Menu

9.8.18

{Resenha} A Duquesa Feia - Contos de Fadas # 3 - Eloisa James


Oie amores. C-H-E-G-U-E-I!


Mais um livro maravilhoso da Eloisa James! 💗
Venho me surpreendendo com os romances dessa autora e virando fã a cada leitura.
Vamos ao que interessa né mores?
Bora lá!


*livro cedido pela editora

Sinopse:

Baseado na história O Patinho Feio, esse é o terceiro volume da série Contos de Fadas.

“Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia? Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado. Ainda assim, os tabloides dizem que a união não durará mais do que seis meses.
Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote.
E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação. Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.”

Resenha

Quando se fala, fulana é feia, é que ela foge às estimativas da beleza clássica.
Isso não quer dizer que ela seja horrenda, dentro do quadro de feiura, pode-se encontrar um par de olhos, um par de mãos, um sorriso com dentes bonitos e se o corpo não acompanha a feiura do rosto, então a feiura vai parecer bem menos.
Theodora, a chamam de feia, desde sempre. Tanto ela como sua mãe, não dão a menor importância a esses comentários. Talvez o dote tudo possa cobrir.
Ao ficar órfã de pai, foi criada (junto com a mãe) pelo melhor amigo de seu pai, o Duque de Ashbrook, pai de James, o lindo, com quem dividiu a infância e parte da adolescência.

Só que o conde não era amigo, era ladrão, cínico e quando faliu a própria família e dilapidou bastante a fortuna de Theodora sem ela saber, sem ter como repor, fez chantagem emocional com o filho James, para que casasse com Theodora, providenciando um ou dois herdeiros, que ela nunca iria notar o desfalque em seu dote.


James ficou indignado, pois Theo (que ele chamava de Daisy) era sua única amiga, sua irmã, com quem brincava, gritava, brigava. Mas aos dezesseis anos ela tinha que debutar e arranjar um casamento.
Isso e mais a pressão do pai, fez com que James cedesse e se casasse com Daisy.
Para Theodora seria uma união por amor, pois ela o amava.
O casamento foi digno da fortuna dela, também foi consumada (foi descrito de um jeito estranho). E após dois dias de casada o sogro “atrapalhou” uma cena na biblioteca, ela saiu correndo, mas parou e voltou porque pai e filho estavam brigando e ouviu toda a trama sórdida que deu origem ao seu casamento.
Como Theodora reagiu com apena dezesseis anos, em relação ao “tutor”?
Qual a atitude de James? O que ele poderia fazer parra reverter o quadro?

O casal se separou e durante alguns anos acontece o reencontro... o que será desse casal? Será que o amor que sentem será suficiente para destruir a mágoa? E a duquesa feia ao se transformar em uma beldade terá finalmente seu final feliz?

A autora retrata muito bem a vida, as uniões, a sociedade daquele tempo, naquele país e preconceito sobre a mulher.
A estória de Theodora e James é contada com generosas pitadas de humor e com cenas bem divertidas entre o casal.
Ansiosa pela continuação.


Por hoje é só amores. 
Até a próxima.
Tchau!

Título: A Duquesa Feia - Contos de Fadas # 3
Autor (a): Eloisa James
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 272


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.