Menu

4.1.18

{Resenha} A Pedra Pagã - A Sina dos Sete # 3


Oi gente. C-H-E-G-U-E-I!


A pessoa está sim dando chilique, porque esse é o último livro dessa trilogia maravilhosa. Não estou sabendo lidar! 😢
Simplesmente Nora não decepciona, a cada livro que leio dela fico ainda mais fã. 💗
Confere aí a resenha!

*livro cedido pela editora

Sinopse:

“Partilhando visões de morte e fogo, os irmãos de sangue Cal, Fox e Gage, e as mulheres ligadas a eles pelo destino, Quinn, Layla e Cybil, não podem ignorar o fato de que o demônio está mais forte do que nunca e que a batalha final pela cidade de Hawkins Hollow está a poucos meses de acontecer.

A boa notícia é que eles conseguiram a arma necessária para deter o inimigo ao unir os três pedaços de jaspe-sanguíneo. A má notícia é que ainda não sabem como usá-la e o tempo está se esgotando.

Compartilhando o dom de ver o futuro, Cybil e Gage podem descobrir a resposta para esse enigma se trabalharem juntos. Só que, além de não terem nada em comum, os dois se recusam a ceder aos próprios sentimentos. Um jogador profissional como Gage sabe que se entregar a uma mulher como Cybil – com a inteligência, a força e a beleza devastadora dela – pode ser uma aposta muito alta. E qualquer erro de estratégia pode significar a diferença entre o apocalipse e o fim do pesadelo para Hawkins Hollow.

Em A Pedra Pagã, Nora Roberts encerra a emocionante trilogia A Sina do Sete, uma história sobre família, amor e amizade que consegue arrancar arrepios e suspiros de seus leitores.”

Resenha 


A Pedra Pagã é o livro final da incrível e maravilhosa Trilogia A Sina dos Sete, de uma das melhores autoras que esse mundo já teve a honra de conhecer!
Uma autora que sabe do que é capaz e nos presenteia sempre com suas estórias marcantes e inesquecíveis.

Em pleno século XXI, no México, Gage, jogador profissional e voltando para casa, e caminhando pela praia, lembrava-se de coisas do pacto com seus dois melhores amigos e irmãos de sangue Fox e Caleb.
Lembranças amargas atrelada ao que passou quando criança nas mãos do pai, do que aconteceu ao sangue misturado e derramado no chão da clareira, que foi o começo do inferno na vida dos três amigos e também de Hawkins Hollow.
Lembra também ainda estarrecido, depois que tudo “aquilo” passou, um terço de uma pedra de Jaspe Sanguíneo se encontrava na mão de três crianças jovens de dez anos, que participaram de um pacto inocente e sem nenhuma pretensão. Eles só queriam ser irmãos de sangue.
Mas aquele ato inocente para os três se transformou em algo poderosamente maléfico, diabólico, que se repetia durante sete dias, de sete em sete anos arrasando a cidade e as pessoas de Hawkins Hollow.
E por onde Gage estivesse, ao completar sete anos, ele regressava a cidade e se juntava aos seus amigos para se preparar para combater mais uma vez o mal que assolaria a cidade por sete dias infernais.


Já era maio, Gage acordou de um pesadelo horrível de sangue e fogo e se prepara para o fatídico mês de Julho, que seria tal qual seu sonho tenebroso lhe mostrara.
Mas dessa vez, além de Caleb e Fox, contavam com Quinn, Layla e Cybil, que lutariam juntos contra as forças do mal.
Caleb e Quinn estavam noivos e Fox namorava Layla. Os seis eram sensitivos, viam o passado, previam o futuro e eram parceiros/amigos, ajudando a cidade nos sete dias funestos que se aproximavam.
Combatendo a ação demoníaca e desta ultima vez, enfrentando-o para exterminá-lo, os seis amigos não pouparão esforços para que ele deixe Hollow em paz para sempre.

Sabem que será uma luta desigual, covarde, mas estão contando com suas previsões e com o Jaspe Sanguíneo (é um talismã, uma pedra que lhe dão força).
Os seis casais amigos sentem que o demônio fica a cada vez mais forte a cada aparição desastrosa. Eles ainda trabalham com conjecturas, pesquisas e as experiências de outras vindas do demônio a cidade.


Nesta ultima aparição, o demônio tem feito “visitas” se é que assombrar, intimidar, pode se chamar assim, demonstrando a sua força maléfica.
A junção de visões que Gage e Cybil compartilham (os dois previam o futuro) poderá ser a resposta para os problemas, e sem saber como fazer uso da pedra, o que dificultava ainda mais.
Apesar do romance que pairava no ar entre os dois, a tensão e o demônio não dava trégua, aparecia e destilava seu poder de formas impactantes.
Como eles farão para neutralizar de vez a ação destrutiva do demônio?
Como funcionará o Jaspe Sanguíneo? Protegendo a quem? A eles? A cidade?

Esse livro é altamente criativo, pois Nora domina o assunto que aborda a trilogia (mistério, terror), escreve com segurança e com riqueza de detalhes.
Não conseguia ler o livro a noite, pois esse envolve e fala mais do terror que os seis amigos passam até que chegue o momento de agir e acabar com tudo.
É o livro da trilogia que menos se tem cenas amorzinho, apesar de ter três casais enamorados, e Gage e Cybil com todas as tendências a “engrenar” um romance, não me decepcionou em momento algum. Ao contrário... me deixou fissurada a leitura inteira! Não poderia ser diferente.
Nora é muitíssima forte nos mistérios, nos fatos, simplesmente formidável.
Recomendo a trilogia pra quem curte um bom suspense, mistério na medida certa e aquele terror básico que arrepia até os pelinhos da nuca rs.


Termino essa trilogia com o coração apertado, já cheia de saudades de Caleb, Quinn, Fox, Layla, Gage e Cybil que me fizeram amar e adorar ainda mais as estórias de Nora Roberts, a maquina viva de fazer estórias surpreendentes e que marcam o leitor de muitas formas, e sem esperar ou imaginar como o livro terminaria.
Simplesmente muito amor por esses casais e pela trilogia.
Por hoje é só amores. Até a próxima. Tchaaau!


Título: A Pedra Pagã - A Sina dos Sete # 3
Autor (a): Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 272

1 comentários:

  1. Nora é muito versátil e uma autora inigualável!
    diva!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.