Menu

28.11.18

{Resenha} O Canalha do 610 - Spin-off de O Safado do 105 - Mila Wander


Oie amores. C-H-E-G-U-E-I!


Um lançamento desses bicho! 💗
Amei a leitura do começo ao fim, dei altas gargalhadas e virei fã da Mila Wander. Aquela combinação perfeita entre cenas hots e uma boa comédia. Sensacional!
Confere a resenha negrada!


*livro cedido pela editora
Sinopse:

Carlos Júnior, ou simplesmente Caju, é um canalha assumido: vive atrás de mulheres e adora ser solteiro. No entanto, depois de ser beijado por uma desconhecida no elevador, pensa que está apaixonado pela primeira vez na vida. Disposto a conquistá-la, o canalha, que nada sabe sobre amor, tenta usar os mesmos artifícios que fizeram sua cunhada se apaixonar pelo seu irmão mais novo. No entanto, ao contrário do irmão, Caju não sabe cozinhar, não dá sorte usando cuecas Calvin Klein, não tem um corpo escultural e, definitivamente, precisa ler mais sobre Clarice Lispector antes de recitar frases por aí.

Quando Emanuele, sua melhor amiga há vinte anos, termina com a namorada e fica sem ter onde morar, Caju a convida para dividir o 610 com ele a fim de ajudá-la a recomeçar a vida. Só que dividindo o teto com a amiga, Carlos descobre que Manu está interessada em experimentar o outro lado de sua bissexualidade...

Entre confusões, família, amizade e romance, os dois amigos descobrirão muito mais sobre si mesmos do que supunham conhecer, inclusive que os limites de uma grande amizade podem ir além do que imaginam.”


Resenha 

Esse livro é fabuloso! Se prepare pra rir muito!
A amizade de longa data e muito “estreita”, entre homem e mulher é frágil e com perigosas revelações.
O título do livro nos diz tudo; é alguém do sexo masculino que tem pelo menos o comportamento de um canalha. Mas há muitas facetas em um canalha.
E me parece que Carlos Júnior, conhecido como Caju não se enquadra em nenhuma.

Caju tem amigos, não “amigos”. Ele acaba cedendo parte do seu apartamento, para sua melhor amiga Manu (Emanuela) que está mal dos sentimentos, do bolso, do futuro, sem teto e precisando inclusive de um ombro amigo pra chorar. E o Caju deu os dois e o peito!
Caju é um sem noção saudável, não tem filtro na língua, mas é uma pessoa sensível, sem saber como mostrar sensibilidade. É um amigo sem papas na língua. Pronto!


Ele vem de uma família, onde o pai casou duas vezes, tem um irmão que as “almas não se batem”, é administrador formado, mas trabalha como corretor de imóveis, é muito bem sucedido, na carreira e com as mulheres. E todo homem que é pegador tem o seu lema: “Não se apegar a ninguém”.
Sua melhor amiga Manu pela decepção/traição que sofreu com a última namorada está morando com Caju e resolveu dá outra chance a si, experimentando os homens.
Ela tem um sonho fashion, ter sua própria grife. Mas por hora, apenas “gerencia” o apartamento de Caju e procura emprego onde depois além de sem teto, tem uma avô num asilo, que precisa ser pago.
E a vida segue seu ciclo, seu tempo e um dia, dada a proximidade dos dois, eles começam a se olhar de uma forma diferente. Mas acham que é a amizade muito forte.

Mais percalços picantes a parte e num domingo, num churrasco na casa do irmão, todo mundo bebe “todas”, incluindo Manu e Caju, que tem que deixar o caro e ir pra casa de táxi, pois não conseguem se sustentar de pé.
E no apartamento onde conseguem chegar, depois de um bom banho o álcool não evaporou.
Com um evento inusitado acontecendo no outro apartamento, Manu joga tudo pro alto, se entregando nos braços de Caju, e os dois colocam pra fora tudo o que estavam reprimindo.
E após a ressaca, o que ficou?
Vergonha? Vulnerabilidade? Distanciamento?
Será que voltariam a ter aquela antiga espontaneidade?
Antes da tomada de consciência, haverão outras recaídas?
Só lendo pra saber!


Mila Wander nos presenteia com uma estória divertida, engraçada e com personagens fantásticos.
Nunca ri tanto durante a leitura, pelo título se sabe que é conteúdo adulto, mas parabéns para a pedagoga pernambucana, pela mestria de fazer drama e comedia, entremeando fatos de como melhorar a vida, pensando no outro, modificando comportamentos que só afastam as pessoas, deixando-os sozinhos.
Este livro mostra o que é amizade!
Nunca havia lido nada dessa autora, mas me surpreendi por ter curtido e gostado tanto.
Recomendo demais quem gosta daquelas pitadas hots e um pouco de comédia junto. Um casal incrível com uma estória maravilhosa.


Por hoje é só amores.
Até a próxima.
Tchau!



Título: O Canalha do 610 - Spin-off de O Safado do 105
Autor (a): Mila Wander
Editora: Essência
Número de Páginas: 416

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.