Menu

15.10.18

{Resenha} Mil palavras


Título Original: Thousand Words
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutemberg
Sinopse: O namorado de Ashleigh, Kaleb, está prestes a partir para a faculdade e a jovem está preocupada que ele se esqueça dela. Então, em uma famosa festa de final do verão, as amigas de Ashleigh sugerem que ela mande uma foto nua para ele. Antes que possa mudar de ideia, Ashleigh vai para o banheiro, tira uma foto de corpo inteiro em frente ao espelho, e aperta a tecla “enviar”.
Mas o término do relacionamento do casal é ruim e, para se vingar, Kaleb encaminha a foto para sua equipe de beisebol. Em pouco tempo, a foto viraliza, atraindo a atenção do conselho da escola, da polícia e da mídia local. A pena ordenada a Ashleigh pelo tribunal é prestar serviço comunitário, e é onde ela conhece Mack, um jovem que oferece uma nova chance de amizade, e é o único que recebeu a foto e não olhou.
A aclamada autora Jennifer Brown traz aos leitores um romance emocionante sobre honestidade, traição e redenção, amizade e atração, e integridade, mostrando que uma imagem pode valer mil palavras… mas nem sempre conta a história inteira.

Acho que um livro nunca sofreu tanto na minha mão! Ele se molhou suas vezes (sem  danos, ufa!) acidentalmente enquanto eu lia. Com sorte, está intacto, hehe! Primeira vez que isso me acontece, gente! <o> Não sou desleixada com meus livros, nunca!

Anyway, dramas pessoais do processo de leitura à parte, lhes digo que este é o primeiro livro da autora que li, embora sempre tenha sido curiosa a respeito deles. Aqui você tem resenha de outro livro da autora realizado pela Crislane, ok?

Jennifer Brown é conhecida por fazer seus livros de temas cotidianos e o tema escolhido por ela em Mil Palavras é: nudes. Sim, nudes. E as consequências que o vazamento de fotos íntimas pode ter nesse cenário.

Ashleigh – Ash – ama seu namorado Kaleb, a ponto de não conseguir e imaginar sem ele. No entanto, ele está indo para a faculdade e ela ainda precisa terminar o ensino médio. Acreditou que teriam as férias de verão juntos, mas ele está mais ocupado em passar um tempo com os amigos do que com ela. Analisando sua preocupação (e ciúmes regado a álcool) suas amigas lhe recomendam que tire um nude seu e encaminhe para ele, para mostrar o que ele tem esperando e não se interesse por outras quando for pra faculdade.

Segura de si, ela aceita a sugestão. Afinal, é uma adolescente com um corpo bem trabalhado. O que poderia dar errado? Nem todos sabem que não se deve tomar decisões com o álcool dominando sua consciência né? Mas parece o certo, então por que não faria?

Porém, sua insegurança ainda lhe domina e os dois acabam rompendo o relacionamento. Após uma brincadeira de mal gosto, seu nude vaza na internet e ela se vê bombardeada de mensagens negativas. Como se não bastasse, seu pai pode acabar perdendo o trabalho dele por causa da repercussão do caso.

Ela acaba tendo que prestar serviço comunitário e lá conhece realidades diferentes da sua, vidas muito diferentes da que ela tem.

O livro é muito interessante, a questão nos faz refletir sobre “um peso, duas medidas”. Afinal, a moça teve que pagar serviço comunitário porque seu nude vazou? Punir a vítima! O bom é que as pessoas reconhecem que o caso dela é inusitado.

Gostei de conhecer como funciona o serviço comunitário para adolescentes, pelo menos o que me foi apresentado no livro. Esse é meu trabalho atual, acompanhar adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, me deu algumas ideias boas. No livro, os adolescentes fazem aqueles folhetos informativos para adolescentes, geralmente refletindo o motivo o qual os levaram até ali.
“Uma imagem vale mil palavras... Mas não conta sua história.”
Hoje em dia é muito comum vermos a situação que aconteceu com a Ash dominarem a vida de pessoas todos os dias. É marcante e pode levar uma pessoa à um sofrimento emocional e psicológico muito grande e também é crime. Se você receber fotos íntimas de alguém, delete. Não repasse.

Os personagens são bem atrativos e nos fazem pensar em tudo o que está acontecendo. Ash é uma adolescente comum da classe média, com amigas mais ricas ou nem tanto. Vonnie é o exemplo de como tudo é temporário e pode passar se nós deixarmos. Mack é um mistério que vive sua vida um dia após o outro...

A escrita da autora me agradou bastante, faz com que você sinta vontade de continuar lendo. Ser sobre algo atual e reflexivo também ajuda bastante.

A mensagem que o livro deixa também é muito bonita. Você não pode deixar os outros definirem quem você é. Eles podem acreditar o que quiserem sobre você, porque a opinião que realmente importa é a sua e como você trata os outros. Posicione-se, sempre. Não deixe que os outros estraguem sua felicidade, okay?

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.