Menu

30.3.20

{Resenha} Orgulho e Paixão - MacGregors # 3 - Nora Roberts


Oie amores. C-H-E-G-U-E-I!


Voltei trazendo o terceiro livro de uma das melhores séries do mundo: O Clã MacGregor! 💗
Vocês sabem o quanto eu amo essa série e a autora loucamente, então confere aí que o casal é simplesmente sensacional.

*livro cedido pela editora

Sinopse:

“Uma mulher vibrante e criativa que não quer um envolvimento amoroso. Um homem paciente, determinado e que tem todos os passos de seu futuro traçados. Um amor que nasce de uma atração improvável, mas inegável.

Shelby Campbell é uma mulher única que sempre fugiu dos padrões estabelecidos para as mulheres que fazem parte do cenário político de Washington. E ela tem uma regra clara: nunca se envolver com políticos. Até conhecer Alan MacGregor, e entender que regras servem para ser quebradas. Alan está determinado a conseguir o que quer, e não vai deixar uma disputa de séculos entre os MacGregor e os Campbell ficar entre ele e o grande prêmio: o coração de Shelby.

Sequência da série MacGregor, Orgulho e paixão narra uma nova história da família que acha que está no topo do mundo, que vivem entre o poder e a glória. Até que os seus corações sejam roubados.”

Resenha


Quem aí sentiu saudades de um famoso patriarca, ansioso pra ter seus netinhos nos braços, cobra os filhos de todos os lados e diz que é sua esposa Anna, muito arteiro e metido a casamenteiro? 


Sim! Daniel MacGregor está de volta com sua família maravilhosa, e Orgulho e Paixão conta a estória do Senador Alan MacGregor (primogênito) e da oleira Shelby Campbell.
Os antepassados do Clã MacGregor e Clã Campbell tinham muitas rixas, e quando Daniel souber que seu filho está completamente encantado por uma moça de cabelos cor de fogo e que pertence a esse clã, vai pirar, mas talvez reveja se vale a pena ser do contra e não ver seu filho casado e lhe dando netos.

Shelby e Alan são os personagens da vez em outro sucesso de Nora Roberts, quando está nos presenteia com mais um “capítulo” do clã McGregor.
Daniel e Anna tem uma família linda e feliz, que contamina aos que chegam a ela, direta ou indiretamente. Ninguém tem escapado do fascínio dos MacGregors.

Shelby Campbell é uma pessoa descontraída, senhora de si, sem convenções, independente, trabalha em sua própria loja bem sucedida, transita com desenvoltura em qualquer ambiente. E às vezes frequenta a muita insistência da mãe Deborah, o ambiente político, mesmo porque seu pai Roberts Campbell vivia nesse mundo, se não tivesse sido assassinado em sua frente e na de seu irmão Grant.
Isso os traumatizou demais, tanto que Grant se isolou numa praia e não quis mais se envolver nesse mundo cheio de pessoas por todos os lados.
Ao contrário do irmão ela não se isolou, mas vive cada momento de sua vida com grande intensidade como se fosse o último.


Alan MacGregor, Senador da República, bonito, exala o charme que só os MacGregors têm, carismático, transita normalmente pelos eventos políticos, como se estivesse em sua própria casa.
E nunca tinha visto àquela bela mulher com cabelos avermelhados, que se vestia fora dos padrões e se movimentava pelo salão, conhece todos os frequentadores, se encaixando perfeitamente naquele ambiente. Mas quem é ela? Por que nunca a tinha visto? E ele vai até ela encantado, encontrando-a avaliando uma peça de porcelana.
Ela é ceramista de profissão (oleira), e tem sorriso e boca inesquecíveis, segundo o Senador.
Conversam e se descobrem escoceses, mas durante o papo ela descobre que ele é Senador de Massachusetts, simplesmente sentencia: “Uma pena. Não saio com políticos.” Mas ela não sabe que quando um MacGregor quer algo, ele não desiste tão fácil assim?

Para Alan, uma possibilidade de vê-la novamente é certa, para Shelby era o fim da história. Mas o destino se encarrega também de fazer sua parte. E nunca falha!
Nos eventos, (em todos) ela o encontrava e embora, dissesse a si mesma que estava segura e se mostrasse casual, no final da noite, na despedida, Alan a beijava e ia embora, como se dissesse que o cerco continuava e ela amolecia com seus presentes e telefonemas como se deixasse seu aviso: “estou viajando, mas não te esqueci, estou no páreo.”
O que ela fará, para reaver a sua força, continuar com seus princípios de não querer passar novamente a mesma dor que passou com a morte do pai? Quem será mais forte?


O amor por Alan ou o trauma que desgraçou sua família? Ela mudará de opinião?
Quem ganhará essa “briga”? Alan vai desistir com os nãos de Shelby?
É um livro fabuloso, romântico, dinâmico, divertido, com diálogos inteligentes, mas isso é apenas Nora Roberts, não poderia deixar de ser. Parabéns por mais um livro encantador.
Os momentos que mais amo nessa série, são os finais de semana em família, onde se vê o amor e o entrosamento dos pais com os filhos, e as reclamações continuas e insistentes da raposa velha sobre ter seus netos.
Já reli essa série milhares de vezes, e a cada vez que releio me apaixonado como se fosse a primeira vez que leio. Quem é fã sabe do que estou falando.
Só o que posso continuar dizendo é que, quem ainda não leu nada dessa autora mude isso agora!
O selo não poderia faltar né? Magnifica estória.


Por hoje é só amores. Até a próxima. Tchau!


Título: Orgulho e Paixão - MacGregors # 3
Autor (a): Nora Roberts
Editora: Harlequin
Número de Páginas: 192

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.