariam que o outro robô, que já está há dias parado no mesmo lugar, representaria algum perigo, certo? O que poderia dar errado?

Os humanos. Claro. Sempre. Sem sombra de dúvidas.

Desejosos de mostrar que estão fazendo algo, que possuem poder para combater qualquer coisa que invada o planeta, provam que é exatamente o contrário. Milhões de pessoas morrem em questão de segundos, sem o gigante nem sequer sair do lugar. E sabem o que é melhor pior? Tem mais deles surgindo em diversas partes do globo terrestre. Seria o fim da raça humana...?

Alguns, no entanto, sobrevivem ao ataque e ninguém sabe a razão. Apesar de tudo o que Alyssa Papantoniou aprontou no livro anterior, todos sabem que ela é a única capaz de auxiliar a desvendar esse mistério, que parece estar ligado à genética da espécie humana.

Têmis é a única arma que a Terra possui que é capaz de destruir esses robôs, mas como que ela poderá parar tantos em tantos locais diferentes do mundo? Kara e Vincent ainda não sabem controlar plenamente os comandos da arma alienígena, para piorar a situação... Tudo o que podem fazer é improvisar e rezar para dar certo. O relacionamento dos dois é bonitinho de observar, embora não seja esse o foco. São divertidos, eu ri muito com as cenas dos dois.

O entrosamento que existe entre a equipe principal do CDT está meio balançado, pois Rose não se sente mais a mesma após o que lhe aconteceu. E é incrível analisar as suposições que o misterioso Mr. Burns faz a respeito da criação de um ser humano, o DNA e tudo o mais. Viajei muito lendo esse livro e acredito que você precisará prestar muita atenção às explicações para não se perder. Eu mesma precisei ler algumas vezes para tentar colocar algum sentido e achei magnífica a explicação que o autor dá para suas criações.

Kara e Vincent se deparam com as consequências das atitudes de Alyssa e Ryan, que resulta numa missão quase suicida e conhecemos Eva no processo. Uma menina de 9 anos que aparentemente possui a capacidade de ver pedacinhos do futuro. Acredito que isso a tenha amadurecido enormemente e fiquei encantada pela garotinha e sua esperteza, sua insistência em fazer o que acredita que é certo, mesmo com tão pouca idade.
“(...) se a humanidade não desse provas de que estava pronta, os construtores de Têmis poderiam nos mandar de volta à idade da Pedra, para mais alguns milênios de amadurecimento. Acho que ele disse algo bem próximo disso, talvez até nessas palavras. Às vezes fico pensando se não é a melhor alternativa.”
A situação só piora, graças ao envolvimento humanos que, sinceramente, é tão letal quanto a arma que os aliens estão usando. Fiquei com muita raiva, sério. O quão estúpidos os humanos podem ser, utilizando seus brinquedos de destruição só para provar um ponto. Não é à toa que há predições de que a humanidade pode de fato voltar à Idade da Pedra e não precisamos de alienígenas para isso.
Rose precisa encontrar uma saída para a situação antes que os aliens matem todo mundo... Ou a própria humanidade o faça. Ela fica em dúvida sobre o que fazer, sobre a razão de sua existência atual e sobre quem é ela.

O livro é dividido em 5 partes e sua construção é igual a do primeiro livro: de fato, uma reunião de arquivos: entrevistas, interrogatórios, conversas gravadas, mensagens escritas, atas de reuniões. Acredito que isso torna tudo mais interessante, pois é como se você estivesse lendo os arquivos de um caso, para mim é meio como meu trabalho – leio relatos, relatórios, prontuários, entrevistas de casos no meu trabalho – então é bem familiar. Não sei se esse esquema agrada a todos, mas eu gostei bastante.

Encontrei diversas referências à outras obras de ficção científica, inclusive de animes e mangás e me senti procurando easter eggs em todo o livro depois de identificar a primeira referência, huahuaha! Deu um toque todo especial à leitura do livro, é ótimo saber que o autor também gosta das mesmas coisas que você. Vincent é o maior responsável por elas, é claro! Quem nos segue no Instagram deve até ter visto uma das referências claras que encontrei!

A diagramação é simples e agradável e, mesmo com tantos personagens, conseguimos apenas com a diagramação identificar cada um deles.

Deuses Renascidos é tão bom quanto seu predecessor, Sylvain Neuvel é incrível, está se tornando um dos meus autores favoritos! O terceiro livro da série se chamará Only Human e tem previsão de lançamento para maio de 2018 nos EUA. Nesse link você tem acesso à página oficial em inglês d’Os Arquivos Têmis.

Only Human (Apenas Humano)

"World War Z meets The Martian in the explosive follow-up to Sleeping Giants ("One of the most promising series kickoffs in recent memory"--NPR) and Waking Gods ("Pure, unadulterated literary escapism"--Kirkus Reviews).
In her childhood, Rose Franklin accidentally discovered a giant metal hand buried beneath the ground outside Deadwood, South Dakota. As an adult, Dr. Rose Franklin led the team that uncovered the rest of the body parts which together form Themis: a powerful robot of mysterious alien origin. She, along with linguist Vincent, pilot Kara, and the unnamed Interviewer, protected the Earth from geopolitical conflict and alien invasion alike. Now, after nearly ten years on another world, Rose returns to find her old alliances forfeit and the planet in shambles. And she must pick up the pieces of the Earth Defense Corps as her own friends turn against each other."

"Guerra Mundial Z encontra Perdido em Marte nessa continuação explosiva de Gigantes Adormecidos (“Uma das estreias mais promissoras na memória recente” – NPR) e Deuses Renascidos (“Puro escapismo literário inalterado” – Kirkus Reviews).
Em sua infância, Rose Franklin descobriu acidentalmente uma mão gigante de metal enterrado fora de Deadwood, South Dakota. Como adulta, DR. Rose Franklin liderou o time que descobriu o resto das partes que juntas formam Têmis: um poderoso robô de origem alien misteriosa. Ela, junto do especialista em linguística Vincent, a piloto Kara e o Entrevistador inominado, protegeram a terra de um conflito geopolítico e uma invasão alien. Agora, dez anos depois em outro mundo, Rose retorna para encontrar suas alianças antigas desfeitas e o planeta no caos. E ela precisa unir as pattes do Corpo de Defesa da Terra quando seus próprios amigos se viram uns contra os outros."Tradução livre da resenhista.

Ansiedade define depois de ler essa sinopse, duro ter que aguardar só o ano que vem! <o> Vamos tempo, passe na velocidade da luz, huahuaha!


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.