Menu

25.1.18

{Resenha} Crash - Quando a Paixão Explode - Crash # 1


 Oi amores. C-H-E-G-U-E-I!


 Hoje não tenho muito o que dizer aqui, porque foi difícil concluir essa resenha.
Não por conta do livro ser ruim, totalmente o contrário. Foi uma leitura bem prazerosa apesar do drama. Deu um branco sinistro que fiquei com a caneta na mão durante alguns minutos e não conseguia escrever nada (isso já tinha concluído a leitura), mas enfim... a inspiração voltou e saiu a resenha rs.
Confere aí!

*livro cedido pela editora

Sinopse:

“Para a adolescente Lucy, nada é mais importante que o balé. A dança a transporta para um mundo onde a dor, as lembranças ruins e a violência não existem. Um mundo só dela. Um dia, porém, aquela garota certinha é obrigada a mudar de escola. E é nesse novo ambiente, repleto de descobertas e Inseguranças, que conhece um garoto que só usa cinza e vive com uma toca de lã na cabeça. Jude, o maior bad boy da escola, é lindo e seria o sonho de toda garota, e talvez até o genro que todo pai pediu a Deus... se não tivesse sido preso várias vezes e não morasse num abrigo para garotos desajustados. Lucy não liga para a opinião dos outros: o mais importante é o que Jude sente por ela. E o rapaz parece disposto a abrir seu coração, ainda que um segredo que assombra o passado e o presente dos dois esteja prestes a estraçalhar essa paixão.”


Resenha


Sabe aquele livro que você lê, mas tem horas que ama e odeia? Que a leitura flui e estagna? Pois é, tive isso durante a leitura inteira.
Não sei se foi porque estava com muita expectativa, mas afirmo que foi uma ótima leitura, apesar dos altos e baixos dessa leitora que vos fala rs.
A autora soube descrever bem os problemas que a maioria dos adolescentes passa, como drogas, falta que os pais fazem na vida de uma criança/adolescente, o pensamento do futuro em ser alguém, a cobrança dos pais sobre os filhos, namoro, fofocas, amor e querer mudar o mundo para melhor... essa é o tipo de pessoa que nossa personagem Lucy é. Tem aquela vontade de salvar o mundo, de transformar algo ruim em bom.

Lucille (ou Lucy) Larson sonha em entrar em uma renomada academia de balé, e se tornar uma bailarina profissional. Seu amor e dedicação à dança lhe traz paz quando a “escuridão” quer lhe atormentar. Ela encontra ali uma válvula de escape para fugir dos problemas, do silêncio que agora virou sua casa e até mesmo da própria mãe.
Seus pais são casados e vivem juntos na mesma casa, mas algo ali parece que se partiu. Os acontecimentos levaram a tudo isso, inclusive o relacionamento com seus pais. O pai de Lucy é somente uma casca do homem forte e destemido que foi um dia, e sua mãe parece viver de mau humor, megera, vive para o trabalho, sem sorrir ou tentar ter novamente um bom relacionamento com a filha.
Com problemas financeiros, ela e seus pais são obrigados a se mudar  e viver conforme a nova realidade. Lucy está no último ano e acaba indo estudar em South Point High, sem saber que não seria fácil conviver ali.


Jude Ryder é o oposto de Lucy.
Jude é sinônimo de confusão, mas Lucy está atraída demais para enxergar o perigo que corre ao se envolver com esse bad boy.
O cara é misterioso, sexy, lindo e atraente. Vive abandonado numa casa para jovens delinquentes há cinco anos e parece que os problemas sempre o encontram... mesmo que muitas vezes a culpa não seja dele.
Depois de um encontro na praia e algumas confusões depois, os dois acabam se encontrando na mesma escola, onde Jude era famosinho entre as meninas e colocava moral nos marmanjos.

Jude e Lucy apesar de tudo acabam se envolvendo. Beijos aqui, beijos ali... mas sempre que os dois começavam a avançar no “relacionamento”,  acontece algo que os separa e deixa tudo confuso.
O passado do bad boy o deixa “preso” e o atormenta, sem se deixar viver ou até mesmo ser alguém diferente do que ele acabou se transformando durante sua infância solitária, sozinho num abrigo e sofrendo horrores nas mãos de outros garotos e até mesmo dos funcionários. Um passado bem turbulento.
Muitos acontecimentos bons e bem ruins estão envolta dos dois, mentiras, fofocas, mau caráter de alguns... uma estória que te traz a realidade de que pessoas não são cem por cento boas o tempo todo, caridosas demais, amigáveis demais... nunca é o que parece ser na realidade. E não acreditar em boca a boca, quando não se sabe o verdadeiro motivo por trás.
Lucy vê em Jude algo a mais, não somente aquele cara que vive metido em encrencas, que já foi preso inúmeras vezes... ela vê um Jude que pode ser o que quiser, basta acreditar em si mesmo e ter força de vontade. Mas será que ele quer ser salvo?


Nicole Williams me conquistou com sua escrita, seu jeito de falar sobre assuntos reais e me deixou com as emoções em conflitos muitas vezes.
Sou aquela leitora que A-M-A quando os capítulos são alternados pelos personagens, o que não aconteceu nesse livro. A estória é todinha contada por Lucy, o que me deixou um pouco desapontada. Queria ver mais a fundo os sentimentos conturbados de Jude, mas fica pra próxima né? Tem continuação vindo aí, quem sabe não seja o Jude contando tudo dessa vez? Vamos torcer.
Apesar dos altos e baixos durante a leitura, em que amei e odiei na mesma medida, posso afirmar que no começo foi bem lenta a leitura, parecia não fluir de jeito nenhum. O que achei interessante é que mesmo com esses pequenos probleminhas, não conseguia parar de ler... do meio pro final foi tiro, porrada e bomba.
Li numa rapidez que tive uma puta dificuldade em concluir essa resenha. Isso nunca tinha acontecido comigo, mas Crash tinha que ser diferentona rs.
Leitura com dramas, romance, superação, pegação e muito, muito amor.
Apesar dos pesares, é um livro que te marca do começo ao fim. Muitos acontecimentos pra um livro só. Recomendo!

TRILOGIA CRASH - NICOLE WILLIAMS



Quando vi essa foto, terminei a leitura com a fisionomia dos dois. A touca cinza que Jude usa e não tira da cabeça por nada no mundo, foi sensacional.
Crash merece o selo sim! 


 Bom, por hoje é só meus amores. Até a próxima. Tchau!


Título: Crash - Quando a Paixão Explode - Crash # 1
Autor (a): Nicole Williams
Editora: Essência

Número de Páginas: 256

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.