Menu

11.3.17

{O menino que vê filmes} Logan


Direção: James Mangold
Elenco: Hugh Jackman, Patrick Stewart, Dafne Keen, Stephen Merchant, Boyd Holbrook, Richard E. Grant, Elise Neil
Sinopse: No futuro, quase todos os mutantes da terra foram erradicados por forças governamentais. Os poucos que restaram vivem na marginalidade, como é o caso de James Logan, outrora conhecido pelo codinome Wolverine, agora um mutante com seus poderes enfraquecidos e cujos dias se resumem a trabalhar como motorista a fim de conseguir um salvo conduto para si e seu amigo Charles Xavier, a mente mais poderosa do mundo, que agora sofre com a degeneração de seu cérebro.
Porém, a descoberta de uma pequena mutante em fuga mudará os planos de Logan e outra vez despertará toda a selvageria de Wolverine.

ATENÇÃO: Alerta de Spoilers! Se você ainda não assistiu ao filme, prossiga por sua conta e risco!

Resenha

Oi gente! A resenha de hoje é sobre um dos grandes lançamentos desse ano de 2017 (que pra mim já saiu na frente dos outros): Logan! Como assim você ainda não assistiu?


A primeira pergunta que me fiz logo nos primeiros minutos do filme foi: ONDE DIABOS ESTAVA ESSE WOLVERINE? Sério Fox, Por que demoraram tanto pra retratar o personagem a contento? Digo isso porque sempre acreditei no potencial de Hugh Jackman para o personagem! O cara tem talento, tem o fisique Du role... Mas de alguma forma o baixinho mais invocado do universo mutante SEMPRE parecia sair devendo alguma coisa de seus filmes... O ápice dessa sensação veio com o segundo solo dedicado ao personagem, Wolverine Imortal, que só não foi um fracasso completo graças à atuação do australiano. Acho que desta vez decidiram finalmente fazer um filme sobre mutantes voltados para o público adulto, que a bem da verdade compõe a grande maioria dos fãs dos X-Men, mais particularmente do Wolverine. 


De qualquer forma, o resultado foi um espetacular drama de ação envolvendo Hugh Jackman e Patrick Stewart, já veteranos na franquia, e a sensacional estreante Dafne Keen, na pele da mutante X-23.


Por fim, não posso negar o grande alívio que senti ao final do filme sabendo que minhas expectativas não foram em vão. Afinal, assim como muitos cinéfilos e fãs de HQ’s por aí, eu sofro de SES - Síndrome de Esquadrão Suicida – que deveria ter levado Oscar de melhor trailer e melhor divulgação, porque o filme em si foi uma bela de uma decepção...

O mutante envelhecido

O filme retrata a decadência de um mutante que nunca fez muita questão de ser herói. Resumidamente falando, Logan é um mutante com poderosíssimo fator de regeneração celular, propriedade esta que o transformou em alvo de um ambicioso projeto militar (Arma X), que injetou Adamantium (metal praticamente indestrutível) em seus ossos, transformando-o em uma poderosa máquina de matar.

Ocorre que, com o passar de várias décadas, o metal começou a envenenar o sangue de Logan, reduzindo seu fator de cura, tudo isso sem contar com sua mente perturbada, uma vez que o mutante vaga pela terra há centenas de anos, sem conhecer muito bem sua origem.

Nessa versão do futuro (quem acompanha o universo das HQ’s sabe que há várias outras versões de futuro para os mesmos personagens), Logan é um dos poucos mutantes que restaram na Terra e tem como missão cuidar do telepata Charles Xavier, que sofre de degeneração mental, o que faz com a ajuda de Caliban, um antigo mutante farejador de outros da sua espécie.

O filme faz uma clara referência à saga dos quadrinhos intitulada Velho Logan (2008).

X-23

Os planos de Logan acabam se cruzando com uma pequena mutante em fuga, conhecida como Laura (X-23), cujo poder e fúria muito remetem a ele próprio.

Laura é fruto de um experimento baseado no material genético do próprio Logan. Passou sua vida na companhia de outras crianças que, como ela, foram geradas à partir do DNA de outros mutantes. 


A garota escapa com seus companheiros durante uma rebelião no laboratório e agora precisa se reencontrar com os mesmos a fim de chegar a um local denominado Eden, que seria um último refúgio dos mutantes na Terra.


Destaco aqui a brilhante atuação da pequena atriz Dafne Keen, que incorporou com perfeição toda a selvageria do personagem designado para ela, em perfeita harmonia com Hugh Jackman.

Os Carniceiros

Como acontece em todo laboratório a serviço do mal que se preze, o Dr. Zender Rice, criador da X-23, conta com uma equipe de mercenários denominados Carniceiros. Tratam-se de homens mecanicamente melhorados, chefiados por Donald Pierce.

A mente atormentada do Professor Xavier

Outrora a mente mais poderosa do planeta e mentor dos X-Men, o Professor Charles Xavier é agora um frágil nonagenário com sérios problemas de degeneração cerebral. 


Xavier sofre de convulsões que são capazes de suspender a animação dos humanos ao seu redor, causando genocídio caso não sejam controladas a tempo.

Caliban - O farejador 
Para tanto, o Professor depende dos cuidados de Logan e Caliban, outro velho mutante. 

Destaque também para a atuação impecável de Patrick Stewart na pele do Professor X. Houve uma clara reformulação do personagem para este longa, já que o cavalheiresco e intelectual telepata líder dos X-Men dá lugar aqui ao típico paciente com problemas mentais, por vezes praguejando ou se recusando a tomar seus remédios.

Trilha Sonora

A trilha sonora de Logan tem várias músicas bacanas, cujos vídeos podem ser conferidos aqui.

Só vou dar destaque mesmo à belíssima Hurt, canção da banda Nine Inch Nails que acabou imortalizada numa versão do meu saudoso Johnny Cash. A música tem tudo a ver com o filme, uma vez que é carregada de melancolia e traz em si um forte tom de despedida do cantor, coincidindo com o fato de que também Hugh Jackman está se despedindo do personagem, tendo interpretado Wolverine pela última vez neste Logan.

Johnny Cash 
Da mesma forma, não posso deixar de lembrar que o personagem foi dublado pela última vez pelo dublador e ator brasileiro Isaac Bardavid, que por 17 anos emprestou sua poderosa voz ao mutante em terras tupiniquins, tanto nas animações para a TV quanto nas telonas. Obrigado, Isaac!

Isaac Bardavid e Hugh Jackman 

Conclusão

Pra finalizar, queria reafirmar mais uma vez a grata satisfação que foi ver pela primeira (e última) vez o meu personagem favorito dos X-Men ser transposto para o cinema com tamanha fidelidade. Muito disso se deve ao próprio Hugh Jackman, que revelou em entrevista no programa The Noite que boa parte da caracterização teria sido ideia dele próprio.

Há especulações sobre um possível retorno do Wolverine na pele de outros atores, em outros universos, já que isso é algo comum no mundo dos quadrinhos, conforme já comentamos acima.
Fica aí a expectativa, pois várias pontas foram deixadas soltas de propósito, o que enseja prováveis continuações.

Até a próxima, gente!

9.3.17

{Resenha} Entre o Último e o Primeiro Dia


Autora: Bianca Briones
Editora: Independente
Sinopse: "Entre o Último e o Primeiro Dia" é um conto da série Batidas Perdidas, em que Rafael e Viviane retornam para narrar o Ano Novo dos Villa, Albuquerque e agregados. Em uma história encantadora, que continua tratando de temas fortes, sem deixar de lado o amor e a lealdade àqueles que amamos. E nos lembrando da importância das decisões tomadas entre o último e o primeiro dia do ano e do quanto elas podem impactar nossas vidas. Rafael e Viviane voltam com a sua característica mistura de doçura e sensualidade. Sem nos esquecer, é claro, da incapacidade do Rafa de segurar seus palavrões.
*Não é preciso ter lido os livros da série para ler o conto, mas a compreensão será melhor, se tiver lido pelo menos um dos outros.
**Depois do conto, há um bônus (com notificação de spoiler) e traz mais um pouco do casal final do livro "O Desapego Rebelde do Coração".

Bianca Briones resolve nos presentear com esse conto maravilhoso de ano novo das famílias Villa/Albuquerques e Cia. Claro que nesse conto não podia faltar amor e muita discussão.

O livro se inicia já com as fofocas no grupo de whatapps dessa família. Eles estão sempre se provocando e se metendo na vida um dos outros, não tem como escapar se você entrou para essa família.

Depois de muita discussão eles decidem finalmente onde irão passar o ano novo na casa de praia dos Villa. Os mais velhos foram fazer um cruzeiro e os mais novos decidiram apenas ficar na praia. Como levar um monte de crianças em um cruzeiro? Eles já fazem bagunça por si só, imagine com muitos pequenos para olhar. Rsrs... Mas a gente sabe que mesmo passando o ano novo em um local tranquilo, sempre tem algum drama acontecendo no momento.

O conto é narrado pelo Rafa e a Vivi, sendo cada capítulo intercalado entre eles. Não podiam faltar também os trechos de algumas músicas em cada início de capítulo deixando-os encantadores. Muito lindo!

“E, é claro, alguém jogou alguém na parede, mas isso fica para uma outra história, porque diferente do que dizem, eu não sou a porra de um fofoqueiro.”

Entre o Último e o Primeiro Dia é como uma nova introdução para os próximos livros da série. Esse conto se passa entre o quarto e quinto livro da série Batidas Perdidas. Sendo que esse quinto livro ainda vai ser lançado esse ano, o livro do nosso querido e fofo Lucas com... Não vou dizer com quem. Vai que alguém ainda não leu o livro anterior. Não vou dar spoiler. Mas, ai meu coração!!! Chega logo Lucas! Ah! Ainda temos a apresentação de um outro futuro casal. Não vou contar também. Tem que ler o conto e descobrir por si mesmo.

“Sei que está chegando no momento do Lucas tomar uma decisão. Ele não consegue mais lidar com esse caralho de situação sem demonstrar o que sente. E falando em caralho de situação...”

Para quem não leu o terceiro livro da série, O Desapego Rebelde do Coração, no conto não tem escrito quem é o par romântico da Branca. Então você pode lê-lo tranquilamente, mas no final, como um bônus muito fofo da autora para que ama o casal desse terceiro livro, tem um pedacinho desse casal que pega fogo. Rsrs... Vai ter um aviso de spoiler para ninguém ler enganado esse bônus.

Entre o Último e o Primeiro Dia mostra os momentos de tomadas de decisões de alguns personagens. Onde cada ato pode fazer a diferença na vida de alguém, podendo ser boa para uns e ruins para outros. Meu coração ficou apertadinho quando li algumas cenas. Ficava impossível não torcer sempre pelo melhor e com um final de arrancar algumas lágrimas minhas, fico ainda mais na expectativa de tantos personagens serem felizes para sempre.

“A nossa certeza é que não importa o quanto a vida nos machuque, sempre teremos um ao outro e isso é suficiente.”

{Lançamentos} Março: Editora Sextante


A Editora Sextante, como sempre, tem lançamentos que englobam todos os aspectos da nossa vida, nesse mês de março! Desde a infância, passando pelo cuidado com nossas almas até nossos negócios!

Lembrando que basta clicar no nome do autor que será redirecionado à página dedicada ao mesmo no site da editora!

A VIDA SECRETA DAS ÁRVORES

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 29,90
Gênero: Não ficção
Formato: 14x21cm
Páginas: 224
ISBN: 978-85-431-0465-2
EAN: 9788543104652
E-book:
Preço: R$ 19,99
e-ISBN: 978-85-431-0466-9
E se tudo o que você sempre pensou saber a respeito das árvores estivesse errado? E se, apesar de tão diferentes de nós, descobríssemos que elas compartilham diversas características dos humanos? Nos últimos anos a ciência tem comprovado que as árvores e o homem têm muito mais em comum do que poderíamos imaginar. Assim como nós, elas se comunicam, mantêm relacionamentos, formam famílias, cuidam dos doentes e dos filhos, têm memória, defendem-se de agressores e competem ferozmente com outras espécies – às vezes, até com outras árvores da mesma espécie. Algumas são naturalmente solitárias, enquanto outras só conseguem viver plenamente se fizerem parte de uma comunidade. E, assim como nós, cada uma se adapta melhor a determinado ambiente. Em A vida secreta das árvores, o engenheiro florestal alemão Peter Wohlleben alia seus 20 anos de experiência às últimas descobertas científicas para examinar o dia a dia desses seres fantásticos. Com um ponto de vista surpreendente e inovador, o livro se tornou um fenômeno na Alemanha. Essa viagem fascinante pela vida das árvores e florestas é um convite a repensarmos nossa relação com a natureza.

O QUE O CÂNCER ME ENSINOU

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 29,90
Gênero: Não ficção
Formato: 14x21cm
Páginas: 224
ISBN: 978-85-431-0482-9
EAN: 9788543104829
E-book: Preço: R$ 19,99
e-ISBN: 978-85-431-0483-6
“Meu câncer é sistêmico e incurável, mas estou vivendo com ele. Na verdade, estou me fortalecendo com ele. Se eu considerar as estatísticas, as previsões e as probabilidades, sou um caso perdido. Mas prefiro não fazer isso. Opto por entender a doença sem me entregar a ela, me resignar sem sucumbir, gritar meu nome do alto das estatísticas antes que minha identidade seja soterrada no frio anonimato dos números. Dedico os dias, as horas e os minutos a prolongar a vida, com a inabalável intenção de criar minha filha até ela se tornar adulta, de envelhecer com meu amado marido e de fazer a diferença que gosto de pensar que vim ao mundo fazer. Não tenho qualificação para ajudar você a superar o seu problema. Mas sou qualificada para ajudá-lo a superar o seu condicionamento, o que acredito também ser essencial para o processo de cura. Posso mostrar-lhe como ficar bem, mesmo quando estiver se sentindo mal, e como resolver as questões emocionais que podem ter contribuído para a sua doença. Espero que esta leitura o inspire a sentir a vibração da vulnerabilidade, a energia do propósito e a maravilha de forjar o seu próprio caminho pela floresta densa e escura que às vezes parece não oferecer trégua ou escape. Torço, principalmente, para que você perceba que o câncer tem algo a ensinar; basta saber como ouvir o que ele está tentando dizer.”

SENHORA DAS ÁGUAS

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 34,90
Gênero: Espiritualidade
Formato: 16x23cm
Páginas: 208
ISBN: 978-85-431-0484-3
EAN: 9788543104843
E-book:
Preço: R$ 21,00
e-ISBN: 978-85-431-0485-0
Ao se deparar com o momento mais crítico de seus quarenta e poucos anos de existência, a psicóloga Gabriela decide viajar à Europa em busca de respostas para as angustiantes perguntas que lhe invadem a alma diante de tal acontecimento. No decorrer de sua peregrinação, voltam-lhe à mente uma série de episódios que lhe marcaram a vida desde a mais remota infância, emergindo, daí, intrincadas e aflitivas questões filosóficas, existenciais e, principalmente, religiosas.

SENHORA DOS ARES
Pedro Siqueira

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 34,90
Gênero: Espiritualidade
Formato: 16x23cm
Páginas: 256
ISBN: 978-85-431-0486-7
EAN: 9788543104867
E-book:
Preço: R$ 21,00
e-ISBN: 978-85-431-0487-4
Um evento sobrenatural, ocorrido sobre uma montanha próxima ao Mar Adriático, muda para sempre a vida de um grupo de militares Norte-Americanos. Um deles, de alta patente, muitos anos depois, em seio de morte, viúvo e doente de câncer, deixa, nas mãos de seu único filho (Rafael, um médico neurologista), um envelope na cor vinho. Este contém seu último desejo. Decidido a cumpri-lo, Rafael vê sua pacata vida se transformar.

NATE É UM ESTOURO

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 39,90
Gênero: Infantojuvenil
Formato: 14x21cm
Páginas: 224 ISBN: 978-85-431-0463-8
EAN: 9788543104638
E-book: Preço: R$ 24,99
e-ISBN: 978-85-431-0464-5
Nate está arrasando! Nate está apaixonado pela aluna nova. Mas depois que a briga dele com Andy ganhou as páginas do Clarim Semanal, ele arrumou um problema BEM maior do que o castigo depois da aula! Será que Nate vai dar a volta por cima? E será que a Taça de Lama anual vai ser um estouro... ou uma bomba? Conheça a nova história do Nate, o desenhista MAIS legal da Escola 38 e o aluno MENOS querido pelos professores.

O LIVRO ILUSTRADO DOS MAUS ARGUMENTOS

Lançamento: 16/3
Preço: R$ 39,90
Gênero: Autoajuda
Formato: 20,3x17,8cm
Páginas: 64
ISBN: 978-85-431-0478-2
EAN: 9788543104782
E-book:
Preço: R$ 24,99
e-ISBN: 978-85-431-0479-9
Na era das redes sociais, sobram tópicos para discussão, mas faltam bons argumentos. Com o intuito de trazer uma dose – necessária, urgente – de lógica aos dias de hoje, esse livrinho ilustrado, com uma pegada “vintage”, apresenta 19 dos principais erros de lógica presentes nos maus argumentos. Entre eles estão: • A falácia do espantalho • Ataque ad hominem • Apelo à ignorância • Raciocínio circular Ilustrado com bichinhos simpáticos, um texto curto e simples, o livro ensinará o leitor a reconhecer as técnicas calhordas de argumentação que aparecem tanto nos debates políticos quanto nos comentários de Facebook, e ajudará a construir argumentos melhores e mais certeiros.

COMECE PELO MAIS DIFÍCIL

Lançamento: 23/3
Preço: R$ 29,90
Gênero: Negócios
Formato: 14x21cm
Páginas: 112
ISBN: 978-85-431-0488-1
EAN: 9788543104881
E-book:
Preço: R$ 19,99
e-ISBN: 978-85-431-0489-8
O famoso escritor inglês Mark Twain teria dito que se a primeira coisa que você fizer ao acordar é comer um sapo, nada pior acontecerá no resto do dia. Brian Tracy, renomado coach e palestrante internacional, se inspira nessa citação para apresentar 21 formas efetivas para aumentar a produtividade e dar um basta à procrastinação. Uma delas é começar com a tarefa mais desagradável que, provavelmente, terá o impacto mais positivo na sua produtividade ao longo do dia.


{Lançamentos} Março: Editora Arqueiro


O mês começando é sempre tão gratificante, é tanta coisa boa que vai chegando vindo das editoras que fica até dificil escolher um só. Neste mês, eu quero todos os livros da Editora Arqueiro, como é que faz?


Vamos aos desejados da Editora Arqueiro, lembrando que se você clicar no nome do autor, será redirecionado a página dedicada a ele no site da editora!

O SOL TAMBÉM É UMA ESTRELA

Lançamento: 6/3
Preço: R$ 39,90
Gênero: Ficção
Formato: 16x23cm
Páginas: 288
ISBN: 978-85-8041-658-9
EAN: 9788580416589
E-book: Preço: R$ 24,99
e-ISBN: 978-85-8041-659-6
Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história. Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois. O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

A CHAVE DE REBECCA

Lançamento: 6/3
Preço: R$ 44,90
Gênero: Ficção
Formato: 16x23cm
Páginas: 352
ISBN: 978-85-8041-676-3
EAN: 9788580416763
E-book:
Preço: R$ 24,99
e-ISBN: 978-85-8041-677-0
Norte da África, Segunda Guerra Mundial. As tropas britânicas na região estão sofrendo perdas signicativas. Não há dúvidas de que alguém está informando o inimigo sobre os movimentos e planos estratégicos do exército britânico. O espião é conhecido por seus compatriotas alemães como Esfinge, mas para todos os outros é o empresário europeu Alex Wolff. Após cruzar o deserto, ele chega ao Cairo, no Egito, munido de um rádio, uma lâmina letal e um exemplar do livro Rebecca, de Daphne du Maurier. Violento e implacável, ele está disposto a tudo para cumprir a missão que recebeu. Para isso, conta com a ajuda de uma dançarina do ventre tão inescrupulosa quanto ele. O único homem capaz de detê-lo é William Vandam, oficial da inteligência britânica que precisa desvendar o enigma do Esfinge para interromper o avanço dos nazistas. Ao mesmo tempo que os alemães chegam cada vez mais perto da vitória final, Vandam também se aproxima de seu adversário, da chave que revela o código escondido no livro – e do combate mortal do qual apenas um deles sairá vencedor.

IRMÃOS DE SANGUE 

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 39,90
Gênero: Ficção
Formato: 16x23cm
Páginas: 288
ISBN: 978-85-8041-678-7
EAN: 9788580416787
E-book:
Preço: R$ 24,99
e-ISBN: 978-85-8041-679-4
A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca. Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra. Vinte e um anos depois, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho evento e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa, Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.

QUANDO A BELA DOMOU A FERA

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 39,90
Gênero: Ficção
Formato: 16x23cm
Páginas: 320
ISBN: 978-85-8041-680-0
EAN: 9788580416800
E-book:
Preço: R$ 24,99
e-ISBN: 978-85-8041-681-7
Miss Linnett Berry Thrynne é a Bela... Naturalmente, ela está prometida a uma Fera. Piers Yelverton, Conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales onde, dizem, seu temperamento irascível acaba com qualquer um que cruze o seu caminho. E segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna que o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Linnet não é uma mulher qualquer. Ela é mais que adorável: seu charme e inteligência fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Sua previsão é que o conde se apaixone perdidamente - em apenas duas semanas. Mas Linnet não faz ideia de como está colocando o próprio cora- ção em perigo. Afinal, o homem para quem ela o está entregando talvez nunca a ame de volta. Se ela resolver bancar a esperta... que preço pagará por domar o coração frio e selvagem do conde?

JARDINS DA LUA

Lançamento: 13/3
Preço: R$ 59,90
Gênero: Ficção
Formato: 16x23cm
Páginas: 608 ISBN: 978-85-8041-682-4
EAN: 9788580416824
E-book:
Preço: R$ 39,99
e-ISBN: 978-85-8041-683-1
O Império Malazano fervilha de descontentamento, flagelado por uma terrível guerra interminável. Até mesmo as legiões imperiais, endurecidas pelos anos de massacre, anseiam pela trégua. No entanto, o reinado da imperadora Laseen continua absoluto, resguardado pelos temidos assassinos da Garra que protegem seu governo. Para o sargento Whiskeyjack e seu esquadrão de Queimapontes, e para Tattersail, mago sobrevivente da Segunda Legião, o cerco de Pale deve ter terminado com muitos mortos e tantos outros enlutados. No entanto, Darujhistan, a última Cidade Livre de Genabackis, ainda resiste. E é para essa antiga fortaleza que Laseen irá voltar seu olhar predatório e destrutivo. Mas parece que o Império não vai liderar esse jogo sozinho durante muito tempo. Sinistras forças originárias das trevas come- çam a se reunir, e chegou a hora dos deuses revelarem sua jogada.


8.3.17

{Resenha} Drops de Menta



Autora: Bruna Girardi Dalmas
Editora: Kazuá
Sinopse: A obra ‘DROPS DE MENTA’, coletânea de crônicas de Bruna Girardi Dalmas, revela uma escritora apaixonada pela vida, pelas emoções, relações e histórias humanas. Com um bom-humor autêntico, a autora busca tocar a alma de quem lê, ao mesmo tempo que transmite seu encantamento pelo cotidiano. Um livro que nasce da união de duas grandes paixões, a psicologia e a literatura, ‘Drops de Menta’ de Bruna Girardi Dalmas desperta a curiosidade e a vontade de viver. A sensação refrescante de cada crônica é sutil e intensa, como a de uma balinha de menta, que acaricia o coração com elegância.

Me desacostumei um bocado a ler contos, mas aceitei a proposta de ler Drops de Menta por conta do título. Achei que algo com um nome tão comum seria uma obra suave e presente em nosso dia-a-dia. 

Acredito que acertei em cheio, pois as pequenas histórias de Bruna são agradáveis de ler. São conjuntos de palavras presentes em nossos momentos e suas reflexões com certeza já passaram pelas cabeças de muitas pessoas. Sua narrativa é sempre suave, mesmo quando o assunto pode ser um pouco pesado para o leitor.


Algumas pessoas poderão identificar-se imediatamente com a autora, pois pelas descrições em alguns de seus contos em que remetiam à sua adolescência, muitos jovens de ontem e de hoje verão sua imagem descrita nas palavras que estão lendo. Não sei muito o que eu esperava com a leitura, mas acredito que é bem jovial, voltada mesmo para o público jovem... As situações relatadas, a confusão de sentimentos... Fatores típicos da adolescência e infância, com jovens que tendem a ser mais calados e observadores da sociedade ao seu redor.

A leitura de todos eles é rápida, pois são contos leves que não passam de três ou quatro páginas. Alguns me atraíram mais que outros, geralmente aqueles que tinham um toque de devaneio como, por exemplo, o conto “Um pouco Alice”, onde a autora frisa que não importa os rumos que sua vida tomem, ela sempre será um pouco Alice, enfrentando rainhas, objetivos que às vezes podem fazer com que ela acabe abocanhando um pedaço maior do que deveria e da importância de seu papel como psicóloga na conversa com alguém que lhe pede o ouvido emprestado.

O conto que deu nome ao livro, Drops de Menta, por conta da seguinte frase: “O mais importante não é o destino, e sim o caminho. Não é aceitar as escolhas, mas saber que se pode mudá-las”. Achei extremamente significante essa reflexão, pois nos mostra que nada ficará como é para sempre... Se algo está lhe incomodando e fazendo mal, você possui o direito e o dever de saltar para fora dessa situação e resolvê-la.


O livro em sue interior é repleto de imagens ao iniciar de cada conto, borrões negros que, ao analisá-los, você percebe o sentido de cada um. As páginas são amareladas e mais grossinhas, o que dá uma boa pegada para a leitura. A fonte é grande e bem escura, então é muito agradável para ler.

O livro terá lançamento dia 11 de março de 2017, às 17 horas no salão de eventos do Sogipa (R: Barão de Cotegipe, 415. Porto Alegre/RS)

Se você deseja algo que te coloque para pensar com poucas e boas palavras, recomendo demais a leitura do livro Drops de Menta!

~Livro cedido em parceria com a autora!~

7.3.17

{Resenha} Ossos do Clima


Autor: André Souto
Editora: Arwen
Ano: 2016
Sinopse: O misterioso desaparecimento de um renomado cientista, um incêndio criminoso, um roubo que deu errado e as mortes inexplicáveis de diferentes pesquisadores ao redor do mundo. Aparentemente nenhum desses fatos está relacionado, mas com o desenrolar da história fica evidente cada pequena conexão. Algumas nem tão pequenas assim. Entre inúmeras perguntas sem respostas e enigmas que parecem insolúveis acontece, em Brasília, a Cúpula Mundial do Clima, pano de fundo para tramas políticas que podem mexer com algumas das mais íntimas certezas dos protagonistas da trama, assassinatos e uma caçada pelas pessoas que podem mudar a nova ordem mundial.Junte-se a Alice Gianne e Amilton Vidal para tentar desvendar esse mistério e entender quais são os Ossos do Clima.
Resenha:

Finalmente vamos conferir a resenha do livro do nosso autor parceiro, André Souto!! Já adianto que o estilo do autor me agradou muito, e não vejo a hora de poder ler mais livros dele!!

Caio Sodré é um professor especialista em Climatologia e desaparece enquanto conduz um misterioso trabalho dentro de uma sala secreta na Biblioteca Central da Universidade de Brasília.

Alice Gianne, professora que estuda a teoria do efeito estufa em sua tese de pós-doutoramento, sofre de alexitimia, não tendo respostas afetivas, encontrando significado apenas em seu trabalho. Porém, apesar do transtorno, Alice tinha Caio como pai adotivo, e nutria um tipo de sentimento por ele.

“O professor Sodré era o único pelo qual sempre nutrira algo, alguém que desencadeava um processo de emoção constante desde que a adotou como filha, uma reação cognitiva verbalizada, chamada amor."

Alice encontrou o secretário Bellini pegando fogo durante um incêndio na coordenação de pós-graduação do Departamento de Geografia, e através dele soube que Caio havia desaparecido e precisava ser encontrado.

Ao mesmo tempo, outros especialistas em clima também aparecem mortos ao redor do mundo, todos com uma tatuagem de serpente em comum e mortes extremamente perturbadoras.

Em busca de pistas, Alice encontra uma mensagem codificada em um livro, que dizia que ela deveria encontrar Oliver Herman, também estudioso da Climatologia. Mas enquanto isso, sua casa é invadida por policiais civis, que levaram um arco egípcio que ela adquirira em um leilão, como prova de um dos assassinatos, do qual ela se tornaria suspeita.

Amilton Vidal faz parte de um grupo de ex-militares mercenários que cometiam roubos em museus, e em uma dessas ações, ele encontra pergaminhos escondidos dentro de uma coluna de granito em Londres, que acabam o envolvendo em todo esse emaranhado de mistérios.

Estudiosos do mundo inteiro se preparavam para a Cúpula do Clima de Brasília, uma Conferência com participação da ONU, que discutiria novos tratados mundiais relacionados ao clima e ao aquecimento global. A principal figura desse evento é Phillip Saduceu, o diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

“Acreditamos que são pergaminhos escritos e resguardados por monges da cidade Einsiedeln, na Suiça. Não é isso, Oliver? – Ela se voltou para o cadeirante. – Saduceu temia que essas anotações caíssem nas mãos dos Céticos. Afinal, o aquecimento global talvez não exista!”

O enredo se resume em um conflito entre dois grupos chamados de Céticos e Aquecimentistas, em que os Céticos defendem que o planeta não está se aquecendo e que a teoria dos Aquecimentistas se deve ao fato de que produtos sustentáveis beneficiam o meio ambiente, mas também possibilitam uma linha de itens com preços mais altos. Ou seja, os Céticos acreditam que a ideia do aquecimento é apenas uma forma de gerar lucro.

“Nós fomos taxados como idiotas, nosso grupo passou a ser chamado de Céticos, como se tivéssemos a necessidade de enxergar para crer. Ora, ora, nós já vimos. O planeta não está se aquecendo!”

Como fiquei curiosa, fui dar uma pesquisada sobre essa questão do aquecimento global, e descobri que realmente existem teóricos que defendem que tudo não passa de uma farsa. Ou seja, o autor realmente baseou sua ficção em uma teoria real, que até então eu não havia prestado muita atenção. (Se ficarem curiosos, como eu, basta jogar o tema no google para obterem diversos artigos sobre o assunto.)

Com muita ação, do começo ao fim, o autor André Souto nos proporciona uma leitura dinâmica e fluida, com um enredo super interessante e de tirar o fôlego! Se você gosta de ação, suspense e teorias conspiratórias no estilo Dan Brown, Ossos do Clima é uma ótima pedida!




6.3.17

{Resenha} Destino Imprevisto (Desejo #245) - Catherine Mann/Jules Bennett


Olá meus amores, tudo bem? Espero que sim.
Vamos conferir mais uma resenha da Editora Harlequin?
Let´s Go!


Resenha

PRONTOS PARA RECOMEÇAR - Catherine Mann

Um amor inesquecível!

“Depois de um grave acidente, Alaina Rutger não consegue se lembrar do marido nem do bebê que acabaram de adotar. Porém, essa amnésia significa que ela também esqueceu que seu casamento estava praticamente acabado. Porter sabe que cometeu muitos erros, mas está disposto a tudo para reconquistar a esposa e reconstruir a família que quase perdeu. Contudo, quando um segredo que Alaina guarda for revelado, esse relacionamento será colocado mais uma vez à prova.”


Nessa estória a protagonista é a amnésia de cinco anos de qual é acometida Alaina.
O coadjuvante da amnésia é a insegurança do milionário e marido Porter, diante do quadro psicológico de Alaina.
Antes de toda essa tragédia Alaina e Porter estão dentro de um casamento desgastado, por conta do filho que não veem.

Já falando em divórcio e a relação se equilibrando do jeito que pode, recebem um comunicado de que há um bebê para adoção.
No caminho para buscar o bebê acontece o acidente, Alaina perde a memória.
Com a adoção legalizada, os desentendimentos e as brigas apagadas pela amnesia, Porter vê a segunda chance de o seu casamento reviver.
Decide esconder de sua esposa a realidade de seu casamento e reconquistá-la, pois quer reconstruir sua família.

Alaina se equilibra numa corda bamba, pois sem suas lembranças, não pode confiar em ninguém, não reconhece os lugares, seu lar, sua sogra, vizinhos, até mesmo o marido que para ela é um estranho.
Mas Porter terá o amor e paciência suficiente para esperar a volta das lembranças da esposa?
Alaina conseguirá se lembrar dos últimos cinco anos vividos ao lado do marido?
Só lendo pra saber, vale a pena ir até o fim.


UMA FAMÍLIA ESPECIAL - Jules Bennett

De playboy a pai?

“O agente de Hollywood Ian Shaffer fica intrigado com a intensa atração que sente pela treinadora de cavalos Cassie Barrington. Com curvas exube­rantes e beleza natural, ela é a mulher mais encan­tadora que já conhecera. E sua vulnerabilidade e paixão são o que a tornam realmente irresistível. Contudo, Ian não é o tipo de homem que tem re­lacionamentos sérios… muito menos com alguém que tem um filho! Pena que a apaixonante Cassie fará com que esse famoso playboy deseje quebrar as próprias regras.”

Ian Shaffer sem lembranças agradáveis de sua infância cresceu e tornou-se adulto, desacreditando no termo família.
Cassie Barrington nasceu numa família maravilhosa, mas o seu príncipe escolhido, virou um sapo asqueroso, abandonando-as quando Emily tinha dois meses de vida.
Por Ian ser agente de atores Hollywoodianos e na fazenda da família de Cassie estarem rodando um filme, foi nesse cenário que eles se encontraram, de uma maneira bastante inusitada.

Foi uma atração recíproca, avassaladora. Mas no momento que Ian descobriu que Cassie tinha uma filha, ele perdeu o chão, todas as suas lembranças traumáticas da sua infância vieram à tona e ele só queria fugir.
Cassie continuou trabalhando e cuidando de sua pequena Emily, que vinha sempre em primeiro lugar na ordem da sua vida.

Como Ian vai transpor este obstáculo? Cassie e Emily “é” um pacote só, ele sabe disso.
Desistir de Cassie? Se transformar em pai? Modificar a sua estrutura de vida por um relacionamento? O que eles farão?
Estória muito boa vale a pena ler.


Sou leiga pra dar minha opinião sobre estórias que envolvam bebês, porque é um dos meus gêneros preferidos.


Até a próxima amores. Tchau!

Título: Destino Imprevisto 
Autor (a): Catherine Mann/ Jules Bennett
Editora: Harlequin

Número de Páginas: 320

5.3.17

{Resenha}Ninfeias negras


Autor: Michel Bussi
Editora: Arqueiro
Sinopse: Um assassinato nos jardins de Monet Uma obra-prima desaparecida Só três mulheres sabem o que aconteceu... Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho.
É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte – principalmente as protagonistas.
Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.
Em Giverny, uma pequena cidade marcada para sempre pela presença de Monet, um assassinato interrompe a calmaria com que todos estavam acostumados. A investigação desse crime, acompanhada de perto por uma velha senhora na janela de um moinho, encontra pistas que, no fim das contas, parecem não levar a lugar nenhum. Laurenç Serenac e Sylvio Benevides, investigadores da região, dão seu melhor para garantir justiça ao falecido; mas o destino já havia sido selado, não havia muito que eles pudessem fazer.

Enquanto isso, três mulheres distintas têm suas vidas narradas. A primeira é Stephanie Dupain, uma bela moça interessada em artistas e em busca de um novo amor. A segunda é Fanette Morelle, uma garotinha de 8 anos incrivelmente talentosa na arte da pintura e que etá em busca de seu pai. A terceira e última, é a nossa velha, uma viúva (ou quase) de 80 anos (ou mais), dona de um quadro singular e de um lugar cativo na janela do moinho. Mas, mesmo tão distoantes, as três mulheres estavam conectadas e a velha sabia disso - só não havia contado às outras ainda. 

A narrativa alterna entre primeira e terceira pessoa. Às vezes dá voz a Fanette, às vezes dá voz a Stephanie, mas, na maioria das vezes, é nossa velha do moinho Chennevieres que está de olhos em tudo e todos. A alternância permite ao leitor uma visão mais ampla e, ao mesmo tempo, detalhada de todo o cenário da investigação e dos acontecimentos ao redor. Embora nos dê essa vantagem, a narração peca na descrição excessiva - muitas paisagens, muitos quadros, muitas histórias sobre a arte. Isso acaba deixando a leitura lenta e maçante nas primeiras 100 páginas - ao tentar construir um cenário rico em detalhes, o autor erra na dose. Mas nada que não possa ser remediado por um bom enredo, não é?
"Observo. Ninguém pode me ver, ninguém desconfia de mim. E, mesmo que alguém descobrisse o que estou fazendo, que diferença faria? O que pode haver de mais natural do que uma velha fofoqueira, que presta atenção em cada detalhe, todas as manhãs, dia após dia, como um peixe de olhos esbugalhados que esquece tudo a cada giro dentro do aquário?Quem iria desconfiar de uma testemunha assim?"
Gostaria de poder dizer mais, contudo, receio roubar de vocês a aventura que é descobrir cada peça do quebra-cabeças que compõe esse livro. Após cada pecinha, inicialmente perdida e sem sentido, se encaixar, o final é - no mínimo - inesperado. 

É uma obra densa e bem trabalhada. Não consigo pensar em outras palavras para descrever a narrativa de Michel Bussi. Li outros romances policiais mas nenhum, nenhum mesmo, chegou ao nível de detalhe e capricho que este autor conseguiu - não é a toa que o dito cujo venceu cinco prêmios literários e teve os direitos vendidos para quatorze países. Esta é minha primeira obra do autor e pretendo conhecer melhor seus outros trabalhos, como O Voo da Libélula, primeiro volume do autor publicado pela Arqueiro.

A Editora Arqueiro, por sua vez, também merece os devidos aplausos. O livro chegou numa bela embalagem que faz jus a seu conteúdo. É admirável a maneira como a Editora trata suas obras: sempre com muito primor e dedicação. E não me deixem esquecer da capa! Todo mundo que me via com o livro tecia um comentário, haha. Impossível não se apaixonar!

Recomendo a qualquer um que já tenha tomado gosto por romances policiais ou que queira aventurar-se nesse mistério sem fim. As primeiras páginas podem até desanimar e levar alguns leitores à desistir da leitura, mas o que vem a seguir, eu tenho certeza de que vai lhe segurar até o fim.