Menu

22.3.17

{Campanha} Legados #1: A Herança de Sangue - Quero o livro físico!


Leitores Nacionais, uni-vos!


A Editora Olimpo está realizando uma campanha: 200 downloads para a liberação do livro físico de Legados #1: A Herança de Sangue, do autor Fernando Luiz


Aquele que detiver a pulseira imortal, o Vigilante Negro se tornará afinal.
Não existe no mundo de hoje uma criança mutante que não tenha conhecimento desta história, é o sonho e o medo de muitos acordar com a pulseira, ou ver seu filho ainda jovem herdar tal legado, mas não é assim que funciona. Apesar de sempre e somente citar o Vigilante Negro, existem duas pulseiras: Shadow. Aquele que a detiver será o Guardião Negro, destinado a proteger o mundo em caos; Dragon. Aquele que a detiver se tornará o Vigilante Negro, destinado a salvar o mundo sem esperança. Irmãs, as pulseiras se comunicam partilhando memórias de quem as deteve, guardando informações para os próximos detentores.
Durante eras Guardião e Vigilante Negro responderam somente a uma única organização, o Conselho Mutante protege humanos e mutantes pelo mundo, coordena as atividades das duas lendas. Para os humanos, acreditar no Vigilante e na proteção do Guardião, não passa de uma falsa religião, histórias para crianças. A comunidade mutante nunca deixou de acreditar no Vigilante, mesmo estando desaparecido.
A pulseira escolhe seu próximo detentor no exato momento da morte do atual, transferindo-se automaticamente, repassando memórias e ensinando nos sonhos. A linhagem de detentores se mantém na família Vertigo há quase cem anos, passando de pai, para filhos, netos e atualmente se mantém no pulso dos bisnetos, antes dos Vertigo houveram outros detentores, suas identidades se perderam no tempo o que intriga a todos. Os poderes se mantém, sempre um mutante com habilidades pirocinéticas, ou para o governo um Elemental do fogo e um mutante com habilidades de cópia, isso graças a genética da família Vertigo faz do Vigilante e do Guardião Negro heróis únicos, capazes de conversar com seus alter egos, conhecendo mais sobre o passado e com isso salvar o futuro.


Serão necessários 200 downloads para que a pré-venda do livro físico seja alcançada! E como sabemos que aqui todo mundo é fã de livro nacional, gostaria que todos participassem!

Link de venda na Amazon: https://goo.gl/oFD79e
Valor:R$ 9,99

Vamos todos apoiar essa grande empreitada de conhecer e divulgar nossos autores nacionais! 

Contamos com vocês!

VAAAAI PLANETAAAA!

{Lançamentos} Março: Grupo Editorial Pensamento


Vamos ao nosso primeiro post de divulgação do Grupo Editorial Pensamento, Yay!!!

Temos livros bem variados esse mês, desde Biografias a estudos mitólogicos! To doida para ler O Herói!

Clicando no título dos livros, você será redirecionado à página dedicado ao mesmo no site da editora!

Vamos lá!

Ah, separei os livros pelos selos da editora, ok?


A PRIMEIRA PEDRA

Krzysztof Charamsa

Assunto: Biografias e Memórias
ISBN: 9788555030475
Idioma: Português
Número de Páginas: 288
O padre polonês Krzysztof Charamsa, 44 anos, atualmente ativista dos direitos LGBT em Barcelona, ocupou os níveis mais altos da Igreja Católica. Revelar sua homossexualidade em outubro de 2015 foi apenas uma nova e difícil etapa em sua vida. A partir daí, Charamsa passou por muitas provações por assumir-se gay no seio de uma das instituições mais conservadoras do mundo. Neste livro, ele revela como os homossexuais são discriminados, reduzidos à condição de pervertidos, enquanto o clero católico, fortemente homofóbico, é ele próprio composto em grande parte por homossexuais. Esses homens acabam arando um terreno fértil onde germina a erva daninha vergonhosa da pedofilia e outros tipos de abusos. Escrita de forma clara, direta e emocionada, a obra promete estremecer os alicerces éticos de uma das instituições mais poderosas do mundo.

FILOSOFIA SEM AS PARTES CHATAS

Alain Stephen

Assunto: Sociologia e Filosofia
ISBN: 9788531613838
Número de Páginas: 184
Temos mesmo livre-arbítrio? Como sabemos a diferença entre certo e errado? Se Deus existe, por que permite o sofrimento? O que é o tempo? Existe vida depois da morte? Perguntas como essas têm ocupado e perturbado as mentes mais brilhantes do mundo ao longo da história da civilização humana, provocando sempre muita discussão e debate. Neste livro curioso e visceral, Alain Stephen explora algumas dessas questões básicas. Ele explica todos os principais conceitos da filosofia, desde a Grécia Antiga até os grandes intelectuais da França do século XX. Com uma linguagem clara e livre de jargões, este livro propicia momentos de deleite e reflexão tanto para o pensador erudito quanto para qualquer pessoa que se interesse em filosofar sobre os grandes enigmas da vida.

Chris Griffiths / Tony Buzan

Assunto: Desenvolvimento Pessoal
ISBN: 9788531613845 
Número de Páginas: 244 
Tony Buzan, o mais proeminente autor mundial de Mapeamento Mental, ao lado de Chris Griffiths, cofundador e CEO da Buzan Online Ltd., vai lhe mostrar como aplicar Mapas Mentais a qualquer desafio ou meta empresarial - desde o gerenciamento de projetos e vendas até estratégias de liderança. Usado por empresas do mundo inteiro, entre elas, De Beers, Disney, Microsoft e até a NASA, para criar, liderar, planejar, apresentar soluções e fazer apresentações, os Mapas Mentais podem ajudá-lo a resolver problemas, descobrir novas maneiras de trabalhar, traçar planos de negócios, reestruturar sua equipe e muito mais.


HERÓI (O)

Lutz Müller

Assunto: Mitologia
ISBN: 9788531613852
Número de Páginas: 144
Neste primeiro volume da Biblioteca Psicologia e Mito, o analista junguiano Lutz Müller revela o verdadeiro caminho do herói - o caminho da individuação e da vida criativa; o caminho da mudança que, através do enfrentamento da morte, leva a uma nova vida. E, ao convidar o leitor a refletir sobre a história do seu herói preferido, mostra que esse caminho não está reservado a uns poucos escolhidos, mas que todos nós - homens ou mulheres - nascemos para ser heróis.
A Biblioteca Psicologia e Mito é uma coleção fundamental para os dias de hoje, pois conhecer os grandes arquétipos da mitologia universal é mais do que conhecer a si mesmo e o outro: trata-se de uma autêntica jornada rumo ao nosso verdadeiro Eu.

David Hoffman 

Assunto: Medicina Complementar
ISBN: 9788531613821 
Número de Páginas: 416 
Neste guia abrangente e bem fundamentado, o médico herbalista David Hoffmann oferece um tratamento natural e sem contraindicações para ajudar você a recuperar e manter a saúde e o bem-estar. Orientações claras e minuciosas mostram como diagnosticar e tratar com segurança uma ampla variedade de distúrbios - desde prisão de ventre, TPM e depressão até rinite, diabetes e tensão nervosa - sem nenhum efeito colateral nocivo. Uma obra para você promover a sua saúde e bem-estar, com um dos tratamentos mais acessíveis e completos que a natureza nos deu.



Christopher Galt

Assunto: Ficção - Ação e Suspense
ISBN: 9788555390760
Número de Páginas: 416
O mundo parece estar enlouquecendo!
Em toda parte, as pessoas começam a ter visões. Um adolescente francês assiste Joana D'Arc ser queimada na fogueira, e até tenta tirar uma foto com o celular, e a presidente dos Estados Unidos tem visões de seus antecessores dentro da Casa Branca. Ninguém sabe se essas misteriosas aparições são uma espécie de alucinação coletiva, uma doença virótica causada por bioterrorismo ou se são sinais do Apocalipse. Ocorrem suicídios em massa em várias partes do mundo, e o psiquiatra e neurocientista John Macbeth, à frente de um projeto para criar uma inteligência artificial autônoma, busca freneticamente uma resposta antes que seja tarde demais. Ele descobre que a verdade por trás de tudo pode mudar os rumos da humanidade para sempre. E até custar a sua vida. Uma história eletrizante que o fará questionar sua perspectiva da realidade. E até mesmo a sua sanidade.

Amy Zerner / Monte Farber

Assunto: Astrologia
ISBN: 9788531519666
Número de Páginas: 320
Um livro cheio de informações práticas e curiosas sobre os traços positivos e negativos dos signos, seu par ideal no amor, seu comportamento em casa e no trabalho, suas atitudes em relação ao dinheiro, suas tendências secretas, seu jeito de criar os filhos e muito mais. Use este livro para se conhecer melhor, encontrar soluções para os seus problemas, progredir na carreira e turbinar a sua vida amorosa! Um belíssimo manual ilustrado que oferece uma nova maneira de interpretar os dozes signos do zodíaco, com descrições de fácil compreensão que ajudarão você a entender, com total clareza, sua personalidade e a das pessoas à sua volta.

Marion Kohn

Assunto: Medicina Complementar
ISBN: 9788531519659 
Número de Páginas: 272 
A naturopata Marion Kohn, com base nas descobertas revolucionárias do renomado médico alemão doutor Ryke Geerd Hamer, oferece uma compreensão inteiramente nova da causa, do desenvolvimento e do processo natural de cura das doenças. A autora esclarece que, além de um sentido biológico, as doenças têm um sentido espiritual e podem ser curadas se compreendermos o que ela chama de "as cinco leis espirituais da cura". Pautada nessas leis, ela propõe uma cura por meio do perdão e oferece vários exemplos tirados da vida real. Uma obra que levará você a reconhecer a cura como algo muito maior que a simples remissão das doenças, pois, segundo Marion, o ato da cura é uma das etapas mais sublimes do nosso desenvolvimento espiritual.

21.3.17

{Resenha} A Herdeira



Autora: Katerine Grinaldi
Editora: Sinna
Sinopse: Criada em um pequeno bairro chamado Forecast, Kate West nunca foi uma garota exatamente normal. Determinada, com segredos e um medo absurdo de se apaixonar, ela conseguia viver bem tendo apenas relacionamentos passageiros, os quais chama de R.A., mas a sua vida está prestes a mudar quando sua avó, já falecida há quatorze anos, lhe envia uma mensagem.
“Sua herança vai chegar. Aceite a mudança quando 21 primaveras completar”.
Curiosa, Kate tentará descobrir o que precisa aceitar, porém uma herança nem sempre é o que se imagina.
Em meio a rotina da faculdade, a chegada de um novo aluno e o misterioso homem de olhos azuis que sempre a salva nos pesadelos, Kate terá que lidar com os perigos que surgirão no caminho.
Descobrir a sua herança não será uma opção.
“Ao abrir este livro, 
Você só o lerá
Se cumprir o requisito.
Não basta querer, 
Tem que poder.
O que você quer daqui?
Seria capaz de morrer
Para o segredo proteger?
Amor não é o bastante
Apesar de importante!
Você abriu este livro,
Mas só o leu
Se cumpriu o requisito.”

Esta é a primeira mensagem que a autora Katerine Grinaldi nos passa no começo de seu livro, A Herdeira, primeiro volume da saga A Herdeira. Foi meu primeiro contato com a escrita da autora e admito que gostei bastante. E é difícil um livro de fantasia nacional me agradar, mas esse me apeteceu bastante, haha! Vamos às razões!

A história se passa em Forecast, que imagino que seja um bairro de uma cidade situada nos Estados Unidos (foi onde a minha imaginação me levou!). Kate é estudante de Medicina Legal e vive na mesma cidade há tempos – provavelmente nasceu nela. Reside apenas com sua mãe e tem uma irmã – Melissa - mais velha que é artista (pintora), mas a mesma mora em outro país (e vemos muito pouco dela). Jane e Lola são as melhores amigas da nossa protagonista e não fazem muita diferença, na minha opinião... Não vemos nada da vida delas quando não estão com Kate e tudo sempre gira ao redor dela e de seus peguetes. Porém, as mesmas sabem tudo da vida da amiga, que tem um estranho dom –nada normal – e parecem conviver bem com ele. É tudo muito natural e tal...

Kate é traumatizada com a perda da avó, uma vez que não pôde despedir-se dela. Sabia que havia sido em um momento conturbado entre a avó e sua mãe, e a jovem ainda se ressente desse episódio. Tudo a atinge com força quando recebe uma mensagem misteriosa durante um sonho conturbado ao completar seus 21 anos. É aí que se inicia a descoberta de quem realmente nossa protagonista é!

Ela recebe avisos das mais diversas formas de que sua vida corre perigo, ao mesmo tempo que um rapaz misterioso entra em sua vida. Téo aparentemente é um jovem muito bonito, que insistentemente dá em cima de Kate mesmo que, no começo, ela diga que não tem nenhum interesse, pois acabou de sair de uma relação aberta em que o cara queria mais que trocar uns beijos e sexo (chegamos a conclusão aqui que a menina tem dificuldade em assumir compromissos sérios, né?). Porém, ela acaba por descobrir que Téo tem mais em comum com ela do que ela imaginava e se torna uma peça importante em sua autodescoberta. Só não esperava que outro rapaz surgisse, alguém que tem mais ligação com seus sonhos do que qualquer outra pessoa. 

Há ação na história, pois Kate se vê presa em um mundo no qual ela não sabe jogar, não conhece nem as peças nem o que lhe espera na próxima casa. Seus amigos lhes apoiam, mas são grandes causadores de seu estresse – na verdade, ela se estressa com eles e isso gera muitos conflitos. Temos um vilão misterioso que nem sabíamos que existia: esse ponto eu achei meio “fora” do eixo, pois não explica quem é, qual a razão de estar tomando tais atitudes... Você para a leitura toda achando que é um e no final é outro. Não que eu não goste de reviravoltas, mas gosto de ver algum sentido nela. Me vi perdida em alguns momentos da leitura por falta de explicações, uma vez que é uma fantasia criada pela autora e não há nenhuma outra similar a qual possamos associar, acredito que poderia ter sido melhor trabalhada na história. Os capítulos são curtos e muita vezes pulam alguns pedaços de tempos... Isso me deixou muito perdida também.
"A coisa mais importante que aprendi com ela foi o amor. Vovó me fez ver que tudo na vida só dá certo se for feito com esse ingrediente mágico. Tudo o que ela fazia era assim.Com suas plantas, com os animais, com seus desenhos e, principalmente, com as pessoas."
A escrita da autora é muito boa de se seguir, consegue te segurar por umas boas horas lendo, foi meu primeiro contato com um livro da Katerine Grinaldi. Como li via Kindle, a diagramação ficou bem simples e confortável de ler. A capa do livro é bem atrativa, um excelente trabalho da Editora Sinna! Para quem gosta de fantasia, A Herdeira é um bom começo!

Nota no Skoob: 3 Estrelas

~E-book cedido em parceria com a Editora Sinna!~

20.3.17

{Lançamentos} Harlequin - Março-Abril

Oie amores! Tudo bom?
Vim trazer mais lançamentos apaixonantes da Editora Harlequin.
E que rufem os tambores!














Peeense numa leitora indecisa do que pedir pro mês de Março e Abril.
Misericórdia! Muito livro bom!


Por hoje é só negrada!
Até a próxima. :)


{Lançamentos} Março: Editora Seguinte


Lançamentos da Editora Seguinte este mês são muito esperados por mim <3

Já li os livros anteriores e, quem não quer ver que fim será  daquele diabinho do Maven? U.u/

Se clicarem nos títulos dos livros,s erão redirecionados à página dedicada a eles no site da editora!

Vamos as tão aguardadas sinopses!


A traidora do trono

A Rebelde do Deserto #2
Alwyn Hamilton

Título Original:Traitor to the throne
Lançamento: 24 de março de 2017
Depois de A rebelde do deserto, a melhor atiradora de Miraji está de volta numa continuação repleta de reviravoltas
Amani Al'Hiza mal acreditou quando finalmente conseguiu fugir de sua cidade natal nos confins do deserto, montada num cavalo de areia com Jin, um forasteiro misterioso. Em pouco tempo, porém, sua maior preocupação deixou de ser sua própria liberdade: a garota descobriu ter muito mais poder do que imaginava e acabou se juntando à rebelião, que luta para livrar o país inteiro do domínio de um sultão sanguinário.
Em meio às perigosas batalhas, Amani é traída quando menos espera e acaba se tornando prisioneira no palácio. Enquanto pensa em um jeito de escapar, ela tenta se aproximar do sultão para descobrir informações úteis para a causa rebelde. Contudo, quanto mais tempo passa ali, mais ela questiona se o governante é de fato o vilão que todos acreditam, e quem são os verdadeiros traidores do país.
#1 – A rebelde do deserto

A prisão do rei

Rainha Vermelha #3
Victoria Aveyard

Título Original: King's Cage
Lançamento: 6 de março de 2017
No terceiro volume da série que já vendeu mais de 250 mil exemplares no Brasil, tudo vai queimar
Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio, impotente sem seu poder, atormentada por seus erros. Ela está à mercê do garoto por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu. Agora rei, Maven continua com os planos de sua mãe, fazendo de tudo para manter o controle de Norta — e de sua prisioneira.
Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante das Pedras Silenciosas, o resto da Guarda Escarlate se organiza, treinando e expandindo. Com a rebelião cada vez mais forte, eles param de agir sob as sombras e se preparam para a guerra. Entre eles está Cal, um prateado em meio aos vermelhos. Incapaz de decidir a que lado dedicar sua lealdade, o príncipe exilado só tem uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.
#1 – A rainha vermelha
#1.5 – Coroa cruel
#2 – Espada de vidro

19.3.17

{Canal} Unboxing: Grupo Editorial Pensamento e Butterfly Editorial


E hoje tem Unboooooxing!

Recebi dois pacotes:

Um da Butterfly Editora e o primeiro livro da parceria com o Grupo Editorial Pensamento!

Véu do Tempo
Claire R. McDougall

Editora: Jangada
A medicação para a epilepsia mantém Maggie num estado permanente de torpor, mas não consegue aliviar sua dor por ter perdido a filha em decorrência da mesma doença. Com o fim do seu casamento e o filho mais velho num colégio interno, Maggie se muda para uma casa de campo nas ruínas de Dunadd, o local histórico que um dia foi a sede da realeza da Escócia.
Tudo muda em sua vida após uma convulsão, e Maggie desperta num vilarejo dentro dos muros da Dunadd do século VIII. Mesmo sem saber se isso é realidade ou apenas uma alucinação causada pela doença, ela é atraída pela presença de Fergus, irmão do rei e pai de Illa, uma menina que tem uma semelhança impressionante com a sua falecida filha. Mas, com as demandas do presente chamando-a de volta, conseguirá Maggie deixar para trás o príncipe escocês que já a chama de meu amor?

Simone O. Marques


Editora: Butterfly
Num futuro distópico, Marina é uma jovem brasileira que carrega a força e os poderes de três grandes deusas celtas. Ela é aquela que cria, acolhe e mata. Protegida por guerreiros, perseguida por mortais e desejada por deuses, precisa encontrar os míticos tesouros da Tribo de Dana se quiser salvar o que restou do mundo...
Ano de 2021. A Terra está devastada e poucos são os sobreviventes. No Brasil, grupos se reúnem em pequenas vilas em torno da água potável. O oásis neste caos fica na Chapada dos Veadeiros, na Fazenda Tribo de Dana, onde vive um povo guerreiro que acredita tudo ser parte dos planos da Grande Mãe. Neste paraíso vive Marina. Considerada o avatar de três grandes deusas celtas, precisa lidar com poderes diversos de cura, vida e morte. Ao abrir o véu que separa o mundo de mortais e deuses, a jovem liberta antigas divindades. E dois domínios distintos estão prestes a colidir quando ela descobre que detém nas mãos o destino da humanidade.
Não deixe de curtir o canal e deixar seu like para nós, se você gostar!!!

Em breve resenha dessas belezinhas aqui no blog!

18.3.17

{Resenha} Simplesmente o Paraíso - Quarteto Smythe-Smith #1


Título original: Just Like Heaven
Série: O Quarteto Smythe-Smith – livro 1
Editora: Arqueiro
Sinopse: Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido.
Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida.
Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado.
Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família.
Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente.

Primeiro livro do Quarteto Smythe-Smith, Simplesmente o Paraíso também foi minha primeira leitura da autora Julia Quinn. Estou adentrando nesse mundo dos romances de época e devo admitir, até agora me sinto bem afortunada, só livros que me foram bem agradáveis de ler!
“Tenho que encontrar um marido este ano.”
Acho que para nós, mulheres adultas do século 21, fica difícil imaginar o que é uma temporada social, o que significa para uma mulher de 1824 se sentir na obrigação de encontrar um marido. Hoje em dia, nos casamos se quisermos e não somos consideradas um fracasso como mulheres. Em 1824, era um fracasso uma mulher não se casar, seria uma solteirona... Morreria sozinha! Pobre moça, foi uma vergonha para sua família... Não cumpriu seu papel na sociedade.

Então... Existiam as temporadas sociais. Segundo a Wikipedia, temporadas sociais são os meses do ano que os ricaços da aristocracia saíam de suas residências no campo e permaneciam em casas – suas ou alugadas durante tais meses – para participarem das festas, apresentações de debutantes (aos 16 anos, as jovens eram apresentadas à corte inglesa, mas tal coisa foi abolida em 1958), jantares de caridade, caçadas, etc. Tais encontros e idas as capitais eram também um momento político – casamentos por aliança, por exemplo... Mas vai bem além disso.


Nesse cenário, em 1824 na cidade de Cambridge, na Inglaterra, temos a jovem Honoria Smyhe-Smith, uma jovem de 21 anos que está desesperada para conseguir um marido. Sua idade avança e seus pretendentes desaparecem misteriosamente... Mas, para além disso, existe o Quarteto Smythe-Smith. O grupo talentosíssimo formado pelas jovens solteiras da família que possuem alguma aptidão com a música. Ou não. Todo ano quatro jovens da família se unem antes da temporada social começar para ensaiar sua apresentação durante a tão desejada temporada para aquelas que fazem parte do Quarteto. Simplesmente porque para elas é uma tortura! E pobres daqueles que se dispõe a ouví-las! Desejariam sair surdos das apresentações, não há como arrumar um marido com promessa de boa música... Pois não há! É aqui que está toda a comicidade do livro: elas são péssimas, mas estão ligadas pela tradição.

E, no final, é isso que realmente importa nesse livro: o senso de ligação, de família que está incutida em Honoria e que contagia a todos ao seu redor. Sua família é unida e, desde a sua infância, que a jovem sabe que apesar da implicância, seu irmão irá protegê-la. 
“Gostava de Gregory Bridgerton. Era um cavalheiro extremamente simpático e sociável e, por algum motivo, fazia com que ela se lembrasse da própria família, o modo como costumavam ser, todos juntos em Whipple Hill, barulhentos, impetuosos, sempre rindo.”
Marcus foi uma criança solitária, em sua residência seu pai não era lá muito presente, estavam juntos algumas vezes por ano, apenas e toda sua referência familiar era o que sua governanta podia fazer por ele. Isso até o menino chegar na idade de ir para a escola... E mesmo lá, ficou sozinho, nunca soube fazer amigos. Mas conheceu Daniel, que o agregou a sua família e juntos eles cresceram: Daniel, Marcus e a pequena Honoria, carinhosamente chamada pelo irmão de carrapato. Achei essa parte muito bonita de se acompanhar, pois a cumplicidade existente entre eles é linda... A família em si é uma diversão!

Eram. Pois desde que Daniel partiu, sua casa não é mais a mesma. Sua mãe parece ter perdido a vida e não dá a devida atenção a Honoria, o que a deixa também solitária. Então algumas semanas com suas primas Sarah, Iris e Daisy lhe fariam um bem danado. Acabou por reencontrar Marcus na cidade, como acontecia em todas as temporadas sociais desde que o mesmo havia se tornado o Conde de Chatteris. 
“(...) Mesmo quando ainda era criança, Honoria parecia vê-lo mais profundamente que o resto da família. Isso não fazia sentido. Na maior parte do tempo, era a menina feliz e animada, mas então o encarava daquele jeito, com aqueles impressionantes olhos cor de lavanda, e Marcus se dava conta do que a família dela nunca se dera: de que Honoria compreendia as pessoas.
Ela o compreendia.”
Tendo sido escalado por seu melhor amigo a cuidar da irmã mais jovem, mesmo odiando os encontros sociais, Marcus obrigava-se a participar de todos para manter os olhos em Honoria. Só não sabia o transtorno enorme que tal coisa lhe causaria naquele ano... E o que tal coisa acabaria por representar no final. 

Os personagens são muito bem desenvolvidos. As primas de Honoria são muito divertidas em sua relutância em tocar no quarteto, pois sabem que são ruins... Apenas suas mães não percebem! Estão desesperadas para encontrar um marido antes do recital, assim podem abandonar a tarefa anual... Só as moças solteiras são obrigadas a seguir com a tradição. As quatro moças criam artimanhas N para conseguir enlaçar um marido, nossa protagonista então nem se fala... É uma arteira!

Gostei muito da personalidade de Honoria, que sempre tenta mediar conflitos pelo bem de todos, preocupa-se com todos ao seu redor. Quando seu melhor amigo precisa dela, não hesita em sair correndo para ajuda-lo. Esta é Honoria, a jovem que ama doces e preza aqueles que ama.

Marcus, embora seja ligeiramente distante, preza todos os laços que cria. É tímido e esconde isso numa carapaça silenciosa, passando pelos locais sem deixar sua marca. Despercebido ele pode fugir do contato social que tanto teme e o qual não sabe fazer nenhum uso. Esse sempre foi seu grande problema: não sabe seguir uma conversação com desconhecidos.
“Honoria apenas balançou a cabeça. Precisava de um livro. E talvez de outra soneca. E de um pedaço de bolo. Não necessariamente nessa ordem.”
A história narrada por Julia Quinn ´extremamente prazerosa de se acompanhar. É leve e divertida, prende o leitor do começo ao fim. Os personagens são extremamente carismáticos, não há nenhum que eu não tenha gostado. Grande parte da comicidade fica para a tia-avó de Marcus, que é uma peça a parte. Ri demais com a velhota da aristocracia! Ver as mudanças que ocorrem em alguns dos personagens também é uma experiência grandiosa, pois é o mínimo que se espera que aconteça. A história ser já previsível não atrapalha em nada a diversão. E ela acaba não sendo tãããão previsível assim em algumas questões.

A capa tem toque aveludado com o nome da autora em letras metálicas. A diagramação é bem simples, até um pouco demais. Acho que os começos de capítulo poderiam ter sido melhor trabalhados, pois os mesmos seguem diretamente abaixo do final do capítulo anterior e isso não me agrada muito, mas nada que diminua o prazer que tive com a leitura. As páginas são amareladas e a fonte média é bem confortável de se ler.

Gostei muito desse primeiro volume, a apresentação da família Smythe-Smith e todos seus problemas corriqueiros. Livro indicadíssimo e não vejo a hora de ler o segundo volume!

~Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro!~

17.3.17

{Dica de Leitura} Vidas Imperfeitas - Nos bastidores da fama #1



E aí pessoas!

Retomando nossas Dicas Literárias Nacionalíssimas, venho recomendar para vocês a autora Amanda Madaleno, uma paulistana que está lançando seu primeiro livro em formato ebook!

Conheça:

Vidas Imperfeitas

Nos Bastidores da Fama #1
Amanda Madaleno Peralta

Todos querem a fama. Mas ninguém conhece os bastidores dela.
Maya, Amy e Cassie conhecem. E em um mundo de aparências e falas elaboradas, nenhuma delas a quer.
Elas eram três meninas comuns até uma música que elas criaram virar sucesso mundial. Desde então, elas se tornaram uma banda famosa, cheias de fãs fieis e mundialmente conhecidas.
Conheça então a vida das meninas, três anos após o repentino sucesso. Tudo que acontece nos bastidores da fama, desde as suas vantagens até as suas desvantagens mais desagradáveis.
Nenhuma delas esperava ou planejava ser famosa. As três apenas planejaram uma vida calma e divertida, rodeada de planos comuns, como cursar uma boa faculdade e viver relativamente bem, como seus pais viviam. Porém, a fama está impedindo que elas sejam pessoas comuns e agora, mais do que nunca, todas as dificuldades estão as incomodando.
E até que o contrato delas acabe, a banda Topz vai ter que fazer sucesso, agradar os fãs e gerar bons lucros.
Não são todas as estrelas que brilham nos bastidores da fama. Às vezes a amizade, o amor e a bondade tem que falar mais alto, antes que a sujeira da fama te consuma. E em um mundo de aparências e falas elaboradas, nenhuma delas pode deixar a estrela se apagar. Não até o contrato acabar.

Onde comprar: Amazon

Sobre a autora:




Amanda Madaleno Peralta, nascida em São Paulo, é uma ávida leitora, amante dos animais e de psicologia humana. Com sua mente criativa, adora colocar suas ideias tanto no papel quanto por meio de artesanatos. Futura médica, pretende se tornar uma psiquiatra humanista e uma escritora. Nos Bastidores da Fama é seu primeiro ebook publicado e logo outros virão.

Siga a autora no Facebook!

Você é um autor nacional e deseja ter seu livro divulgado aqui no blog? Mande-nos um e-mail (asmeninasqueleemlivros@gmail.com) com as informações que deseja divulgar (nome de seu livro, a capa, um resuminho sobre você e coisas que queira acrescentar) e teremos o prazer de lhe divulgar! 😁

O que acho da Dica de Leitura de hoje? Deixe nos comentários sua opinião para nós!!!

16.3.17

{Resenha} O Bebê de Bridget Jones



Autora: Helen Fielding
Editora: Paralela
Sinopse: Depois de muita pressão dos amigos e familiares (e do seu próprio relógio biológico), Bridget está grávida! Como não poderia deixar de ser, esse não era exatamente o seu plano. Agora, ela vai ter que enfrentar os mil conselhos das amigas solteiras (e frequentemente bêbadas), assim como os de mães esnobes e cheias de regras. E, entre aulas de maternidade, toques de romantismo, batatas gratinadas, ondas de hormônios e muita felicidade, ainda vai precisar encontrar a resposta para a pergunta que todos parecem fazer: “Quem é o pai?”

Depois da minha maratona Bridget Jones - li os livros e revi os filmes nos últimos 2 meses -, era inevitável não desejar avidamente pelo próprio volume, O Bebê de Bridget Jones, que dá (ou não) fim à série da nossa loira atrapalhada favorita.

Sinceramente, após a loucura que foi o volume passado, eu, sinceramente, já não sabia o que esperar. Pra começo de conversa, Bridget termina o livro anterior noiva e, abracadabra, começa O Bebê de Bridget Jones solteira. Bem, eu não sabia o que esperar mas... por essa, eu não esperava MESMO. Gente, essa mulher tem sérios problemas com relacionamentos! Chega aqui que eu vou explicar melhor.

Bem, na noite de casamento com Mark Darcy, o homem de seus sonhos, Bridget bebe todas e acaba caindo na conversa de um ex-affair, Daniel Cleaver. Fazendo uma breve retrospectiva da participação de Daniel na trama, é suficiente dizer que ele era chefe da nossa protagonista no primeiro volume, fez Jones achar que estavam namorando e, enquanto isso, saia com outras - o que rendeu boas risadas por mais trágico que fosse.

Daniel deixou de ser relevante logo no primeiro livro e suas aparições no resto da série foram irrelevantes. Agora, ele reaparece dizendo estar arrependido por tudo que fez com Bridget e com as outras mulheres que enganou, triste por não ser considerado uma pessoa confiável, bla-bla-bla. Nos fim das contas, acaba agarrando Bridget, Mark chega no exato momento em que isso acontece e acaba interpretando mal a cena. 

Como vocês podem suspeitar, é aí que o sonho de fadas começa a ruir. Mark desconfiado, Bridget sem saber explicar-se, a distância cada dia aumentando entre os dois até que, finalmente, temos o divórcio. Anos após um luto desgraçado pelo fim de um relacionamento que tinha tudo para dar certo, Bridget reencontra seu ex-amor e uma recaída não demora muito a acontecer. Entretanto, reatar não seria tão fácil assim - Darcy não havia esquecido os motivos que o levaram à vida de solteiro. 

No outro lado de Londres, longe de todo o drama Bridget-Darcy, Daniel Cleaver supera o fundo do poço e lança sua carreira como estrela de TV e romancista. Bridget, por acaso, encontra-o num simpósio literário. A surpresa de Bridget em vê-lo requintado e renovado acaba superando o asco natural que nossa protagonista associa à sua figura. E aí, queridos, temos a segunda recaída amorosa do livro. 

Apesar das recaídas, nada reergueu-se. As relações afetuosas com Mark e Daniel já estavam desgastadas ou eram inviáveis - vide o histórico mulherengo do segundo rapaz. Jones tenta seguir em frente, esquecê-los e enterrar esses amores fracassados de uma vez por todas. Mas a vida não poderia facilitar para ela, não é mesmo? Enjoos, vômitos, ciclo irregular. Uma suspeita. Um exame no banheiro de casa. A confirmação. 
"Você está...""... meio que grávida", concluiu Tom."In-crí-vel", falou Miranda. Não dava para acreditar.Meus amigos continuavam conversando, mas eu já não escutava com muita clareza: "Mas ela continua bebendo e fumando.""Ai, meu Deus, é verdade... Deve ter matado o bebê."Já era.""Ela não sabe nem quem é o pai.""O que a gente faz?"Mas nada disso fazia diferença. Para mim, era como ouvir o som de trombetas e harpas celestiais. As nuvens se abriam, o sol brilhava, os passarinhos cantavam radiantes. Eu ia ter um bebê.
E é em torno do drama "oh-meu-deus-vou-ser-mamãe" que o livro gira. Quem é o pai? Como vou contar a minha família? Será que meus amigos solteiros vão mudar comigo? Vou virar uma bem-casada e passar o resto da minha vida falando apenas sobre meus filhos num monólogo sem fim? Novamente: quem é o pai? Como vou falar a Mark e Daniel que talvez um deles seja papai? Será que eles são capazes de assumir essa responsabilidade? E se ninguém assumir, sou capaz de criar esse bebê sozinha? Muitas, muitas perguntas. Pouquíssimas respostas úteis.

Como não poderia deixar de ser, acompanhar as trapalhadas dramáticas de Bridget é diversão garantida. É uma leitura leve e tranquila, deu pra devorar o livro em um dia sem nem perceber. Infelizmente, livro é bem mais fininho que os outros e eu senti falta das páginas a mais - acostumada com a média de 400 páginas dos outros livros, a gente estranha quando chega um de nem 200, né? 

Lembro que ao resenhar o volume passado, eu comentei sobre as referências antigas que eu simplesmente não entendia. Foi uma surpresa divertida ver que Bridget agora é uma personagem moderna e atualizada, usando facebook e mandando mensagens por aí como todas nós, haha. Além do mais, nossa protagonista cresceu! Tornar-se mãe fez com que ela aprendesse a dizer não, a pensar em si mesma e a ser, arrisco dizer, madura. Claro que isso não erradicou sua inclinação a se meter em confusões, mas deu pra perceber que a personagem evoluiu desde o primeiro livro. 

Chegando ao fim dessa série (e esperando que venham outros volumes), só posso dizer que acompanhar Bridget nessa longa jornada foi uma surpresa maravilhosa. Não esperava muito quando comecei o primeiro livro e agora, umas 1000 páginas depois, sou uma fã apaixonada. Recomendo a qualquer um, sem restrições; é um livro feito para agradar a todos os públicos - mesmo que você ache o contrário, vai concordar comigo quando lê-lo. 


15.3.17

{Apresentação} Resenhista Nerd: Bianca Otaguro

Olá, pessoalzinho, eu sou a nova resenhista do blog e vou tratar dos assuntos (caham, roubando as palavras da Pri~) "Nerdísticos Orientais", como animes, mangás (comics também) e Dramas. Muito prazer em conhecê-los e espero que gostem!


Bom, desde criança, a cultura japonesa faz parte da minha vida. Me lembro de acompanhar animes que passavam na TV aberta junto com meus irmãos mais velhos, acho que nem sequer entendia ainda direito o enredo em si, mas sei que adorava. Conforme fui crescendo essa paixão continuou até que descobri os Mangás, a grande origem (da maioria) dos animes. E atualmente posso dizer com toda certeza que a paixão por animes foi sobreposta pela paixão por mangás, tanto que até considero isso uma possível profissão no futuro.


Pra quem não sabe ou não está familiarizado com isso, vou dar uma breve explicação sobre mangás. Estes são os chamados “gibis” japoneses, aqueles que são lidos da direita para esquerda (já que é a forma tradicional de escrita no Oriente), e possuem páginas em (tons de) preto e branco. 

Como obras narrativas, eu diria que são tão bons quanto os próprios livros que costumamos ler (eu, por exemplo, não posso escolher qual prefiro mais, sinceramente, ambos têm suas peculiaridades e atrativos). Muitas vezes a narração muda de um personagem para o outro em determinados capítulos para captar melhor uma história passada, sentimentos, pensamentos, etc. Além dos traços diversificados e detalhados que também nos ajuda a imergir na história de uma forma interessante.

Além disso, há ainda uma variação enorme de gêneros e traços dependendo do autor da série, para melhor se adequar a história que está sendo contada. Há traços mais “fortes”, pesados, que talvez não agrade a todos, com cenas sangrentas e/ou até sexuais. Assim como também há traços mais delicados, leves e mais “limpos”.
páginas do mangá Naruto (Masashi Kishimoto)

páginas do mangá Fullmetal Alchemist (Hiromu Arakawa)
Os animes são as adaptações dos mangás, as animações japonesas (como, por exemplo, Naruto e Dragon Ball, pra falar dos mais conhecidos). Quando uma série mostra um grande número de leitores e uma boa resposta é bem capaz que ela receba ofertas pra ser adaptada para TV. Claro que nem sempre essas adaptações se trata de animes (séries de desenho animado, em si), às vezes se trata de filmes (animação ou não) ou uma série curta de três episódios especiais, por exemplo.

Mas isso também não significa que todos os animes são adaptações de mangás, algumas vezes são adaptações de Novels (basicamente livros) ou até mesmo produções independentes e originais do próprio estúdio.

Já no caso dos Dramas (pronunciado Doramas pelos orientais) se tratam de seriados, que também podem ter sido adaptados a partir de mangás, novels ou webcomics.

 adaptação do mangá Fullmetal Alchemist (Hiromu Arakawa)                          adaptação do novel Fune wo Amu (Shion Miura)
Basicamente é isso! Espero que isso tenha tirado algumas dúvidas de vocês, qualquer outra informação adicional vai ser dada conforme eu for postando =3 
Deixem suas séries favoritas nos comentários, sugestões de animes ou mangás também será bem vinda! :)



14.3.17

{Lançamento} Com Você


Com vocês, o mais novo lançamento independente de Juliana Parrini!

Com você

Juliana Parrini

Lançamento Wattpad: 16/03
Lançamento Amazon: 27/04
Letícia Liana tinha motivos de sobra para comemorar a sua vida. Depois de ficar conhecida nacionalmente por escapar de um acidente aéreo fatal, a psicóloga divide seu tempo entre seu consultório, palestras motivacionais e vídeos na internet.
Sua vida era, aparentemente, perfeita. Porém, à noite, sozinha em seu quarto, afogada em pensamentos autodestrutivos, todas as cargas de ser o motivo de esperança para as pessoas pesavam e Letícia sentia no corpo e na alma as dores de um fortuito destino.
Conrado Vitti tinha problemas. Letícia sabia e a forma misteriosa que sentia desejo em ajudá-lo ia além das grosserias do homem com o coração ferido. Decidido a confrontá-la por não concordar com seus conceitos, Conrado se vê diante do maior desafio da sua vida.
Divergindo opiniões sobre a vida, Conrado e Letícia terão que aprender juntos que a existência não é apenas uma batalha de razões e sentidos. Ela precisa ser vivida, sem que o passado a interrompa impedindo-os de seguir em frente.

Fiquem atentos ao lançamento para correr e já terem em mãos esse novo romance emocionante nacionalíssimo!