Menu

17.10.18

{Resenha} Os Números do Amor (The Kiss Quotient #1) – Helen Hoang


Oie amores. C-H-E-G-U-E-I!


Confere aí mais uma resenha de uma estória maravilhosa.



*livro cedido pela editora
Sinopse:

“Um romance que prova que o amor muitas vezes supera a lógica.
Já passou da hora de Stella se casar e constituir família — pelo menos é isso que sua mãe acha. Mas se relacionar com o sexo oposto não é nada fácil para ela: talentosa e bem-sucedida, a econometrista é portadora de Asperger, um transtorno do espectro autista caracterizado por dificuldades nas relações sociais. Se para ela a análise de dados é uma tarefa simples, lidar com os embaraços que uma interação cara a cara podem trazer parece uma missão impossível. Diante desse impasse, Stella bola um plano bem inusitado: contratar um acompanhante para ensiná-la a ser uma boa namorada.
Enfrentando uma pilha cada vez maior de contas, Michael Phan usa seu charme e sua aparência para conseguir um dinheiro extra. O acompanhante de luxo tem uma regra que segue à risca: nada de clientes reincidentes. Mas ele se rende à tentação de quebrá-la quando Stella entra em sua vida com uma proposta nada convencional.

Quanto mais tempo passam juntos, mais Michael se encanta com a mente brilhante de Stella. E ela, pela primeira vez, vai se sentir impelida a sair de sua zona de conforto para descobrir a equação do amor."


Resenha

As pessoas portadoras da Síndrome de Asperger tem a socialização comprometida.
E mesmo tentando mudar o “panorama”, o progresso é mínimo.
Stella Lane é brilhante na sua profissão (uma econometrista bem sucedida), desde que, não envolva gente pra conversar, conviver ou confabular. Até com os familiares é arrancado, pois para Stella o seu mundo ideal se constitui de maquinas e números, mas existe uma pessoa que não aceita, não permite que ela se feche e “exige” de sua filha um relacionamento, um amigo, e melhor ainda, um namorado. Sim, essa pessoa é sua mãe.
Stella até tentou, mas os poucos namorados que teve, só acrescentou outros traumas.

Mas querendo tranquilizar as cobranças da mãe, resolve contratar alguém para “adentrar” com ela no mundo esquisito da conversação, como seu namorado.
Seu escolhido é um garoto de programa, Michael Phan, onde Stella escolheu numa agencia, porque o perfil dele já a agradou só vendo as fotos.
Encontraram-se, jantaram, dançaram, alguns lances na cama, mas sem nenhum envolvimento de ambas as partes.
Stella chegou a desistir, por medo de se apegar ao toque, às conversas e à companhia.

Michael sentiu que Stella era alguém bem diferente das outras acompanhantes, que lhe pagavam, e foi em frente. No tempo de “namoro”, tanto Stella como Michael, trocaram aprendizados, venceram barreiras, tanto sociais, como pessoais.
Michael mostrou pra Stella, que os sentimentos podem fazer parte da equação, contornando e convivendo com qualquer síndrome.


É um livro que valeu a pena a espera. Maravilhoso, abordando um tema muito especial, atual, o autismo.
Mostra também o lado humano, quando se envolve e transforma, o lado desumano, quando abandona, ignora, esconde.
Adorei a escrita e a autora foge dos padrões: o mocinho é pobre, endividado por causa da mãe, mas com um potencial e sua profissão é alfaiate. A décadas eu não ouvia essa palavra.

Adorei a família vietnamita, a autora soube como explorar o seu lado cultural, sem entrar em choque. Os diálogos são bastante criativos.
Simplesmente uma leitura fascinante.


Por hoje é só meus amores.
Até a próxima.
Tchau!


Título: Os Números do Amor
Autor (a): Helen Hoang
Editora: Paralela
Número de Páginas: 280

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.