Menu

22.4.17

{Lançamentos} Abril: Companhia das Letras


Sabe aqueles lançamentos de arrasar quarteirão? E que são bomba e a você só basta aceitar?

É o tipo de lançamento que o Grupo Companhia das Letras tem para nós este mês!

É uma lacração atrás da outra, deuses dos livrinhos!!!

Confira abaixo os lançamentos de Abril e não se esqueçam: clicando nos títulos dos livros, se´ra redirecionado à página da editora dedicado ao mesmo!

Simbora!

O ceifador 

Scythe #1
Neal Shusterman

Título Original: Scythe #1
Lançamento: 17/04
Primeiro mandamento: matarás
A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade.
Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador — um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a “arte” da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão — ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais —, podem colocar a própria vida em risco.

Fera

Brie Spangler

Título Original: Beast
Lançamento: 28/04
Dylan e Jamie sempre foram julgados pela aparência, e não pelo que são — até encontrarem um ao outro
Dylan não é como a maior parte dos garotos de quinze anos. Ele é corpulento, tem quase dois metros de altura e tantos pelos no corpo que acabou ganhando o apelido de Fera na escola. Quando ele conhece Jamie, em uma sessão de terapia em grupo para adolescentes, se apaixona quase instantaneamente. Ela é linda, engraçada, inteligente e, ao contrário de todas as pessoas de sua idade, parece não se importar nem um pouco com a aparência dele.
O que Dylan não sabe de início, porém, é que Jamie também não é como a maioria das garotas de quinze anos: ela é transgênera, ou seja, se identifica com o gênero feminino, mas foi designada com o sexo masculino ao nascer. Agora Dylan vai ter que decidir entre esconder seus sentimentos por medo do que os outros podem pensar, ou enfrentar seus preconceitos e seguir seu coração. 

Tempestades de cristal

A Queda dos Reinos #5
Morgan Rhodes


Título Original: Crystal Storm
Lançamento: 28/04
Mítica está sob o controle do Império Kraeshiano, mas talvez nem o amor mais puro consiga combater a mais forte das magias.
Amara, a implacável imperatriz de Kraeshia, assumiu o trono de Mítica, e um sentimento de incerteza paira sobre Paelsia, Limeros e Auranos. Então Magnus e Cleo procuram um jeito de retomar o poder. Assim, acabam seguindo Gaius até a casa de Selia, sua mãe exilada. A avó de Magnus é uma bruxa poderosa que pode ajudar a liberar a magia dos cristais da Tétrade e recuperar Mítica. Mas, para concretizar seus planos, a família Damora deverá se juntar ao rebelde Jonas e o grupo formado por Nic, Felix e o misterioso Ashur ressuscitado.
Enquanto isso, grávida de um Vigilante e temida por todos, Lucia foge do deus do fogo e viaja em busca de Gaius e Magnus. Mas o tempo está acabando. A tempestade iminente indica que a profecia sombria de que o Vigilante Timotheus falou está se aproximando. O destino da feiticeira está traçado, e inclui ninguém menos que o rebelde Jonas.

Shirley Jackson

Título Original: We always lived in the castle
Lançamento: 28/04
Com um humor macabro, Sempre vivemos no castelo conta a história deliciosamente sombria da família Blackwood.
Merricat Blackwood vive com a irmã Constance e o tio Julian. Há algum tempo existiam sete membros na família Blackwood, até que uma dose fatal de arsênico colocada no pote de açúcar matou quase todos. Acusada e posteriormente inocentada pelas mortes, Constance volta para a casa da família, onde Merricat a protege da hostilidade dos habitantes da cidade. Os três vivem isolados e felizes, até que o primo Charles resolve fazer uma visita que quebra o frágil equilíbrio encontrado pelas irmãs Blakcwood. Merricat é a única que pressente o iminente perigo desse distúrbio, e fará o que for necessário para proteger Constance.
"Sempre vivemos no castelo" leva o leitor a um labirinto sombrio de medo e suspense, um livro perturbador e perverso, onde o isolamento e a neurose são trabalhados com maestria por Shirley Jackson.

O que é o fascismo? e outros ensaios

George Orwell

Lançamento: 04/04
Nesta seleção de ensaios inéditos em livro no Brasil, o criador de 1984 reflete sobre política, literatura, cinema e outros temas de sua galeria de obsessões pessoais
Romancista celebrado pelas distopias de 1984 e A revolução dos bichos, George Orwell também foi um prolífico repórter e colunista. Entre as décadas de 1930 e 1940, o autor de O que é fascismo? colaborou em diversos veículos da imprensa britânica. Nesta coletânea de 24 ensaios publicados em revistas e jornais, Orwell explora um amplo espectro de assuntos, sempre perpassados pela política, sua principal obsessão intelectual e literária.
Com temas que variam de Adolf Hitler à pornografia, de W. B. Yeats a O grande ditador, os textos selecionados pelo jornalista Sérgio Augusto compõem um inteligente mosaico das opiniões de Orwell durante o período crítico da Segunda Guerra Mundial e do início da Guerra Fria. Com sua visão irônica do mundo conflagrado da época, os ensaios demonstram a potência criativa do “socialismo democrático” adotado pelo escritor como credo político após sua experiência na Guerra Civil Espanhola, em contraposição aos totalitarismos de esquerda e de direita então em voga.

Manual da faxineira

Lucia Berlin


Título Original: A manual for a cleaning women
Lançamento:04/04
Pela primeira vez no Brasil, a obra de uma lendária contista norte-americana que vem conquistando cada vez mais leitores
Lucia Berlin teve uma vida repleta de eventos e reviravoltas. Aos 32 anos, já havia vivido em diversas cidades e países, passado por três casamentos e trabalhado como professora, telefonista, faxineira e enfermeira para sustentar os quatro filhos. Lutou contra o alcoolismo por anos antes de superar o vício e tornou-se uma aclamada professora universitária em seus últimos anos de vida.
Desse vasto repertório pessoal, Berlin tira inspiração para escrever os contos que a consagraram como uma mestre do gênero. Com a bravura de Raymond Carver, o humor de Grace Paley e uma mistura de inteligência e melancolia, Berlin retrata milagres da vida cotidiana, desvendando momentos de graça em lavanderias, clínicas de desintoxicação e residências de classe alta da Bay Area.

A insustentável leveza do ser

Milan Kundera


Título Original: Nesnesitelná Lehkost Bytí
Lançamento: 04/04
Um clássico da literatura contemporânea relançado em nova edição de capa dura
Neste que é sem dúvida um dos romances mais importantes do século XX, ficção e filosofia se entrelaçam por meio da história de quatro adultos capazes de quase tudo para vivenciar o erotismo que desejam para si. Como limite, encontram um tempo histórico politicamente opressivo e o caráter enigmático da existência humana.
Infidelidade, amor, compaixão, eterno retorno, acaso e arbítrio são alguns dos grandes temas que Kundera articula num romance de ideias e paixões, em que o leitor percorre conceitos filosóficos de braços dados com cada um dos personagens — Tereza, Tomas, Sabina e Franz — e acompanha suas histórias de vida com a profundidade de um estudo. O resultado é uma obra em tudo original, um clássico da literatura contemporânea.

A garota-corvo

Erik Axl Sund

Título Original: Krakflickan, Hungerelden e Pythians Anvisingar
Lançamento: 20/04
Neste thriller sombrio e eletrizante, um crime brutal é o ponto de partida para a investigação de um mal que assola a sociedade sueca
Tudo começa em um parque da cidade de Estocolmo, onde o corpo de um menino é encontrado. A detetive superintendente Jeanette Kihlberg lidera a investigação, lutando contra um promotor apático e uma força policial burocrática que não quer dedicar recursos para resolver o assassinato de uma criança imigrante. Todavia, com a descoberta dos cadáveres mutilados de mais duas crianças, fica claro que um serial killer está à solta.
Kihlberg procura a psicóloga Sofia Zetterlund, uma especialista em recuperar crianças que sofreram violência, e as vidas das duas mulheres se entrelaçam de forma quase instantânea — profissional e pessoalmente. À medida que se aproximam da verdade sobre os assassinatos, as duas vão aos poucos perceber que os crimes escondem um mal subterrâneo que parece abraçar toda sociedade sueca. Na veia da série Millenium, A garota-corvo é um thriller sombrio e de tirar o fôlego, e uma investigação dos recantos mais sombrios da mente humana.

Me diga quem eu sou

Helena Gayer

Lançamento: 05/04
Em um texto comovente e perturbador, percorremos os altos e baixos da vida da gaúcha Helena Gayer
Como num grito de alerta, Helena Gayer transmite as nuanças de uma pessoa apunhalada pelo transtorno bipolar. Com crueza, minúcia e fervor, a autora narra seus mergulhos ora em depressão ora em mania e as muitas experiências por que passou, correndo risco de morte e abusos. Ao se abrir e descrever com detalhes as inúmeras tentativas de ter uma vida normal, os episódios de completa alienação e as internações, ela deixa escapar, a cada linha, um pedido tênue, uma súplica fugaz, para que tenhamos um olhar mais apurado em direção à pessoa, não só à doença.
Helena nos apresenta um relato íntimo sobre como é viver, sobreviver e constantemente se rearranjar nessa realidade tão dura e tantas vezes negligenciada. Diagnosticada aos 21 anos, ela remove e nos mostra cada estilhaço de sua trajetória, enquanto seguimos com ela numa jornada de dor e descoberta, mas, acima de tudo, de superação.

Romancista como vocação

Haruki Murakami

Título Original: Hokugyo Toshite no Shosetsuka
Lançamento: 11/04
Mesclando detalhes da própria vida com digressões sobre o valor da literatura, um dos maiores escritores contemporâneos fala sobre o ofício da escrita
Haruki Murakami é um dos mais conhecidos autores contemporâneos do Japão. Quando seus livros são lançados, a imprensa noticia filas enormes nas livrarias de Tóquio e traduções para mais de quarenta idiomas. Ícone da escrita fluida, Murakami transita bem em diversos estilos narrativos: ficção, ensaio, reportagem, nada parece estar fora de seu talento literário.
Para abarcar toda essa multiplicidade, chega agora Romancista como vocação, uma série de proposições sobre a escrita, a literatura e a vida pessoal do recluso escritor. Escrito na linguagem acessível típica de Murakami, este livro é um convite a todos que desejam habitar o mundo dos romancistas, bem como uma declaração de amor ao ato da escrita.

21.4.17

{Bate-Papo} Blog As meninas que leem livros e Revista 9 3/4


E aí pessoal?

Quem acompanha nossa página no facebook ficou sabendo que essa semana eu e a Amanda fomos convidadas para realizar um bate-papo com os jovens da Revista 9 ¾!

Nessa conversa, falaríamos como é ser um blogueiro/influenciador digital literário, uma vez que esse pessoal está muito interessado em ingressar nessa área deliciosa dos blogs!

Para tanto, eu pensei em escrever um texto, porque até então, eu nunca havia pensado nisso, sabe? Então para me localizar no bate papo, eu escrevi esse texto abaixo. É claro que não li ele na hora, né! Foi só pra riscar as partes importantes e eu me localizar! Vou anexar também fotos desse encontro tão legal! 

Como é ser resenhista de livros em um blog?

Estava eu pensando como começar a falar sobre isso. Talvez com a minha história de como comecei nesse ramo de formadores de opinião/blogueiros/influenciadores digitais?

Então... Para aqueles que já acompanham o blog há alguns anos, devem se lembrar de que comecei a resenhar livros em janeiro de 2015. Vi um anúncio da Juliana, antiga administradora do blog, convocando resenhistas e resolvi arriscar. Depois de alguns minutos de insegurança, demonstrei meu interesse e disse que só começaria a resenhar se ela aprovasse a minha resenha.

Meu primeiro livro resenhado foi Extraordinário, de R. J. Palacio que eu havia lido alguns meses antes e amado de coração. Lembro que foi muito emocional para mim e acredito que transmiti isso em minha resenha, por todos os comentários que recebi pelo mesmo. Esta foi minha porta de entrada para o blog e tenho muito orgulho do que faço!

Ler livros para mim é um prazer imenso, desde que era pequena (tá, pequena ainda sou, mas criança!). Minha mãe sempre teve esse costume e minha avó sempre me estimulou muito a ler. Lembro-me de que quando íamos dormir (dividíamos o quarto), ela me pedia para ler os quadrinhos da Turma da Mônica para ela, uma vez que sua visão já estava prejudicada. Eu lia até perceber que ela havia pego no sono... Então a leitura, para mim, antes de tudo é nostalgia. 

Muitos devem acreditar que não conseguiriam escrever uma opinião acerca do livro que leu. Eu achei que teria dificuldades para tal, mas hoje já me acostumei. Leio já pensando no que direi sobre ele, futuramente, na resenha. Às vezes faço anotações para não esquecer, outras vezes apenas marco as páginas com aqueles post its de setinha, aí o que eu ia dizer na resenha é relembrado quando vou analisar o que marquei.

Então vamos lá... Para ser resenhista de livro, a primeira coisa necessária é: Gostar – amar – de leituras. 

A segunda coisa, é formar uma opinião sobre aquilo que se lê.

Sim. Uma coisa que me tornei ao ler livros, foi uma pessoa muito crítica com aquilo que irei consumir. Como uma pessoa que precisa transmitir uma opinião, você precisa pensar em qual é o público ao qual seu texto é voltado. Por exemplo... Não leio muito romances em que uma das pessoas do casal é agressiva com o outro, abusa de sua sanidade e boa vontade. Sabem por quê? Muitas pessoas lerão sua resenha elogiando uma história sobre uma relação tóxica, mesmo que a parte em questão no final fique bonzinho... Ninguém precisa sofrer para tal pessoa mudar de comportamento, não é? Serão... Sei lá, centenas de pessoas que lerão sua opinião e acharão legal suportar um martírio enorme na esperança da luz no fim do túnel. 



Como formadores de opinião, precisamos sempre ser sinceros ao dizer o que pensamos a respeito da história. Obviamente, sem agredir o autor... Já vi autores deixarem de divulgar seus livros porque um blogueiro esculachou sua história, isso é desnecessário. Assertividade é sempre bom quando você não gosta de uma ou outra coisa na história. Quem escreveu o livro é humano completo de sonhos, como nós mesmos!

O que as editoras parceiras querem são pessoas e deem suas opiniões de modo coeso e coerente, que falem também sobre a estrutura física do livro: capa, folhas, fonte... Afinal, é mentira quando dizem que não julgam o livro pela capa, porque todo mundo faz isso! A sinopse precisa ser muito do seu agrado para que você ignore a capa que não é muito atrativa para seu gosto. E isso é uma coisa muito pessoal, cada um tem o seu.

Mas faço isso com todos os livros que resenho, não só os de parceria com autores e editoras.

Como receber livros? Comprando! Huahuahuah! Sim, grande parte do meu acervo é de aquisição própria... Sou a doida dos livros, preciso ter um autocontrole imenso pra não sair comprando todos os lançamentos que gosto!

Mas vamos lá, para receber livros via editora e autores, é necessário fazer parcerias! E isso é um stress tremendo para qualquer blogueiro literário!

Uma vez por ano (ou a cada semestre) as editoras abrem um processo seletivo, onde você poderá se inscrever para a parceria anual (ou semestral) com elas. Cada editora tem seu modus operandi de avaliar os blogs: inscritos, quantidade de postagens semanais, comentários de visitantes, etc... Há um período para se inscrever nesse processo seletivo, um período de avaliação e aí... O Doce (ou amargo) resultado!

A partir da aprovação, as editoras entram em contato, descrevem como será a parceria. Algumas editoras cedem apenas um livro por mês, outras cedem dois, outras cedem um para cada resenhista do blog, outras cedem apenas e-books. Isto é muito íntimo da disponibilidade das mesmas e do blogueiro.

Muitas permitem que o blogueiro escolha os livros desejados de todo o seu catálogo; outras enviam uma seleção dos lançamentos para você escolher. Outras ainda lhe enviam de acordo com a análise de gosto do blog. Novamente, é muito particular da editora, mas tudo isso sempre está descrito no momento da inscrição. Então é de cada blogueiro inscrever-se nos processos seletivos das editoras que mais lhe atraem e que mais combinam com o intuito do blog.

Quanto a parceria com autores, há também dois modos: eles entram em contato com você se tiverem afinidade com seu blog, ou abrem processos seletivos. 

Às vezes, pode acontecer do livro que você recebeu não ser muito do seu gosto. Aí vem a questão de você ler mesmo assim e dar sua opinião sincera sobre o mesmo. Digo, não é porque o livro não é do seu gênero preferido que você vai detonar a história, né? Você precisa ser um profissional e avaliar a proposta toda: se foi bem escrito, se teve coerência, se os acontecimentos foram surpreendentes ou bem clichês... Se todos os nós da história foram desfeitos e o final foi bom e seguiu o proposto. Você pode acabar se surpreendendo e gostando da história, se der a chance a mesma. Agora, se além de não ser do seu gosto, o autor não desenvolveu bem, faltou coisa, teve coisa sem sentido... Você precisa dizer também. Mas lembre-se: seja sempre educado!


Mas, geralmente, é você quem escolhe o livro que quer ler para resenhar. E pode acabar amando ou não gostando da escolha! A regra é a mesma: seja sempre sincero!

Aprendi com o Auggie algo muito importante, que sempre carregarei comigo:
“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.”
Bom... Para mim, ser resenhista de livros é isso! Espero que tenham gostado!

Já conhece a Revista Página 9 3/4?

Acesse nas redes!


No final, fomos escolhidas para o projeto criado pelo Biblioarte nos entregou um livro para lermos e esquecermos por aí! Em breve teremos resenha e deixarei por aí na cidade para alguém encontrar!!!




{Dica de Leitura} Graciela Paciência


Sexta-feira é dia de Dica de Leitura!

Dia dedicado a leitura de nacionais aqui no blog, então hoje vamos indicar a autora Graciela Paciência!

O primeiro livro da autora retrata um tema polêmico para muitas pessoas: gravidez na adolescência. Em seu livro, ela tentou incluir as coisas que gosta, como música, cinema e literatura, citando diversas obras no decorrer da estória. Criou até mesmo uma playlist para seu livro, você pode conferir aqui enquanto segue com a leitura!

É janeiro de 2011 e Mirella, de 16 anos, descobre que está grávida de 4 semanas de seu namorado, Fabrício, que também é jovem e nunca esteve tão apaixonado por Mirella. O namoro vai muito bem, obrigado, mas nem por isso a gravidez será uma fase fácil para eles. Mirella precisa lidar com o julgamento das pessoas ao seu redor e com a sua própria insegurança, já que Fabrício acaba de começar a faculdade e conhece pessoas novas, incluindo uma garota superbonita com quem se identifica mais do que com sua namorada. Enquanto passa por desafios diários, Mirella se pergunta como vai lidar com tudo isso.

Sobre a autora

Graciela Paciência nasceu e cresceu em São Paulo. Por muito tempo acreditou que seu futuro estivesse na direção de videoclipes e se formou em Rádio e TV.
Mais tarde, percebeu que não precisa se limitar a apenas um segmento e descobriu-se escritora. As dúvidas e inseguranças apareceram, mas ela optou por enfrentar as dificuldades, seguir em frente e publicar seu primeiro livro, “Confissões de uma adolescente grávida”, lançado pela editora Círculo das Artes.


Nas redes





20.4.17

{Evento} 1º Encontro de Dragões Online!



Eu, uma simples historiadora dos Knights da Editora PenDragon, tenho o orgulho de estar presente no Encontro de Dragões!!!


É a Primeira Maratona Online da Editora PenDragon e você não pode ficar fora dessa!

Serã 25 autores, 5 Blogs e a Editora PenDragon, sorteando prêmios no dia 6 de maio (anota na agenda para não esquecer, marque no calendário do seu celular, pendure na porta do seu quarto, no espelho do banheiro, na porta da geladeira, cole um post it no seu computador, qualquer coisa que te ajude a não esquecer!), a partir das 13:00 às 20:00 (no horário de Brasilia, não vá se esquecer!)!

Os prêmios são váaarios! Livros físicos, e-books, marcadores, canecas... É tanta coisa que, se você perder esta contenda, irá se arrepender!

E o que você precisa fazer para concorrer?

Primeiro, entra no evento aqui: 1º Encontro de Dragões Online

Aí é só seguir as brincadeiras que estarão ocorrendo no dia! Fácil, não é?

O que???? Você não poderá ficar o dia todo online?

NÃO TEM PROBLEMA!!!

A maior parte das brincadeiras estarão disponíveis até domingo, dia 07/05. E os sorteios serão enviados na segunda com código de rastreio nos próximos 20 dias.

Fácim fácim!

Agora pegue sua espada/chicote/machado/bola mágica de poder e participe do evento que você não pode ficar de fora!!!

Só para não esquecer, não deixe de clicar em participar do evento!

19.4.17

{Evento Literário} Flipoços 2017

Bom dia pessoal!!!

Hoje estou aqui para trazer novidades quentinhas para vocês.... Assim como divulgamos aqui no ano passado, e ainda fizemos uma cobertura para vocês saberem tudo o que rolou, nesse ano também fechamos uma parceria com a FLIPOÇOS, o Festival Literário de Poços de Caldas, juntamente com a 12ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas.


Não sei se vocês sabem, mas nós aqui do blog somos divididas entre Meninas de Poços e Meninas de Fortaleza rsrs Então, enquanto as meninas de Fortaleza estão se divertindo na Bienal por lá, nós estamos aqui aguardando ansiosas pela FLIPOÇOS, que chega por aqui no final desse mês. 

Esse ano, teremos Moçambique como país homenageado, portanto diversas atividades terão esse país africano como tema, além da participação de escritores moçambicanos e até mesmo a realização de um jantar temático com a comida típica desse país.

Pela primeira vez no Brasil, um Festival Literário recebe ao mesmo tempo, sete escritores moçambicanos para um evento único. É uma honra para Poços de Caldas e para os frequentadores do Flipoços 2017, conviver por nove dias com esses renomados escritores - Ungulani Ba Ka Khosa, Paulina Chiziane, Lucilio Manjate, Sangare Okapi, Dany Wambire, Mbate Pedro

HOMENAGEM A AMAZONAS E MOÇAMBIQUE 
Levando em consideração todas as influências do Flipoços 2017, o chef Henrique Benedetti prepara um jantar com sabores amazonenses e moçambicanos.
Entrada - Tapioca de tucumã e queijo coalho (entrada típica de Manaus)
Principal - Feijoada de Frutos do mar (prato típico de Moçambique)
Sobremesa - Torta de Chocolate em texturas (um verdadeiro drama, o romance preferido do Chef) Valor por convidado: R$ 89,00 (Bebidas à parte)
Somente com reservas antecipadas pelo: 35 3712 8077
Local: Ollivia Gastronomia - Av. João Pinheiro, 1135 - Centro 

Algumas atividades da Feira, como as Palestras Master, precisam de ingresso para participar. Para trocá-los, basta apenas doar um livro em boas condições. Mas sempre têm aquelas palestras que esgotam rapidinho, então se você se interessar, melhor correr!

Campanha Doe 1 Livro Ao doar 1 livro de literatura em bom estado você ganha 1 ingresso para participar de 1 atividade master do Flipoços 2017. Escolha a atividade de sua preferência e faça a troca na GSC Eventos, na rua Prefeito Chagas, 305 - sala 308 - Edifício Manhattan, no centro de Poços de Caldas ou no local do evento com pelo menos 1 hora de antecedência do início da atividade escolhida. 

Esse ano, contaremos novamente com a presença do ilustre Clóvis de Barros Filho, sempre um dos meus preferidos na hora das palestras; Milton Hatoum, que também é o patrono da Flipoços esse ano; D. Bertrand de Orleans e Bragança (Príncipe Imperial do Brasil) - sim, o Brasil tem um príncipe, joguem no Google, porque foi o que nós fizemos rsrs - ; Jacques Fux Tati Bernardi, falando sobre Literatura, Amor e Loucura; Deltan Dallagnol – promotor do Ministério Público e o coordenador responsável pela força-tarefa da Lava Jato e muito muito muito mais coisas interessantíssimas, para todos os gostos!!



Confiram a programação completa aqui e aproveitem a oportunidade para conhecer a cidade mais linda de Minas Gerais, e modéstia à parte, do Brasil!! A Flipoços acontece do dia 29/04 a 07/05!! Não percam!!



Hospedagem e Alimentação 
Hotéis e Restaurantes conveniados disponibilizam serviços com valores especiais para os visitantes da 12ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas e do Festival Literário - Flipoços 2017. Acesse o link: www.flipocos.com/2017/servicos.html para conhecer os parceiros.






{Resenha} Clichê


Oie amorecos. Tudo bom? 😊
Chegueeeeeeeeeeeeei!


Vamos conferir a resenha da Carol Dias, nossa parceira do blog?
Confere aí!


Clichê - Carol Dias
Sinopse:

"Marina Duarte está no vermelho. Dona de dupla graduação nas melhores faculdades públicas do Rio de Janeiro, seu sonho de construir a vida nos States não está funcionando.
Decidiu se mudar para ficar perto da tia, sua única família, mas a crise não está ajudando em nada sua carreira.
Sem saber como pagar as contas do próximo mês, Marina aceita uma vaga de babá na mansão da família Manning. Ela só não podia imaginar que sua vida mudaria completamente, apenas por conhecer duas crianças e um chefe viúvo – e gato, maravilhoso, cheiroso e gostoso –, que precisa urgentemente de sua ajuda."


Resenha

O nome clichê, adaptação francesa, já detém um significado de: eu já sei o que vai acontecer (sem adivinhar). E por conta dos clichês, fica tudo descontraído.
Gostei demais!
A autora criou um Clichê sem melodrama, sem chatice e com fáceis deduções (pelo menos pra mim).
Adorei a sogra clichê, como algumas e só algumas fugindo desse clichê.

A nossa heroína Marina, é uma brasileira, graduada em musica, tentando sobreviver na terra do tio Sam. É contratada e passa a cuidar de duas crianças Dorian e Ally.
Marina faz a diferença positiva no lar de Killian Manning, o viúvo bonitão, rico e triste, pai das crianças e aquela família passa a ter outra vida.
Marina claro, se sente atraída pelo gostosão Manning, mas sabe que não está a altura dele e se retrai.
Killian ao ver Marina e com a convivência passa a ter novas perspectivas, se é que você me entende.


Marina desenvolve seu trabalho de babá a contento, está feliz e temerosa por algo maravilhoso, que está se “formando” no seu horizonte.
Killian perdeu a esposa gravida e isso é traumatizante em qualquer clichê.
Mas marina vai preenchendo devagarinho, esse buraco negro da vida do viúvo.
A flexa do Deus do Amor pegou Marina primeiro e por causa de lembranças amargas, Killian apesar de se sentir atraído por ela se mantém bloqueado emocionalmente. E por quanto tempo?

“Você pensaria que eu tive um calafrio ou algo do tipo, quando sua mão forte tocou minhas costas (afinal, é assim que todos os livros clichês dizem que as coisas acontecem), mas não; eu não senti nada. Era apenas um homem colocando as mãos nas minhas costas. [...] Eu gosto de um clichê, mas não vamos exagerar na baboseira de calafrios, conexão instantânea e blá blá blá.” 
Embora as lembranças dolorosas de Killian sejam muito fortes, a atração que ele sente por Nina é maior.
E o bloqueio emocional dele passará? As crianças se manifestaram contra ou a favor?
Nina faz as crianças felizes, mas e o pai? E a megera da mãe de Killian como reagirá?
São paginas maravilhosas esperando por vocês. Vale muito a pena!
O titulo do livro já diz tudo: clichê.
Um clichê doce e leve que você imagina como vai ser o final, mas continua querendo mais de Killian e Marina.


Amo romances leves, engraçados onde a leitura flui e você se diverte.
Carol Dias soube me conquistar com sua escrita e desejo do fundo do meu coração que ela só cresça ainda mais.
Agora, bem que podia ter um livro só do Carter Manning (irmão mais novo do Killian), eu iria adorar.
Realmente me diverti lendo, pois dei altas risadas o que sempre me faz bem. Nada melhor do que um romance doce, com crianças levadas, música, um homão gostoso da porra e risadas.
Leitura que mistura música no meio, sempre ganha pontos comigo. Sempre!
Carol Dias nos diverte com Clichê, onde o amor e a música se misturam e serve como fonte de superação pra vários sentimentos que os personagens enfrentam.
Recomendadíssimo!
Agora aconteceu algo bem desagradável com o meu livro. Foi doloroso ver a capa se descolar das folhas... literalmente!
Enquanto lia a capa foi descolando e eu entrando em desespero. Peense numa aflição do cacete!

Pelo menos consegui concluir a leitura, com cuidado redobrado deu certo.
Fora esse probleminha machucador de coração de leitora, a diagramação, capa e contra capa são lindas.
Por hoje é só amores, tudo de bom. 😘
Tchau!


Título: Clichê
Autor (a): Carol Dias
Editora: Ler Editorial
Número de Páginas: 282

18.4.17

{Resenha} Aquela Noite


Autor: Fábio Vera Cruz
Editora: Pendragon
Ano: 2016
Sinopse: “Aquela noite mudou a minha vida. Não sou mais a mesma pessoa de antes. Meu humor, meu corpo, meus pensamentos e até mesmo meus olhos não são mais os mesmos. Vivo segundo a segundo, noite após noite tentando me adaptar a este, ao que parece incontrolável poder e ao mesmo tempo tentando ter uma vida normal.”
Aquela Noite conta a história de como Sarah Miller descobriu fazer parte de um Mundo desconhecido até então, um mundo sobrenatural, onde lobisomens e vampiros coexistem e lideram uma infinidade de seres que pareciam só existir nas lendas.
Venha descobrir como ela lidou com tudo isso, tendo que superar todos os obstáculos sem perder sua humanidade.
Espero que saibam o que estão fazendo iniciando esta leitura.

Resenha:

Esse foi o primeiro livro que li da Editora Pedragon e foi uma grata surpresa. Em primeiro lugar, gostaria de apresentar o autor, Fábio Vera Cruz, pois acredito que precisamos conhecer nossos autores e valorizá-los, para incentivá-los a sempre continuarem escrevendo.

“Fabio Vera Cruz sempre gostou de ler e escrever desde criança, porém um dia não conseguiu achar uma boa história e resolveu começar a escrever. Nasceu em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, formado em tecnólogo em Petróleo e Gás, mora atualmente em Macaé e seu sonho é um dia poder se dedicar exclusivamente à criação de suas histórias. Sua maior inspiração é sua filha Elisa Vera Cruz, a quem pretende passar toda a sua paixão pela literatura nacional e internacional.”

Com essa formação, quem imaginaria que Fabio se tornaria um escritor né? Rs. Mas posso garantir que a criatividade do autor o permitiu criar uma história fantástica, com elementos de fantasia pura e uma escrita super leve e fluida.

Sarah Miller não sabia que tinha os genes de lobisomem, até sofrer suas primeiras transformações. A princípio, ela não entendia o que acontecia, e nem se lembrava de determinados períodos de tempo, apesar de se lembrar de sentir as dores da transformação.

“Acordei três dias depois, a quilômetros dali, em lugar nenhum, no meio de uma floresta, sem minhas roupas e sem me lembrar de nada. Mas notei algo mais estranho ainda, não estava mais com medo.”

Na busca por informações sobre a criatura na qual se transformara, Sarah contou com a ajuda de tia Anne, Douglas e Diego (seus sobrinhos). A família a encontrou na floresta e se dispôs a ajuda-la nesse momento de confusão. Assim ela compreendeu que se transformara em lobisomem, e aprendeu que isso poderia ter duas explicações: ou ela havia sido mordida, ou havia nascido com a maldição.

Sarah foi tão bem acolhida pela família de tia Anne, que passou a fazer parte do mundo deles, sempre aprendendo a controlar seus instintos, até se tornar uma alfa para Diego, visto que ela era um lobisomem muito forte. Mais tarde, descobriu o motivo.

“Você foi transformada pelo pior lobisomem que já existiu, o maior e mais forte! Também o mais cruel! O chamamos de Lobisomem Supremo, o Lobisomem dos olhos vermelhos. Ontem, quando você se transformou, ficou idêntica a ele, tinha grossos pelos negros. Pelo amor de Deus, você cresceu até os três metros de altura, e seus olhos... Pareciam refletir o inferno.”

Sarah e Douglas começam a se envolver romanticamente, e apesar de serem um pouco tímidos a princípio, podíamos perceber a preocupação existente em relação ao outro, e o sentimento que foi crescendo conforme eles se conheciam melhor.

Cada capítulo é narrado por um personagem, cada um contanto seu ponto de vista do que está acontecendo durante a história. Também gostei bastante da descrição das cenas de transformação e da evolução de cada personagem, sempre em constante aprendizado.

Existe um mistério envolvendo a transformação de Sarah e a família de tia Anne tenta ajudar a novata a descobrir o porquê de ser tão forte e de desenvolver suas habilidades tão rapidamente. Ao mesmo tempo, um conflito eterno entre lobos e vampiros os preocupa, pois precisariam de estratégias para derrotá-los.

“- Da última vez fomos massacrados! Arthur Montenegro conseguiu juntar todos os clãs do país. Éramos mais de cinco mil lobos contra uns quinhentos vampiros. Tínhamos certeza que ganharíamos lutando frente a frente, à noite, e em plena Lua Cheia, nada nos deteria. Porém, eles sempre foram mais organizados do que nós, sabiam exatamente o momento que atacaríamos.”

O autor também escreve uma teoria sobre o surgimento de vampiros, lobisomens e outras criaturas fantásticas, através de uma maldição que atingiu cinco soldados romanos, que se transformaram cada um, em um monstro diferente, porém todos imortais.


Eu sou uma grande fã de fantasia, criaturas fantásticas, e principalmente vampiros e lobisomens. Mas o que Fabio Vera Cruz criou, foi além das minhas expectativas, com histórias por trás das maldições e novas criaturas para despertarem o nosso imaginário da melhor forma possível. Estou ansiosa para mais livros do autor!

17.4.17

{Resenha} O Estranho



Título: O estranho
Autora: Camilla Lackberg
Editora: Planeta
Sinopse: Uma mulher é encontrada morta, aparentemente vítima de um acidente de carro. Este é o primeiro de uma série de eventos inexplicáveis em Tanumshede e marca o fim de um inverno tranquilo para o detetive Patrik Hedström e seus colegas.Ao mesmo tempo, um reality show está sendo gravado na cidade. As câmeras captam cada movimento das estrelas e as relações com a população local ficam cada dia mais tensas. Quando uma festa termina com o assassinato de um concorrente impopular o elenco e a equipe de produção são os suspeitos óbvios. Poderia haver um assassino ali?
Enquanto o país fica atento ao que está acontecendo pela televisão, mais corpos aparecem. Sob o olhar intenso da mídia, Patrik precisa enfrentar a investigação mais difícil de sua vida.

Hoje eu trago um livrinho diferente (pelo menos pra mim, rs). Quando eu peguei esse livro foi totalmente aleatório, estava procurando um livro diferente dos que já tinha lido. Encontrei esse e minha curiosidade foi mais pelo país natal do livro, Suécia. Nunca li livros suecos e fiquei interessada, mas então encontrei outro problema, é um romance policial e nunca fui muito fã desse tipo de romance. Ainda sim arrisquei em pega-lo, e foi uma ótima escolha.

“O Estranho” nos coloca em diversas “vidas”. Temos em primeiro lugar, Hanna, a nova policial que entra na delegacia de Tanumshede, e logo é recebida com o primeiro caso, um acidente de carro que tudo indica ser causado por uma motorista embriagada.

Temos Patrick, chefe de Hanna, que toma o caso para si, investiga a morte da mulher envolvida no acidente e ainda precisa cuidar de sua família, Erica, sua esposa, Maja, sua filha ainda bebê e Anna, sua cunhada que passou por difíceis momentos com seu marido e seus filhos e encontra-se em depressão.

Martin, Mellberg, Annika e diversos outros personagens da delegacia, cada um com uma história de vida que nos é apresentada e nos envolve em seus dramas.

Juntamente com o assassinado, acontece um programa de televisão equivalente ao big brother para gente aqui no Brasil. E os personagens desse programa também nos prende em suas próprias tramas. E nesse programa, Lars, o marido de Hanna, é contratado como psicólogo desses adolescentes participantes, ajudando cada um com seus problemas pessoais.

O caso inicial nos apresenta as pessoas na vida da mulher que morreu, e nisso surge divergências na forma como ela morreu e nos depoimentos da família, Marit, a mulher, nunca encostou uma gota de álcool na boca, como poderia morrer devido a um acidente embriagada?

O pessoal da delegacia investiga mais a fundo o caso, e um novo assassinato acontece, um dos participantes do programa é assassinado. Então a história se desenvolve. Com esses dois assassinatos desenterram antigos casos semelhantes. 

Não posso esquecer de mencionar que em alguns capítulos, dois personagens, crianças que parecem estar confinadas, aparecem contando seu dia a dia e sua confusão por viverem sendo proibidas de sair, mas que amam a pessoa que cuida delas.

É preciso ler o livro para entender certinho, e não posso contar demais, embora queira (risos). Esse livro me prendeu de tal forma que várias vezes eu o abandonava por dias tentando eu mesma resolver esse mistério. 

Lendo outras resenhas sobre ele, confirmei que infelizmente é muito óbvio quem está por trás de tudo, não fui a única que descobri rapidamente (risos).

Acabei de terminar de lê-lo e as últimas linhas acabavam de um jeito que dava sinal de continuação. Intrigada, pesquisei sobre na internet e, sim, é uma série de livros e infelizmente comecei a leitura do oitavo! Mas não parece que todos os livros são ligados, apenas usam os mesmos personagens principais, Patrick e Erica.

Vou deixar aqui embaixo a série certinha desde o primeiro livro:

Patrick Hedstrom Series (em inglês) e Fjällbacka series ( em sueco):

#1 The Ice Princess (2008) – Publicado pela planeta como “A Princesa do gelo”
#2 The Preacher (2008) – Publicado pela Planeta como “Gritos do Passado”
#3 The Stone Cutter (2009) – Publicado pela Planeta como “O cortador de pedras”
#4 The Gallows Bird (2011) – Publicado pela Dom Quixote como “Ave de Mau Agoiro”
#5 The Hidden Child (2011) – Publicado pela Dom Quixote como “Diários Secretos”
#6 The Drowning (2012) – Publicado pela Dom Quixote como “A Sombra da Sereia”
#7 The Lost Boy (2013) – Publicado pela Dom Quixote como “ A Ilha dos Espiritos”
#8 The Stranger (2013) – Publicado pela Planeta como “O Estranho”
#9 Buried Angels (2014) – Publicado pela Dom Quixote como “O Olhar dos Inocentes”
#10 The Ice Child (2016) – Publicado pela Dom Quixote como “O Domador de Leões”

Lembrando que a Dom Quixote é uma editora portuguesa, então os únicos livros da série publicados no Brasil são pela Planeta.

~Livro cedido em parceria com a editora Planeta de Livros Brasil~

16.4.17

{Resenha} Irmãos de Sangue - Trilogia A Sina do Sete #1 - Nora Roberts

 Oie meus amores. Tudo bom? 
A pessoa não se aguenta de felicidade, o coração chega a transbordar de amor quando o assunto tem nome e sobrenome: Nora Roberts.


Vamos conferir a resenha desse livro incrível?
Bora lá!


 Irmãos de Sangue (Trilogia A Sina do Sete #1) - Nora Roberts

Sinopse:


“A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.

Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.


Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa, Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.

Em Irmãos de Sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.”

Resenha

O que falar sobre as estórias incríveis e marcantes de uma das autoras que mais amo.
Nora Roberts tem o poder de encantar, assombrar, viciar e o melhor de tudo: amar.
Faz-nos entender que o amor, a união, fidelidade seja na família ou amigos, sempre tem uma solução pra qualquer problema. O amor e a amizade escritos por ela chegam a emocionar. Simplesmente incomparável.
Irmãos de Sangue não decepciona, Nora tem o poder de deixar o leitor vidrado na leitura, seja sobre magia, romance, romance policial... não importa! Nora encanta, sensibiliza e nos presenteia com personagens fortes e decididos a mudar o rumo que suas vidas vêm tomando, por conta de um pacto.


Caleb Hawkins, Fox O´Dell e Gage Turner são moradores de uma pequena cidade chamada Hawkins Hollow. São amigos desde que nasceram e cada um tem sua personalidade.
Caleb ou Cal é o mais tímido, centrado do trio, Fox é aventureiro, que não tem medo de se arriscar e Gage sofre nas mãos do pai bêbado.
Para comemorar o aniversário de dez anos de cada um deles, resolveram se aventurar no meio da Floresta de Hawkins para acampar sem que seus pais soubessem e nadar no Lago Hester. Onde se tem histórias de ser assombrado por uma jovem que morreu afogada ali, entre outras histórias que rondam aquela floresta, que deixaria qualquer um de cabelo em pé.
Mas o plano desde o começo é comemorar seus dez anos na Pedra Pagã, teria que ser inesquecível mesmo sabendo dos boatos, histórias assombrosas e magia que aquele lugar guarda.
Um pacto foi firmado a meia noite onde os três cortaram seus pulsos enquanto repetiam algo que escreveram juntos, misturando seu sangue selando o pacto.

Pequenos detalhes que aconteciam ao redor deles não foram percebidos, o que acarretaria em algo não muito bom.
Algo que estava escondido, preso ali há muito tempo foi libertado por conta de um pacto de amizade feito por eles, que lhe deram poderes sobrenaturais.
Vinte e um anos depois do pacto de irmandade, eles cresceram.
E o que aconteceu naquele fatídico dia na Pedra Pagã ficou em segredo, mas a cada sete anos, o demônio libertado retornava e fazia a cidade o inferno na terra durante sete dias.
Um pacto que iria ocasionar muita violência, mortes e afogamentos de animais, assassinatos, suicídios e destruição de propriedades e famílias que ali moravam, tornando tudo confuso para todos, pois depois do ocorrido ninguém se lembrava de absolutamente nada.
“As nuvens se agitaram, encobrindo a enorme lua e ofuscando o brilho das estrelas. O sangue deles, misturado, pingou e caiu no chão. O vento uivou furioso. As chamas da pequena fogueira se ergueram como uma torre e os três foram arremessados para longe. Houve uma explosão de luz como se as estrelas tivessem se despedaçado.E algo saiu daquela escuridão gelada, daquele chão que tremia. Algo enorme e horrível. Olhos injetados e cheios de fome.– O que foi aquilo? Você viu? – gritou Fox com uma voz aguda.– Alguma coisa estava aqui. – Gage agarrou o ombro de Cal. – Eu senti algo acontecer dentro de mim. Então… vocês viram? Era algum tipo de urso?– Não era um urso – garantiu Cal. – Era o que já estava neste lugar havia muito tempo.Ele fechou os olhos, depois os abriu para encarar seus amigos.– Consigo enxergar sem meus óculos!Tremendo, Gage ergueu sua camisa e se virou de costas.– Cara, seus machucados desapareceram - comentou Fox.– Era um demônio – disse Cal. – E nós o libertamos.”
Caleb e Fox continuavam tendo suas vidas ali (depois de terem tentado aniquilar o demônio diversas vezes com Gage) na nem tão pacata Hawkins Hollow, menos Gage que foi embora e muitas vezes ficava incomunicável.
A fama de cidade pequena com acontecimentos suspeitos despertou a curiosidade da escritora Quinn Black.
Uma jovem perspicaz, sensitiva, corajosa, destemida e direta, sente que algo muito sombrio e inexplicável aconteceu ali.
Quinn queria desvendar os mistérios daquela cidade, queria publicar um novo livro baseado nos fenômenos durante sua estadia.
O que a deixava animada e receosa ao mesmo tempo, pois ela não sabia o que iria descobrir.
O que a assustava era que podia ver o demônio e ter visões, pesadelos como os que os três amigos tinham durante todo esse tempo. O que a tornava uma peça chave desse quebra-cabeça sem fim.

Quinn se junta a Cal, Gage e Fox, pois para os amigos o demônio que assolava Hawkins Hollow estava agindo cedo e com frequência demais. O que para eles era estranho.
Tudo parecia sem solução, sem rastros por onde começar a seguir, mas quanto mais cabeças pensando e pesquisando melhor.
Cal e Quinn vão se envolvendo devagar, enquanto tentavam descobrir algo mais sobre o que iriam ter que enfrentar, o amor crescia entre os dois. Devagarinho, mas de uma força estrondosa e intensa.
Novos personagens se entrelaçavam aos acontecimentos de uma forma ou de outra.


Quinn com sua abelhudice, inteligência e sensibilidade iria ser uma ajuda e tanto.
Layla entrou no meio do furação sem saber do porque, o que a levou a Hawkins Hollow? O que a prendia ali, sem ter escolha senão ficar?
E Cybil, melhor amiga de Quinn, entrou no meio da história como a próxima peça do quebra cabeça, que ligação as três teriam em comum com os três amigos e os acontecimentos?
Muitos segredos e mistérios envolviam Caleb, Fox, Gage, Quinn, Layla e Cybil.
Presente, passado e futuro eram como telas se “materializando” em sonhos, ilusão de ótica, pesadelos, tudo estava destinado a juntar essas seis pessoas e descobrir como aniquilar o demônio.
Será que finalmente conseguiriam derrotar de uma vez por todas o demônio? Só lendo pra saber.

Sempre acompanho os lançamentos da minha Diva máster, e Irmãos de Sangue não foi diferente.
Amo histórias que envolvam magia, mistério, aquele mundo sombrio que tem que ser desvendado. Isso aguça minha curiosidade de um jeito absurdo.
Amo as estórias da Nora, sou uma fã assídua de seus romances, seja de qualquer gênero que ela queira escrever. Eu estou ali, de olho, pronta pra comprar e me perder em suas estórias e personagens.

Nora tem o dom de nos deixar apaixonadas por seus personagens, pelos lugares que ela relata com tanta clareza e sobre o amor que ela detalha de uma forma toda particular que fascina, encanta e marca o leitor.
Irmãos de Sangue fala muito de amizade, e não de qualquer amizade.
Aquela que vem de antepassados, que os liga desde o primeiro olhar, o que os torna amigos pro resto da vida.
Nora nos traz nesse livro vislumbres do passado, de onde tudo aconteceu até vir pros três amigos. Uma trama com romance na medida certa, mistérios e magia.
Adoro a forma que Nora entrelaça o passado e o futuro. No começo admito que foi bem arrastado a leitura, mas quando Quinn chegou na parada o negócio pegou fogo. Literalmente.


Devo confessar que fiquei assustada e tive pesadelos a noite com algumas cenas do livro. Sou medrosa mesmo, fico impressionada com facilidade e o detalhe de Nora sobre as cenas, os personagens sobrenaturais, muitas vezes me deixou com aquele arrepio no pescoço que passava pra espinha e pegava o corpo todo rs. Foi bizarro!
O cenário onde tudo acontece é bem assustador, coisa que adoro.


O que mais gosto dos personagens da Nora, é que raramente eles são bundões e fracos. Cal é só amor gente! Me apaixonei por ele de imediato.
São personagens fortes, destemidos e com coragem pra enfrentar algo tão grandioso e perigoso.
Eu só tenho elogios a essa mulher! Indico demais esse livro pra quem gosta de uma mistura maravilhosa de magia, romance e mistério.


Ouvi a música Stay da GirlBand coreana BlackPink, e acabei associando ao casal Caleb e Quinn. Pra quem quiser ouvir ou ler ao som dessa música confere aí:



Eu sou tenho mais uma coisa a dizer: virei ainda mais fã dessa viada lacradora!
Ansiosa pela continuação, não vejo a hora de ler e descobrir o que vai acontecer.
Bom, por hoje é só amores. Espero que curtam a resenha como eu amei ler esse livro incrível.
Tchau!


Título: Irmãos de Sangue (Trilogia A Sina do Sete #1)
Autor (a): Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 288