Menu

14.7.17

{Evento Literário} Pedrazul reúne fãs de livros que viraram séries e filmes em Papos & Ideais



A Pedrazul Editora reúne os fãs apaixonados por livros que viraram séries e filmes em um evento na Saraiva Mega Store do Morumbi Shopping, em São Paulo, no próximo dia 6 de agosto. O encontro terá a participação de editores, tradutores e especialistas da Pedrazul para falar sobre essa nova febre do mercado editorial: as adaptações para as telas de grandes sucessos da literatura. No evento será apresentado todo o catálogo da editora nessa área, além de títulos já lançados e futuros lançamentos. O encontro é aberto e gratuito e todos os livros da Pedrazul Editora estarão à venda.

Das páginas para as telas no catálogo da Pedrazul

· Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery, série da Netflix Anne With an “E”
· Anne de Avonlea, de Lucy Maud Montgomery, continuação de Anne de Green Gables, série da Netflix Anne With an “E”
· Longe Deste Insensato Mundo, de Thomas Hardy
· Tess dos D’Ubervilles, de Thomas Hardy
· O Retorno do Nativo, de Thomas Hardy

Estes dois livros abaixo serão mencionados, porém, os lançamentos serão em setembro.

· Kurt Seyit & Shura, de Nermin Bezmen, série da Netflix (lançamento em setembro). 
· A Pequena Dorrit, de Charles Dickens, série da BBC de Londres (lançamento em outubro) 
Anota aí
Link do evento no Facebook
Dia: 6 de agosto
Horário: Das 15 às 18 horas
Local: Saraiva Mega Store do Morumbi Shopping, que fica na Avenida Roque Petroni Júnior, 1089, Jardim das Acácias, São Paulo
contato@pedrazuleditora.com.br
Sobre a Pedrazul:
Pedrazul Editora é a editora dos clássicos ingleses no Brasil e dos livros que ganharam adaptações para as telas, seja na Netflix, BBC ou filmes independentes. São vários os lançamentos da Pedrazul com adaptações cinematográficas: Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery, série da Netflix Anne With an “E”; Kurt Seyit & Shura, de Nermin Bezmen, série da Netflix. A Pequena Dorrit, de Charles Dickens, série da BBC de Londres; Anne de Avonlea, de Lucy Maud Montgomery, continuação de Anne de Green Gables, série da Netflix Anne With an “E”; Longe Deste Insensato Mundo, de Thomas Hardy, filme Far From the Madding Crowd. Tess dos D’Ubervilles, de Thomas Hardy, várias adaptações cinematográficas, inclusive pela BBC de Londres; O Retorno do Nativo, de Thomas Hardy, filme; Margaret Hale (Norte & Sul), Cranford e O Chalé de Moorland, de Elizabeth Gaskell, ambos com séries na BBC de Londres, além de outros como A Inquilina de Wildfell Hall, de Anne Brontë, com série na BBC de Londres.

Atualmente é a editora que mais se dedica à tradução e à publicação de obras mundialmente consagradas, algumas ainda desconhecidas no mercado editorial brasileiro, como os autores que influenciaram o estilo da mais famosa escritora inglesa de todos os tempos, Jane Austen. Também atua no segmento romance histórico e de época escritos por autores contemporâneos.




{Resenha} A Descoberta do Prazer (Função CEO #1) – Tatiana Amaral


Oie amorecos! 💗
C-H-E-G-U-E-E-E-I!
A pessoa veio animada, pois tenho uma trilogia sensacional pra mostrar.


Tirei no sorteio da Caixinha TBR o primeiro livro da Trilogia CEO da Tatiana Amaral, e essa trilogia me surpreendeu bastante.
Li muitas resenhas negativas dessa trilogia, muitos abandonaram, mas não sei como conseguiram fazer isso. Eu não conseguia largar, só sosseguei quando conclui a leitura dos 3 livros.
E tenho mais um crush literário minha gente: Sr. Robert Gostosão Carter.
Bom, vou deixar vocês lerem a resenha e saber minha opinião sobre o primeiro livro.
Confere aí!


A Descoberta do Prazer (Função CEO #1) – Tatiana Amaral

Sinopse:

“Quando Melissa Simon iniciou o estágio como substituta da secretária executiva do CEO do grupo empresarial C&H Medical Systems, nunca imaginou no que estava se metendo. Robert Carter, líder e maior autoridade dentro da empresa seria o seu chefe. Não bastou mais do que um olhar para que Melissa entendesse que não tinha mais volta. Ela pertenceria a ele. Mas não sabia o que encontraria pela frente. 
Robert Carter é o chefe e ele estará no comando. Melissa Simon é a estagiária e estará disposta a obedecer às regras. Juntos eles descobrirão que sexo, prazer e amor, nunca mais serão a mesma coisa. 
Um jogo intrigante de sedução e descobertas, onde o amor é a única carta proibida. A entrega impensada a prazeres nunca antes sentidos e a certeza de que nada mais será como antes.”

 
Resenha

Sabe aqueles livros que você olha, cheira, lê o título, tira da estante pra ver a capa, lê a sinopse, folheia, mas no final coloca de volta na estante? Foi assim com a Trilogia CEO da Tatiana Amaral.
Desde 2015 que possuo essa trilogia, mas nunca havia parado pra ler. Daí num sorteio da Caixinha TBR acabei tirando o papelzinho com o título do primeiro livro.
Qual foi a minha surpresa ao começar a leitura de A Descoberta do Prazer e me surpreender. Pode ser aquele “clichê” que vemos em muitos livros por aí, mas a Tatiana tem o seu diferencial.

Melissa Simon consegue o emprego dos sonhos na empresa que sua amiga Abghail trabalhava, mas sofreu um acidente e Melissa acabou sendo chamada para ficar no seu lugar, até que sua amiga se recuperasse.
Ficou como recepcionista no Grupo C & H Medical Systems, onde seu novo chefe era famoso por ser obsessivo por horário, exigente e carrasco muita das vezes. Esse era Robert Carter, o CEO majoritário e sexy além da conta.
Trabalhava com seus irmãos Nicole e Bruno, Alexa (namorada de Bruno) e os sócios Paul (namorado de Nicole) e Tanya.
A atração entre chefe e funcionária foi instantânea, forte, intensa e completamente explosiva.


Sofri durante a leitura!
Não no sentido de que a estória estava chata ou monótona, muito pelo contrário!
Tudo que envolvia Melissa e Roberts virava um campo minado, onde a cada passo dado por eles à explosão sexual e os mistérios sobre o passado de Carter, agitava, tencionava e deixava uma grande expectativa sobre o romance que Melissa tentava não se entregar, mas seu chefe não desistia e sabia ser convincente de uma forma deliciosa. #MisericórdiaDeHomemGostoso


Muitas das vezes eu ficava gritando com a Melissa, porque ninguém é forte assim pra não cair nos encantos do Sr. Pecado Ambulante. Revirava os olhos e dizia: “Se joga viada!”.
Nunca fiquei tão tensa na espera de um único beijo na trama, como fiquei com esse casal.
Robert tinha graduação na arte de torturar Melissa, era expert e me torturava no processo. 
Apesar dela não querer se relacionar com o chefe (dou toda razão a ela), mas ainda tinha o namorado Dean no meio desse turbilhão.


Ela não sentia as mesmas sensações que Robert despertava com seu namorado, mas apesar disso precisava seguir nessa direção e não cair na tentação errada.
Robert é um homão da porra muito misterioso, o que despertou a minha curiosidade de saber do porque ele se culpar tanto, se martirizar, e ter esse segredo imperdoável que pesava sobre suas costas.
O que ele escondia? E porque todo esse mistério envolvia Tanya?
A autora conseguiu dar um nó na minha cabeça, porque não se tinha nenhuma pista do que poderia ter acontecido.
Melissa depois de tanto resistir acaba virando amante de Robert.  E é a partir daí que tudo vira um grande problema que acarreta em perseguição psicopata, escutas e erros que levam a erros e ainda mais mistérios.


A Descoberta do Prazer é realmente intensa.
Faz-nos pensar no que a vingança, ganancia e o ódio é capaz, mas que o amor transforma um homem destruído por seus erros em um homem capaz de amar e proteger a qualquer custo aqueles que ama.
Durante a leitura fiquei pensando sobre isso... um amor não correspondido seria capaz de tantas desgraças? O que uma mulher rejeitada não é capaz de fazer? Vamos ver se estou certa, mas ainda faltam dois livros para ler. Ansiosa pra descobrir mais. Sensacional!



 Robert Carter realmente merece todo o amor e compaixão que senti por ele durante a leitura.


Ele é todo durão, sério, focado, não admite erros nos seus negócios e gerencia seu grupo com mãos de ferro.
Só que juntando tudo isso ao homem maravilhoso, espetacular que a autora relata no livro, ele tem todo o merecimento desse selo. 


Trilogia Função CEO



Bom, por hoje é só amores.
Até a próxima. Beijos.
Tchau!


Título: A Descoberta do Prazer (Função CEO #1)
Autor (a): Tatiana Amaral
Editora: Pandorga
Número de Páginas: 506

13.7.17

{Evento Literário} Pedrazul reúne fãs de Jane Austen para Papos & Ideias


Gosta de Literatura Clássica? Ama Jane Austen? Então se liga nesse evento!


A Pedrazul Editora reúne os fãs da consagrada escritora Jane Austen em um evento na Saraiva Mega Store do Shopping Pátio Paulista, em São Paulo, no próximo dia 5 de agosto. O encontro terá a participação de editores, escritores, tradutores e especialistas da Pedrazul para falar sobre as obras e os autores que influenciaram Jane Austen e também sobre os que foram influenciados por ela. No evento será apresentado todo o catálogo da editora nessa área, além de títulos já lançados e futuros lançamentos. O encontro é aberto e gratuito e todos os livros da Pedrazul Editora estarão à venda.

Jane Austen: suas influências e seus influenciadores no catálogo da Pedrazul

· Os Mistérios de Udolpho, de Ann Radcliffe, volumes I e II
· Belinda, de Maria Edgeworth, edição ilustrada originalmente
· Pamela, de Samuel Richardson
· Uma Memória de Jane Austen, de James Edward Austen-Leigh
· Margaret Hale (Norte & Sul), de Elizabeth Gaskel
· Shirley, de Charlotte Brontë
· O Diário de Mr. Darcy, de Amanda Grange
· Primeiras Impressões, de Laís Rodrigues
Anota aí
Link do evento no Facebook
Dia: 5 de agosto
Horário: Das 15 às 18 horas
Local: Saraiva Mega Store do Shopping Pátio Paulista, que fica na Rua Treze de Maio, 1947, Bela Vista, São Paulo
contato@pedrazuleditora.com.br
Sobre a Pedrazul:
A Pedrazul Editora é a editora dos clássicos ingleses no Brasil e dos livros que ganharam adaptações para as telas, seja na Netflix, BBC ou filmes independentes. São vários os lançamentos da Pedrazul com adaptações cinematográficas: Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery, série da Netflix Anne With an “E”; Kurt Seyit & Shura, de Nermin Bezmen, série da Netflix. A Pequena Dorrit, de Charles Dickens, série da BBC de Londres; Anne de Avonlea, de Lucy Maud Montgomery, continuação de Anne de Green Gables, série da Netflix Anne With an “E”; Longe Deste Insensato Mundo, de Thomas Hardy, filme Far From the Madding Crowd. Tess dos D’Ubervilles, de Thomas Hardy, várias adaptações cinematográficas, inclusive pela BBC de Londres; O Retorno do Nativo, de Thomas Hardy, filme; Margaret Hale (Norte & Sul), Cranford e O Chalé de Moorland, de Elizabeth Gaskell, ambos com séries na BBC de Londres, além de outros como A Inquilina de Wildfell Hall, de Anne Brontë, com série na BBC de Londres.

Atualmente é a editora que mais se dedica à tradução e à publicação de obras mundialmente consagradas, algumas ainda desconhecidas no mercado editorial brasileiro, como os autores que influenciaram o estilo da mais famosa escritora inglesa de todos os tempos, Jane Austen. Também atua no segmento romance histórico e de época escritos por autores contemporâneos.

{Dicas de Jogos} Don't Starve



E aí pessoal? Aqui estou eu com mais uma recomendação de Jogo que me ocupa o tempo! Hoje vou apresentar o jogo Don’t Starve que, traduzindo o título: Não morra de fome. – solteiros que moram sozinhos e tem preguiça de cozinhar só para si mesmos irão se identificar, huahuaha!

A ideia é a seguinte: sobreviver. Você é acordado em um local estranho, sem nada mais do que suas próprias habilidades – que nem sempre são úteis – e precisa juntar comida. O local é agressivo e você se depara com inúmeros desafios, mas você é seu maior perigo: a fome mata, a sua sanidade fica capenga e há muitos perigos que podem te matar. É... um Robinson Crusoé com ares de era vitoriana. 

Desde que vi esse joguinho – foi um amigo que o apresentou para mim há aaaanos atrás – obrigada Tércio! – mas só recentemente eu consegui adquirí-lo na Steam Summersale. Desde então, foi um vício só.

Você começa o jogo sem nada. Um cara te diz que você não está nada bem e que a noite está chegando, então é melhor ir procurar comida. E você vai... Só que não é tão fácil assim: você pode matar sua fome com carne, mas comê-la crua ou comer a carne de um monstro, te faz diminuir sua sanidade. E aí é que está o perigo... Conforme sua sanidade diminui, você começa a ver coisas. Sim, coisas terríveis. Monstros. Os coelhos não são mais coelhinhos, são pequenos monstrinhos. E, tem os monstros de verdade que, se você ficar insano, eles podem de fato te machucar. E o escuro nunca é seu amigo, então fogo é algo muito necessário.

Você conta apenas com você mesmo para sobreviver. Precisa procurar itens para criar ferramentas que te auxiliem enquanto ninguém te resgata: machados para conseguir madeira, picaretas para minerar pedras e fazer uma fogueira segura. Criar uma máquina de ciência para melhorar suas ferramentas e sua sobrevivência. Quanto mais coisas você criar, menos chance de ficar insano e ser devorado pela noite e seus monstros.

O máximo que sobrevivi até agora foram 9 dias <o> já morri queimada, morri devorada, morri de fome, afogada. Tantas mortes, huahuahua!

Você é Wilson, aquele que cultiva uma belíssima barba, o Cientista Cavalheiro. Ele supostamente seria o personagem principal do jogo, pois tem todo um background por trás de sua aparição. Ele não é o único personagem, é só o inicial e você pode desbloquear outros com a experiência que ganha após o final de cada partida – por final, leia morte! – bem como também através de desbloqueio in-game mesmo, realizando missões e coisas assim. 

Minha personagem favorita é a Willow, uma piromaníaca! Ela ama colocar fogo nas coisas e, se ela vai ficando estressada, ela de fato coloca sem você mandar. E tem resistência ao fogo também. Depois dela, gosto do Woodie, já começamos com ele com um machado... Que conversa com ele. Sim, os dois são ótimos amigos. Mas só não use demais o machado, ou o segredo do Woodie é revelado!!!

De cima para baixo, esq. para dir: Wilbur, Walani, Warly, Woodlegs, Wigfrid, Weber, Maxwell, Woodie, WX-78, Wolfgang, Wilson, Willow, Wendy, Wickerbottom e Wes - Todos jogáveis com as DLC's completas.
Cada personagem tem suas características particulares que podem ajudar no jogo ou não. Tem a Wigfrid, por exemplo, que achei muito difícil jogar com ela, embora seja muito divertida – ela fala cantando viking! Mas é difícil porque ela só come carne. E não é tão fácil conseguir carne boa e cozinha-la – porque, se comer crua, você fica insana - nesse jogo. Então já imaginam que a coitada morreu de fome na minha mão, né? DE FOME! 

A mais fofinha é a Wendy, que tem uma irmã gêmea. Morta. Que a assombra. E brinca com ela. Repararam que quase todos os nomes dos personagens começam com W?

Ainda não desbloqueei todos, porque estou descobrindo o jogo sem me utilizar de guias, então fica mais complicado porque não sou muito boa estrategista e a chance de eu morrer é muito alta por algo idiota que eu faça... Como atacar um Beefalo, um... um mamute ou um alce ou tudo isso junto, quando toda manada está perto e aí eles não querem ver seu amigo morto né...

Sei que é um jogo divertido, que te distraí bastante. Jogo mais com o Woodie por causa do machado, já facilita as coisas para conseguir madeira... Isso quando as árvores não ficam bravas por você estar matando as amigas dela e aí viram um ent maligno e querem te matar, mas é a vida. Tudo nesse jogo pode te matar, acredite.

Release para PS4 e Xbox one
Há três DLC’s (Downloadable Content, coisas extras para se baixar, do jogo) Don’t Starve Together que te permite jogar com um amigo, Reign of Giants que trouxe mais coisas para o jogo original e Shipwrecked, versão em que você começa encalhado numa ilha e pode criar barcos para navegar nos mares, como um pirata! Jogo mais o Reign of Giants, acho o segundo mais difícil >,</

Don’t Starve é desenvolvido e publicado pela Klei Enterteinment, trazido à luz em 23 de abril de 2013. Disponível para PC, PS4 e Xbox One e pode ser adquirido na Steam. Não está disponível em português e não tem previsão de tradução.

A diversão é garantida. A sobrevivência... nem tanto.
"Don’t Starve is an uncompromising wilderness survival game full of science and magic. Enter a strange and unexplored world full of strange creatures, dangers, and surprises. Gather resources to craft items and structures that match your survival style."
Don't Starve é um jogo de sobrevivência na selva cheio de ciência e magia. entre em um mundo  estranho e inexplorado cheio de criaturas estranhas, perigos e surpresas. Junte recursos para fabricar itens e estruturas que combinem com seu estilo de sobrevivência. - Tradução livre da resenhista


E aí, o que acharam do jogo? Gostariam de ver uma gameplay? Deixe nos comentários!

12.7.17

{Evento Literário} Pedrazul reúne fãs de leitores de romances de época e históricos para Papos & Ideais em noite de lançamentos



A Pedrazul Editora reúne os fãs de romances de época e históricos para os lançamentos da trilogia Amores, de Silvia Spadoni: (Um Amor Conquistado, Um Amor Inesperado e Um Amor Apaixonado); A Estrangeira, de Chirlei Wandekoken e Alina, de Emilia Lima, na Saraiva Mega Store do Shopping Higianópolis, São Paulo, no dia 4 de agosto. O encontro terá a participação de editores da Pedrazul e dos autores para noite de autógrafos, com mediação de Elimar Souza, do Rio de Janeiro. O encontro é aberto e gratuito e todos os livros da estarão à venda.
Anota aí
Link do evento no Facebook
Dia: 04 de agosto
Horário: Das 19 às 21h30 horas
Local: Saraiva Mega Store do Shopping HigienópolisR. Dr. Veiga Filho, 133 - Higienópolis, São Paulo - SP, 01238-000.
contato@pedrazuleditora.com.br
Sobre a Pedrazul:
A Pedrazul Editora é a editora dos clássicos ingleses no Brasil e dos livros que ganharam adaptações para as telas, seja na Netflix, BBC ou filmes independentes. São vários os lançamentos da Pedrazul com adaptações cinematográficas: Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery, série da Netflix Anne With an “E”; Kurt Seyit & Shura, de Nermin Bezmen, série da Netflix. A Pequena Dorrit, de Charles Dickens, série da BBC de Londres; Anne de Avonlea, de Lucy Maud Montgomery, continuação de Anne de Green Gables, série da Netflix Anne With an “E”; Longe Deste Insensato Mundo, de Thomas Hardy, filme Far From the Madding Crowd. Tess dos D’Ubervilles, de Thomas Hardy, várias adaptações cinematográficas, inclusive pela BBC de Londres; O Retorno do Nativo, de Thomas Hardy, filme; Margaret Hale (Norte & Sul), Cranford e O Chalé de Moorland, de Elizabeth Gaskell, ambos com séries na BBC de Londres, além de outros como A Inquilina de Wildfell Hall, de Anne Brontë, com série na BBC de Londres.

Atualmente é a editora que mais se dedica à tradução e à publicação de obras mundialmente consagradas, algumas ainda desconhecidas no mercado editorial brasileiro, como os autores que influenciaram o estilo da mais famosa escritora inglesa de todos os tempos, Jane Austen. Também atua no segmento romance histórico e de época escritos por autores contemporâneos.

{Resenha} A Traidora do Trono - A rebelde do deserto #2



Título Original: Traitor to the throne
Autora: Alwyn Hamilton
Editora: Seguinte
Sinopse: Amani Al'Hiza mal acreditou quando finalmente conseguiu fugir de sua cidade natal nos confins do deserto, montada num cavalo de areia com Jin, um forasteiro misterioso. Em pouco tempo, porém, sua maior preocupação deixou de ser sua própria liberdade: a garota descobriu ter muito mais poder do que imaginava e acabou se juntando à rebelião, que luta para livrar o país inteiro do domínio de um sultão sanguinário.
Em meio às perigosas batalhas, Amani é traída quando menos espera e acaba se tornando prisioneira no palácio. Enquanto pensa em um jeito de escapar, ela tenta se aproximar do sultão para descobrir informações úteis para a causa rebelde. Contudo, quanto mais tempo passa ali, mais ela questiona se o governante é de fato o vilão que todos acreditam, e quem são os verdadeiros traidores do país.

Pode ter spoilers do primeiro livro, que você pode conferir a resenha aqui.
“Ele não devia estar ali, segurando uma arma daquela maneira. Mas era isto que o deserto fazia. Transformava as pessoas em sonhadores armados.”
O segundo livro da trilogia A Rebelde do Deserto. E fiquei arrasada, devastada. 

O livro tem início onde o primeiro livro, A Rebelde do Deserto, teve seu fim. Como li há quase um ano atrás, tive alguma dificuldade em me situar, mas com o decorrer da obra as coisas foram voltando. Amani está presa pelo exercito do traidor da Cidade Livre, arrastada através do deserto como uma prisioneira. O metal a impede de usar seus poderes para salvar a si mesma. O cenário não poderia ser pior: aquelas pessoas estão ansiosas para ver o fim da Bandida de Olhos Azuis, embora ainda encontre nos olhares daqueles que a cercam, a admiração por estarem frente a frente com a pessoa daquelas histórias absurdas. E ficam mais admirados ainda que, na verdade, o Bandido de olhos Azuis é uma mulher. Tudo bem ele fazer aquelas coisas absurdas... Mas aquelas coisas absurdas serem feitas por uma mulher é muito mais difícil de acreditar.


Amani continua com sua ironia e sarcasmo, embora esteja um pouco perdida devido aos últimos acontecimentos, depois de ser baleada no final do primeiro livro. Acordou para perceber que a pessoa que ama não estava ao seu lado: deixou-a para morrer por simples e pura covardia – ou ordens de seu irmão. Acredito que depois disso, ela ficou meio relapsa quanto à sua vida e atitudes e age como dá vontade. 
“Teria rido da ironia se não doesse tanto.”
Por isso, descobre que a Vila da Poeira nunca de verdade deixou seu destino. E, por conta disso, fica amolecida e desatenta. O que acaba lhe levando para o palácio do Sultão, em Izman. Não esperava encontrar as pessoas que encontrou lá – nem eu e foi uma tremenda surpresa. É daquelas ironias bem grandes...

A história tem muito mais reviravoltas de tirar o fôlego. É difícil parar de ler, uma vez que tudo o que você acreditava que era verdade é arrancado de sua cabecinha e esperança de leitor. Amani se encontra sozinha em uma situação que não esperava e não sabe muito bem como lidar com isso. O Sultão não parece ser o bicho de sete-cabeças que todos lhe contavam. E como lidar com a imagem que você tem diante de seus olhos, que quebra todas as suas impressões anteriores e lidar com esse novo – que até mesmo a deixa ansiar pela presença do mesmo?

O livro é rico em histórias sobre o mundo de Amani: mitos contados pelas areias do deserto que são tão incríveis quanto a própria história narrada. Descobrimos muito sobre os Djinnis, sobre a criação dos homens e a relação dos primeiros com isso. Acho que a autora capricha nos detalhes de suas histórias e deixa a todos encantados com o mundo que ela criou. Sinceramente, é lindo acompanhar tantas histórias diferentes, até sobre lugares que não são o deserto! 

Passamos pelo dia-a-dia de Amani e sua luta para sobreviver no harém do Sultão e do Sultim. Conhecemos Ayet, uma das mulheres do sultim que se preocupa com sua posição ali, pois as mulheres do harém costumam desaparecer misteriosamente, sem deixar nenhuma pista ou a razão de ter desaparecido. Somos apresentados também a alguns dos filhos do sultim e do Sultão. Leyla é uma das filhas do sultão que dá vontade de colocá-la no colo e abraçá-la bem forte, num primeiro momento. É uma construtora incrível! E há também o Rahim, príncipe e irmão mais velho da Leyla que já te deixa encantado por ele. Um mistério o circunda também e sinceramente, gostei mais dele do que do Jin, haha!
“Nas histórias, os homens roubam desejos. Eles trapaceiam, mentem e enganam para mudar a própria sorte. É por isso que os djinnis perventem seus desejos. Ladrões não prosperam. Mas se o desejo é concedido livremente... – Então não haveria necessidade de distorção. Eles realmente podiam conceder o desejo mais profundo de alguém.”
São tantos acontecimentos à parte da trama principal, que fica difícil falar sem dar muitos spoilers. Só que... A Vila da Poeira tá com tudo. 

O sultão... Até eu fiquei meio balançada por ele. Não parece realmente o monstro que foi pintado pelos rebeldes. Parece até mesmo ser um pai carinhoso para os filhos... Exceto o Sultim. Esse não tem jeito da gente gostar. 

O final do livro é de tirar o fôlego. Fiquei com o coração na mão – mas pensando bem, fiquei com o coração na mão durante o livro todo!


O livro é narrado pela Amani, o que torna tudo mais intimista para o leitor... É como uma conversa que te deixa agoniado, haha! A diagramação do livro é muito bonita, com um desenho intricado no começo de cada capítulo. As letras da capa são metalizadas e a cor roxa da noite é maravilhosa! Segue a mesma linha do primeiro livro! As páginas são amareladas, então torna sua leitura compulsiva agradável de acompanhar, haha!

O terceiro livro se chamará Hero at the Fall (Herói(ina) na Queda – Tradução livre da resenhista) e será lançado provavelmente em 6 de março de 2018 nos Estados Unidos. 

Sinopse: When gunslinging Amani Al'Hiza escaped her dead-end town, she never imagined she'd join a revolution, let alone lead one. But after the bloodthirsty Sultan of Miraji imprisoned the Rebel Prince Ahmed in the mythical city of Eremot, she doesn't have a choice. Armed with only her revolver, her wits, and her untameable Demdji powers, Amani must rally her skeleton crew of rebels for a rescue mission through the unforgiving desert to a place that, according to maps, doesn't exist. As she watches those she loves most lay their lives on the line against ghouls and enemy soldiers, Amani questions whether she can be the leader they need or if she is leading them all to their deaths.
“Quando a atiradora Amani Al’Hiza fugiu de sua cidade natal, ela nunca imaginou que iria se juntar a uma revolução, deixada sozinha. Mas depois que o Sultão de Miraji aprisionou o Ahmed, o Príncipe Rebelde na cidade mítica de Eremot, ela não tem muita escolha. Armada apenas com seu revólver, sua vontade e seus indomáveis poderes Demdji, Amani deve marchar com o que restou dos rebeldes numa missão através do imperdoável deserto para um lugar que, de acordo com os mapas, não existe. Conforme ela assiste aqueles que ama deixarem suas vidas na linha contra ghouls e soldados inimigos, Amani se questiona se ela pode ser a líder que eles precisam ou se ela os está liderando para suas mortes."(Tradução livre da resenhista)
A capa ainda não está disponível, mas eu já quero muito ver o final dessa trilogia, aiai meu coração!!!



11.7.17

{Lançamentos} Julho: Editora Arqueiro




Os lançamentos do mês da Editora Arqueiro estão cheio de continuações para séries já em andamento - Romance de Época incluso, pessoas amantes da paixão! - bem como uma versão completa do segundo livro mais lido nos Estados Unidos!

Confiram abaixo todos os lançamentos da editora este mês, lembrando sempre que, se clicar no nome do autor, será redirecionado à págida dedicada ao mesmo no site da editora!

MEUS DIAS COM VOCÊ

Clare Swatman

Lançamento: 3/7
Preço: R$ 39,90
Gênero: Ficção
Páginas: 288
E-book:Preço: R$ 24,99
Numa fatídica manhã, Ed e Zoe têm uma discussão terrível,algo recorrente no seu casamento em crise, e ela acaba se despedindode forma brusca quando ele sai para o trabalho.
Pouco tempo depois, um ônibus acerta a bicicleta de Ed, matando-o e deixando Zoe arrasada por não ter lhe dito quanto o amava. Se tivessem ficado mais um pouco juntos aquela manhã, ele ainda estaria vivo? Será que poderiam ter reconstruído o amor que os unira?
Após dois meses, Zoe ainda não conseguiu se conformar. De luto, decide cuidar do jardim do marido, quando acaba caindo e desmaiando. Então, algo estranho acontece: ao acordar, ela está em 1993, no dia em que conheceu Ed na faculdade.
A partir desse instante, Zoe passa a reviver momentos cruciais de sua vida e percebe que talvez tenha conseguido uma segunda chance: uma oportunidade de fazer tudo diferente, de focar naquilo que realmente importa, de mudar os rumos do relacionamento – e, quem sabe, o destino de seu grande amor.

A MALDIÇÃO DE HOLLOW

Nora Roberts

Lançamento: 3/7
Preço: R$ 39,90
Gênero: Ficção
Páginas: 272
E-book:Preço: R$ 24,99
Quando tinham apenas 10 anos, Fox, Cal e Gage libertaram um demônio aprisionado havia séculos ao fazerem um pacto de sangue sobre a Pedra Pagã. O inocente ritual deu poderes sobrenaturais aos três jovens, mas lançou uma terrível maldição sobre Hawkins Hollow: a cada sete anos, a cidade é dominada por atos de loucura, violência e destruição.
Vinte e um anos depois, esses irmãos de sangue começam a enfrentar mais um ciclo de batalhas contra o demônio, que terá seu auge no sétimo mês. Mas desta vez não estarão sozinhos: ao lado do trio de amigos estão Quinn, Layla e Cybil, três mulheres corajosas ligadas a eles pelo destino.
Fox O’Dell, o advogado da cidade, é capaz de ler mentes, um talento que compartilha com Layla Darnell. A conexão entre eles pode se tornar o trunfo de que o grupo precisa para derrotar as trevas que ameaçam engolir a cidade. Porém, Layla está tendo dificuldade em lidar com sua recém-descoberta habilidade e com a forte atração que sente por Fox.

O ÚLTIMO ADEUS

Abbi Glines

Lançamento: 3/7
Preço: R$ 29,90
Gênero: Ficção
Páginas: 224
E-book:Preço: R$ 19,99
River Kipling, mais conhecido como Capitão, está em Rosemary Beach para montar um restaurante de luxo para seu patrão. Dono de um passado sórdido e de um presente misterioso, ele não vê a hora de concluir o trabalho e ir embora da cidade para realizar seu sonho: abrir um negócio próprio à beira-mar num lugar onde ninguém tenha ouvido falar dele.
Mas, quando Capitão conhece Rose Henderson, sua ânsia de partir de repente fica em segundo plano. Há algo na risada dela que é familiar demais, e o modo como ela olha para ele o faz lembrar de alguém importante que perdeu há muito tempo. No entanto, a única coisa que Rose revela é que é uma mãe solteira que trabalha duro para sustentar a filha.
Enquanto tenta desvendar os segredos da linda ruiva de óculos engraçadinhos e curvas estonteantes e entender por que ela mexe tanto com seus sentimentos, Capitão precisa fugir da marcação cerrada de Elle, a ex-namorada que não mede esforços para afastá-lo de Rose. Ao mesmo tempo, tem que encarar os fantasmas de seu passado para se tornar um homemmelhor e construir um futuro do qual possa se orgulhar.

O DUELO DOS IMORTAIS

Colleen Houck

Lançamento: 3/7
Preço: R$ 29,90
Gênero: Ficção
Páginas: 112
E-book:Preço: R$ 19,99
Quem são os deuses que regem os caminhos e descaminhos de Amon e Lily, os corajosos heróis da série Deuses do Egito?
Antes que eles se encontrassem, antes mesmo que o caos dominasse o cosmos e os deuses  recisassem de três irmãos corajosos para combater o mal, muita coisa já estava em jogo.
Em O duelo dos imortais, vamos conhecer a história dos quatro irmãos que assistiam, com seus poderes especiais, o grande Amon-Rá no governo da Terra: Osíris, o generoso deus da agricultura, que ajuda os mortais a crescer e prosperar em seu ambiente natural.
Ísis, a linda deusa da criação, que promove a saúde e o bem-estar.
Néftis, a doce vidente, que mantém o equilíbrio entre os seres vivos e o universo.
E por último Seth, o mais jovem, que cresceu desprovido de poderes e desprezado por todos.
Quando, finalmente, os poderes de Seth se manifestam, que efeito sobre a humanidade terá a perigosa mistura de uma infância marcada pela rejeição, uma intensa paixão não correspondida e o incrível poder de desfazer coisas, pessoas... e até deuses?

UMA NOITE INESQUECÍVEL

Lisa Kleypas

Lançamento: 3/7
Preço: R$ 29,90
Gênero: Ficção
Páginas: 144
E-book:Preço: R$ 19,99
O Natal está se aproximando e Rafe Bowman acaba de chegar a Londres para uma união arranjada com Natalie Blandford. Com sua beleza estonteante e o físico imponente, ele tem certeza de que a linda aristocrata logo cairá a seus pés.
No entanto, seus terríveis modos americanos e sua péssima reputação de farrista deixam Hannah, a prima da moça, chocada. Determinada a proteger Natalie, ela vai tornar a tarefa de cortejar a jovem muito mais difícil do que Rafe esperava.
Hannah, porém, logo começa a se importar mais do que gostaria com o rude pretendente da prima. Rafe, por sua vez, passa a apreciar um pouco demais a companhia de Hannah, uma mulher forte e pragmática com um coração doce e gentil. E quando Daisy, Lillian, Annabelle e Evie, quatro amigas
inseparáveis que já conseguiram encontrar o homem de seus sonhos, decidem agir como cupidos, quem sabe o que pode acontecer?

A REVOLTA DE ATLAS

Ayn Rand 

Lançamento: 3/7
Preço: R$ 69,90
Gênero: Ficção
Páginas: 1216
E-book:Preço: R$ 44,99
Considerado o livro mais influente nos Estados Unidos depois da Bíblia, segundo a Biblioteca do Congresso Americano, A revolta de Atlas é um romance monumental. A história se passa numa época imprecisa, quando as forças políticas de esquerda estão no poder. Último baluarte do que ainda resta do capitalismo num mundo infestado de repúblicas populares, os Estados Unidos estão em decadência e sua economia caminha para o colapso.
Nesse cenário desolador em que a intervenção estatal se sobrepõe a qualquer iniciativa privada de reerguer a economia, os principais líderes da indústria, do empresariado, das ciências e das artes começam a sumir sem deixar pistas.
Com medidas arbitrárias e leis manipuladas, o Estado logo se apossa de suas propriedades e invenções mas não é capaz de manter a lucratividade de seus negócios. Mas a greve de cérebros motivada por um Estado improdutivo à beira da ruína vai cobrar um preço muito alto. E é o homem – e toda a sociedade – quem irá pagar.

10.7.17

{Resenha} Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-amada e ( um pouco ) Dramática



Título: Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-amada e ( um pouco ) Dramática
Autora: Thalita Rebouças
Editora: Arqueiro
Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.

Yay! Finalmente saiu a resenha desse livro! Vocês não tem ideia de como enrolei para acabar ele (risos). Mas vamos falar um pouco sobre a história.

“Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-amada e ( um pouco ) Dramática”, nós apresenta Tetê, apelido para Teanira que é junção dos nomes de seus avós. Na primeira página, Tetê nos conta sua indignação: seus pais a colocam na terapia por não namorar e nem se depilar, sair de casa, etc, essas coisas de adolescente.

Daí em diante, acompanhamos a protagonista no dia a dia, enfrentando uma nova escola, sua ansiedade por fazer amigos e ganhar um amor. E logo no primeiro dia de aula, ela consegue dois amigos!  O cara mais “gato” da escola dá bola para ela apesar de namorar a menina mais popular e diversos outros acontecimentos (que vocês terão que ler para saber).

Então por que eu demorei tanto para acabar esse livro? Não tenho certeza, talvez eu esteja velha demais para esse tipo de livro (risos). Minha indignação começa com a linguagem, é uma narração mais jovial, repleta de gírias que nem sei o quanto realmente são usadas no dia a dia de um adolescente.

Outro ponto que me incomodou muito é o fato de colocarem uma protagonista de quinze anos, com maturidade de doze, em um ambiente de ensino médio com maturidade de fundamental.

Certa vez eu estava lendo o livro de madrugada, me contorcendo de vergonha alheia pela personagem, e pensei “eu até me identifico com ela, gordinha, gosta de cozinhar, ler, ouvir música...o que diabos está de errado nesse livro?” Aí a iluminação me atingiu e foi como se eu tivesse descoberto o universo, me senti o moço desse gif:


Claro! A partir dessa ficha que me caiu eu entendi o que achei tão errado, não me identificava com ela como quando eu estava no ensino médio, e sim de quando estava no fundamental, na sétima/ oitava série, percebi que esse livro seria totalmente mais correto se se passasse no fundamental! Consegui terminar de ler me enganando, falando para mim mesma que se passa no fundamental (risos).

Mas isso me incomodava mais ainda! Eu no fundamental era quietinha, lia o tempo todo na sala de aula e em momentos livres, mas era amiga de todo mundo, nunca me trataram mal, mas acho que foi diferente para cada um.

Engraçado que até mesmo os barracos que se passavam na história era muito dessa época escolar (risos).

O livro realmente não me agradou, eu não sei se (repetindo) estou velha demais ou a história em si não bateu com meu espírito. Ah! Me incomodava também o fato de todo personagem dizer à Tetê: “você não é feia, só é acima do peso.” Quase o tempo inteiro tocavam no assunto do peso dela, que ela devia comer melhor, ser mais saudável e coisas desse tipo.
“Resolvi mostrar para essa garota que não existe mulher feia, existe amigo que dá conselho ruim – brincou Zeca”
O que salvou para mim foram as receitas que vieram no livro, pelo menos até antes de só terem as “saudáveis” (risos).

Experimentei fazer um biscoito amanteigado que o livro sugeriu e devo dizer que ficou uma delícia!
Enfim, para mim Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-amada e ( um pouco ) Dramática, não bateu bem como queria, me decepcionando um pouquinho, mas leiam e tirem suas conclusões, talvez vocês adorem as aventuras de Tetê!


E recomendo que deem de presente a alguma criança que esta começando essa fase de adolescência, acredito que irão adorar!

9.7.17

{O menino que vê filmes} Game of Thrones



AUTOR: George R. R Martin

ATENÇÃO: ALERTA DE SPOILER! Se você não assistiu a algum dos filmes relacionados neste post, prossiga por sua conta e risco!

Oi gente! Vem aí mais uma aguardadíssima temporada da série de mais sucesso da história das séries televisivas (não importa se você gosta ou não).

Sim! Estamos falando da aclamadíssima GAME OF THRONES, uma série original do canal HBO, baseada nas estórias de George R. R. Martin (o cruel).


George R. R. Martin, a mente criativa por trás de Game Of Thrones
E, conforme eu já prometi aqui no blog, vou tentar fazer um resumão principalmente para aqueles que não conhecem a série, mas tem curiosidade e vontade de começar a acompanhar.

Quem gosta de GOT é simplesmente fanático. Os que não conhecem se dividem entre os que têm vontade de assistir e os que têm vontade de assistir, mas não admitem rsrsrsrs

Porém, se serve de advertência, esta não é uma série pra quem tem estômago fraco. Se vai assistir, prepare-se para violência extrema e sexo desenfreado, com direito a abusos e relações incestuosas.

E então? Me acompanha nesta viagem a Westeros?

A OBRA


Game Of Thrones é obra do escritor George Raymond Richard Martin, natural de Nova Jersey, EUA.

Basicamente, a série tem como pilares os livros integrantes d'AS CRÔNICAS DE GELO E FOGO, quais sejam, O Jogo dos Tronos, A Fúria dos Reis, A Tormenta de Espadas, O Festim dos Corvos, A Dança dos Dragões e os ainda não publicados The Winds of Winter e A Dream Of Spring.

AMBIENTAÇÃO


A série, em grande parte, se passa em Westeros, um dos quatro continentes conhecidos no universo de Game Of Thrones, além de Essos e Sothoryos.

Westeros, por sua vez, é composta em parte por Sete Reinos, nação unificada por Aegon, o conquistador, e governada por um rei que ocupa o Trono de Ferro na capital Kingslanding (ou Porto Real, no Brasil).

Sete Reinos é composta por:

Reino do Norte, por séculos regido pelos nortenhos da Casa Stark, foi usurpada pelos Bolton e retomada por Sansa Stark e seu irmão bastardo Jon Snow, chamado por seus conterrâneos ao final da 6ª temporada de Rei no Norte.

Vale de Arryn, Reino do Vale e da Montanha, ou simplesmente O Vale é regido pela Casa Arryn do castelo conhecido como O Ninho da Águia.

Reino Hoare, ou Reino das Ilhas e dos Rios, reino extinto pela chegada dos Ândalos, que forçaram os Hoare a se tornarem reis das Ilhas de Ferro, atualmente regida pela casa dos Greyjoy.
As Terras Ocidentais, ou Terras do Oeste ou ainda Reino do Rochedo (antes da conquista dos Targaryan) são terras governadas pela casa dos Lannister, do castelo conhecido como Casterly Rock.

Reino da Campina (ou a Campina, após a grande conquista) é conhecida pela polidez e cavalheirismo de seus habitantes, que valorizam os torneios entre cavaleiros e os bons modos. A Campina é governada pela Casa Tyrell, do castelo de Jardim de Cima.

Reino das Terras da Tempestade é assim conhecido por causa das violentas tempestades que costumeiramente assolam a costa e é regido pela Casa Baratheon do castelo Ponta-Tempestade.

Reino de Dorne (ou apenas Dorne) é uma península governada pelos senhores da casa dos Martell de sua capital Lançassolar.

PARA ALÉM DA MURALHA


A grande muralha do Norte delimita o fim das terras dos Sete Reinos e é guardada pelos soldados conhecidos como "corvos", integrantes da Patrulha da Noite, cuja função é proteger a fronteira dos ataques dos chamados selvagens (ou Povos Livres), que vivem nas terras do Sempre Inverno.

A Patrulha da Noite 

Além de homens e mulheres, os selvagens são compostos também pelos últimos gigantes e pelos Thenn, uma raça de guerreiros descendentes dos primeiros homens.

Os Selvagens 



Por fim, além da muralha também habitam Os Outros (ou caminhantes brancos), uma raça inumana que foi supostamente exilada no norte pelos povos antigos liderados pelo guerreiro conhecido nas estórias como Azor Ahai, cujo retorno foi profetizado nas escrituras.

BRAVOS


Bravos é uma das chamadas Cidades Livres e é sede do poderoso Banco de Ferro. Governada pelo Mestre do Mar, Bravos é um arquipélago de pequenas ilhas interligadas por pontes e abriga também a chamada Casa do Preto e Branco, quartel general dos guerreiros espiões conhecidos como os Homens Sem Rosto.

Jaqen H'gar, o homem sem rosto 
Bravos também é a terra natal de Syrio Forel, espadachim que treinou Arya Stark antes da morte de Ned Stark. Syrio diz ter sido a Primeira Espada de Bravos durante vários anos.

OS DOTHRAKI

Drogo: O Khal e seu Khalasaar
Os Dothrakis são povos nômades que habitam as planícies de Essos. Assemelham-se a povos bárbaros em seus costumes e, diferentemente da maioria dos habitantes de Westeros, veneram como deus O Grande Garanhão, como reflexo da importância dos cavalos em sua cultura.

RELIGIÕES


Várias são as religiões professadas em Westeros, a saber:

- A Fé dos Sete, que consiste na adoração em uma única divindade com aspectos distintos, quais sejam: a Mãe, o Pai, o Guerreiro, o Ferreiro, a Donzela, a Velha e o Estranho (a morte).

- Os Deuses Antigos, cultuados pelos povos do Norte, Para Além da Muralha e os Filhos da Floresta. Os antigos são diversos deuses inominados que a tudo observam e são representados por rostos esculpidos nas árvores antigas.


- O Deus Afogado, divindade cultuada pelos povos das Ilhas de Ferro.

- O Deus Vermelho, ou R'hllor, também conhecido como deus da luz, cuja volta foi profetizada com o objetivo de lutar contra o Grande Outro, deus do frio e da escuridão.


PRINCIPAIS CASAS

Muitas são as casas que compões o universo de Game Of Thrones. Vamos enumerar aqui as principais, que são: Stark, Tyrell, Greyjoy, Baratheon, Targaryen, Lannister, Martell e Arryn

FINALMENTE, O ENREDO

Como sugere o nome da série, o enredo de Game Of Thrones gira em torno basicamente da disputa entre as casas de Westeros pelo Trono de Ferro, que dá ao seu ocupante o governo dos Sete Reinos.


Mas nem sempre foi assim.

Os Sete Reinos foram unificados em uma só nação por Aegon Targaryen, o conquistador. Futuramente, o trono de ferro viria a ser usurpado pela casa dos Lannister, matando Aerys II, o Rei Louco, e eliminando seus remanescentes. De alguma forma, os irmãos Viserys e Daenerys Targaryen escaparam com vida ainda crianças. Após Viserys ser assassinado pelo esposo de sua irmã, Drogo, o rei dos Dothraki, Daenerys torna-se supostamente a última de sua linhagem, a mãe dos dragões.

Daenerys está disposta a percorrer o mundo conquistando aliados para tomar o trono que julga ser seu por direito.

Cruéis, os Lannisters eliminam todos em seu caminho, como os Stark, que foram praticamente dizimados, mesmo sendo fiéis ao trono. Porém, o reinado dos Lannister está se esfacelando de dentro para fora.

Enquanto isso, Jon Snow, bastardo dos Stark e Lorde Comandante da patrulha da noite, voltou dos mortos para trazer os selvagens para dentro da muralha e engrossar as fileiras do norte contra a casa dos Bolton. Ao que tudo indica, ele e sua irmã Sansa se unirão a Daenerys para fazer frente ao reinado dos Lannister.

Porém, a guerra do grande inverno não será travada apenas entre homens. À medida que o frio se aproxima, a raça dos Outros ganha força e planeja sua ofensiva contra o reino dos homens.

Em outra frente, os irmãos Yara e Theon pretendem juntar-se também a Daenerys na guerra, tendo, porém, de enfrentar a ira de seu tio Euron.


CONCLUSÃO

Não é à toa que Game Of Thrones tornou-se uma das séries mais bem sucedidas de todos os tempos. Afinal, ela reúne elementos medievais e mágicos, mas ao mesmo tempo aborda questões inerentes a sociedade moderna como a corrupção, a inveja e a busca pelo poder a qualquer custo.

Para aqueles que já são fãs da série, como eu, a expectativa para a estréia da 7ª temporada está beirando as raias da loucura.

Para você que ainda planeja começar, um conselho: Não se apegue a absolutamente NINGUÉM. rsrs

Até a próxima, pessoal!