Menu

23.3.18

{Resenha} Preciso saber


Título Original: Need to know
Autora: Karen Cleveland
Editora: Planeta
Sinopse: O thriller do ano: uma analista da CIA deverá escolher entre o amor de sua família e o juramento feito a seu país
Vivian Miller é uma agente do departamento de contrainteligência da CIA, e sua tarefa é desvendar células infiltradas de inimigos russos em solo americano. A dedicada analista está muito próxima de receber a tão esperada promoção, depois de desenvolver um método revolucionário para ajudar na identificação de agentes secretos da Rússia.
Ao conseguir acesso ao computador de um potencial agente russo, Vivian descobre uma pasta de conteúdo altamente confidencial: os inimigos estariam, de fato, vivendo em pleno solo dos Estados Unidos, passando-se por cidadãos comuns.
Clique após clique, no entanto, Vivian se depara com uma verdade de consequências avassaladoras, capaz de colocar em xeque tudo o que ela mais ama.
Entre a promessa de defender seu país e o desejo de proteger sua família, Vivian é uma mulher dividida. Terá, enfim, de decidir entre a lealdade e o amor? E, diante de uma escolha como essa, em quem ela pode confiar?

Alguém, por favor, dê o prêmio de trouxa do ano para Vivian!!!


Muito bem, demorei um bocado para conseguir sentar e escrever a resenha desse livro, pois ao mesmo tempo que gostei, me senti meio “meh.”.

Vou explicar!

Vivian Miller sempre buscou seu trabalho desejado: uma analista de contrainteligência da CIA. É uma mulher inteligente, uma das melhores de sua área. Deixou sua cidade natal para viver longe da família em Washington e, coincidentemente, em seu primeiro dia de mudança conheceu o homem que seria seu futuro marido: Matt.

A vida deles é como a de qualquer assalariado com muitos filhos: dependem de dinheiro. Eles tem 4 filhos, um deles necessita de tratamento caro em saúde, o que impede que Vivian realize seu desejo de pedir uma licença e passar mais tempo em casa com os filhos, uma vez que grande parte da renda da casa vem  de seu salário. Seu trabalho é analisar perfis e buscar agentes russos ativos nos Estados Unidos. Matt é programador e ajuda na maior parte do serviço da casa. É basicamente o amável marido que deveria servir de base para todos os outros maridos.

Ao invadir o computador de um agente russo, encontra algo que faz toda sua história perder o sentido e cabe a ela salvar a sua família.

Conforme as coisas vão acontecendo, a autora nos traz flashbacks doo passado dos dois, que nos ajuda a esclarecer como acabaram no ponto em que estão. E, claro, te fazer passar raiva!

A protagonista vive em cima do muro, entre fazer o que é certo e fazer o que seu coração manda. Assume riscos perante a lei e diante das pessoas que estão envolvidas no caso. Ela possui alguns amigos do trabalho que desejam ao máximo lhe ajudar, porém ela acaba por preferir fazer tudo sozinha. As coisas se degringolam quando sua família começa a ser ameaçada.

E sabem como é uma mãe: mexer com as crias é pedir para que ela se torne uma super! Ela sabe que, não importa o que faça, seus inimigos sempre estarão ali para lhe lembrar o que querem dela. Então ela segue com sua missão até o fim.

Com os flashbacks que mencionei ali em cima, você vai descobrindo partes importantes, peças chaves de como sua vida lhe levou até o momento em que se encontra. Vivian personifica muitas mulheres que, com uma carreira promissora, acaba deixando de lado seus desejos para suprir os desejos da sua família, de seu marido. Por isso eu falei do papel de trouxa lá no começo, huahuahuah! Mas isso não é para ser cômico, mas sim trágico. Você não precisa ser uma agente da CIA para perceber que às vezes, você é manipulada por aqueles ao seu redor. Anula a si própria para viver pelo outro. E isso não deve acontecer, não se for uma mão de via dupla.

A história, para mim, demorou um pouco para avançar. Não achei tão agitado ou cheio de emoção. Algumas partes, principalmente o final, de fato me pegaram de surpresa de um jeito que fiquei pensando: Como não pensei nisso antes???

A leitura me agradou, no geral. Nenhum personagem se destacou ou foi grandioso. Apenas serviram ao seu propósito. Quanto ao enredo, acho que poderia ter sido melhor desenvolvido, espero que tenha continuação, pois foi o que deu a entender o final.

Preciso saber, de Karen Cleveland te ajuda a se distrair entre uma leitura e outra, com diálogos fáceis e mistério leve. Recomendo para começar a gostar do gênero, se ele não é muito o que você costuma ler!

Acabem com o papel de trouxa!


1 comentários:

  1. rapaz esse livro é bombástico! que enredo cheio de surpresas!
    ta bem no meu ponto

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.