Menu

18.12.18

{Resenha} Céu Sem Estrelas



Autora: Iris Figueiredo
Editora: Seguinte
Sinopse: Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide ir passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento.
Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo — e com a instabilidade de sua própria mente.

Algo importante sobre esse livro e que não contém na descrição do mesmo: esse livro tem um gatilho para quem tem crises de ansiedade e contém cenas de automutilação.

Cecília poderia estar em uma boa fase da vida: tem um emprego que gosta e está cursando uma universidade pública renomada. Porém, as coisas não estão indo bem. Ela acaba perdendo o emprego e esconde esse fato da mãe, pois sabe que isso irá causar uma briga. No entanto, a mãe acaba descobrindo e as duas discutem. Cecília é mandada passar uns dias na casa da avó, porém ela acaba indo para a casa de sua melhor amiga Iasmin, a quem sempre está aberta a recebê-la nesse tipo de conflito com a mãe.

A estadia de Cecília poderia ser algo fácil se ela não estivesse apaixonada pelo irmão de Iasmin, Bernardo, desde criança. Os dois acabam se conhecendo melhor e um romance surge, mas será que esse é o momento certo para ficarem juntos?


A edição está simples, mas com uma capa linda que representa bem a história do livro. As folhas são amarelas e de boa qualidade, as letras confortáveis a visão. A narração está em primeira pessoa e fica por conta de Cecília e Bernardo.

“E acima de tudo, como eu permitia aquilo e ainda levava a sério cada uma daquelas acusações, cada uma daquelas pessoas que tratavam meu peso como minha principal característica? O que chegava antes de mim, o ponto de referência.” Página 49

Céu Sem Estrelas é um livro bastante sensível. Nos trás temas fortes, mas que são tratados com leveza pela escrita da autora Iris Figueiredo. Sua protagonista Cecília é uma garota fora do padrão de beleza e por esse motivo tem vários problemas de autoestima, além dos problemas que tem com a mãe. O livro é um prato cheio que daria tudo para ser do jeito que eu gosto. No entanto, eu achei que faltou mais profundidade na história. Senti que todo o sofrimento de Cecília poderia ter sido melhor trabalhado, pois a personagem tinha todos os motivos para estar na situação onde se encontrava, porém a autora deu um foco especial ao romance, que ao meu ver, não ficou bacana. Eu gostaria de ter acompanhado mais de perto toda a evolução de Cecília com tantos conflitos internos. 

“Não existe um céu sem estrelas, Cecília. Mesmo quando estão cobertas pelas nuvens, ainda estão lá. A gente só não consegue enxergar.” Página 347


Mas algo que gostei muito foi o final, pois me passou veracidade. Para quem passa pelo que Cecília passou e sentiu naqueles momentos conflituosos, não deve ser fácil retomar a vida normal depois. Ah! Não posso esquecer de comentar que esse livro aborda um outro tema difícil também, mas que a autora não o conclui. Fiquei na dúvida se haveria um segundo livro. Alguém sabe me dizer?

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.