Menu

25.3.17

{O menino que vê filmes} Grandes Personalidades do Cinema

Woody Allen

Introdução

Oi gente! EU JUROO que tentei ir assistir A Bela e A Fera. Deixei passar uns dias pra fugir de filas... Não adiantou nada! Cheguei no shopping essa semana com uma certa antecedência e vi a fila dando voltas e mais voltas. Não encarei não... Vocês me perdoam? Bom, se é que tinha alguém esperando resenha desse filme, estou apenas supondo, a julgar pela expectativa e pelo tamanho da fila hehehe...

Por outro lado, resolvi atender ao pedido da minha amiga muito querida, Mary Ferraz, que por sinal é fã do trabalho de Woody Allen, fazendo um pequeno resumo aqui da sua vida e obra. 


Não há como falar de cinema sem pincelar a obra de alguns cineastas/diretores/roteiristas. Woody Allen certamente está entre eles!

Adianto desde já que vou evitar entrar na área pessoal da vida de Woody Allen, que é permeada por polêmicas. Meu objetivo aqui é focar na obra deste grande profissional da sétima arte.

Espero que gostem!

Sobre Woody

Nascido Allan Stewart Königsberg, Woody Allen é um nova-iorquino que começou sua carreira escrevendo roteiros para a TV e, eventualmente, realizando trabalhos de stand-up comedy, tendo sido um dos precursores deste estilo de apresentação humorística.

Algum tempo depois, Allen passou a roteirizar filmes para o cinema, inicialmente no estilo pastelão, atuando em alguns deles. Curiosamente, embora tenha interpretado diversos personagens ao longo dos anos, a personalidade dos mesmos é extremamente parecida: um intelectual neurótico com pouca ou nenhuma habilidade para o convívio social. Atrapalhados e irritadiços, os personagens criados e interpretados por Allen resumem o estilo de comédia que o consagrou: o stand-up. 

Em outras palavras, nos longas em que Allen participa atuando a estória baseia-se em situações em que os personagens metem-se em confusões o tempo todo. 

Já nos anos 70, influenciado pelo cinema europeu, Allen passa a produzir materiais voltados para o drama, onde mais uma vez mostraria a desenvoltura de sua mente criativa.

A cidade de Nova Iorque é o cenário da maioria dos filmes de Allen. Um fato curioso é que, embora tenha recebido diversas indicações ao Oscar, Allen nunca compareceu à premiação, tendo aberto uma exceção na cerimônia que sucedeu os ataques de 11 de setembro, quando realizou uma homenagem à sua amada cidade.

Além de cineasta, Woody Allen também é um talentoso clarinetista e amante de jazz, se apresentando eventualmente em pequenos bares de Manhattan. Ele é também o responsável pela escolha da trilha sonora de seus filmes.

A Parceria com Diane Keaton

Woody Allen sempre teve uma vida amorosa conturbada. Quando tornou-se conhecido do grande público e, já naquela época, colecionava dois divórcios.

Allen sempre se relacionou com belas as mais atrizes de sua época, dedicando a elas os papeis principais em seus filmes.

Keaton e Allen 
Foi assim com Diane Keaton, que estrelou alguns dos clássicos de Woody Allen, como os reconhecidíssimos Annie Hall e Assassinato em Manhattan.

A fracassada parceria com a DreamWorks

O Escorpião de Jade
Em meados dos anos 2000, Woody Allen fechou contrato com a DreamWorks, empresa de Steven Spielberg, dando início ao que seria considerada a pior fase de sua carreira. 

Nesse período, Allen teve participações em O Escorpião de Jade, FormiguinhaZ (???) e um dos meus filmes favoritos do diretor, Poucas e Boas.

Ao final do contrato, o próprio Woody reconheceu estes filmes como sendo os piores de sua carreira, em especial o Escorpião de Jade, onde ele teria detestado a própria atuação. Vai entender...

Filmografia

A obra completa de Woody Allen, que é super extensa, pode ser conferida aqui.

Porém, não posso deixar de citar aqui alguns dos meus preferidos (que também são muitos) hehehe...

1) Um Misterioso Assassinato em Manhattan (Manhattan Murder Mistery, 1993):




Estrelado por Diane Keaton, esta sensacional comédia conta a estória de Carol Lypton, uma mulher obcecada por descobrir a verdade sobre a morte de uma conhecida que supostamente havia sofrido um ataque cardíaco. Woody Allen interpreta Larry Lypton, um judeu nova-iorquino neurótico e fracassado, que tenta a todo custo dissuadir a esposa de sua investigação. O pano de fundo é obviamente a ilha de Manhattan e os desencontros que se sucedem são garantias de boas risadas!




2) Desconstruindo Harry (Desconstructing Harry, 1997):






Novamente, Allen encarna um personagem neurótico e com sérios problemas de relacionamento, o escritor Harry Block. Block tem por hábito misturar pequenos detalhes de sua vida pessoal em suas obras. Ocorre que essa prática acaba ocasionando divertidíssimas situações. Ri demais assistindo esse filme!






3) Poucas e Boas (Sweet and Lowdown, 1999):



O Foco de Allen aqui é o drama. Este longa narra a triste (porém comum) história de um músico de jazz chamado Emmeth Ray, que aqui é interpretado pelo fantástico Sean Penn. Embora tenha conseguido certo reconhecimento nos EUA na década de 30, Ray era refém de seu próprio estilo de vida, que envolvia cafetinagem, bebidas e gastanças vultosas de dinheiro. Embora fosse considerado um excelente guitarrista, Emmeth vivia assombrado pela técnica de seu rival, Django Reinhardt. Sua total inabilidade de se manter-se fiel no amor levou-o a cometer o que viria a ser o maior erro de sua vida. O filme se desenrola através dos relatos de diversas celebridades do mundo da música e do cinema, incluindo o próprio Woody Allen, por meio de incursões durante o filme.

4) A Rosa Púrpura do Cairo (The Purple Rose of Cairo, 1985):






Filme que pra mim está entre os clássicos dos clássicos, este arrebatador longa metragem conta a estória de Cecília (Mia Farrow), uma humilde garçonete tentando sobreviver à chamada Grande Depressão e tendo que sustentar seu marido bêbado e violento. Sonhadora, Cecília tenta esquecer seus problemas assistindo repetidas vezes à sessões de seus filmes favoritos e, durante um deles (que carrega o título do filme), ela vê o “mocinho” saltar da tela e oferecê-la outra vida. Simplesmente maravilhoso! 



Conclusão

Pra finalizar, queria ressaltar a grande importância de Woody Allen para o cinema como o conhecemos. Ele praticamente “inventou” um estilo próprio de fazer cinema, principalmente no que diz respeito à comédia. 

Ao lado de grandes nomes da sétima arte e, aquém de toda polêmica que envolve sua vida pessoal, o nome deste grande cineasta já está escrito nos anais cinematográficos da história.

Até a próxima, gente!

24.3.17

{Resenha} Teoria da Felicidade

Título Original: Hidamari ga Kikoeru
História e Arte: Yuki Fumino
Editora: Canna Comics
Gênero: Vida Escolar, Drama
Status: em andamento
Sinopse: Esse mangá é um Shounen Ai, também conhecido como BL (Boys Love), onde é retratado romance entre personagens de mesmo sexo, ou ao menos um indício de romance; um “clima” de romance; romance não explícito. Sei que não é todo mundo que se interessa ou se sente confortável com o tema, então farei sempre uma nota, avisando, se for o caso. Essa história, porém não possui (pelo menos, não até o momento) nenhuma cena explícita de sexo ou algo que indique o mesmo.


Hidamari Ga Kikoeru começa contando a história de um estudante da faculdade chamado Taichi, que está à procura de um emprego, mas não acaba encontrando muita coisa por conta do temperamento meio “esquentado” que ele tem. No caminho ele acaba conhecendo inusitadamente (o que é algo que se deve esperar sobre mangás, sempre haverá cenas inusitadas, às vezes até absurdas) Kouhei, um rapaz que freqüenta a mesma Universidade que ele. Parecendo faminto ao ver seu almoço, Kouhei o entrega seu “bento” (uma marmita, no português) sem dizer uma palavra.

É assim que acontece o primeiro encontro dos dois, ainda meio intrigado pelo rapaz que saiu sem dizer nada (e precisando devolver a vasilha do outro dia), decide perguntar aos amigos se o conhecem. E para surpresa dele descobre que Kouhei tem problemas auditivos. Taichi, então decide se voluntariar para tomar notas para ele (uma espécie de programa que a Universidade possui para ajudar os alunos com problemas auditivos. Voluntários do campus tomam notas de aulas específicas, para poder ajudar aqueles que não podem ouvir com precisão as explicações) como um agradecimento pelo almoço. Mas acabam fazendo um acordo: em troca das anotações, Kouhei o trará almoço todos os dias. 

Bom, a história se desenrola ao passo que os dois se tornam mais próximos e outros sentimentos acabam nascendo.

A história em si já me atrai bastante, sempre me interesso por mangás que abordam assuntos sérios de uma forma “séria”, ainda mais quando se tratam de BLs ou gêneros parecidos. Muitas vezes simplesmente romantizam o problema todo ou o colocam em segundo plano para fazer o romance ser o foco.

Uma coisa que eu gosto bastante nos mangás é que essas séries longas (semanais, mensais, trimestrais, etc) têm espaço maior para uma exploração mais profunda do personagem. Quando se acompanha uma série por muito tempo, é possível ver o crescimento dos personagens, o desenvolvimento dele e o desenvolvimento do relacionamento dele com outros personagens. E é algo satisfatório, eu diria, algo prazeroso de se ver.

No caso da Teoria da Felicidade, o que me atraiu primeiramente foram os traços. Ele possui um traço meio delicado, mas ainda assim muito bem feito. Os efeitos também são lindos e transmitem bem a história. E o que me fez me apaixonar foram os personagens.

Taichi tem jeito de “personagem clássico de mangá”, um rapaz que adora falar alto, ele come demais e se irrita facilmente. Mas não é apenas isso, ele costuma se irritar por boas causas. Sempre é o primeiro a se levantar em nome de um amigo, luta pelo que acredita e sempre tenta ajudar, se estiver ao seu alcance. E é exatamente esse ponto que o leva ao seu crescimento ao longo da história (ou ao menos o seu caminho até esse amadurecimento). É do tipo direto, energético, às vezes até cansativo. Mas é o que atrai nele, essa bondade sem pedir nada em troca.

Kouhei é um rapaz gentil por natureza e justamente por conta de sua gentileza ele acaba se afastando das pessoas quando perde sua audição, não confiando nelas, ele cria um muro entre eles. 
“Do outro lado da cortina, não há lugar ao qual eu pertença...”
Ele diz que não pensa em si mesmo como alguém que deveriam sentir pena, por isso não gosta dos olhares das pessoas sobre si e por ser difícil “acompanhar” conversas e se manter a par de tudo ao seu redor, ele passa a andar só. 

Por possuir muitas inseguranças em relação às pessoas em geral, ele vê Taichi como uma pessoa com quem está fazendo “negócios”. 
“Ele está apenas andando comigo por causa dos benefícios. Se não fosse por isso, não haveria razão para ele estar comigo.”
Embora no fundo ele provavelmente saiba que Taichi não seja assim, ele ainda sente medo, pois já sofreu com experiências do passado.

O desenvolvimento deles e do enredo em si ocorre quando ambos passam a se ver de forma diferente e aprender com a própria relação. Mas claro que nada é um mar de flores, há intrigas, ciúmes e desentendimentos entre os dois também.

Quando Kouhei percebe que seus sentimentos por Taichi são mais do que deveriam ser, ele passa a enfrentar outras inseguranças e medos. Enquanto que Taichi, apesar de parecer um personagem “centrado” e “resolvido” em maior parte, no início da história, começa a pensar seriamente e de forma verdadeira sobre o que fará na vida, visando Kouhei em primeiro lugar. Sendo algo inconsciente ou não, a vida dos dois mudou por conta da presença do outro. É assim que eles começam a crescer como pessoas.

A história é autêntica ao retratar os personagens como pessoas reais, com personalidades, contradições, sentimentos, inseguranças e desejos reais. É uma leitura de fácil interpretação e que flui, pois você lê de forma direta seus pensamentos e como se sentem.

23.3.17

{Resenha} Dia de Beauté


Autor: Victoria Ceridono
Editora: Paralela
Ano: 2015

Sinopse: Um livro de maquiagem para a mulher moderna, com dicas práticas e reais, além de sugestões que abrangem a maquiagem do dia a dia até os looks de festa. Victoria Ceridono, blogueira e editora de beleza de Vogue, trás em seu livro de estreia um resumo de tudo que se precisa saber para aventurar-se no mundo de maquiagem.







Olá Pessoas!!! 
Então hoje venho com uma resenha bem diferente do que estou acostumada a postar,a resenha vai ser desse livro lindo da Victoria Ceridono Dia de Beauté,um guia bem completo e explicadinho de como iniciar nesse mundo da maquiagem.

O livro é cheio de fotos e em cada uma a Vic trás dicas e ensina a você a usar todos os acessórios e como arrasar na make,seja ela pro dia ou pra noite. Que tom de base fica bom na sua pele,como fazer aquele delineado dos sonhos (que no meu é pesadelo pois ainda não sei passar isso),e que tipo de batom você pode combinar com sua make.

Vamos quebrar todas as regras com esse livro dos sonhos,(sim pelo menos dos meus sonho que venho namorando ele de longe desde 2015),quem disse que Olho tudo não pode combinar com boca tudo?? Quem ditou essa regra que se você fizer olhão a boca tem que ser mais discretinha? definitivamente NÃO!! Aqui você TUDO e arrasa na make gata!!!



Quem dita o que você deve usar é você mesma e é isso que a Vic transmite nesse livro saia do básico e seja VOCÊ!! 
Além das dicas de maquiagem,Vic da dicas pra quem tem os cílios mais retos e chatinhos de serem curvados com a máscara,uma coisinha de nada chamada curvex,(que pra mim é instrumento de satã) e como combinar o curvex com a máscara e ter os cílios dos sonhos,seja ele mais alongado e estilo bonequinha ou bem volumoso.



Só tenho a dizer que ele virou meu queridinho do ano,e pra você que ainda não sabe bem o que usar e quando chega numa loja de maquiagem e fica totalmente perdida no que comprar (assim como eu),você não pode deixar de ter esse livrinho lindo na sua estante/cabeceira,é um livro fácil e rápido e nada complicado!!!

Venho namorando com esse livro desde que foi lançado e quando surgiu a oportunidade de solicita-lo não perdi tempo e não me arrependi o livro é simplesmente Lindo,sei que já disse isso antes,mas é só vendo pra crer,ele não é muito baratinho não,mas pela diagramação e tamanho vale cada centavo!!!! 

22.3.17

{Campanha} Legados #1: A Herança de Sangue - Quero o livro físico!


Leitores Nacionais, uni-vos!


A Editora Olimpo está realizando uma campanha: 200 downloads para a liberação do livro físico de Legados #1: A Herança de Sangue, do autor Fernando Luiz


Aquele que detiver a pulseira imortal, o Vigilante Negro se tornará afinal.
Não existe no mundo de hoje uma criança mutante que não tenha conhecimento desta história, é o sonho e o medo de muitos acordar com a pulseira, ou ver seu filho ainda jovem herdar tal legado, mas não é assim que funciona. Apesar de sempre e somente citar o Vigilante Negro, existem duas pulseiras: Shadow. Aquele que a detiver será o Guardião Negro, destinado a proteger o mundo em caos; Dragon. Aquele que a detiver se tornará o Vigilante Negro, destinado a salvar o mundo sem esperança. Irmãs, as pulseiras se comunicam partilhando memórias de quem as deteve, guardando informações para os próximos detentores.
Durante eras Guardião e Vigilante Negro responderam somente a uma única organização, o Conselho Mutante protege humanos e mutantes pelo mundo, coordena as atividades das duas lendas. Para os humanos, acreditar no Vigilante e na proteção do Guardião, não passa de uma falsa religião, histórias para crianças. A comunidade mutante nunca deixou de acreditar no Vigilante, mesmo estando desaparecido.
A pulseira escolhe seu próximo detentor no exato momento da morte do atual, transferindo-se automaticamente, repassando memórias e ensinando nos sonhos. A linhagem de detentores se mantém na família Vertigo há quase cem anos, passando de pai, para filhos, netos e atualmente se mantém no pulso dos bisnetos, antes dos Vertigo houveram outros detentores, suas identidades se perderam no tempo o que intriga a todos. Os poderes se mantém, sempre um mutante com habilidades pirocinéticas, ou para o governo um Elemental do fogo e um mutante com habilidades de cópia, isso graças a genética da família Vertigo faz do Vigilante e do Guardião Negro heróis únicos, capazes de conversar com seus alter egos, conhecendo mais sobre o passado e com isso salvar o futuro.


Serão necessários 200 downloads para que a pré-venda do livro físico seja alcançada! E como sabemos que aqui todo mundo é fã de livro nacional, gostaria que todos participassem!

Link de venda na Amazon: https://goo.gl/oFD79e
Valor:R$ 9,99

Vamos todos apoiar essa grande empreitada de conhecer e divulgar nossos autores nacionais! 

Contamos com vocês!

VAAAAI PLANETAAAA!

{Lançamentos} Março: Grupo Editorial Pensamento


Vamos ao nosso primeiro post de divulgação do Grupo Editorial Pensamento, Yay!!!

Temos livros bem variados esse mês, desde Biografias a estudos mitólogicos! To doida para ler O Herói!

Clicando no título dos livros, você será redirecionado à página dedicado ao mesmo no site da editora!

Vamos lá!

Ah, separei os livros pelos selos da editora, ok?


A PRIMEIRA PEDRA

Krzysztof Charamsa

Assunto: Biografias e Memórias
ISBN: 9788555030475
Idioma: Português
Número de Páginas: 288
O padre polonês Krzysztof Charamsa, 44 anos, atualmente ativista dos direitos LGBT em Barcelona, ocupou os níveis mais altos da Igreja Católica. Revelar sua homossexualidade em outubro de 2015 foi apenas uma nova e difícil etapa em sua vida. A partir daí, Charamsa passou por muitas provações por assumir-se gay no seio de uma das instituições mais conservadoras do mundo. Neste livro, ele revela como os homossexuais são discriminados, reduzidos à condição de pervertidos, enquanto o clero católico, fortemente homofóbico, é ele próprio composto em grande parte por homossexuais. Esses homens acabam arando um terreno fértil onde germina a erva daninha vergonhosa da pedofilia e outros tipos de abusos. Escrita de forma clara, direta e emocionada, a obra promete estremecer os alicerces éticos de uma das instituições mais poderosas do mundo.

FILOSOFIA SEM AS PARTES CHATAS

Alain Stephen

Assunto: Sociologia e Filosofia
ISBN: 9788531613838
Número de Páginas: 184
Temos mesmo livre-arbítrio? Como sabemos a diferença entre certo e errado? Se Deus existe, por que permite o sofrimento? O que é o tempo? Existe vida depois da morte? Perguntas como essas têm ocupado e perturbado as mentes mais brilhantes do mundo ao longo da história da civilização humana, provocando sempre muita discussão e debate. Neste livro curioso e visceral, Alain Stephen explora algumas dessas questões básicas. Ele explica todos os principais conceitos da filosofia, desde a Grécia Antiga até os grandes intelectuais da França do século XX. Com uma linguagem clara e livre de jargões, este livro propicia momentos de deleite e reflexão tanto para o pensador erudito quanto para qualquer pessoa que se interesse em filosofar sobre os grandes enigmas da vida.

Chris Griffiths / Tony Buzan

Assunto: Desenvolvimento Pessoal
ISBN: 9788531613845 
Número de Páginas: 244 
Tony Buzan, o mais proeminente autor mundial de Mapeamento Mental, ao lado de Chris Griffiths, cofundador e CEO da Buzan Online Ltd., vai lhe mostrar como aplicar Mapas Mentais a qualquer desafio ou meta empresarial - desde o gerenciamento de projetos e vendas até estratégias de liderança. Usado por empresas do mundo inteiro, entre elas, De Beers, Disney, Microsoft e até a NASA, para criar, liderar, planejar, apresentar soluções e fazer apresentações, os Mapas Mentais podem ajudá-lo a resolver problemas, descobrir novas maneiras de trabalhar, traçar planos de negócios, reestruturar sua equipe e muito mais.


HERÓI (O)

Lutz Müller

Assunto: Mitologia
ISBN: 9788531613852
Número de Páginas: 144
Neste primeiro volume da Biblioteca Psicologia e Mito, o analista junguiano Lutz Müller revela o verdadeiro caminho do herói - o caminho da individuação e da vida criativa; o caminho da mudança que, através do enfrentamento da morte, leva a uma nova vida. E, ao convidar o leitor a refletir sobre a história do seu herói preferido, mostra que esse caminho não está reservado a uns poucos escolhidos, mas que todos nós - homens ou mulheres - nascemos para ser heróis.
A Biblioteca Psicologia e Mito é uma coleção fundamental para os dias de hoje, pois conhecer os grandes arquétipos da mitologia universal é mais do que conhecer a si mesmo e o outro: trata-se de uma autêntica jornada rumo ao nosso verdadeiro Eu.

David Hoffman 

Assunto: Medicina Complementar
ISBN: 9788531613821 
Número de Páginas: 416 
Neste guia abrangente e bem fundamentado, o médico herbalista David Hoffmann oferece um tratamento natural e sem contraindicações para ajudar você a recuperar e manter a saúde e o bem-estar. Orientações claras e minuciosas mostram como diagnosticar e tratar com segurança uma ampla variedade de distúrbios - desde prisão de ventre, TPM e depressão até rinite, diabetes e tensão nervosa - sem nenhum efeito colateral nocivo. Uma obra para você promover a sua saúde e bem-estar, com um dos tratamentos mais acessíveis e completos que a natureza nos deu.



Christopher Galt

Assunto: Ficção - Ação e Suspense
ISBN: 9788555390760
Número de Páginas: 416
O mundo parece estar enlouquecendo!
Em toda parte, as pessoas começam a ter visões. Um adolescente francês assiste Joana D'Arc ser queimada na fogueira, e até tenta tirar uma foto com o celular, e a presidente dos Estados Unidos tem visões de seus antecessores dentro da Casa Branca. Ninguém sabe se essas misteriosas aparições são uma espécie de alucinação coletiva, uma doença virótica causada por bioterrorismo ou se são sinais do Apocalipse. Ocorrem suicídios em massa em várias partes do mundo, e o psiquiatra e neurocientista John Macbeth, à frente de um projeto para criar uma inteligência artificial autônoma, busca freneticamente uma resposta antes que seja tarde demais. Ele descobre que a verdade por trás de tudo pode mudar os rumos da humanidade para sempre. E até custar a sua vida. Uma história eletrizante que o fará questionar sua perspectiva da realidade. E até mesmo a sua sanidade.

Amy Zerner / Monte Farber

Assunto: Astrologia
ISBN: 9788531519666
Número de Páginas: 320
Um livro cheio de informações práticas e curiosas sobre os traços positivos e negativos dos signos, seu par ideal no amor, seu comportamento em casa e no trabalho, suas atitudes em relação ao dinheiro, suas tendências secretas, seu jeito de criar os filhos e muito mais. Use este livro para se conhecer melhor, encontrar soluções para os seus problemas, progredir na carreira e turbinar a sua vida amorosa! Um belíssimo manual ilustrado que oferece uma nova maneira de interpretar os dozes signos do zodíaco, com descrições de fácil compreensão que ajudarão você a entender, com total clareza, sua personalidade e a das pessoas à sua volta.

Marion Kohn

Assunto: Medicina Complementar
ISBN: 9788531519659 
Número de Páginas: 272 
A naturopata Marion Kohn, com base nas descobertas revolucionárias do renomado médico alemão doutor Ryke Geerd Hamer, oferece uma compreensão inteiramente nova da causa, do desenvolvimento e do processo natural de cura das doenças. A autora esclarece que, além de um sentido biológico, as doenças têm um sentido espiritual e podem ser curadas se compreendermos o que ela chama de "as cinco leis espirituais da cura". Pautada nessas leis, ela propõe uma cura por meio do perdão e oferece vários exemplos tirados da vida real. Uma obra que levará você a reconhecer a cura como algo muito maior que a simples remissão das doenças, pois, segundo Marion, o ato da cura é uma das etapas mais sublimes do nosso desenvolvimento espiritual.

21.3.17

{Resenha} A Herdeira



Autora: Katerine Grinaldi
Editora: Sinna
Sinopse: Criada em um pequeno bairro chamado Forecast, Kate West nunca foi uma garota exatamente normal. Determinada, com segredos e um medo absurdo de se apaixonar, ela conseguia viver bem tendo apenas relacionamentos passageiros, os quais chama de R.A., mas a sua vida está prestes a mudar quando sua avó, já falecida há quatorze anos, lhe envia uma mensagem.
“Sua herança vai chegar. Aceite a mudança quando 21 primaveras completar”.
Curiosa, Kate tentará descobrir o que precisa aceitar, porém uma herança nem sempre é o que se imagina.
Em meio a rotina da faculdade, a chegada de um novo aluno e o misterioso homem de olhos azuis que sempre a salva nos pesadelos, Kate terá que lidar com os perigos que surgirão no caminho.
Descobrir a sua herança não será uma opção.
“Ao abrir este livro, 
Você só o lerá
Se cumprir o requisito.
Não basta querer, 
Tem que poder.
O que você quer daqui?
Seria capaz de morrer
Para o segredo proteger?
Amor não é o bastante
Apesar de importante!
Você abriu este livro,
Mas só o leu
Se cumpriu o requisito.”

Esta é a primeira mensagem que a autora Katerine Grinaldi nos passa no começo de seu livro, A Herdeira, primeiro volume da saga A Herdeira. Foi meu primeiro contato com a escrita da autora e admito que gostei bastante. E é difícil um livro de fantasia nacional me agradar, mas esse me apeteceu bastante, haha! Vamos às razões!

A história se passa em Forecast, que imagino que seja um bairro de uma cidade situada nos Estados Unidos (foi onde a minha imaginação me levou!). Kate é estudante de Medicina Legal e vive na mesma cidade há tempos – provavelmente nasceu nela. Reside apenas com sua mãe e tem uma irmã – Melissa - mais velha que é artista (pintora), mas a mesma mora em outro país (e vemos muito pouco dela). Jane e Lola são as melhores amigas da nossa protagonista e não fazem muita diferença, na minha opinião... Não vemos nada da vida delas quando não estão com Kate e tudo sempre gira ao redor dela e de seus peguetes. Porém, as mesmas sabem tudo da vida da amiga, que tem um estranho dom –nada normal – e parecem conviver bem com ele. É tudo muito natural e tal...

Kate é traumatizada com a perda da avó, uma vez que não pôde despedir-se dela. Sabia que havia sido em um momento conturbado entre a avó e sua mãe, e a jovem ainda se ressente desse episódio. Tudo a atinge com força quando recebe uma mensagem misteriosa durante um sonho conturbado ao completar seus 21 anos. É aí que se inicia a descoberta de quem realmente nossa protagonista é!

Ela recebe avisos das mais diversas formas de que sua vida corre perigo, ao mesmo tempo que um rapaz misterioso entra em sua vida. Téo aparentemente é um jovem muito bonito, que insistentemente dá em cima de Kate mesmo que, no começo, ela diga que não tem nenhum interesse, pois acabou de sair de uma relação aberta em que o cara queria mais que trocar uns beijos e sexo (chegamos a conclusão aqui que a menina tem dificuldade em assumir compromissos sérios, né?). Porém, ela acaba por descobrir que Téo tem mais em comum com ela do que ela imaginava e se torna uma peça importante em sua autodescoberta. Só não esperava que outro rapaz surgisse, alguém que tem mais ligação com seus sonhos do que qualquer outra pessoa. 

Há ação na história, pois Kate se vê presa em um mundo no qual ela não sabe jogar, não conhece nem as peças nem o que lhe espera na próxima casa. Seus amigos lhes apoiam, mas são grandes causadores de seu estresse – na verdade, ela se estressa com eles e isso gera muitos conflitos. Temos um vilão misterioso que nem sabíamos que existia: esse ponto eu achei meio “fora” do eixo, pois não explica quem é, qual a razão de estar tomando tais atitudes... Você para a leitura toda achando que é um e no final é outro. Não que eu não goste de reviravoltas, mas gosto de ver algum sentido nela. Me vi perdida em alguns momentos da leitura por falta de explicações, uma vez que é uma fantasia criada pela autora e não há nenhuma outra similar a qual possamos associar, acredito que poderia ter sido melhor trabalhada na história. Os capítulos são curtos e muita vezes pulam alguns pedaços de tempos... Isso me deixou muito perdida também.
"A coisa mais importante que aprendi com ela foi o amor. Vovó me fez ver que tudo na vida só dá certo se for feito com esse ingrediente mágico. Tudo o que ela fazia era assim.Com suas plantas, com os animais, com seus desenhos e, principalmente, com as pessoas."
A escrita da autora é muito boa de se seguir, consegue te segurar por umas boas horas lendo, foi meu primeiro contato com um livro da Katerine Grinaldi. Como li via Kindle, a diagramação ficou bem simples e confortável de ler. A capa do livro é bem atrativa, um excelente trabalho da Editora Sinna! Para quem gosta de fantasia, A Herdeira é um bom começo!

Nota no Skoob: 3 Estrelas

~E-book cedido em parceria com a Editora Sinna!~

20.3.17

{Lançamentos} Harlequin - Março-Abril

Oie amores! Tudo bom?
Vim trazer mais lançamentos apaixonantes da Editora Harlequin.
E que rufem os tambores!














Peeense numa leitora indecisa do que pedir pro mês de Março e Abril.
Misericórdia! Muito livro bom!


Por hoje é só negrada!
Até a próxima. :)


{Lançamentos} Março: Editora Seguinte


Lançamentos da Editora Seguinte este mês são muito esperados por mim <3

Já li os livros anteriores e, quem não quer ver que fim será  daquele diabinho do Maven? U.u/

Se clicarem nos títulos dos livros,s erão redirecionados à página dedicada a eles no site da editora!

Vamos as tão aguardadas sinopses!


A traidora do trono

A Rebelde do Deserto #2
Alwyn Hamilton

Título Original:Traitor to the throne
Lançamento: 24 de março de 2017
Depois de A rebelde do deserto, a melhor atiradora de Miraji está de volta numa continuação repleta de reviravoltas
Amani Al'Hiza mal acreditou quando finalmente conseguiu fugir de sua cidade natal nos confins do deserto, montada num cavalo de areia com Jin, um forasteiro misterioso. Em pouco tempo, porém, sua maior preocupação deixou de ser sua própria liberdade: a garota descobriu ter muito mais poder do que imaginava e acabou se juntando à rebelião, que luta para livrar o país inteiro do domínio de um sultão sanguinário.
Em meio às perigosas batalhas, Amani é traída quando menos espera e acaba se tornando prisioneira no palácio. Enquanto pensa em um jeito de escapar, ela tenta se aproximar do sultão para descobrir informações úteis para a causa rebelde. Contudo, quanto mais tempo passa ali, mais ela questiona se o governante é de fato o vilão que todos acreditam, e quem são os verdadeiros traidores do país.
#1 – A rebelde do deserto

A prisão do rei

Rainha Vermelha #3
Victoria Aveyard

Título Original: King's Cage
Lançamento: 6 de março de 2017
No terceiro volume da série que já vendeu mais de 250 mil exemplares no Brasil, tudo vai queimar
Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio, impotente sem seu poder, atormentada por seus erros. Ela está à mercê do garoto por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu. Agora rei, Maven continua com os planos de sua mãe, fazendo de tudo para manter o controle de Norta — e de sua prisioneira.
Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante das Pedras Silenciosas, o resto da Guarda Escarlate se organiza, treinando e expandindo. Com a rebelião cada vez mais forte, eles param de agir sob as sombras e se preparam para a guerra. Entre eles está Cal, um prateado em meio aos vermelhos. Incapaz de decidir a que lado dedicar sua lealdade, o príncipe exilado só tem uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.
#1 – A rainha vermelha
#1.5 – Coroa cruel
#2 – Espada de vidro